Reviews for A criança que fui chora na estrada
Lourd chapter 1 . 4/28/2013
Puxa, o tempo e seus infortúnios que nos mantêm por tanto tempo longe de leituras prazeirozas como essa! Parabéns, mellon, estava PERFEITO. E aqui vão meus trechos favoritos comentados.

O rei elfo olhou para a coroa; Oropher tinha-a na véspera do combate e só a tirara para colocar o elmo. De pouco lhe valeu; naquele dia fatídico, por causa daquela estúpida Última Aliança, Thranduil vira o pai ser decapitado, mesmo à sua frente. Vira o seu escudo ser salpicado com o sangue que também lhe corria nas veias. E, para onde quer que olhasse, vira o mesmo destino chamar os seus amigos. (Muito linda essa parte. Uma bela visão de um momento triste. Deus mesmo pra sentir pena de Thranduil. Uma perda assim, para um mortal, já significa muito. Imagine para alguém que poderia viver séculos!)

Mas árvores viçosas ardem rapidamente... (Genial, essa frase. Simplesmente genial. O tipo de comentário que fala pouco e diz MUITO! )
O jovem rei esqueceu-se que era rei e fez planos para ser pai; (Ai que lindo! Vemos tantas vezes a versão de que o pai esqueceu-se da paternidade para ser rei, que essa análise inversa atrai mesmo nossos sentidos. Perfeito!)
Legolas sobrevivera ao parto que lhe matara a mãe e a irmã. (Nossa, que coisa triste. Tão linda quanto triste...)
Thranduil secou uma lágrima solitária com as costas da mão (Por um momento eu pensei que a reação seria inversa. Aquela clássica de que ele culparia o pequeno sobrevimente. Você me surpreendeu. Parabéns.)
-Legolas, - chamou Thranduil docemente, enquanto puxava com cuidado a orelha bicuda do filho - eu sou o rei, eu sou o pai. Logo, eu mando duplamente. (kkkkkkk – adorei essa parte. Muito boa, mesmo. Engraçada e inteligente. ‘Mando duas vezes’, amei)
-Fazemos assim; passas a rei.
-Não, fazemos antes assim; hoje tens a tua reunião e amanhã és pai, sim?
-E se amanhã tiver de ser rei novamente?
Yrjan encolheu os ombros:
-Chapéu. - disse. Empurrou Thranduil em direcção às escadas - Mexe-te. (Esse diálogo foi mágico! Tú és rei hoje e amanhã serás pai!)

os senhores de guerra já lá estavam, imponentes, e Thranduil, visivelmente aborrecido, tamborilava com os dedos no braço do trono. Trocou um olhar ameaçador com Yrjan, para depois se esforçar para se concentrar e cumprir as suas funções. (Amei essa imagem de Thranduil aborrecido... muito boa mesmo.)
parabéns pela fic. Seu Thranduil é muito legal!
Abraços,
Hanajima-san chapter 1 . 4/5/2013
Olá Portuguese Irish;

Linda, muito linda.
São poucas palavras, um pequeno conto em sua bela saga, que disse muito.
Parabéns. Perfeita do início ao fim.
O belíssimo título; a citação,muito oportuna, do começo; a fluidez na narrativa ; e, como sempre, a incrível interação entre os personagens. Tudo se encaixa com suave perfeição.

Um abraço e até.
Rafaela gomes chapter 1 . 3/28/2013
Que fofo esse Thranduil irresponsável e paizão! Amei, apesar de que dá pra ver que a situação é complicada, mas todos merecem um pouco de descanso, não é mesmo?
Legolas amoroso e atencioso também ficou um fofo, amei demais esses dois. *-*
Parabéns, a fic ficou muito bem feita, e escrita, os nomes que você escolheu e a irmã gêmea que você decidiu dar ao Legolas também ficaram muito autênticos. Ameei.
SadieSil chapter 1 . 3/26/2013
Muito bonita a história. Gosto de imaginar os hiatos da vida desses personagens tão fascinantes. Hoje você me ajudou muito. Obrigada.
Sadie