Qualquer semelhança é mera coincidência. Eu não vi o filme "Sr e Sra Smith", mas como achei o enredo dele interessante, resolvi jogar para uma fic. Quem viu o filme, por favor, abstenha-se dos comentários e comparações. Primeiro porque eu quero ver o filme e não quero que ninguém me conte como foi. Segundo que apesar da história ser parecida, ainda sim, não quero que ela seja tão parecida. Estou apenas pegando a idéia emprestada, não o filme todo, me entendem?

Bem, Gundam não pertence a mim e muito menos Sr e Sra Smith. Mas mesmo assim espero que curtam a fic.
Ps: Vou postando aos poucos, porque estou colocando aqui com teste para saber como será a opinião da galera. Espero realmente que gostem. Beijos


Sr. & Sr. Yuy

Prólogo

Shinigami

A música ecoava forte das enormes caixas de som que estavam espalhadas pelo salão. O cheiro de bebida e tabaco impregnava o lugar enquanto garçons e garçonetes iam de uma ponta a outra da boate com roupas de couros justas e diminutas que mais mostravam do que escondiam pedaços de pele, os deixando expostos aos olhos gulosos e mãos curiosas dos clientes. No palanque uma jovem semi-nua usava o mastro de ferro para poder equilibrar-se e dançava e esfregava as suas coxas grossas contra o metal frio como se ele fosse um ávido amante que a molestava naquele momento ao som da música. Uma porta ao fundo da boate, que levava aos camarins, se abriu e uma figura começou a serpentear a multidão. Seus quadris mexiam-se de acordo com o ritmo da música enquanto os lábios carnudos e tentadores repetiam a ousada letra que era tocada.

Cowboy baby

With the top let back and the sunshine shining

Cowboy baby

West coast chillin with the Boone's Wine

I wanna be a Cowboy baby

Ridin at night cause I sleep all day

Cowboy baby

I can smell a pig from a mile away

Assovios e passadas de mão não foram o suficiente para divergir a atenção da pessoa que caminhava entre a multidão de sua presa. No canto do salão um homem estava sentado em uma mesa rodeado por grandes brutamontes e belas mulheres. Sua pele curtida do sol refletia as luzes coloridas da boate enquanto os seus olhos negros observavam atentos o remexer dos quadris das mulheres. Sorriu. Agora era só armar-se e dar o bote. Jogou a longa trança castanha por sobre o ombro e parou em frente ao grupo, atraindo alguns olhares para cima de si, mas não o olhar de quem estava interessado.

"Soube que alguém pediu uma dança particular." – a voz melodiosa e sensual soou um tom acima da batida da música e os orbes escuros voltaram-se para a figura a olhando de cima a baixo, apreciando o que via. Longas e delgadas pernas eram deixadas à mostra por um curto short jeans com as bordas desfiadas. Uma bota de couro marrom estilo country vinha até o meio da batata da perna da figura enquanto o torso era abraçado por um colete de couro preto. Os longos cílios negros exibiam orbes violetas brilhantes enquanto uma enorme trança pesava sobre o ombro esquerdo.

"E você, quem é?" – perguntou o homem, soltando uma nuvem de nicotina de seu charuto.

"Shinigami." – falou o rapaz. –Ao seu dispor. – e piscou um olho sinuoso. Com um movimento de mão o homem dispensou as mulheres, mandando os seus guarda-costas as pagarem enquanto via o belo homem de trança caminhar rebolativo até si e parar entre as suas pernas abertas.

"Mostre-me do que você é capaz." – falou o homem e Shinigami deu um sorriso enviesado, começando a se mexer de acordo com o a música.

I bet you'll hear my whistle blowin when my train rolls in

It goes (whistle) like dust in the wind

Stoned pimp, stoned freak, stoned out of my mind

I once was lost, but now I'm just blind

Palm trees and weeds, scabbed knees and rice

Get a map to the stars, find Heidi Fleiss

And if the price is right I'm gonna make my bid boy

And let Cali-for-ny-aye know why they call me

Os quadris começaram a se mexer sensualmente, a cintura acompanhando o ritmo imposto pelas pernas. As mãos vagavam pelo corpo esguio como se fosse um amante procurando por prazer. Shinigami deu as costas a sua presa e jogou a cabeça para trás, como se estivesse sentindo um imenso prazer com os movimentos, como se estivesse fazendo amor com a música. Virou-se novamente para encarar o homem sentando e cujos olhos estavam fixos em si. Jogou o corpo para frente e deslizou pelo torso do homem, ficando de joelhos entre as suas pernas e com a cabeça a centímetros do membro já ereto do sujeito. Sorriu enviesado quando viu os olhos escuros ficarem mais escuros ainda e o homem dar uma ofegada em antecipação sobre o que ele iria fazer. Deslizou as mãos macias pelas coxas do cliente, deixando o seu corpo roçar contra o dele e viu o sujeito fechar os olhos em êxtase, jogando a cabeça para trás do sofá. Serpenteou as mãos pelo peito dele, abrindo uns dois botões de sua blusa e brincando com os mamilos, fazendo a presa grunhir um gemido contido.

"Está gostando?" – perguntou com um hálito quente ao sussurrar na orelha do homem, que apenas deu um aceno positivo com a cabeça mais nada disse.

They told us to leave, but bet they can't make us

Why they wanna pick on me... lock me up and snort away my key

I ain't no cheat, I'm just a regular failure

I ain't outta Compton I'm straight out the trailer

Cuss like sailor... drink like a Mick

My only word of wisdom are just suck my dick

I'm flickin my Bic up and down that coast and

Keep on truckin till I fall in the ocean

Shinigami deu mais um sorriso enviesado quando viu que os seus movimentos estavam enlouquecendo o sujeito. Olhou a sua volta e percebeu que os seguranças dele estavam mais entretidos com a garota, agora nua, sobre o palco do que com o show que ele estava dando para eles. Virou novamente de costas para o homem, que abriu os olhos para observá-lo melhor e os orbes negros cravaram-se na curva do traseiro bem formado que ficava a mostra por causa do short, e que agora se mexia de maneira tentadora bem perto de seu rosto. Estendeu uma mão para tocá-la mas recebeu um tapa nela como resposta.

"Tsc, tsc." – repreendeu o rapaz de trança. –Permitido ver, proibido tocar. Regras da casa. – disse com um sorriso maroto e voltou a se esfregar no homem, que fechou os olhos novamente. Aproveitando essa distração, o rapaz caçou de dentro do bolso do short um pequeno frasco, derramando o seu conteúdo na bebida da vítima, na mesa ao lado. Feito isso, guardou o frasco novamente, passando as mãos mais uma vez sobre o peito do sujeito e se afastando de vez.

"Espero que tenha gostado do show lindinho." – piscou e lançou um beijo para ele, afastando-se e vendo que o homem deu um gole em sua bebida para poder afastar o calor que tinha surgido. Sorriu pela última vez e deu as costas, sumindo pela mesma porta de onde tinha surgido.

Cowboy

With the top let back and the sunshine shining

Cowboy

Spend all my time at Hollywood and Vine

Cowboy

Ridin at night cause I sleep all day

Cowboy

I can smell a pig from a mile away

Cowboy

With the top let back and the sunshine shining

Cowboy

With the top let back and the sunshine shining

Cowboy

Hollywood and Vine

Bateu a porta do carro e deu um sorriso, erguendo a mão e olhando com mórbido interesse para o pequeno dispositivo entre os seus dedos pálidos. Era um pequeno disco de dados que muitos estavam matando, literalmente, para conseguir as informações dentro dele. Soltou uma longa gargalhada. Com certeza a White Fang morreria ao saber que eles tinham conseguido chegar primeiro do que eles a essa informação. Ligou o motor do carro ao mesmo tempo em que via uma ambulância parar em frente à entrada da boate e uma grande comoção surgir de dentro dela. Ficou tempo o suficiente para ver o corpo de sua presa ser carregado em um saco negro para dentro da ambulância. Deu outro sorriso enviesado e pisou com força no acelerador. Sua missão estava cumprida.

Continua...