Capitulo 5 - :)

"Epílogo - Friends will be friends"

Tal qual uma criança desconsolada, Youta chora convulsionadamente durante vários minutos. Ai Amano que sempre esta ao seu lado quanto mais precisa, finalmente consegue recompor Youta. Mas ele agora se sente muito melhor. Eram lágrimas de anos e anos de saudade que lhe pesavam nos ombros. Agora ele se sente mais leve, de alma lavada e agradecido por ter tido a oportunidade de reencontrar sua mãe uma vez mais.

- Agora estou completo. Obrigado por estar ao meu lado nesse momento, Ai-chan.

- Não precisa me agradecer, Youta. Eu sempre estarei contigo. Sempre...

Youta abraça gentilmente Ai e trás ela para junto dele. Levemente se aproxima e lhe beija seus lábios macios e quentes. Ambos se entregam na sensação de amor e carinho que compartilham tão profundamente...

- Nossa! Que romântico, não é Takashi?

- Hunf! Pra mim isso é indecente, isso sim! Onde já se viu? No meio de todo mundo, Moemi?

- Larga a mão, Takashi! Deixa os dois se curtirem, cara. De repente é uma boa seguirmos o exemplo, não é mesmo Nobuko?

- Você é um apressadinho, né Koji?

Arregalando os olhos, Ai-chan e Youta param de se beijar pois eles tinham se esquecido por completo que eles não estavam a sós. Eles se afastam e ficam vermelhos de tão encabulados. Nobuko então faz uma expressão de que se lembrou de algo e corre em direção a Ai Amano. Ela para juntinho a ela e fica olhando para ela e para o Youta com uma cara de safada, como quem esta aprontando alguma coisa.

- O-oquê foi, Nobuko? Por que esta me olhando desse jeito?

- Grávida, né? Quer dizer que você e Youta foram até o fim mesmo, né?

Youta se lembra do enjôo dela no parque e finalmente conclui que foi a gravidez o motivo real. Dando alguns passos para trás, sente suas pernas fraquejarem e cai sentado, atônito.

- Ai meu Deus... e-eu... v-vou ser... pai... EU VOU SER PAI, TAKASHI! Você ouviu! Eu vou ser pai!

Tirando aquela falsa expressão de inconformado, Takashi apresenta um dos seus mais belos sorrisos: o sorriso da sinceridade e da amizade que tem por seu amalucado amigo. Então olha para o seu amigo com gentileza.

- Sim, Youta. Eu ouvi amigo. E não há ninguém melhor nesse mundo todo que não mereça essa felicidade mais do que você. Eu não entendia o porque de você se importar tanto com os outros, deixando você em segundo plano. Mas agora entendo que quando você realmente gosta de alguém, você quer sacrificar tudo pela felicidade da pessoa amada.

Youta escuta, mas quase não presta atenção no olhar carinhoso que Takashi lança para Moemi e essa fica levemente rosada. Moteuchi se levanta e passa a mão pelos cabelos de Ai-chan e pousa o rosto dela sobre sua mão. Ela sente o calor que emana de sua mão, tão quente e carinhoso.

- Te amo mais do que minha vida...

- Eu sei Youta. Você já me provou isso...

- E você me deu o maior dos presentes e a maior das honras... por isso quero formalizar: Ai Amano, quer ser minha esposa?

Se fosse outra ocasião, Ai-chan provavelmente estaria com os olhos arregalados e ficando encabulada... Mas não agora. Não... Esse é um momento mágico, e ela sente que Youta esta experimentando o mesmo que ela. Amano simplesmente fecha suas pálpebras, inspira fundo e em seguida expira. Ela abre os olhos e fita Youta profundamente nos olhos.

- Nada em minha vida me daria maior prazer, glória e honra. Sim, Youta Moteuchi, eu aceito você como meu esposo.

Youta sorri tanto quanto seus olhos que ficam umedecidos pelas lágrimas que querem gritar toda a felicidade que transborda de seu corpo. Ele inclina e lhe beija com amor e paixão, inclinando Ai Amano para trás que não encontra palavras para se exprimir... e na verdade nem quer, pois não precisa.

A felicidade é contagiante para todos que testemunham a felicidade de ambos. Entretanto, Nobuko que sente que esta prestes a chorar saca algo para passar disfarçar que esta ficando encabulada.

- Isso tudo é muito bonito, mas enrolou e enrolou, né Ai-chan? Você e o Youta sozinhos naquela casa... o quê você acha, Koji?

- E precisa perguntar? O Youta velho devia ficar malhando a Amano a noite toda, seu safardana! Há, há, há, há, há!

Em pleno beijo os dois se engasgam e começa a tossir. Se Ai-chan não estava envergonhada, agora ela queria um buraco para sumir de tanta vergonha que ela estava sentindo. Mas ele, que esta ardendo de tão encabulado que estava, passa a frente dela como que para protegê-la.

- Vo-vocês... fa-façam o favor. Vo-vocês estão deixando ela encabulada.

- Ai, que bonitinho! Mas diz ai, como foi Youta?

- Moemi ! Isso lá é pergunta que se faça? Se bem que, desde que estudávamos no ginásio, eu sabia que ele era um garanhão!

- É, quem diria que a "maninha" e o carinha de sonso eram tão safadinhos, hein? Há, há, há, há!

- CHEGA ! NINGUEM FICA TIRANDO COM MINHA CARA ! EU VOU PEGAR VOCÊS !

A presença de Youta fica poderosa e ameaçadora como se tornasse um vigilante mascarado.

- Ei, vocês não vão querer seus cafés?

Em meio a correria que estava começando, todos param e olham para a porta que dava para a parte de trás do Café. Com uma caixinha de chá de malva nas mãos, o atendente parece perplexo, já que ele se lembra de apenas três dos seis que estão no salão. Eles param e lembram do atendente que foi buscar o pedido deles. Eles se entreolham. Então começam a rir sem parar.

- Obrigado, amigo. Mas perdemos a vontade. Fica para outra vez.

- ?

E todos saem do Café: Koji de braços dados com Nobuko, Moemi segurando a mão de Takashi que, mesmo sem jeito, não tira os olhos dela. E finalmente Youta e Ai-chan. Porém, Ai se detém um pouco depois da batente da porta do Café, segurando a mão de Youta. Ele para e olha perplexo para ela. Ela limpa uma lágrima de seus olhos e sorri radiante para ele.

- Obrigada...

- Obrigado? Por quê?

- Por me fazer feliz... por me tornar humana... e agora, por me fazer ser mulher e mãe.

- Então se gostou deste presente se prepare: pretendo lhe dar mais de um presentinho. Mas esses serão depois que eu me casar contigo!

- Oh, Youta! Eu te amo!

- Eu também te amo, Ai-chan.

Eles aproximam suas cabeças e encostam testa com testa. Eles começam a fazer movimento para se beijar, mas mais à frente eles escutam Koji gritando.

- Ei, vocês dois! Querem parar com essa safadeza ai! Esperem para chegar em casa! Isso é uma via pública, sabiam! Há, há, há, há, há, há!

- Ora seu... Eu vou pegar você!

- Espere por mim, Youta!

Nobuko, Koji, Takashi e Moemi saem correndo e rindo de Youta e Ai Amano. Eles agora brincam, pois podem se encarar novamente. Agora começa uma nova fase na vida deles. E se chama "Felicidade".

Fim!

Bom esse é o fim de minha versão para o final de Vídeo Girl Ai. Na verdade foi um extra! Particularmente eu amo essa história por tudo que ela encerra. Se você também é um fã de Vídeo Girl Ai, me escreva. Espero que tenham gostado, pois eu adorei escrever sobre algo que gosto tanto. Peço desculpas por erros de português e peço a compreensão de vocês nesse ponto. Se alguém quiser enviar algum comentário, por favor me escrevam. E muito obrigado por ter lido meu conto. Domo arigatou!