Nota do autor: As personagens desta fic não me pertencem.

Capítulo 10: O Verdadeiro Vilão

O Kai e a Hilary caminhavam apressadamente pela cidade. A chuva caía com severidade sobre eles.

Kai: Temos de encontrar o caminho para a minha mansão.

Hilary: Sim. Como estarão os outros?

Kai: Devem estar bem, espero eu.

Eles correram pelas ruas. Naquela cidade imaginária não se via ninguém, nem os cães negros estavam à vista.

Os dois amigos avistaram finalmente a mansão do Kai.

Kai: Ah, ali está a mansão!

Hilary: Kai! Estou a ouvir passos novamente.

Os dois pararam. Era verdade, ouviam-se passos que se estavam a aproximar.

Kai: Mas não são passos dos cães.

Hilary: Parecem passos de uma pessoa.

Eles olharam para o fundo da rua. A Mariah vinha a correr na direcção deles. O seu cabelo rosa estava completamente ensopado, tal como as suas roupas.

Hilary: Mariah, ainda bem que não te aconteceu nada.

Mariah: Os cães mataram o Garland.

Hilary: Oh não...

Kai: Já não podemos fazer nada. Vamos até à mansão.

Eles correram até à porta da frente da mansão e tentaram abri-la, mas ela estava trancada.

Eles procuraram à volta da casa e encontraram uma janela aberta. Os três entraram na mansão pela janela.

Mariah: Ufa, ao menos aqui não chove.

Kai: Nós os três estamos aqui, mas onde estarão a Ming Ming, o Wyatt e a Julia?

Hilary: E o Tyson e a Mariam.

Mariah: Espero que estejam todos bem.

Nesse momento, o grupo começou a ouvir passos na mansão. Os três puseram-se em posição de ataque. A Mariam surgiu à porta.

Hilary: Mariam!

Mariam (aliviada): Oh, são vocês, ainda bem.

Mariah: Onde está o Tyson?

Mariam: Ele... morreu. Eu escondi o corpo dele nuns arbustos para que os cães não o encontrassem.

Hilary: Oh meu Deus, o Tyson também morreu...

Kai: Não há tempo para lamentações. Vamos até ao sótão.

As três meninas seguiram o Kai. Ele começou a subir as escadas para o primeiro andar. De repente, o degrau debaixo dos pés da Mariah cedeu e ela caiu até à cintura no degrau.

Mariah: Ai. Ajudem-me.

Os outros viraram-se para ela e tentaram ajudá-la a sair de dentro do degrau partido. De repente, a Mariah foi puxada com força para dentro do degrau e desapareceu num vazio negro.

Hilary: Mariah! Mariah!

Kai: Não podemos fazer nada agora. Vamos depressa até ao sótão!

O Kai, a Hilary e a Mariam correram pelas escadas acima, em direcção ao sótão.

---

Ainda na cidade, o Wyatt e a Julia tinham entrado no interior do prédio que tinham estado a subir. Ambos tremiam de frio.

Julia: Wyatt, acho que vamos acabar por morrer todos.

Wyatt: Não digas isso. Nós vamos sobreviver.

Julia: Acho que não... o meu irmão morreu, a Ming Ming também, o Robert, o Rick, a Matilda e os outros...

Wyatt: Calma, havemos de arranjar maneira de sobrevivermos.

Julia: Agora não podemos sair deste prédio. Aqueles cães estão à porta.

Wyatt: Não te preocupes, tenho a certeza de que o Kai, esteja ele onde estiver, vai conseguir chegar à mansão e resolver tudo.

Julia: Estou com frio.

O Wyatt aproximou-se da Julia e pôs-lhe o braço por cima do ombro.

Wyatt: Se ficarmos juntos, aquecemo-nos um ao outro.

Julia: Obrigado Wyatt.

---

O Kai e as duas meninas subiram até ao sótão. Encontraram a mesma porta que os tinha levado até ao outro mundo e ao monstro Mars.

Eles abriram a porta e um vento forte bateu em todos. Quando eles abriram os olhos, estavam numa grande sala cinzenta. As suas roupas já não estavam molhadas.

O Kai olhou à sua volta e viu que o Wyatt e a Julia também tinham aparecido na sala.

De repente, o Mars apareceu a flutuar no ar.

Mars: Pensei que conseguia reter-vos mais tempo na cidade imaginária, mas parece que não. Hum, só restam vocês cinco?

Kai: Wyatt, a Ming Ming, onde está ela?

Wyatt: Ela morreu.

Mars: Bom, parece que vou ter de matar mais alguns de vocês. Cinco sobreviventes são demais.

Kai: Já chega!

Mars: O quê?

Kai: Não vais matar mais ninguém!

Mars: Cala-te ou mato-te já!

Hilary: Nós vamos unir-nos.

Mariam: Desta vez, quem vai morrer és tu!

O Kai saltou alto e agarrou as pernas do Mars. O Mars foi puxado para o chão. A Hilary deu um murro ao Mars.

Ele levantou a mão para matar a Hilary, mas a Mariam torceu-lhe o pulso. O Wyatt deu um pontapé no estômago do Mars.

Julia (tirando uma faca do bolso): E isto é pelo meu irmão e pelos outros!

A Julia correu até ao Mars e espetou-lhe a faca no coração. O Mars gritou, enquanto se desfazia em pó.

Todos: Conseguimos!

Subitamente, uma porta apareceu na parede cinzenta.

Hilary: A porta.

Kai: Vamos.

Mariam: O quê? Tu queres entrar ali?

Kai: Tenho a certeza que o Mars não era o responsável pelo que está a acontecer, pelo menos, não completamente.

Wyatt: Quer dizer que há alguém que estava por detrás do Mars? Um chefe, talvez?

Kai: É o que vamos saber.

O Kai e os outros caminharam até à porta e abriram-na. Todos ficaram surpresos com a pessoa que estava do outro lado da porta.

Kai: Não pode ser...

Mariam: Então é você o responsável por tudo isto...

Julia: Voltaire!

Voltaire, o avô do Kai, estava no meio de uma sala, toda pintada de preto. No meio da sala havia uma estrela de rituais satânicos (credo, do que eu me fui lembrar :P)

Voltaire: Parece que vocês me descobriram.

Kai: Avô! Porque fez isto?

Voltaire: Para me vingar de ti e dos teus amigos. Ia deixar-te para o final Kai, para tu veres os teus amigos sofrer, mas pronto, vocês acabaram com o Mars.

Julia: Mas nós não fizemos mal nenhum!

Voltaire: O Kai devia sofrer por não me ter ajudado a conquistar o mundo e vocês foram os escolhidos. Criei o Mars, mas não foi suficiente para vos vencer.

Wyatt: Agora tudo faz sentido... nós estávamos na mansão do Kai, que na realidade lhe pertence a si e a cassete misteriosa estava na sua colecção de cassetes.

Voltaire: Exacto. E através desta sala, eu provoquei os acidentes dos vossos amigos, se bem que alguns de vocês tenham escapado. A Hilary devia ter morrido mordida pelos cães e o mesmo se aplicava ao Wyatt e à Julia.

Mariam: Mas então, eu sobreviveria.

Voltaira: Não. A Mariah devia ter morrido juntamente com o Garland, por causa dos cães e tu, Mariam, deverias ter morrido na armadilha das escadas, onde morreu a Mariah.

Kai: Você é um velho louco!

Voltaire: Agora vou terminar a minha vingança!

O Kai tirou da mão da Júlia a pequena faca que ela tinha usado para matar o Mars. O Voltaire pegou num pequeno frasco negro.

Voltaire: Quando uma gota do líquido deste frasco tocar em vocês, vocês morrem instantaneamente. Ahahahaha!

Hilary: Oh não!

Kai: Morra você, velho louco!

O Kai atirou a faca directamente ao frasco. Ele partiu-se, ainda na mão do Voltaire e o líquido escorreu para o braço do Voltaire.

Voltaire: Ah! Não! Não pode ser!

O braço do Voltaire começou a derreter e juntamente com ele, o resto do corpo.

Kai: Vamos embora daqui!

O Kai e os outros saíram da sala, enquanto o Voltaire morria, consumido pelo líquido negro.

Quando eles saíram da sala, viram que estavam de novo, no hall de entrada da mansão.

Wyatt: Voltámos?

Kai: Vamos já para a rua.

Hilary: Porquê?

Kai: Lembram-se que a mansão estava a arder?

Mariam: É verdade!

Eles abriram a porta principal, que agora podia ser aberta, pois anteriormente estava bloqueada pela magia do Voltaire e saíram para a rua.

Uma parte da mansão já estava a arder completamente. Não chovia porque a magia do Voltaire tinha sido quebrada.

O grupo fugiu rapidamente da mansão e chamaram os bombeiros e a polícia. A maioria da mansão já não teve salvação. Os corpos dos amigos do Kai e companhia foram encontrados na mansão, mesmo os corpos daqueles que tinham morrido na cidade imaginária. Só os corpos daqueles que tinham desaparecido por magia, como o Rick e a Mariah, não foram encontrados. O corpo do Voltaire não foi encontrado, porque se desfez.

A polícia não acreditaria se os sobreviventes dissessem que o avô do Kai tinha provocado aquilo tudo com magia, portanto, os cinco decidiram dizer que tinham saído da mansão para irem comprar algumas coisas, deixando os outros lá e quando tinham voltado, tinham visto a mansão incendiada.

Não foi possível provar o que tinha acontecido realmente, mas a policia desconfiava dos cinco sobreviventes, como se eles fossem os responsáveis pelo que tinha acontecido. Nada foi provado contra eles.

Passaram-se seis meses e todos se encontraram numa pastelaria.

Kai: Nem acredito que já passaram seis meses.

Mariam: Aquela noite mudou toda a nossa vida.

Hilary: Sim. Ainda por cima, somos suspeitos de termos matado os nossos amigos.

Julia: Tudo culpa do Voltaire!

Wyatt: Mas temos de seguir em frente.

Julia: Nunca esquecerei como morreu o meu irmão... mas agora tenho-te a ti Wyatt.

Nesses seis meses, o Wyatt tinha apoiado muito a Julia e agora os dois namoravam. A Hilary e o Kai iam pelo mesmo caminho.

Mariam: Mas houve uma coisa que eu ainda não sei.

Kai: O quê?

Mariam: Afinal, quem é que ficou encarregue de trazer a cassete de vídeo que íamos ver naquela noite?

Fim!

Ficou o mistério no ar. Quem é que devia ter trazido a cassete? Bom, deixo isso à vossa imaginação. O que acharam do final e dos cinco sobreviventes? Não se esqueçam de mandar reviews!

Personagens que morreram neste capítulo: Mariah.

Personagens Sobreviventes: Kai, Hilary, Wyatt, Mariam e Julia.

Coisas interessantes sobre a fic:

1. Originalmente, não era para serem trinta personagens na mansão, mas depois eu fui fazer uma lista das personagens e como deu à volta de 30, decidi por 30 personagens na fic.

2. Originalmente, o Hiro não participava da fic, em vez dele, o Kevin dos White Tigers iria participar, mas depois eu lembrei-me do Hiro e decidi tirar o Kevin da fic (sorte a dele ou já estava morto)

3. Pouco depois de começar a escrever a fic, decidi que iriam sobreviver cinco pessoas e, a principio seriam estas: Kai, Hilary, Wyatt, Ming Ming e Julia. Como opções alternativas tinha a Mariah, a Mariam e o Tyson. Na versão final, como podem ver, acabei por substituir a Ming Ming pela Mariam.

4. Quando comecei a escrever a fic, o vilão no final não seria o Voltaire, mas sim o Kai, que estaria a matar os seus amigos. Depois acabei por mudar de ideias e o Kai foi substituído pelo Voltaire no papel de vilão.

5. Antes de eu decidir quem iria sobreviver, eu queria que o Kai morresse também, mas, como ele é tão popular, decidi que era melhor que ele sobrevivesse, não fosse algum fã ou alguma fã do Kai tentar matar-me a mim :P

6. Inicialmente, o nome do monstro Mars, era Relue, mas depois eu estava sempre a enganar-me e escrevia Releu, por isso mudei o nome. Depois lembrei-me de pôr o Max a associar o nome do monstro a marcas de chocolate. (Faltou-me o Kit Kat, mas pronto :P)

7. Depois de eu ter decidido que a Ming Ming ia morrer e a Mariam ia sobreviver, eu tinha pensado fazer um final arrepiante. Segundo a minha ideia original, os cinco sobreviventes estariam numa esplanada, a Mariam ia-se embora e era brutalmente atropelada por um autocarro, enquanto os amigos gritavam de terror. Acabei por mudar de ideias e dei essa morte ao Miguel.

E estas são as coisas que eu mudei na fic. Se não tivesse mudado, haveria muitas diferenças na fic agora.

Por fim, aqui fica uma lista de como cada uma das personagens morreu (bem, excepto aqueles cinco) e a lista está pela ordem em que morreram.

1. Daichi – Morreu por causa da explosão dos electrodomésticos da cozinha do Kai.

2. Robert – Morreu quando um enorme pedaço de vidro de uma das janelas se cravou nas suas costas.

3. Bryan – Morreu quando, por causa do Kane, a mansão se começou a incendiar. Morreu carbonizado.

4. Kenny – Morreu quando uma faca de um armário lhe perfurou a cabeça.

5. Michael – Morreu quando uma tesoura gigante apareceu no corredor e lhe cortou os braços e as pernas.

6. Kane – Morreu quando uma seta lhe trespassou o peito, quando ele ia a subir para o primeiro andar.

7. Lee – Morreu quando uma estranha força o empurrou escadas abaixo. Ele foi embater com muita força na parede e assim morreu.

8. Rick – Morreu quando, ao saltar da janela do primeiro andar, um buraco negro se abriu aos seus pés e o sugou.

9. Matilda – Morreu quando uma bomba explodiu no primeiro andar.

10. Ozuma – Morreu quando, por causa de um terramoto, foi atirado da janela do sótão e se esborrachou no chão.

11. Johnny – Morreu quando, depois de errar uma pergunta sobre planetas, o Mars fez com que a guilhotina cortasse a cabeça ao Johnny.

12. Raul – Morreu decapitado, tal com o Johnny, por ter errado uma pergunta sobre Einstein.

13. Hiro – Morreu quando uma bola vermelha armadilhada explodiu.

14. Brooklyn – Morreu instantaneamente, porque foi o pior dançarino na prova de dança do monstro Mars.

15. Ray – Morreu quando um teto cheio de espinhos caiu sobre ele.

16. Zeo – Morreu electrocutado quando, na prova de natação, teve de atravessar um rio. Como era um cyborg, fez curto-circuito e o Zeo foi desta para melhor. Também se pode considerar que ele morreu afogado.

17. Max – Morreu pois o monstro Mars matou-o. O Mars estava farto que o Max gozasse com o nome dele.

18. Emily – Morreu na prova da escalada. A Emily foi a última a chegar ao topo da parede. Ela caiu e esborrachou-se no chão.

19. Tala – Morreu quando bebeu um líquido envenenado.

20. Miguel – Morreu quando, ao atravessar a rua, um autocarro embateu contra ele, deixando-o em bocados e salpicando sangue para cima dos seus amigos.

21. Salima – Morreu quando um corvo passou a voar por um autocarro. O autocarro desviou-se do corvo e bateu numa tampa de esgoto. A tampa foi em direcção à Salima e cortou-lhe o pescoço.

22. Garland – Morreu quando os cães negros lhe rasgaram a pele e o comeram.

23. Tyson – Morreu electrocutado quando um trovão caiu sobre ele.

24. Ming Ming – Morreu quando caiu da escada de emergência de um prédio e foi comida pelos cães negros.

25. Mariah – Morreu quando ficou presa num degrau da mansão do Kai. Os amigos tentaram ajudá-la, mas ela caiu no vazio.

26. Mars – Morreu quando a Julia lhe espetou uma faca no coração. Depois, desfez-se em pó.

27. Voltaire – Morreu porque o seu liquido negro lhe caiu na pele e o seu corpo começou a desfazer-se.

28. Hilary – Uma dos sobreviventes que eu quis que sobrevivesse até ao fim.

29. Wyatt – Sobreviveu e agora namora com a Julia. Durante a fic tive dúvidas sobre se devia matá-lo ou não, mas deixei-o sobreviver.

30. Julia – A Julia sobreviveu e, desde o inicio da fic, eu quis que ela fosse uma das sobreviventes.

31. Mariam – Sobreviveu, mas inicialmente era para morrer.

32. Kai – O Kai sobreviveu, mas inicialmente era para morrer ou ser o vilão da fic. Acabou por não ter nenhum destes dois destinos.

E fim! Prontinho, terminou a fic. Bem, tive de pensar muito numas mortes mais ou menos originais para eles. Acho que as mortes não ficaram mal de todo (afinal esta é uma fic de terror.) Obrigado por todas as reviews que me enviaram. Bom, adeus e até à próxima fic. :)