Isso não é um capítulo.

Infelizmente.

Uhn. Essa é uma história interessante...

Eu passei tanto, mas tanto tempo sem escrever nada aqui na PdN (dois anos e meio), que eu perdi o fio da meada. Convenhamos, eu não sou mais aquela garota prestes a fazer 15 anos. Eu já terminei o colegial, e muita coisa aconteceu nesse meio tempo. Então estou aqui, porque continuar a Presente de Natal de onde eu parei seria injusto. Primeiro pela mudança repentina no modo de escrever. Segundo porque depois do lançamento do sétimo livro tanta coisa mudou que eu não saberia o que fazer com o antigo projeto.

Não. Eu não estou abandonando a PdN. Eu vou reescrevê-la.

Vejamos... eu vou deixá-la bem aqui. Por enquanto. E os capítulos novos, os reescritos, serão colocados em outro link, como se fosse uma nova história. E quando eu chegar ao ponto em que parei aqui, então eu a apagarei.

É com certa dor no coração que eu paro bem aqui. Com tanta coisa para acontecer.

Reescrever a PdN, minha primogênita, é quase como reescrever parte de mim. E, diga-se de passagem, seria uma coisa que eu pensaria seriamente em fazer agora, se fosse viável.

Espero assim, acabar com as esperas intermináveis pelo próximo capítulo.

A Presente de Natal agradecerá a nova versão, agora dentro das normas da reforma ortográfica.

Se alguém, por acaso, tiver algo para me dizer, sinta-se a vontade. Pode escrever aqui, me mandar por e-mail, adicionar no Orkut ou no MSN. O meio de comunicação que desejar, ao alcance de um clique, logo ali no perfil. Prometo que a pessoa sociável logo aqui atrás da tela e do teclado terá o maior prazer em responder.

E agora, me despeço.

Não com um adeus, mas com um até logo.

Vejo vocês por ai. Cuidem-se!

Com carinho,

Shofiis :]