Essa fic começa exatamente no final do episódio Ancient Story quando Shayera após ter uma conversa dolorosa com John entra em uma sala e pergunta ao Batman sobre seu filho.

Bom é obvio que os personagens não me pertencem, essa fic não possui fins lucrativos visa apenas o entretenimento dos fãs dessa série maravilhosa.

Shayera diz: - Fale-me sobre o meu filho.

Batman: - Não acho uma boa idéia vc saber tanto sobre o futuro ..isso pode causar problemas

Shayera :- Mas o John sabe ele o viu ,isso não é justo!

Batman : Hum

Shayera : - Por favor Batman me diga como ele é .

Ele pensa um instante e diz:

- Nós não tivemos oportunidade de conversar não sei muito sobre ele mas o vi em ação.

- Me conte mais

- Vou fazer melhor que isso

Ele se levanta e mexe em seu cinto de utilidades

- Isso foi gravado enquanto estávamos no futuro...

Shayera olha emocionada aquelas imagens ali ela via o que poderia ser seu futuro ,seu filho.

- Ele é um guerreiro Shayera

As imagens duram apenas alguns segundos mas o suficiente para deixá-la confusa com um monte de sentimentos conflitantes. Alegria,orgulho e depois medo.

- Obrigada Batman ! Ela diz e sai da sala.

Os dias se seguiram sem que Shayera e John conversassem novamente, ela só conseguia pensar nas últimas palavras dele:

- Eu não serei uma marionete do destino, vc tem que saber que eu vou continuar com a Vixen.

Ouvir aquilo naquela hora a deixou com raiva muita raiva, mas logo o sentimento mudou e ao lembrar daquilo ela só sentia tristeza.

Decidiu então seguir com sua vida de super heroína, continuar com suas missões pela galáxia. Concentrou –se apenas em seu trabalho e em seu pensamento apenas o seu filho, pensar que futuramente haveria alguém tão próximo a ela lhe dava conforto.

Certo dia ela voltava de uma missão e encontrou com Diana num dos corredores da Torre.

- Olá Shayera ! Como vc está ? Já faz algum tempo que não saímos em missão juntas.

- Eu estou bem Diana.

As duas ouvem a voz de Jo´nn o marciano havia uma ameaça eminente em um planeta próximo e elas foram convocadas. Prepararam-se para partir no jato da Mulher Maravilha

- Já estamos a caminho Jo´nn . Respondeu Diana.

Partiram.

- Por que vc voltou a usar a máscara Shayera ?

- Acho que minha vida era bem mais fácil antes de eu tirá-la.

A verdade é que Shayera voltou a usar a máscara para esconder seus sentimentos e suas aflições, se sentia mais protegida com ela.

Chegaram ao planeta distante e lutaram como duas Guerreiras formidáveis que são. Derrotaram os inimigos e salvaram o dia mais uma vez.

Diana pensou que nunca vira Shayera tão concentrada e determinada ela lutou como se fosse sua última batalha. Tem sido assim ultimamente.

No retorno para a torre uma reunião foi convocada com os membros fundadores.Isso acontecia pelos menos uma vez a cada mês e fazia exatamente 30 dias que Shayera não via John, dessa vez seria inevitável. Todos entraram na sala, Shayera foi a última, ela entrou em silêncio e sentou em sua cadeira sem dizer uma palavra. John olhava para ela como se esperasse alguma coisa, ele estranhou o fato de ela estar usando a máscara. Nada aconteceu a reunião transcorreu normalmente tratando dos assuntos de sempre.

Na saída da reunião Shayera dá de cara com Vixen que aguardava John no corredor.

- Shayera ! Como está?

- Bem e vc?

- Eu estou ótima. Escuta eu não tive a chance de te agradecer por ter me ajudado lá no museu. Aquele ladrão das sombras quase me matou e vc me salvou.

- Não fui eu que salvei vc foi o John.

- Certo mas vc ajudou, eu sei. Obrigada !

- De nada. Shayera responde com uma voz seca mas cordial.

John observava de longe, ele não quis se aproximar só o fez depois que viu Shayera se afastando.

- E então amor, vamos pra casa pedir uma comidinha e passar o resto da noite na cama? Estou cansada demais para sair.

Vixen disse isso alto o suficiente para Shayera ouvir, mas não foi de propósito, foi empolgação ela fica assim, quando está perto do seu lanterna verde particular.

Isso deixa Shayera furiosa. Ela vai para o seu alojamento e tenta não imaginar Mari e John juntos, deita em sua cama e pega o vídeo com a imagem de seu filho, ela não se cansa de assistir. Nossa!Batman não sabia o quanto aquilo significava para ela. Estava tão cansada que logo adormeceu.

Dias se passaram e Shayera voltou a encontrar John e Vixen várias vezes pelos corredores da torre e em missões pelo universo. Eles se mantiveram a uma distância segura um do outro com ocasionais trocas de olhares. Quando Shayera via desmonstrações de carinho entre Mari e John algo a consumia por dentro ela tinha ganas de agarrá-lo pelo pescoço e isso acontecia com freqüência.

As festas de fim de ano estavam se aproximando e todos estavam felizes e animados como era de se esperar. Nossos heróis continuavam a combater o mal e a salvar o universo, mas até eles merecem uns dias de folga nessa época.

Todos foram para terra até mesmo Batman que é avesso a essas coisas voltou para casa, disse que não queria deixar Alfred sozinho mais uma vez. Clark foi ficar com Lois e sua família e Diana voltou para Temiscera. Na torre ficaram apenas alguns heróis de plantão e do time dos fundadores apenas Shayera permaneceu. Sentada na torre de comando ela monitorava o Universo junto com o Sr Incrível.

Até bem pouco tempo atrás Shayera não sabia o significado do Natal. No ano anterior John a fez entender mostrando quais eram as tradições dessa época e o que elas significavam.Os dois curtiram muito esse dia, ela ri ao lembrar que tentou mostrá-lo como seu povo celebrava os feriados... a briga no bar com todos aqueles brutamontes, aquilo deixou John chocado mas foi divertido e serviu para aproximar os dois ainda mais.

Seus pensamentos são interrompidos por um chamado. Uma nave de pequeno porte Humana está com problemas e precisa de ajuda.

- Eu vou verificar Sr Incrível mantenha o canal aberto.

- Sim senhora.

Enquanto isso na terra John curte um jantar na cobertura de Vixen, o clima estava perfeito um jantar maravilhoso, Mari estava linda em um vestido vermelho, mas alguma coisa não estava bem. Ele não sabia exatamente o que era. Mentira ele sabia exatamente o que era tudo estava aparentemente perfeito, mas ele também lembrava do Natal que passou com Shayera no ano anterior e embora aquilo tudo parecesse um caos na época ele se lembra que quase nunca se sentiu tão feliz. Shayera povoa os seus pensamentos."O que será que ela está fazendo agora? Onde ela está?"

Seus pensamentos são interrompidos pelos beijos de Mari, uma distração e tanto.

"Ela é linda e me ama, nunca mentiu pra mim é com ela que eu devo ficar "

A noite continuou tranqüila para os dois e acabou como sempre na cama e por que não? A química é perfeita.

O dia amanheceu e tudo voltou ao normal, os heróis voltaram a seus postos alguns continuaram na terra, mas de prontidão como sempre caso fosse necessário agir em uma emergência.

Algum tempo depois, mais um dia de trabalho e nossos heróis foram convocados. Primeiro Superman depois Batman e a Mulher Maravilha eles dariam conta do recado.

Algo ameaça um dos planetas aliados e eles foram imediatamente para lá.

Horas depois eles voltam e durante uma conversa Bruce pergunta:

- Jo´nn vc viu a Shayera ?

- Ele responde: Não. Não a vejo a algum tempo.

Os outros dizem o mesmo, mas Sr Incrível informa :

- A última vez que a vi foi a 3 dias ela estava aqui comigo na noite de Natal. Houve um chamado, um pedido de ajuda ela foi atender e tudo correu bem. Quando voltava ela disse que ia à algum lugar e depois não nos falamos mais.

- Estranho. Batman diz.

- Tente o comunicador Jo´nn

- " Mulher Gavião, Mulher Gavião aqui é a torre da liga responda"

Sem resposta...

- "Mulher Gavião responda"

Nada ainda.

Jo´nn diz :

- O comunicador pode ter apresentado algum problema não consigo rastreá-la e não posso contactá-la telepaticamente.

Jo´nn nunca conseguiu penetrar a mente de um Thanagariano não se sabe exatamente o porquê.

Superman sugere que façam uma busca pela torre e na terra, eles se dividiram e foram procurar.Antes disso ele diz:

- Talvez o John saiba o paradeiro dela vcs já tentaram falar com ele?

Batman responde :

- John está muito ocupado com outros assuntos.

E partem.