Esse capítulo complementa o anterior. Eles deveriam formar um só, mas na época em que eu escrevi, estava com pressa de postar, então coloquei a primeira parte antes de terminá-lo.

Boa leitura.

Capitulo XXII

Minutos mais tarde o casal ouviu batidas na porta e logo depois uma voz familiar:

- Hey! Eu quero ver o meu sobrinho.

- Pode entrar Wally. Disse Shayera sorrindo ao ver o amigo tão querido se aproximar.

John entregou Rex a mãe e ela o apresentou ao velocista vermelho.

- Rex esse é o tio Wally. Shayera sorria largamente.- Quer segurá-lo?

- Quero.

Shayera então acomoda o bebê nos braços do amigo que o fita sorrindo e diz:

- Ele se parece com você Shay, é muito bonito. Vai arrasar o coração das menininhas. Hahahaha.

- Como você faz? Pergunta John.

- Como eu não. Se ele for assim com certeza terá herdado isso de você.

John olhou para ele sério e depois para Shayera que estava sentada ao seu lado e tocou os lábios dele com os seus levemente.

- Que viagem pessoal! Então tudo aconteceu mesmo como você viu no futuro John. Aquele cara que você conheceu é esse pequenininho aqui. Isso é muito legal!

Logo Superman, Diana, Jo´n e os outros vieram para conhecer o pequeno Rex Stewart Holl.

- Ele é mesmo muito bonito. Disse Superman.- Parabéns aos dois.

- É...daqui a pouco podem ser você e a Lois nessa situação. Disse Flash provocando o Homem de aço.- Ou também Diana e Batman...

Quando Flash disse isso Diana o fitou com olhar de espanto.

- O quê?? Vocês acham mesmo que ninguém sabe sobre vocês dois?

A princesa amazona ficou sem ação, os seis membros fundadores que estavam no quarto riram da situação.

- Então vocês sabem?

- É claro Diana, Bruce pode ser muito bom em esconder as coisas e viver envolto em mistério, mas você definitivamente não é. Disse o Superman.

Diana sorriu encabulada.

- Por falar nisso onde ele está?

- Bruce Wayne está na Austrália envolvido em seus negócios. Respondeu Diana.

Horas mais tarde John, Shayera e o filho estavam sozinhos em um dos quartos do alojamento. Shayera tinha o pequeno Rex no colo e o amamentava, sentada em uma poltrona. John admirava a cena encantado e com um sorriso acalentador na face.

Shayera que até então fitava o rosto do filho, olha para ele e pergunta:

- No que está pensando?

- No quanto esse mundo dá voltas, mas mesmo assim não conseguimos fugir do destino.

- Achei que não acreditasse em destino. Ela diz sorrindo.

- Eu também, mas diante de tudo o que aconteceu, eu não tenho mais como negar que era destino você ser minha mulher e nós termos um filho. Por mais que eu quisesse negar, tudo conspirou para que nós chegássemos a esse ponto.

Shayera voltou a olhar para o menino em seu colo que também a fitava. John aproximou-se dela sentando ao seu lado e tocou sua face delicadamente.

- Eu estou muito feliz sabia?

- Sim. Eu sei disso porque também estou. Eu te amo. Ela declarou antes de beijá-lo de forma carinhosa.

- Amanhã vamos levar Rex para casa. Ele disse.

Deixem comentários.