N/a: AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHH, gomen, erros técnicos ocorreram, logo repostando!!! T.T

2° Parte

'**=-Amigos, amigos, namoradas ciumentas a parte... De preferência... -=**'

- RESPONDIIIIIII!!!!!!!!!!!-

-A... alo?-

-VACA! CADE O SUIKOTSU? –

-Suikotsu? Que Suikotsu? "Querida" acho que você ligou errado... -

-ERRADO? COMO VOCÊ OUSA MENTIR TÃO DESCARADAMENTTTTTTTTEEEEEEE??????????????? -

-"Querida" NÃO TEM NENHUM SUIKOTSU AQUI!!! VOCÊ E SURDA? –

-Será... Que eu liguei errado?- disse a garota com uma voz pensativa.

-Acordaaaa, isso e obvio! – Kikyou disse com tanta firmeza em sua voz que a garota ficou toda confusa.

-S-será? E-eu... Errr... D-Desculpe Eu... –

-Esta Certo! Não ligue mais! – Kikyou corta a frase da garota com uma frieza tão grande que quase convenceu Suikotsu e ela mesma de que o celular era dela.

-C-certo... Foi Mal... S-sorry! – Diz a garota completamente errada e confusa, e em seguida desliga.

-Sua... Namorada? – Diz Kikyou de Cabeça baixa, seu olhar estava totalmente destinado ao aparelho em suas mãos, estas se mexiam consecutivamente levando o aparelho de uma para a outra, ela esperava um pouco nervosa a resposta, embora aparentasse estar calma.

-É... – Diz ele meio triste, por que ela tinha que ter ligado justo agora? Que momento mais inoportuno, ela tinha estragado tudo! E o pior ele não tinha nem como negar, por que a primeira coisa que ela havia dito era para ele chegar mais cedo ao colégio para que eles poderem passar mais tempo juntos, mais que droga, ela era uma estúpida.

-Hmmm... – Kikyou nem se espantou com a resposta, afinal ela tinha certeza de que eles eram namorados, seja lá quem fosse à garota.

# Ah! O que eu esperava? Que um gato desses fosse solteiro? Ah, Ai já e gozação! Era de se esperar que ele tivesse uma namorada, e também era de se esperar que ela fosse ciumenta, afinal o rapaz é muito bonito, ela tem mais e que cuidar bem dele... #

-Eu acho que vai ligar de novo... – Diz ela levantando o rosto e olhando para ele a tempo de ver a expressão de ' Foda-se ' dele.

- O telefone vai estar ocupado! –

-Vai?-

-Vai! Me da ele aqui rapidinho que eu preciso ligar para um dos meus irmãos, eles devem estar preocupados, eu sumi! –

-Ta... – Diz ela entregando o celular para ele.

-E alem do mais eles precisam vir me buscar, eu não posso passar a noite aqui,e eu tow sem moto, e mesmo que tivesse não posso dirigir nesse estado!– Disse isso digitando rápido um numero, e ficando com o celular na mão, enquanto eles ouviam chamar. (Pra quem não sabe o celular estava no Viva-Voz, e pra quem não sabe viva voz e quando o celular esta com som externo, da pra você ouvir a voz e falar com a pessoa do outro lado sem precisar encostar o celular no ouvido, foi assim que ele ouviu a namorada dele falando (** Vc's Não sabem dissu? Ù.Ú Onde e que vc's estavam? Numa ilha deserta, Isolada da civilização? Ù.Ú **)... )

"-Alo. – "

-Alo... Bankotsu? –

"-Suikotsu? Ei Mano onde e que tu ta? –"

-Me pegaram vei!- (** Vei – Abreviação de Veiu, Velhu **)

"-Quem? Tu ta legal Brow? - "

-Eu tow bem brow, uma Garota me salvou! –

"-Garota vei? – "

-E pow! Eu tow na casa dela! Tow bem, ela me fez uns curativos, tow legal! Mais tipo... Eu tow meio machucado não da pra dirigir a moto! Alias nem deu pra eu pegar a moto eles me encurralaram antes!-

"-Quem te encurralou brow? –"

-Sinceramente, brow assim não e o melhor jeito de eu falar com você, a sim, eu liguei para pedir pra você vir me pegar, o Endereço é... – Fez um sinal para Kikyou perguntando qual era o endereço, esta o anotou em o papel deu para ele e em seguida se levantou, e andou ate fora da casa não queria atrapalhar o telefonema.

Saiu da sala deixando Suikotsu com uma cara de ' Ei pow pra onde tu vai?' mais ele continuou a falar com Bankotsu, ela saio e foi para a varanda de sua casa na qual encostou seus cotovelos e ficou admirando a ser sincera ela estava meio desapontada, ele tinha namorada, pra falar a verdade não era o fato de ele ter namorada, era o fato de ele te-lá beijado, ele havia traído a namorada dele, com ELA! Isso era o problema ela tinha sido a outra... # Ah desencana, foi só um selinho! # pensou ela mesma tentando aliviar sua culpa # Ah, quer saber Foda-se! Eu não sabia! Não sabia que ele tinha namorada! Ele sabia! Então ele a traiu eu fui apenas usada! Ele sabia devia ter... Não ter feito aquilo! # Ah, ela realmente estava chateada! (** por besteira :P **)

-Oi... – Disse Suikotsu se aproximando dela.

- ¬¬ Oi ¬¬ - Disse ela sem ao menos se virar para ele.

-Linda noite não? – Disse ele depois de um tempo pensando em o que falar.

-É.... –

-Você ta legal? – disse ele copiando a ação dela e ficando com os cotovelos apoiados na varanda olhando a lua.

-Estou! – Disse ela meio sarcástica – E por que não estaria? –

-Não sei... Por que não estaria? –

-Estaria e estou Ótima! – disse ainda sem olhá-lo.

# Ai um cinismo! ... A pow! Mais se eu tivesse uma namorada daquelas eu já teria me jogado de um penhasco! Afff... Ela grita muito... Parece a Kagome... Eu hein! Tenho e pena deli! # quando concluiu o seu pensamento olhou para ele com um olhar de pena, e em seguida começou a rir pela comparação que fizera!

-Que foi menina doida?-

-Nada, nada... – Disse ela se recompondo após seu ataque de riso. – Vamos entrar, aqui ta frio... você ta sem blusa... – Disse empurrando ele para dentro.

Dentro da casa ele foi acabar de comer o seu macarrão enquanto a interrogava e vice-versa.

-Mais i ai? Quantos irmão você tem? –

-Eu tenho 7! –

-hmmm... –

-Legal é a nossa denominação... Bankotsu_ the crasy , Suikotsu_ O foda , Jakotsu_ O gay, Renkotsu_ o traiçoeiro, Mukotsu _O feio, Kyôkotsu e Ginkotsu_ os gêmeos... –

-Eles são gêmeos? –

-Não... Mais são muito parecidos... Todo mundo pergunta a mesma coisa, eles são igualmente feios... –

-hmmm... E você e o foda? –

-Bem de nos 7 eu sou o mais... Mais do grupo do Narak eu diria que eu fico em terceiro Lugar, 1° ele, 2° o Kouga, 3° Eu...! -

-Kouga? –

-É, o Yokai lobo... Solteiro agora... Bem na verdade por que quer, tem um bando de garotas atrás dele... Mais bem... Ele Prefere só uma... Que e comprometida... –

-Quem? – (** Kikyou doida para saber das fofocas U.U **)

-A Kagome Higurashi, Namorada do Inu-Yasha, garota pela qual ele e Inu-Yasha já entraram em varias brigas, as vezes o Inu-Yasha ganha,as vezes quem ganha e o Kouga... Mais a Kagome nunca deixa u Inu-Yasha, nem ele deixa ela, ele e o cachorro dela, se ela mandasse ele sentar acho que ele sentava... – (** Nois sabemus q issu e verdade né? ^^''' ** )

- hmmm... Bem isso não importa... ¬¬ -

Toc. Toc. Toc.

Batem na porta.

-Deve ser o Bankotsu... –

- Ah ele nunca ouviu falar em campainha não? U.U –

- Talvez... Mais isso importa?... –

-Ele já bateu na porta mesmo... U.U –

-Você abri? –

-Ta... -

Ela levanta, caminha ate a porta, quando abri se depara com um belo rapaz, alto, de longos cabelos pretos amarrados em uma trança, com a franja caída sobre sua testa, na qual havia uma cruz roxa tatuada (** por assim dizer, pq eu num sei se aquilu e permanente ou sai cum água **) que só era possível se ver pela abertura na franja.

-Oi... Por acaso o Suikotsu ta ai?- Diz ele olhando estranhamente para a garota.

-Ta, entra ai... – (** U.U q garota mais inconsequenti, já pensou se eles resolvem abusar da coitada? U.U **)...( ** até que não seria má idéia né? **)

Kikyou espera ele entrar e fecha a porta, ele olha para a sala e vê Suikotsu vestindo a blusa.

-Suikotsu! –

-Ae mano!-

Os dois se Abraçam, batem nas costas um do outro e tal.

-Ae, mano essa daqui e a Kikyou, a garota que me salvou! –

( as carinhas deles, de vez em quando, estaram dentro de (... Carinhas ....) issu ai! )

-Oi – (... :D ...) Diz comum sorriso estúpido no rosto.

-Cara valeu mesmo Garota! Te agradeço! – Diz Bankotsu - Vamos mano? –

-Vamos! Kikyou... – Suikotsu se vira para ela – Valeu ai... E tchau! (... :/ ... )

-Ah por nada! - (... :D ...) – Tchau... – (... :/ ...)

Eles dão dois beijinhos no rosto, um de cada lado, ela se encaminha ate a porta e a abre, deixando os dois belos rapazes saírem.

-Ate Amanhã? – Suikotsu Ainda fala enquanto Bankotsu liga a Moto.

-Hmmm... Ate ! – (... ^ ^ ... )

Suikotsu não disfarça um sorriso, pega a mão da garota e beija-a.

-Te espero amanhã na escola! –

-Ta! – (... ^_^''' ... )

Ele vai ate a rua e monta na moto, bota o capacete, acena para ela e vai embora. Ela acena de volta e fecha a porta logo depois de ele ir.

(** acharam que eu ia fazer eles abusarem dela, né? Não pow! Ela não merece... ainda.... **)

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Algum tempo depois...

-Suikotsu! –

-Oi... - (... :/ ... )

-Pow demorou né brother? –

-É.... - (... :/ ...)

-Eu sei por que ele demorou... – Diz Bankotsu com um ar nada agradável.

- Por que? – perguntam os 5 irmãos em unisono.

-Ele estava com uma garota muito gostosa!... –

Suikotsu que já estava entrando em seu quarto, parou e virou e esperou ele continuar a frase.

-Quando eu cheguei lá ele estava botando a blusa... Vocês imaginam o que ele estava fazendo não? –

Suikotsu olha com muita raiva para seu irmão.

-Escuta aqui... – diz ele com um tom baixo e calmo na medida do possível, caminhando ate seu irmão – 1° EU NÃO ESTAVA COM ELA! , 2° ELA NÃO E UMA DESSAS PUTAS QUE VOCÊ PEGA E QUE DÁ PARA O PRIMEIRO QUE APARECE LOGO QUE VÊ, E , 3° NUNCA AQUELA GAROTA BOA DO JEITO QUE É DARIA PRA MIM DE PRIMEIRA... -

-É... Mais com um corpo daqueles ela daria uma boa ' puta '... –

Suikotsu pula em cima de Bankotsu e lhe dá um muro.

-NUNCA FALE ISSO DELA! OUVIU BEM? NUNCA MAIS REPITA ISSO!!!!!!!! –

Suikotsu sai de cima dele (que estava com a boca sangrando ) e faz seu percurso de volta lento.

-Porra, você me bateu... Doeu! – Disse ele limpando o sangue que saia de sua boca.

-Ótimo! Que sirva de aviso para todos os que quiserem falar dela! – Entra no seu quarto e bate a porta com força.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

-Tadaima!!! – Diz Kaede no interfone.

-OI... – Soa a voz de Kikyou de volta pelo interfone, a luz que indicava o quarto dela esta brilhando.

-Eu trouxe o jantar! Desce! –

-Ta! –

Em menos de 5 minutos Kikyou já descia pelas escadas, agora com uma roupa diferente, blusa de alçinha azul bebê ( a qual usava sem sutiã ), e um short da mesma cor e curto, cabelos ainda molhados (vestígios do banho que a pouco tinha tomado) e penteados.

-Vai dormir? –

-Ia... –

-E com fome? –

-É... Hehe... – (... :P ... )

-Tá, vem comer logo! –

Kikyou seguiu sua irmã ate a cozinha.

-Onde você estava? –

-Trabalhando ora! Fiz Hora extra hoje! –

-A por isso você esta com essa roupa é? – disse Kikyou se referindo a vestimenta da irmã que usava, um blazer azul marinho aberto com uma blusa cor creme por baixo, e uma saia que vai ate o joelho também azul marinho.

-E você quer que eu vá trabalhar como? – Diz Kaede num tom sarcástico.

-Ta bom, ta bom, num me engole . –

-... – (... : ^/ ... ) – Como foi seu 2° dia de aula? –

-Péssimo! (... U_U ... ) Me perdi no colégio! –

-Ah... HUAHUAHUA... –

-Ai nossa, que engraçado... – (... ¬¬ ...) Diz Kikyou sarcástica.

-Ah... – diz Kaede mudando totalmente o tom de voz, e ficando seria. –O Sr. Tsukiyno Ligou! Perguntou se você estava precisando de algo? –

-O papai? –

-O seu pai! – Corrigiu Kaede rapidamente.

-Você ainda esta com raiva dele? –

-E você não esta? –

-Não tanto quanto antes... –

-E o que te segura aqui ainda? Volta para os EUA... – Diz Kaede com ar de pouco caso.

-Ta me expulsando? – ( ... o.O ... )

-Tow perguntando... ! –

-Bem ainda tenho um pouco de magoas... -

-hmmm... Ta certo! –

-Mais sim i ai o que ele disse? –

-Só perguntou se você precisava de mais dinheiro, se você queria voltar, se eu tava precisando de dinheiro, se o dinheiro que ele mandava tava dando para te manter, e que se você quisesse mais dinheiro a sua conta tava cheia, e a minha também, e mais um bando de baboseiras... Conhece ele, né? Acha que tudo se resolve com dinheiro, só liga pra saber se agente precisa de mais dinheiro nunca para saber se agente ta bem... Só dinheiro, dinheiro, dinheiro, dá e raiva! –

-Pow e ele ainda quer mandar mais dinheiro? Mais ele manda quase um milhão de dólares por mês e inda quer mandar mais? Ele acha q agente faz o que com dinheiro? –

-Sei lá! Pelo menos ele não e pão duro! –

-Pelo menos isso mais também... –

-Ah ele disse que vai ligar para Você amanhã, disse que quer falar com você... –

-Ah - (... :/ ... )

-Vem senta logo e come que ta uma delicia! – Diz Kaede depois de acabar de mastigar.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Já era tarde, mais ele não se importava, estava preocupado...

# Kagome... Por que você mentiu para mim? #

Pensa o rapaz de 16 anos, se sentando num banco do parque, parando para olhar ao redor, era um belo lugar, cheio de arvores, com via para bicicletas, com bancos de madeira marrons (** Ai vocês falam ' não, madeira rosa! ' mais tem madeira amarela (** Amarela? ** ) Sei lá q cor e aquela mais num e marrom!**) Bem cuidados, e tinha uma boa vista para a lua (pelo menos do lugar onde ele estava sentado). Ele olhou para a lua...

# Ah Kagome, o que esta acontecendo com você? Eu te ajudo meu amor! Confia em mim... KUSO! (¨ merda ¨) O que Você fez Hein Inu-Yasha No Taisho? Você deve ter feito algo não é? Para Ela estar daquele jeito? Claro e culpa sua Seu Baka! ( ¨Idiota¨) ... Mais o que eu fiz???? #

Pensou o garoto desesperado

# Eu não fiz nada! #

Pensou convicto

# ... Faz tempo que eu não vejo a Kagome daquele jeito, tão... Tão... Sei lá sensível, parecendo a Kagome que eu conheci há alguns anos... Aquela garotinha frágil, que eu tinha tanto medo de quebrar, aquela garotinha que vivia falando de sentimentos, aquela garotinha tão... Tão... Tão PER-FEI-TA! #

O garoto viajava em suas lembranças... Aos poucos foi sem formando um sorriso nos seus lábios, momentos tão bons...

#Aquela Kagome dos velhos tempos... Tão diferente da de agora, a Kagome de agora é poderosa, independente, forte, e aparentemente sem sentimentos... Bem não posso negar que isso me atrai bastante, mais tenho saudades da Kagome de antes... A mesma Kagome que eu vi hoje, mais Incrivelmente isso não me deixou feliz... Acho que por que por traz serenidade toda Havia uma dor enorme, eu sei disso! E a culpa é minha! #

Ele esmurrou o banco onde estava sentado.

# Droga o que eu fiz? Tava tudo tão bem hoje de manhã, agente ate deu um fora naquela menininha que disse que queria ficar comigo... Ela estava tão feliz... Ate brigou com aquela outra garota lá... #

Seus Olhos se Abriram Rapidamente, e permaneceram arregalados.

-Kikyou... – Murmurou.

# Aquela garota, aquela garota estressada que me deu uma tapa, e sem eu ter feito nada! Aquela garota chata... E Feia!... Feia? FEIA? Ela não é feia... Ela é uma ridícula!... Isso mesmo Inu-Yasha ela é Ridícula! RI-DI-CU-LA! ... RIDICULA? Ah Inu-Yasha No Taisho A quem você quer enganar? Você acha ela linda! Muito Linda! Ela é simplesmente... Ah, te Mata Inu-Yasha No Taisho, Foco! Kagome, Você tem que ajudar a Kagome! ... Kikyou... Ah merda, O que você esta Fazendo Seu Cérebro maldito? Para de botar a Imagem dessa tosca na minha cabeça! Essa Ridícula ta me atrapalhando! Exatamente por que você esta pensando nela então Inu-Yasha No Taisho? ... Ah num sou 'EU' é u meu cérebro maldito que ta de putaria com a minha cara!... #

(/ - Kagome Pare!!!- \)

Inu-Yasha olhou para frente estático.

(/- Hã?- Kagome virou para traz espantada – O que você disse Amor?- \)

Ele fechou o punho.

(/ - Disse para Parar! Por acaso a garota lhe fez algo? Não Foi você que começou então pare... Estou cansado disso... Será que você poderia 'AMADURECER'?- \)

Ele Apertou mais o punho, fazendo suas unhas grandes doerem de encontro com sua pele.

(/ O.O

-Inu... Inu... Inu... y... y... Yasha? – Disse Kagome muito espantada – Por que você esta defendendo ela?- \)

Ele lançou seus punhos contra ar com raiva.

# É Por isso que ela esta com raiva! Seu Baka (¨Idiota¨) por que Você tinha que defender Aquela Ridícula? 'Defender Aquela Ridícula' ? E quem disse que eu defendi aquela ridícula? Ora, eu tenho mais o que fazer! ... Mais... Ela não tinha feito nada... Você por acaso esta querendo dizer que você defendeu ela Inu-Yasha No Taisho? NÃO! ... Ah meu deus eu estava defendendo ela! Por quê? Ela é uma ridícula! Para com isso Inu-Yasha Ela é Linda! Linda... Gostosa, charmosa, poderosa... AHHHHHHHHHHHHH já chega, vamos parar por aqui meu celebro #

Ele se levantou subiu na sua moto e foi embora deixando uma nuvem de poeira para traz.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Kikyou se jogou na cama, estava cansada.

-Ahhhh..... – Ela se espreguiçou. – Pow! Esse dia ate que valeu a pena!... Suikotsu... – ela fechou os olhos.

(/ -E impossível esquecer um rosto tão lindo... – Disse pegando o queixo da dela e levantando seu rosto sutilmente, deixando ela levemente vermelha.\)

Ela sorri levemente.

(/

-Hai... -

Ele começa a desabotoar a blusa, deixando a mostra seu tórax muito bem desenvolvido. (detalhe ele ta olhando para baixo.)

O.O

Kikyou fica muito espantada, com medo do que se seguiria.

Mais um botão...

Kikyou fica vermelha.

Mais um botão...

Kikyou sua frio.

Mais um botão...

Kikyou estala os dedos de tão nervosa.

Mais um botão...

Kikyou olha mais atentamente, falta um botão.

Mais um botão... O ultimo, Ele tira a blusa completamente.

Kikyou morde os lábios, como ele era... Era... Era... GOSTOSO! \)

Ela fica um pouco vermelha.

(/-Nervosa? - Diz ele com uma voz descontraída.

-Hã?... Quem?... Eu?... Não!... – \)

Da uma meia risada ainda de olhos fechados.

(/ -Já! - Disse ela se levantando

Nesse instante ele pega a mão dela e a puxa para baixo, e (** assim por "coincidência, acaso, peças do destino"**) Ela cai deitada em cima dele, cara a cara, corpo a corpo, olho no olho, bocas tão próximas que se avançassem um centímetro a mais se tocariam.

-Desculpe... –Sussurrou ela.

-Tudo bem... –Sussurrou ele abraçando-a pelas costas, e puxando-a pra si, ela desvia o rosto, forçando um pouco a saída dos braços fortes dele,

Ele a largou contrariado mais ainda assim feliz. Ela se senta e ele também. \)

Ela faz uma carinha meio decepcionada. (... :/ ... )

(/ -Consegui! –

-O que? –

-Fiz você dar um sorriso! – Ela abaixa a cabeça estava ficando vermelha, bem devagar, ele pega o queixo dela e levanta, ela eleva seus olhos cor de mogno para o rosto dele, o rosto dele vinha em direção ao seu, os olhos dele vão se fechando assim como os dela, os lábios vão se aproximando, a mão dele que segurava o macarrão, deixou o macarrão na mesinha e passou por detrás da garota puxando-a um pouco mais, então os lábios se encontram, mais apenas em um selinho, e quando o beijo iria se aprofundar ela simplesmente se afasta. /)

-EU SOU UMA IDIOTA! – Grita ela. ( mais não muito alto para Kaede não ouvir. )

(/-Ate Amanhã? – Suikotsu Ainda fala enquanto Bankotsu liga a Moto.

-Hmmm... Ate ! – (... ^ ^ ... )

Suikotsu não disfarça um sorriso, pega a mão da garota e beija-a.

-Te espero amanhã na escola! –

-Ta! – (... ^_^''' ... ) \)

-Amanhã... – murmurou ela. –'Te espero amanhã na escola!' foi o que ele disse... Ahhhh... Eu não acredito... Ain... Eu me amo! – Diz não contendo um sorriso. – Amanhã vou para a escola feliz... Ele vai me esperar amanhãã ... Ah eu me amo!... Vai dormir Kikyou Tsukiyno amanhã bem cedo você tem que estar de pé, e tem que estar linda... Ahhh escola querida me aguarde! Amanhã eu vou Po-de-ro-sa! – Se embrulhou e depois de um tempo dormiu.

(** Meiu, tipo, alguém percebeu q ela fala sozinha? Ela, u Inu, a Kagome... Todu mundu nessa fic tem um seriu problema mental... XD **)

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

**trim, trim, trim, trim, TRIMMMM **

O despertador foi atingido por uma mão, bem rápida.

-Que droga! ... Odeio acordar cedo – diz o garoto esfregando os olhos. –Esse despertador ta cada dia mais barulhento... – Diz olhando o despertador -6:00Am ?!?!?!?! PORRA! É CEDO DEMAIS! – ele se joga na cama de novo.

**TOW, TOW, TOW **

Ele ouve o barulho de alguém batendo (esmurrando) a porta.

-Fala... (... ¬¬ ...) –

-Levanta vagabundo! Vai se atrasar para a escola! –

-Affff.... – Ele passa a mão no rosto e levanta vai ate a porta abre e da de cara com o seu irmão já pronto com uma cara de quem acabou de acordar e ta muito estressado.

-Bom Dia para Você também Sesshoumaru! – Diz ele com a mesma cara.

-O que tem de bom?-

-Bem... Nada ate agora... Já de pé Sesshou? ( abreviação du nomi deli ou seja apelido ) Normalmente Você é u ultimo a acordar... –

-O Jaken e muito histérico! SSSENHOR SSSESSSSHOMARUUU! – diz ele fazendo careta e imitando seu mordomo.

-HAHAHA, só você mesmo para conseguir me fazer mesmo rir agora Sesshou! –

-Hehe pelo menos alguém rindo... E vem cá você vai pra aula assim mesmo? Sem blusa e tal...? –

Inu-Yasha olhou para baixo, tinha acordado e ainda não tinha nem tomado banho.

-Bem, NÃO! Vou tomar banho, xau! –

-... – Inu-Yasha bateu a porta do quarto dele na cara de Sesshoumaru que nem se importou.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

A porta se abre, Kikyou sai de roupão branco e enxugando os cabelos com uma toalha também branca, logo em seguida estende a toalha no cabide, caminha ate o seu guarda-roupa.

-Hmmm... – olhou para dentro do guarda roupa e analisou. –Bem... Como se eu tivesse muitas opções de roupa - pegou a farda e vestiu.

Foi a sua penteadeira (do lado do guarda roupa que fica na frente da cama).

-Hmmm... Bem... Só o básico... – Pegou o pó compacto, cor de pele (da pele dela ou seja brancoooOOOooo ) e passou uma camada fina em seu rosto, em seguida pegou o rímel transparente e passou nos cílio, pegou o lápis preto e passou bem de leve na parte inferior dos olhos ( só para realçar mesmo XD), em seguida pegou um `brilho labial` (** (... 8-) ...) **) (de morango) rosa avermelhado e passou nos lábios seguido de um gloss (também de morango ) depois pegou a escova de cabelo e escovou o cabelo ( ¬¬ ), se levantou depois e foi embora.

-Kikyou, já acordada... –

-Já Kaede! Tem aula hoje! –diz ela toda animada.

-Você empolgada para ir para a escola? Achei que estivesse odiando a escola já que se perdeu ontem... –

-Isso e passado Kaede, hoje e um novo dia... E ta com cara de que vai ser melhor que o outro! –

-hum! Ta, sei... Fala logo, bem tem garoto na parada... Pode confessar! – Brinca Kaede.

-UuuUUUuuu – Kikyou fez uma som de fantasma.

-Fala logo! –

-HAHA que nada Kaede, se eu chegar lá ' 07h00min estou em cima da hora, se chegar às ' 07h01min ' estou atrasada, então eu prefiro chegar cedo e outra eu vou a pé! –

-Pode ir de táxi se quiser... –

-VOW! Pá caraleoo! Podes crer ô Kaede –

-Esse palavreado... –

-Sorry... Já vou falow? Bye... - Diz ela saindo e batendo a porta.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Inu-Yasha se senta a mesa, de frente para Sesshoumaru ao lado de seu pai.

-Até que enfim Inu-yasha! –

-Bom dia pai... –

-Vocês vão de carro ou de moto hoje? –

-Eu vou de moto! – disse Sesshoumaru entre um gole de sulco e outro.

-Eu também... – Diz Inu-Yasha.

-Ta bem então, só que tome cuidado e respeite as leis de transito, ontem eu recebi outra multa, o Sesshoumaru andou na contra mão... –

-Feh! – disse Sesshoumaru imitando o Inu-Yasha. –O que foi pai? Atacou a 'Pão-Durrise?' – Perguntou Sesshoumaru com ar de pouco caso.

-A multa já foi paga, e você sabe que dinheiro não falta nem pra mim nem pra você, sabe também que só não perdeu a sua carteira provisória ainda por que é meu filho e por que tem muita sorte de não ter matado ninguém ainda. E leis existem para serem respeitadas e seguidas, e EU ( nessa hora ele estufa o peito) sendo um integrante da ' S.Y.P* ' (sociedade de youkais protetores) ( *Cap.01 ) tenho que honrar as leis, e fazer com que os outros as honrem, mais como e que eu posso querer que os outros as honrem se nem o meu próprio filho honra? –

-Feh! –Sesshoumaru diz enquanto gira os olhos – A rua estava vazia, nem pedestre tinha... –

-Mais a multa não foi pela 'rua vazia' foi por que você andou na contra mão na principal! –

-Ah... A rua dava na principal... E como o senhor disse, eu num matei ninguém, sou muito bom pilotando moto, passo tirando fino de carro mais num bato! –

-Mais isso é errado Sesshoumaru! Tenho certeza que estava com a Kagura! –

-Estava por quê? –

-Você não faz essas loucuras normalmente, só quando esta com ela! –

-Vai me proibir de namorá-la? –

-Não, não... # uma luta para esse menino dar o braço a torcer e admitir que gosta de alguém... # Mais bem que Você poderia ser mais sensato não acha?-

-Certo Sr. No Taisho... Já vou, se não eu chego atrasado... – ele se levanta mais antes de sair.

-Sesshoumaru No Taisho! Que modos são esses? –

-Feh... Ta bem – Ele volta se senta e diz – Com licença – ai então se levanta.

-Espera Sesshou! – Diz Inu-Yasha - Com licença... – ai se levanta e vai atrás do irmão.

-Esses meninos... Cada dia piores... – disse Inu No Taisho (o pai deles que esta vivo nessa fic. )

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

#É... Acho que a Kaede estava certa... Cheguei meio cedo... A ayanne ainda não chegou... Nossa lá vai EU ficar no Vácuo... EU ODEIO FICAR NO VACUO! #

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

-Espera Sesshou! – pediu Inu-Yasha.

-Esperar? – Diz Sesshoumaru na garagem, arrumando seu capacete – Esperar por que? –

-Por que eu vou com você... –

-Comigo? Não, não, pega o carro e vai, na minha moto só eu! –

-Não é na sua moto seu tapado! E junto com você, te acompanhando, fazendo o mesmo percurso... –

-Tapado é você seu inútil! HAHA essa e boa Inu-Yasha... Faz tempo que você não me acompanha... Você faz um percurso completamente diferente, você vai pegar Kagome... Kore(¨ Ei ¨)!!! Acorda! Terra chamando Inu-Yasha... –

-Hoje eu não vou... – (... :/ ...)

-Pela sua cara... Brigou com ela de novo? –

-Não... Acho que ela esta chateada comigo... –

-Afff... É tava demorando para vocês se desentenderem... Anda desembucha o que Você fez? - Diz ele se encostando na moto.

-Bem... Eu não sei exatamente se agente está brigado... Só sei que ela tava estranha comigo ontem... Nem olhava nos meus olhos... – (... :/ ...)

-Me conta direito essa historia Inu-Yasha... – ele cruza os braços enquanto fala.

-Olha... Ela ontem disse que a mãe tava doente e que tinha que passar na farmácia e por isso não queria que eu a levasse pra casa... –

-Que desculpa mais esfarrapada man! – (pronuncia-se 'men' )

-É... Ela tava muito abalada... Estática... Agente falava com ela bem umas 5 vezes e ela não ouvia... –

-UUUhhhhhhh... Man dessa vez você fez algo grave neh? Magoou a menina...-

-Eu não sei o que eu fiz... Quer dizer... Eu acho que eu sei... –

-Cara eu acho que eu vou fazer faculdade de psicanálise você não acha que eu levo jeito pra coisa? – olhou para Inu-Yasha é o viu levantando a sobrancelha – Tah... Vai, fala! –

-Eu defendi uma garota que ela odeia dela mesma!!! – Diz Inu-Yasha como uma metralhadora.

-Hmmm... E por quê? –

-Por que o que? – Diz ele com uma cara desesperada e ainda rápido como uma metralhadora.

-Por que você defendeu a garota? –

-Que garota? Aquela ridícula? –

-Que ridícula? –

-AQUELA RIDICULA!!! –

-Quem diabos é 'aquela ridícula'?-

-É a garota que eu defendi! –

-Você defendeu uma ridícula? – (... ò.Õ ...)

-NÃO!!!!!!! –

-Então? –

-Então o que? –

-Quem você defendeu? Quem é 'aquela ridícula'? –

-Eu defendi 'Aquela ridícula'! –

-ENTÃO VOCÊ DEFENDEU UMA RIDICULA! –

- NÃO! –

-COMO NÃO? VOCÊ ACABOU DE DIZER QUE DEFENDEU 'AQUELA RIDICULA'! –

-'AQUELA RIDICULA' NÃO É RIDICULA! ELA É MUITO LINDA! –

-Hã? Definitivamente você e muito confuso Inu-Yasha, quer dizer então que a tal ridícula que você defendeu é Linda? –

-Infelizmente... Ela é uma gata... –

-Hmmm... E por que você a chama de ridícula? –

-Por que eu a odeio! Ela me fez brigar com a pessoa que eu amo!-

-Se você ama a Kagome por que defendeu a ridícula? –

-EU NÃO SEI! – grita ele desesperado, botando as mãos na cabeça.

-Certo, certo... Você tem certeza que ama a Kagome? –

-Tenho Certeza Absoluta! –

-Então esta tudo certo... Não sei exatamente o que vocês chamam de 'Amor' e o que você considera 'amor' mais, ouvir dizer que "quem ama perdoa" se a Kagome amar você ela te perdoa e se você amar ela você pede desculpas! –

-... – (... :/...) Inu-Yasha abaixa a cabeça enquanto seu irmão volta a arrumar a sua moto –Sesshoumaru... –

-Fala... – Diz Sesshoumaru enquanto ajeita o capacete.

-Você tem esses problemas com a Kagura? –

-Com a Kagura? – ele deixa o capacete e se encosta novamente na moto - Não... Pra falar a verdade a Kagura não tem essas fuleragens... Não tem essas frescuras, ela não reclama por eu ser frio com ela e pelo fato de eu só ir atrás dela quando eu tow com vontade de ( nessa hora ele faz um símbolo com as mãos, bota uma mão na horizontal e outra na vertical atrás da que esta na horizontal e mexe e vertical pra frente que faz um **Pec** de encontro com a outra) com ela e tal... – diz ele com cara de pouco caso.

(N/a: pra kem num sab o símbolo qr dizer 'fuder', fuder no sentido de comer, pegar, transar, dar... nesse sentido...! Num sei pra que tanta frescura minha pra dizer isso ¬¬)

-Você só quer comer a Kagura? –

-Não exatamente mais... É por ai!... –

-Você não a ama? –

-Se você chama de 'amar' o fato de eu ter uma ereção todo vez que ela rebola... É 'talvez' eu a ame...! –

-Amor não e isso Sesshou! –

-É O que então? –

-É você sentir o coração bater mais forte quando a pessoa amada se aproxima, sentir como se seu coração fosse sair pela boca quando ela te abraça, sentir como se seu coração fosse explodir de felicidade quando ela te beija, sentir-se feliz por vê-la feliz, sentir-se triste por ela estar triste, quere-la bem, sentir ciúmes dela, sentir vontade de protege-la, de não deixa-la nunca, de... – Ela pausou para respirar. –Enfim acho que Você entendeu não? -

-Mais ou menos... É talvez, ouviu bem? TALVEZ, eu a ame...! -

-... - # Você não tem jeito Sesshoumaru! # - Ta Sesshou! E então eu vou pegar a Kagome?-

-Vai ora! Num custa nada passar lá... Se ela não tiver esperando você volta! –

-É... -

-Ah e sobre a garota que você defendeu... Eu conheço a Kagome, com certeza a garota não tinha feito nada mais tava levando esporo, neh? –

-É... –

-Pois é não te grila muito por ter defendido ela não... Ta no sangue da família... É assim mesmo! – Diz ele ligando a moto.

-Falow Sesshou! Valeu! – seu irmão botou o capacete e bateu continência para ele e foi embora na moto.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

#Pow! Falta 15 min pra bater a campa... # pensa Kikyou sentada na beira fonte enquanto olhava o horário no Celular. #é e NADA da Ayanne chegar! Pufff#

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Inu-Yasha ia bem rápido na moto, dobrou a Rua e viu exatamente ninguém! Kagome não estava esperando ele no lugar de sempre...

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Kagome desse a escadaria do templo correndo, estava atrasada e imaginava que Inu-Yasha já havia passado para pega-la, a escada continuava por uma corredorzinho mais apertado, entre duas pedras enormes, com as paredes cobertas por um tipo de muco verde, e antes de sair de lá ela viu passar na frente da entrada , um rapaz de moto, era Inu-Yasha. Ela correu mais rápido e saiu do corredor, que dava na parada de ônibus e acenou fortemente para que ele a visse.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Inu-Yasha estava acelerando para sair logo daquela rua quando olhou pelo retrovisor da moto e viu uma garota acenando, era Kagome? Ele freiou bruscamente fazendo cantar pneu, olhou direito, sim, era Kagome! Fez o retorno no Meio da rua mesmo e foi ate ela.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Ela viu o garoto freiar, cantando pneu, parar por um tempo e fazer o retorno e vir ate ela.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Ele parou na frente dela e tirou o capacete.

-Inu!!!! – Exclamou a garota.

-Kagome... – Disse ele meio receoso.

-Ah Inu... – Ela segurou o rosto dele entre as suas mão, o olhou por uma momento e em seguida o beijou.

O.O

No começo ele se espantou arregalou os olhos e tal, mais depois a beijou, foi fechando os olhos devagar e a beijou, depois de um tempo se beijando eles se "soltam" então Kagome abraça ele.

O.O

Ele arregala os olhos novamente, fica meio sem saber o que fazer com as mãos, mais em seguida a abraça, ficam um tempo abraçados e então vão se soltando de pouquinho, ela sobe na garupa da moto e depois o enlaça pela cintura e diz.

-Vamos amor? –

-... – Ele olha para baixo e vê as mão dela na frente da sua barriga – Vamos! –

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

**TTTRRRRIIIIIIIIMMMMMMMMMMMMMMMMMMM... **

Kikyou se levanta da fonte, meio lenta, sai andando ainda olhando para traz, queria ver se Ayanne chegava, ai então ela viu uma moto entrar pelo portão, sair da trilhinha de cimento e azulejo, e passar por cima da grama indo ate a garagem da escola, que tinha lugar para Motos e carros, a Moto estacionou e Kagome Higurashi e Inu-Yasha No Taisho saíram de cima dela, Inu-Yasha deixou o capacete enganchado no (** Gidon eu axu neh?**) volante (**volante não! A parte que ele apóia a mão lah p/ dirigir a moto! **) e saiu abraçado com Kagome.

-Ah! – Kikyou Girou os olhos - Definitivamente Eu Mereço! –

Saiu andando mais rápido para não ter que ter o "prazer" de se encontrar com o casal. Passou voando ao lado de Kagura, que vinha andando na direção oposta a multidão, ela vinha saindo com Sesshoumaru.

-Inu! – Exclamou Sesshoumaru.

-Fala Brow? – Eles continuam falando.

- KagoOomeee AmigaAaAaaa – Fala Kagura como uma falsidade aparente.

-... – Kagome ergue a sobrancelha # Garanto que se eu num fosse A MAIS popular ela nem olharia para a minha cara! A se falsidade matasse... ! # Pensa Kagome enquanto da um Sorriso Super falso também – Ah OIIIIIII AMIGaAaAaA... – as duas dão beijinho no rosto mega falsas.

-Como VaaAaiIi? – Pergunta Kagura tentando parecer menos falsa. # ah se ela não fosse tão popular... Eu nem olharia para a cara dela, essa moleca metida à gostosa... Ah se falsidade matasse... E ah se o Sessho não gostasse tanto desse irmão dele, Esse meio-Youkai Estúpido, eu não teria que me rebaixar tanto... Como se ele se importasse muito com 'como eu me sinto'... (...¬¬...) #

-Otima querida! – Fala Kagome tentando Soar mais falsa ainda.

Nessa Hora Sesshoumaru vira para o lado e vê as duas conversando uma mais falsa que a outra, era aparente que uma não suportava a outra, ele girou os olhos e disse.

-Tah, Falow, mano eu tenho que ir pra sala agora... NEH Kagura? – Disse ele dando uma cutucada de leve em Kagura.

-Ah, sim amor... - Ela vira pra ele com um sorriso mega amarelo.

-Tah, então VAMOS Kagura. –

-Vamos, vamos... – Ela vira pra Kagome – Xau QueridaAaaa... –

-Jah ta bom Kagura! Vamos! – Ele Puxou ela pelo braço acenou para Inu-Yasha e Saiu andando.

-Hei Kagome! Bem que você poderia ser menos falsa com ela, neh?-

-Ah Inu! Você sabe muito bem que eu não à suporta, só falo com ela por você e por consideração ao seu irmão, alias como é que ele agüenta ela? –

-E eu que sei? –

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

-Bem que você podia ser menos falsa com a Kagome, neh? –

-Ah Sesshuuuuu, eu detesto ela! – Disse Kagura fazendo Biquinho.

-Mais Você não poderia manter essa sua falsidade demasiada sobre controle? –

-Ah, Fala pra mim, como e que o Inu Agüente Aquela 'zinha' ? –

-Ah e eu que sei... Num sei nem por que eu agüento você... –

-Sesshoumaru No Taisho... Eu também não sei por que você insiste em me arrastar quando vai falar com o Inu-Yasha! –

-Eu não te arrastei! Nem fui atrás de você hoje! Você que parece que sentiu o meu cheiro e veio atráz de mim, eu disse " eu tow indo falar com o Inu-Yasha... " Mais ainda assim Você quis vir... –

-Se eu não for atrás de você, você não vem atrás de mim! –

-É lógico! Sesshoumaru No Taisho Não corre atrás de Garota Alguma! -

-Nem de mim? – Diz ela fazendo Carinha de Triste.

-... É, talvez de Você eu corra atrás!... Mais só quando eu estiver de bom humor... – Diz ele não querendo brigar.

-... – Kagura girou os olhos e se jogou nos braços dele e o beijou.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Kikyou entra na sala e vê Ayanne sentada na carteira qual elas dividiam.

-Como você?... Ah esquece... –

-Puxa Kikyou, você demorou hoje, neh? –

-Ah Ayanne... Eu tenho que te falar uma coisa... -

Nesse momento o professor entra, elas se sentam e passam os três primeiros tempos cochichando sobre o garoto que Kikyou conheceu, Suikotsu, Ambas falharam a perceber, um par de olhos atentos que não tiravam os olhos de Kikyou, e eles pertenciam ao próprio Suikotsu que não conseguia parar de olhá-la.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

No Recreio.

-Suikotsu... Amor, onde e que você tava ontem a noite mesmo hein? –

-Já falei que eu fui buscar a minha moto! – Diz ele impaciente.

-E por que você ta com esse bandeide na cara? –

-CARAMBA! O que você quer em criatura? Vai distribuir pra's tuas amigas esses convites que eu te dei! –

-Isso é jeito de me tratar? –

-Afff... – Ele soltou um suspiro enquanto parou no meio do corredor lotado, virou pro lado e avistou uma pessoa conhecida - Ei, olha Você ta convidado pra uma festa que vai ter lá na minha casa hoje! Só entra Quem tiver convite! Ta aqui o teu! Vê se não perde! – a pessoa vai embora e ele continua olhando para os lados, ele procurava uma garota, uma garota muito especial, uma garota extremamente branca, de longas e lisas madeixas negras, de nome Kikyou, ele a estava procurando desde o começo do recreio, mais tudo o que conseguiu foi achar a sua namorada enjoada, que esta lhe enchendo o saco até agora.

-Suikotsu! –

-... – ele olhou para ela de canto de olho e soltou um longo suspiro.

-Suikotsu! –

Ele voou pra cima dela, segurou ela pelos dois braços e saiu à empurrando pra um corredor vazio, encostou ela na parede, e botou suas 2 mão encostadas na parede uma de cada lado da cabeça dela.

-Você quer mesmo saber? – Perguntou ele muito bravo, o que ele deixava transparecer de propósito.

-... – (... O.O 8/ ...) Ela o olhou espantada e com medo e não respondeu.

-Quer? Pois bem! Eu fui encurralado! Levei uma surra! E só não to mais quebrado por que apareceu uma garota e começou a gritar! Depois eu tive que ligar para o Bankotsu ir me pegar por que eu tava acabado! E eu tive que ir na garupa dele!... Ta feliz agora? –

-... – Ela sabia o quanto ele odiava ir na garupa dos outros, e por isso ele tinha comprado a sua própria moto por que para ele era humilhante andar na garupa dos outros. –Ai, amor! Desculpa, eu não sabia, Eu... Desculpa! – Disse ela e em seguida o abraçou, abraço o qual ele não correspondeu.

-Já? Acabou? Agora me solta e vai distribuir os convites que eu te dei antes que eu pegue de volta e nem uma amiga sua vá! –

-Tá... – (... :/... ) Ele vira de costas e vai embora deixando a garota lá sozinha.

-Que foi isso menina? – Ela vira espantada e Vê uma cara conhecida.

-Ah... Que susto! – Diz ela respirando aliviada – Oi Tsubaki! –

-O que foi aquilo menina? Por que o Suikotsu saiu bravo daquele jeito? –

-Ah parece que ele levou uma surra, ontem... –

-Você não disse que tinha ligado ontem pra ele e quem tinha atendido era uma mulher? –

-Foi, mais sei lá, ainda acho que ele ta me traindo... –

-Ora então segue os passos dele mulher! Vê com quem ele esta falando agora que ela não falava antes e nunca falaria! –

-A começar de quando? –

-De agora! -

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Kikyou e Ayanne Andavam juntas conversando quando Kikyou avistou um rosto conhecido, não muito longe, cheio de papeis na mão e com muita gente em volta dele.

-Ayanne, È Ele Ali ô –

-Quem? –

-O Suikotsu! –

-Mais... É Aquele Suikotsu? –

-E tem outro? –

-Não!Pelo menos não que eu saiba... Mais... Tipo Esse garoto é popular! Tem uma namorada muito bonita é que é do grupo da Kagura a namorada do Sesshoumaru que é o mais popular por assim dizer! Ele é muito popular mesmo! –

-E o que que tem? –

-Ele tem namorada Kikyou! –

-Tem razão!É besteira achar que ele se lembraria de mim, né? –

-É, né? –

-É... – Diz Kikyou enquanto joga uma mecha do seu cabelo pra traz, essa mecha com ajuda de um "Sutil" vento trouxe a mecha de volta e ainda bagunçou o seu cabelo, ela abaixou a cabeça ajeitou tudo de novo e quando virou pra frente viu aquele rosto conhecido de longe parado olhando pra ela, ela parou de andar, e Ayanne também e ficou a encarar aquele rosto bonito.

-Kikyou... Retiro o que eu disse! Ele ta olhando pra cá! –

-Eu seiii... - Cantarolou Kikyou, o que foi seguido de um sorriso para Suikotsu, e por que Ayanne tinha sido engraçada.

Suikotsu, que estava a escrever em um convite o nome do convidado ( o garoto parado na frente dele) acabou de escrever rápido, deu o convite para o garoto seguido de um tapa (um tanto forte) nas costas do individuo e então se dirigiu até Kikyou, esta gelou, ficou estática, enquanto ele vinha com passos ansiosos até ela.

Quando chegou á ela, sentiu seu coração acelerar, não entendeu o por que de ele não conseguir pensar em nada interessante a dizer, alias de não conseguir pensar em nada, nada alem de como ela era linda, então como por instintos ou por que não saia nem uma outra palavra da boca dele, ele disse:

-Kikyou... –

-... – Ela não disse nada, afinal não tinha nada a dizer, ele veio a ela então ele que falasse! Estava achando tão fofa a cara de besta que ele fazia.

-Eu... –

-Você... – Disse ela esperando a frase.

-E-Eu... –

-Kikyou eu vou dar uma volta, ta? –Disse Ayanne querendo deixar eles sozinhos, mais foi impedida por Kikyou, que segurou o seu braço, e a olhou com uma cara de quem diz 'Você fica! Quero que você assista!'.

-Hã... Quem é você? – Perguntou Suikotsu confuso. –Novata também? –

-Não... – Disse Ayanne achando que ele estava louco por que há 2 anos eles estudavam juntos. –Sou da sua sala á 2 anos! –

-Serio? Eu... Nunca vi você! –

-Talvez por que eu seja CDF... –Disse Ayanne sarcástica por que não gostou de tocar no assunto.

-É Você tem cara de CDF, mais, na boa, é a CDF mais bonita que eu já vi! – Disse ela vendo Ayanne corar e Kikyou soltar uma risada muda, olhando a cara de Ayanne.

-Bem... Kikyou... –

-Hã, fala! – Disse ela com um sorriso na cara o que o fez ficar mais abobado.

-... –

-Fala... – Ela sorriu mais ainda.

-Hã? Ah ta... É... Tipo... Eu... E os meu irmão daremos uma festa hoje a noite, na minha casa, e você é convidada VIP! –

-Eu? –

-Ela? Mais só os veteranos são VIP's... – Disse Ayanne

-Nas festas dos No Taisho. Nas minhas quem eu quero é VIP, e eu quero ela!...Digo... Que ela seja... VIP. – Corrigiu ele.

-Ta bem... Mais tipo... A festa é de que? – Perguntou Kikyou.

-Como assim? –

-Tipo é festa para ir com que tipo de Roupa? Vestidos de Gala? –

-Definitivamente não! Vai com uma roupa normal... Tipo a roupa que você achar legal ir a uma festa á noite. –

-Ta! –

-Seu convite... –Ele procurou no bolso os convites vip's, e achou Escreveu o nome dela com uma letra caprichada e o entregou para a garota. –Só entra com convite! Não esquece! –

-Ta legal... Mais i ela? – Kikyou apontou pra Ayanne.

-Você quer ir? –

-Eu?- Questionou Ayanne.

-Eu não vou sem ela! – Disse Kikyou.

-Os convidados VIP's podem levar quem eles quiserem... Ou seja, ela entra com você! –

-Ah... Ta! –

-Você vai? –

-Vou! –

-Promete? –

-Prometo! – Disse ela sorrindo enquanto ele pegou a sua mão beijou, e foi se afastando sem tirar os olhos dela.

-Vou estar te esperando! – Disse ele antes de virar de costas.

-E Eu vou estar lá Suikotsu! Prometo. – Sussurrou ela.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Kikyou entrou no ginásio, ele estava totalmente vazio.

-Mais que Garota mentirosa! –

**-=MINI FLASH BACK=-**

-Ei Garota! – Uma garota de cabelos pretos e presos num rabo de cavalo lhe chamou.

-Eu? –

-Você é Kikyou? –

-Sou! –

-Tem um garoto Chamado Suikotsu chamando você lá no Ginásio! –

-O Suikotsu? –

-É! Pronto já dei o recado, Vai lá Hein! – Disse a garota indo embora.

-Vai lá – Disse Ayanne a empurrando.

-Vamos! Você vem comigo! –

-Eu quero água vai logo que eu vou em seguida! Juro, eu não perco isso por nada! –

**-=FIM DO MINI FLASH BACK =-**

-Não tem ninguém aqui! – Disse Kikyou em voz alta.

-Ao contrario, Tem muita gente Aqui! – Ouviu uma Voz feminina Dizer-lhe.

-Hã? – Ela virou espantada e viu uma Garota Sair de Traz da arquibancada, uma garota branca porem um pouco mais rosada que ela, de cabelos pretos cortados num corte repicado, o uniforme tão decotado e pequeno quanto o de Kagome, Porem o Busto era Visivelmente menor que os de Kagome. –Quem é você? – Questionou Kikyou.

-Me Chamo Abi! –

-E eu Tsubaki! Novata! –

-... – Kikyou se virou pra onde vinha a voz da outra garota, mais percebeu que tinha bem mais garotas lá, mais de dez, a cercando - Em que posso servi-las? – perguntou ela num tom sarcástico.

-Pode Dar a sua cara pra agente esmurrar! – Disse Tsubaki.

-E por que eu faria isso? –

-Por que Vadias Merecem porrada! –Disse Abi.

-Então imagino que vocês merecem apanhar! – Disse Ayanne aparecendo no portão de entrada do Ginásio.

-Quem é você? – Questionaram as 2 garotas em uníssono.

-Ayanne! – Exclamou Kikyou.

-Novata? – Questionou Abi.

-Não! Veterana! –Disse Kikyou.

-Então imagino que conheça as regras da escola! Não? – Disse Tsubaki.

-Que regras? – Questionou Ayanne. – Ela não assinou nem uma quando entrou Aqui! – Disse Ayanne se encaminhando na direção delas com uma cara seria.

-Não preciso que ela saiba as regras, ela vai apanhar assim mesmo! – Disse Abi.

-Posso Saber o por quê? – Questionou Kikyou.

-Foi Você que atendeu ao Telefone do Suikotsu ontem, né? Gostou da noite? Foi boa, né? Eu o imagino com Você, chamando por mim! – Disse Abi.

-Quem é você? – Questionou Kikyou.

-A namorada dele, vadia! – Disse Abi.

-' A namorada dele vadia'? É, você tem cara de Vadia! – Disse Kikyou sarcástica.

-Cale a boca! – Disse Abi.

-Venha calar! – Disse Kikyou sentindo Ayanne chegar perto dela e ficarem com as costas grudadas uma na outra, no meio da roda.

-Vadia! O que me consola é que ele estava pensando em mim Quando estava com você! –

-Você nunca dormiu com ele, né? Ele me falou! – Mentiu Kikyou.

#Como ela sabe? Eu não acredito que ele Falou!# Pensou Abi.

– Quer Saber como ele é na cama? – Disse Kikyou vendo a cara de ódio de Abi, e depois viu ela abaixar a cabeça e deixar a sua franja negra cobrir os olhos. – Ele é ótimo! Mais Duvido que você Chegue a Provar... E adivinha, Ele não gemeu por você! Gemeu por mim! Ele Gritou o MEU nome! Aliais, nem depois do Ato ele tocou no seu nome, Acho que nem pensou em você, por que senão ele tinha gemido por você, mais adivinha nem confundiu o meu nome... Não trocou uma letra! E depois quando ele acordou, dormiu na minha casa sabia? Não deu tempo de ir pra dele! Ele estava muito cansado! Apenas dormiu depois da loooonga noite, ele disse que eu era melhor que Você em todos os aspectos, apesar de nunca ter dormido com você, até o meu beijo era melhor que o seu! Sabia que ele preparou meu café da manhã? Ela já fez isso por você alguma vez? Não, né? Que pena... Mais eu vou falar pra ele dormir com você, só pra eu ter a comprovação de que eu sou melhor! Mais não fica triste se ele gemer o meu nome no seu ouvido, tá? -

-Eu... VOU ACABAR COM A SUA RAÇA VAGABUNDA! –

-Não vai ser fácil! – Disse Kikyou, botando os punhos na frente do rosto esperando a briga.

-Não mesmo! – Completou Ayanne fazendo o mesmo movimento.

**AHHHHHHHHHH**

Gritaram as garotas em voltas de Kikyou e Ayanne vindo em direção das 2, Kikyou se viu encurralada pó duas garotas quaisquer que vinham ambas em sua direção, ela ficou parada e na hora que ambas iam encostar suas unhas nela, ela saiu do meio, deixando as duas darem de cara e caírem no chão, riu um pouco mais não por muito tempo, pois teve que começar a se desviar das unhas de Abi, toda vez que se desviava dela levantava o braços (sabe quando us jogadores de futebol vêem um cara que ta correndo com eles caírem i eles levantam as mão, meio que dizendo 'eu não fiz nada', assim a Kikyou fazia.) e numas dessa levantadas de mão deu um tapa, mais um tapa fraco, tipo ela bateu sem querer com a costa da mão, em uma garota de estava atrás dela, e a garota desmaiou, (... O=O ...) Kikyou fez uma cara de espanto meio debochada, enquanto via Abi acudir a garota, a garota acordou meio tonta e permaneceu no chão, enquanto isso Kikyou foi ajudar Ayanne a bater em outra garotas, as garotas vinham com suas unhas afiadas na direção das duas e eram recebidas com socos leves, mais que as derrubavam, sobrando apenas 2 garotas, Tsubaki e Abi.

-A Kikyou e minha, Tsubaki! – Disse Abi.

-Ta certo, eu fico com a outra! – disse Tsubaki, enquanto começou a rondar Ayanne, esta permaneceu seria e nem se preocupou, ou não aparentou se preocupar. –Você é uma Youkai lobo não é garota? –

-É, sou! –

-Da mesma tribo do Kouga? Ele me falou que a sua família tinha muitos amigos e montaram uma tribo, você é da tribo dele? –

-De que te importa? – Respondeu Ayanne apertando os olhos.

-Nada... Você conhece o Kouga? Não? Devia, Ele é muito bonito... Embora eu agora esteja com o Bankotsu, não me importo em dizer... Ele é muito bonito, já tive um rolo com ele, mas sabe ele nunca esqueceu a Kagome, então eu terminei, mais ele beija muito bem! Você deveria prov... – não teve tempo de terminar sua frase, pois Ayanne calou sua boca com um muro, mais dessa vez não fraco, forte o suficiente pra fazer ela soltar um gemido de dor, Tsubaki ia cair no chão mais foi segurada pelo pescoço por Ayanne.

-É talvez eu devesse provar mesmo... Mais por hora... Bater em você é minha meta! – disse largando o pescoço dela e a esmurrando novamente só que aumentando a força, depois de 3 murros, viu o sangue escorrer pela boca da garota, que ainda não tinha caído, por que entre o intervalo entre um muro e outra ela era segurada por Ayanne, Ayanne a empurrou para frente e ela foi, meio num, cai num cai, e quando conseguiu se estabilizar, olhou para Ayanne e disse:

-Vadia, você me pag... – Mais uma vez não teve tempo de terminar a frase por que Ayanne avançou em sua direção, com as unhas brilhando, disse alguma coisa como se fosse anuncio de um ataque, em seguida Tsubaki foi cegada por um brilho amarelo, quando abriu os olhos, ficou estática, apenas "sentia" Ayanne ao seu lado, meio abaixada, "sentiu" Ayanne se erguer e sentiu seu uniforme descolar de sua pele, e cair.

-Hehe... Agora você calou a boca! –

O.O

Kikyou e Abi, também foram cegadas pelo ataque de Ayanne, em seguida viram Ayanne de cabeça baixa, um pouco corcunda, com as o braço estendido para frente e as unhas ainda brilhando, era como se ela tivesse atacado Tsubaki com uma "unhada super potente", viram Ayanne se erguer despreocupada, e viram o uniforme de Tsubaki cair fatiado (produto do ataque de Ayanne) revelando o conjunto "Sutiã e calcinha" rosa bebê da garota, em seguida Ayanne disse algo que fez Kikyou dar uma risada muda, vendo Tsubaki se jogar sentada no chão.

-Como você... ? – Perguntou Abi horrorizada.

-Ela é uma Youkai ô! – Exclamou Kikyou.

-É verdade, tinha me esquecido desse detalhe... Mais ele me deixou bem mais tranqüila! -

-Sua amiga levou porrada e você esta tranqüila? – Questionou Kikyou.

-Ela levou porrada por que era uma humana contra uma youkai, exatamente a situação em que nos estamos, eu sou uma youkai e você uma humana! –

# porra! # Kikyou manteve sua expressão fria, mais gelou na hora.

-Isso não vai afetar em nada, quer testar? – Disse Kikyou sarcástica.

-Veremos! – Abi apertou os olhos e na frente dela surgiu uma ave youkai fantasma, soltou um sorriso sarcástico e com um movimento de mãos mandou a Ave em direção a Kikyou.

Kikyou Sentiu a ave passar, entrar dentro dela, ela perdeu o chão, sua vista escureceu, ela começou a cair, arregalou seu olhos cor de mogno, não sentiu mais controle nenhum de seu corpo, sentiu um frio congelante lhe correr a espinha enquanto ela continuou caindo, agora parecia que ia desmaiar, ate que viu um brilho rosa bem longe enquanto caia, e **pow** deu de bunda no chão, a primeira coisa que sentiu foi seu traseiro doer, a segundo foi a agressividade da luz ao abrir seus olhos, mesmo estes estando cobertos pela sua franja negra, percebeu ao olhar discretamente ao redor que estava no mesmo local onde a ave fantasma de Abi havia entrado nela, botou a mão no seu estômago, esse parecia estar congelado (A ave passou por ela no estomago, ta?) doeu um pouco mais aquela sensação estranha era pior.

-Kikyou você esta bem? – Perguntou Ayanne preocupada.

-... – Kikyou tirou a mão do estomago levantou e ergueu o polegar dizendo 'tow bem' e em seguida respirou com dificuldade.

-Como se sente querida? Bem? – Kikyou ainda com a mão na barriga apenas soltou a respiração pesada. – Você sabe por que essa sensação? Você morreu! – disse Abi.

O.O

-Só por alguns segundos, é isso que as aves youkais fantasmas fazem, matam você enquanto estiverem dentro do seu corpo e adivinha elas só entram ou saem com a minha permissão... – Kikyou tossiu e franziu mais ainda o cenho pela dor. – Eu sei como você se sente eu já testei em mim! Já deve ter percebido mesmo depois que as aves saem a dor continua, são os efeitos colaterais, bem, agora vamos continuar com a sua derrota! –

-Ela não vai perder – disse Ayanne entre os dentes.

-Claro que vai! – Disse Tsubaki – Ela é apenas uma humana, e você sabe quem é a Abi? Ela foi importada da Era feudal, a mãe dela é a rainha das aves youkais, e ela é a princesa, ela tem total domínio da técnica, essa garota já perdeu! –

-Ai e que você se engana, eu fui treinada pelo meu avô, que faz parte da 'S.Y. P. *' (*cap.1) e ele me ensinou a ver energia, conhecida por 'ki' e, Abi, preste atenção no 'Ki' da Kikyou... É bem maior que o seu! E se ela tem energia de espírito maior, ela ganha! –

-Não necessariamente, o corpo dela esta debilitado demais, para ela canalizar essa força de espírito! Ela vai perder! – Disse Abi.

# canalizar força de espírito? Que força de espírito?# se pergunta Kikyou.

Tudo o que ela tinha era o treinamento duro que teve nos E.U.A e só!

# Será que força de espírito é aquele brilhinho rosa lá no fundo dá escuridão? # Pow se o 'ki' dela era maior que o de Abi, e era só aquele pingo de luz, Abi era muito fraca.

# Bem talvez se eu me confiar nessa luzinha eu me dê bem, afinal o que eu tenho a perder? # Então Kikyou se levanta (a trancos e barrancos) e consegue ficar de pé (morrendo) fechou os olhos com força e os abriu novamente, procurando se espertar mais, só que ao abrir, só teve tempo de ver 2 aves youkais fantasmas vindo em sua direção, ambas passando pelo mesmo local da anterior, então ela cai de joelhos, com as mãos na barriga, e em seguida veiu uma terceira ave a atingindo no mesmo local, a garota que já estava de joelhos, ficou praticamente de 4, com uma mão e os joelhos apoiados no chão e a outra mão sobre a barriga magra, fechou os olhos e viu de novo o brilho rosa, só que na medida em que sua dor aumentava o ponto se aproximava, não chegou a ver o que era o ponto, pois de algum jeito "sentiu" uma ave youkai vindo em direção a ela, estendeu a mão que estava em sua barriga para o lado e quando a ave ia chegando ela passou a mão com as suas unhas dentro da ave, essa foi destruída.

Ayanne e ela viram a luz no fim do túnel, as aves estavam em outro plano e só atingiam necessariamente o espírito de seu adversário, então o adversário teria que ter uma grande força de espírito para poder derrotá-las, e Kikyou tinha isso ( embora não ela não faça idéia!) e agora ela podia destruir as aves.

-Hehe – Kikyou se levantou incrivelmente melhor – Ganhei... Desista Abi! –

-Como você? Esquece, não importa, eu tenho energia ilimitada você não, uma hora você vai cansar! –

-MENTIRA! – Gritou Ayanne - Só quem tem energia e poder ilimitado aqui é o Sesshoumaru e o Inu-yasha No Taisho é só! Seu Ki já diminuiu bastante usando essa técnica, e outra Você não sabe usar-la por que senão já tinha ganhado, a Kikyou vai te derrotar! –

-Duvido! – Disse Abi Fazendo aparecer milhões de aves aparecerem e irem a direção de Kikyou.

Essa por sua vez não sabia como mais nenhuma a atingiu, pois ela as sentiam antes de encostarem nela, e eram destruídas por socos, chutes, unhadas e etc. e no final não sobrou uma Ave pra contar a história, mais sobrou uma Youkai Dominadora de aves que estava muito cansada, Kikyou caminhou até Abi, com uma cara feliz.

-Não se aproxime, ou eu... – Disse Abi Parando pra respirar cansada.

-Você o que? Chora? –Perguntou Kikyou.

-Eu... – Abi se pos em posição de ataque.

-Há ha. – Com as mãos Kikyou desfez a posição da garota abaixando-lhe os braços, em seguida com o seu dedo indicador empurrou Abi pra traz, esta caiu sentada assim como Tsubaki.

-ABI! – Exclamou Tsubaki.

-Vamos embora Tsubaki... – Diz ela se levantando a muito custo. –Vai ter volta. – Disse com um olhar de ódio profundo para Kikyou e saiu correndo.

**Silencio mortal**

-HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA –

Riram as duas.

-Como você cortou a roupa daquela Tsubaki? – Perguntou Kikyou entre risos.

-Cortei com minhas unhas, E você dormiu mesmo com o Suikotsu? –

-Eu? É claro que não, falei só pra estressar ela... –

**TRIMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM **

-Ô bateu, vamos... – Disse Ayanne.

E lá foram as duas de volta pra sala.

Oo0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o0o

Kikyou saiu de noite da escola.

(Tipo, a escora dela, é quase interna, Você entra às 6:00 da matina e sai as 6:00 da noite, nesse intervalo, ela tem 3 tempos de aula, e um recreio de 15 minutos, mais 2 tempos e o almoço de meia-hora, Daí ou ela tem aula normal ou ela tem cursos adicionais, pratica esportes,usa a sala de informática, usa a biblioteca e etc. por que quem está na aula é quem usou a biblioteca e praticou esportes e etc. de manhã)

Olhou para a garagem, viu Inu-Yasha ajeitando a moto e Kagome esperando, Olhou para Kagome com um olhar sarcástico de quem diz 'Parabéns, enganou um idiota!' Kagome deu um sorriso sarcástico de volta pra ela de quem diz 'Obrigada!' Inu-Yasha sai coma moto e espera Kagome subir, enquanto espera olha para Kikyou, com um olhar sem nada a dizer, apenas ressentido, ela o olha com um olhar de ódio, então ele põe o capacete e vai embora.

# Baka (¨Idiota! ¨)... Afff... Sozinha pra casa de novo... Saco... #

(gente, bem vou postar uma musica mais antes vocês precisam saber das siglas de identificação, né? Pois bem, quando tiver alguém cantando vai estar a sigla dentro disso Sigla. ta? Agora vamos as siglas...

K = Kikyou / S = Sesshoumaru / I = Inu-Yasha / Kª = Kagome / Sª = Sango / A = Ayanne / M = Mirok / R = Rin / Su Suikotsu / N = Narak / K° = Kouga / B = Bankotsu / Kg = Kagura / Ab = Abi / T = tsubaki / Kh = Kohaku / Kd = Kaede / Int = Inu No taisho / .

... Acho que só, mais em todo caso se aparecer personagens novos(que vai aparecer, mais não convém falar deles agora) Eu aviso das novas siglas.)

(System of a Down – Lonely Day)

K Such a lonely day

And it's mine

The most loneliest day of my life K

(¨Que dia solitário!

E é meu

O dia mais solitário da minha vida ¨)

Kikyou Sai da escola, passando pelo grande portão vê a lua, linda no céu límpido, Mais isso não há anima, e ela continua sua jornada triste.

K Such a lonely day

Should be banned

It's a day that I can't stand K

(¨Que dia solitário!

Devia ser banido

É o dia que eu não consigo agüentar¨)

Passando pelas pessoas como um fantasma sem ser notada, na frente de um bar o proprietário olha alguém passar quase que fugindo da luz, cantando uma musica melódica.

K The most loneliest day of my life K

(¨ O dia mais solitário da minha vida...¨)

Canta dobrando a rua.

K The most loneliest day of my life K

(¨O dia mais solitário da minha vida...¨)

O vento que desarruma seus cabelos faz folhas e papeis voarem, leva sua mente embora, até New York, Até um garoto branco com 2 mechas de cabelo preto caídos sobre o rosto e o resto espetado para cima de uma forma meio torta, os olhos negros, Com os braços cruzados, encostado em uma parede, Com uma cara de mal.

K Such a lonely day K

(¨Que dia solitário!¨)

Esse garoto levanta o rosto e sorri, estendendo-lhe a mão.

K Shouldn't exist K

(¨Não devia existir ¨)

Levando-a à uma dança eterna em um salão grande e vazio.

K It's a day that I'll never miss K

( ¨É o dia que eu nunca sentirei falta ¨)

Depois da dança, que não foi eterna, O garoto Se desvencilha do abraço dela, Faz uma reverencia e desaparece no ar.

K Such a lonely day K

(¨Que dia solitário! ¨)

Ela Tenta pega-lo antes de aparecer, Mais só consegue Segurar o pó colorido e brilhoso, o que a faz espirrar, e a traz de volta para onde realmente estava... Esperando o sinal abrir.

K The most loneliest day of my life K

(¨O dia mais solitário da minha vida... ¨)

Soltou sua respiração pesada, Olhou o sinal vermelho para pedestres, mais pra que esperar? Não tinha carro na rua mesmo.

K And if you go K

(¨E se você for ¨)

Ela atravessou de cabeça baixa, fechava os olhos e via a reverencia que ele fazia, se via com ele sentada no banco de uma praça famosa em NYC ( Pronunciado: 'Enn Ai Ci'. Abreviação de New Yorque City. Tradução: Cidade de Nova Iorque.), ele segurava sua mão tão docemente.

K I wanna go with you K

(¨Eu quero ir com você ¨)

Mais como em toda lembrança, Sempre acaba uma hora.

K And if you die K

(¨ E se você morrer ¨)

Morte, ela nunca aceitou muito bem aquilo, mais também não era tão desesperador agora.

K I wanna die with you K

(¨ Eu quero morrer com você ¨)

# I Wanna die with you? … And if you die, I wanna die with you! Hehe, sempre pensei que… Nunca ia dizer isso, te repreendia tanto quando Você falava isso... Incrível como as coisas mudam. # Pensou a garota pondo um sorriso desanimado nos lábios.

K Take your hand K

(¨ Pegar na sua mão ¨)

Ela lembrou do toque quente do rapaz.

K And walk away K

(¨ e ir embora... ¨)

Era o que ela queria ir embora, segurar forte na mãe dele e ir embora...

K The most loneliest day of my life K

(¨O dia mais solitário da minha vida... ¨)

Ela continuou sua caminha triste.

K The most loneliest day of my life K

(¨ O dia mais solitário da minha vida... ¨)

Estando ciente de que a mão dele, o cheiro dele, o abraço dele, o beijo dele, Ele em si, lhe era proibido agora, simplesmente impossível.

K The most loneliest day of my life K

(¨O dia mais solitário da minha vida... ¨)

Olhou para o lado em certa parte do caminho, Viu o lugar onde achou Suikotsu apanhando, deu um sorriso, # pelo menos alguma coisa boa… #

K Such a lonely day K

(¨Que dia solitário! ¨)

Ela segui seu caminho menos triste.

K And it's mine K

( ¨E é meu ¨)

Ela fitou sua casa, ansiosa por um banho quente na sua banheira.

K It's a day that I'm glad I survived K

(¨Fico feliz por ter sobrevivido a dias assim ¨)

Deu o ultimo suspiro, respirando o 'ar da noite', e entrou em casa.

**=-Fim do 4° capitulo. -=**

N/a: Reviews? :P