Autor: Avindara Nirvene

Tradução: InfallibleGirl


Golden Silence

(uma fic sobre teddy lupin)

Teddy estava com cinco anos quando aprendeu pela primeira vez sobre pais.

Ele viu Victoire chamando tio Gui e tia Fleur "Mamãe" e "Papai" e notou que tio Gui, tio Carlinhos, tio Percy, tio Jorge, tio Rony e tia Gina todos chamavam tia Molly de mãe e Tio Arthur de pai.

Ele queria saber por que ele não tinha ninguém para chamar de "mamãe" e "papai". Ele tinha apenas a "vovó".

O cabelo dele ficou amarelo de curiosidade.

Xx

Quando Teddy fez seis anos, ele compreendeu que quase todo mundo tinha pais. "Por que eu não tenho pai e mãe?" ele perguntou para sua avó, Andrômeda, enquanto estavam no jardim. Ela ficou dura de repente, e deixou a varinha cair. Teddy esperou pacientemente – a avó dele tinha esse comportamento muitas vezes – como quando ele mudava a cor do cabelo para rosa chiclete ou perguntava sobre lobisomens. Um pouco depois, ela respondeu. "Eles não estão mais aqui". Andrômeda então se virou e fugiu, subiu as escadas e entrou no quarto. Algumas horas depois ela saiu e fez o jantar, mas enquanto cozinhava e assava, parecia distraída.

Eles comeram uma panela de assado queimado naquela noite, mas nenhum dos dois notou - Andrômeda estava distraída brincando com o garfo e a faca, e o cabelo de Teddy ficou cinza enquanto as palavras de sua avó repetiam de novo e de novo - " Eles não estão mais aqui".

Foi um jantar silencioso.

Xx

Ele foi caminhar depois do jantar, no caminho próximo ao Chalé das Conchas. Espiou pela janela e viu Victoire com os seus pais, alegre e sorridente. O cabelo dele ficou verde pálido antes dele conseguir se segurar.

Na próxima visita de Victoire, ele se escondeu atrás da poltrona.

Xx

Atrás da poltrona, ele desejava saber onde seus pais realmente estavam e sentiu um grande ressentimento contra Andrômeda - o cabelo dele se transformou em um profundo vermelho.

Xx

Ele fez sete anos alguns dias antes da Páscoa.

A curiosidade e o impulso tomaram conta dele e ele pegou o Noitibus Andante para encontrar seu padrinho, Harry Potter.

Apesar disso ele não queria ver James com os pais e ele levou isso em consideração, mudando a cor do cabelo a cada volta do ônibus.

Stan encarou, respeitoso, o sério garoto.

Xx

Ele permaneceu na soleira da porta, fechou os olhos enquanto tocava a campainha do Largo Grimmauld, Nº 12.

Monstro abriu a porta com uma reverência e o conduziu escada acima até o quarto do bebê, onde ele viu tia Gina, coruja perto do berço, com tio Harry um pouco atrás, ouvindo as primeiras palavras do bebê James "Mã! Pa!".

Teddy correu, desceu as escadas e saiu pela porta – Harry olhou com severidade e correu atrás dele.

Xx

Harry alcançou Teddy alguns minutos depois - o garoto de sete anos chorando, correndo rápido pela calçada. Pedestres encaravam curiosos os dois, Harry segurou firme o braço de Teddy, enquanto o garoto gritava e chutava, o cabelo dele mudava de roxo para vermelho para azul escuro.

Xx

A primeira coisa que ele notou foi o cabelo rosa brilhando da mãe.

Embora a foto estivesse desbotada e dobrada e muito, muito velha (é de realmente apenas oito anos atrás?) o cabelo de Tonks ficou perfeito na cor rosa chiclete.

( Luzes surgiram acima dele.)

"É por isso então que minha vó não gosta de rosa!" ele gritou, o cabelo dele rapidamente copiou o de Tonks e Harry sorriu observando-o e bagunçando o cabelo espetado. O próximo, Remus John Lupin. (N/T: vamos combinar que Remo JOÃO Lupin é muito brega!)

Teddy encarou os olhos cor de mel que pareciam um espelho dos seus na fotografia envelhecida...

E ficou em silencio.

(Harry não podia ajudar, mas pensava como era bonito e dourado esse silêncio).


Essa short foi retirada da fic "On Santa's Sleigh," de Avindara Nirvene. Eu gosto muito do Teddy e precisava traduzir essa fic que eu achei muito fofa!Espero que gostem! ;)