EPILOGO

Quase 18 meses depois, Lily observava as crian­ças brincando na varanda. O filho, Harry, era identico ao pai. Cabelos negros e uma enorme energia, apenas os olhos eram verdes como os da mãe. Sempre explorando, precisava de atenção dobrada para não se acidentar e muitas atividades para mantê-lo ocupado. A filha, Anthea, nome escolhido por James pois significava 'campo florido' em grego era ruiva como Lily e tinha os olhos castanho-esverdeados do pai e era o oposto do irmão em matéria de tranquilidade. Era uma menina calma, que dormia na hora certa e brincava sem fazer muita bagunça. Depois arrumava tudo.

Lily estava agradecia por ter uma babá para ti­rar umas horas livres quando precisasse ou quando quisesse ficar um pouco a sós com James.

James era apaixonado pelos filhos. No instante que os gêmeos chegaram ao mundo, tornou-se o pai mais coruja da face da Terra.

Os momentos mais felizes que passaram foram em família. Nada substituiria presenciar os primeiros passos dos filhos, as primeiras palavras, vê-los cres­cendo e se desenvolvendo. O tempo e o amor de James e dos filhos haviam deixado Lily muito mais confiante com relação ao casamento e a ela mesma.

Narcisa passou por um tratamento e estava reabilita­da. Casou-se com um astro de Hollywood que tinha o dobro de sua idade e teve um filho loiro e esnobe como ela. Sempre aparecia em revistas fe­mininas e de mexericos, vestindo roupas da moda, nos eventos mais chiques e exclusivos.

James deixou de ser um viciado em trabalho. Quando descobriu que os bebês tinham um reloginho interno que não gostava de fusos horários, passou a viajar bem menos. Além disso, detestava ficar mais de dois dias longe da família. Passavam muito tempo juntos na ilha de Libos, onde Minerva era uma visitan­te assídua da casa. Ao palácio do Marrocos, nas mon­tanhas, iam para relaxar e aproveitar a privacidade a dois.


Com a ajuda da babá, Lily pôs as crianças para dormir. Naquela tarde passara por uma massagem e uma sessão de beleza. Agora, despia a roupa comum, que vestia em casa, para colocar lingeries supersensuais, um vestido de seda azul e sapatos altos. Dei­xando cair o tecido delicado e sedoso pelos quadris, sorriu ao ouvir o som do helicóptero se aproximando da ilha. Olhou-se no espelho e ficou satisfeita. Havia lhe custado muita força de vontade, disciplina e um personal trainer, mas tinha conseguido perder peso.

Quando James chegou, já estava estrategicamen­te posicionada na entrada da varanda, esperando por ele.

— Morri e fui para o paraíso — murmurou James, com um olhar cheio de admiração para a esposa e sua exuberante cabeleira avermelhada.— Está linda, meu amor. Ou melhor, vestida para matar.

— Esses três dias sem você pareceram uma eterni­dade. Morri de saudades.

— Fiquei contando as horas e os minutos.

James apalpou sensualmente as nádegas curvilíneas e a apertou contra o corpo esbelto e poderoso, beijando-a no pescoço e sentindo o perfume que ela exalava. Quando voltou a erguer o rosto belo e more­no novamente, os olhos demonstraram um sentimen­to de posse.

— Não posso mais ficar muito tempo longe de você. Minha vida mudou radicalmente por sua causa, ágape mou.

James a afastou de leve e levantou o pulso direito dela, colocando ao seu redor um bracelete cintilante de diamantes, adornado com a letra L.

— Feliz aniversário.

— É lindo. — Lily ficou boquiaberta e fasci­nada.

— A dona dele é muito mais — corrigiu James, afastando-se para não ceder à tentação de despi-la ali mesmo. — Hamid está esperando para servir o jantar que mandei preparar especialmente para homenagear o seu dia.

Lily se esticou para beijá-lo e o sabor delicioso fez aumentar a intensidade do beijo e, de repente, es­tava tirando a gravata dele e começava a desabotoar a camisa. Foi quando lembrou do jantar de aniversário e se recompôs, sabendo que haveria tempo de sobra, mais tarde, para desfrutar de seu adorável marido.

— Amo você profundamente, sra. Potter — murmurou James, ao se sentarem à mesa à luz de velas, requintadamente decorada e com pratos deli­ciosos.

Lily suspirou, com a atenção toda voltada para o rosto moreno e sensual de James.

No meio da refeição, após olhares sedutores e pro­vocações, o flerte e o desejo crescente acabaram triunfando, e os dois logo desapareceram em direção ao quarto. James a beijou vorazmente e lhe disse que ela era a mulher mais irresistível do mundo. Lily pensou em quanto o amava e não teve dúvi­das de que o exercício amoroso seria muito mais sa­tisfatório e prazeroso que a sobremesa.

FIM


N/A: Eu seeei que não mereço nem um "Ainda bem que essa fic acabou!" como review! Mas é que minha vida estava uma correria sem fim! Mas aqui está o epílogo... Falou dos bebes, da Narcisa e de todo mundo...Espero que vocês não tenham ficado muito decepcionadas... Obrigada a todos que deixaram reviews! E não me abandonem ta?! Beijão e MUITO OBRIGADA!