Cara Estranho

Cara Estranho

Olha só, que cara estranho que chegou
Parece não achar lugar
No corpo em que Deus lhe encarnou

Notas altas, atitudes consideradas perfeitas, simpatia elogiada por todos. Sempre prestativo, justo, solidário.

­"Mas isso é apenas uma fachada..."

Na verdade, ele nunca se envolve realmente com ninguém, e ele apenas tenta ser agradável com todos para se proteger. Sempre medindo milimetricamente seus atos para sempre serem "perfeitos" e "corretos". Ele é Souichiro Arima. E é considerado o melhor aluno da escola, além de um modelo a ser seguido.

Tropeça a cada quarteirão
Não mede a força que já tem
Exibe à frente o coração
Que não divide com ninguém
Tem tudo sempre às suas mãos
Mas leva a cruz um pouco além

Talhando feito um artesão
A imagem de um rapaz de bem

Sempre tentando agradar quem fosse, nunca seguindo suas próprias vontades, seus instintos, sua personalidade.

Sempre fugindo dos reais problemas, escondendo o que realmente sentia.

Tentando ser como os heróis das ficções que tanto gosta de ler, que nunca tinham problemas como os dele. Sentimentos como os dele. Família como a dele.

Olha ali quem tá pedindo aprovação
Não sabe nem pra onde ir
Se alguém não aponta a direção
Periga nunca se encontrar
Será que ele vai perceber
Que foge sempre do lugar
Deixando o ódio se esconder
Talvez se nunca mais tentar
Viver o cara da TV
Que vence a briga sem suar
E ganha aplausos sem querer

Em todas as vezes sendo modesto, nunca admitindo suas qualidades para ninguém. Por quê? Por ser uma forma simples e eficaz de proteção.

Tentando sempre ser razoável, e nunca mostrando sua vontade de ser melhor do que os outros. Jamais mostrando que, dentro de sua alma, jazia um espírito competitivo, como em qualquer outro ser humano.

Sempre se escondendo sob a máscara de aluno perfeito. Vivendo nesse círculo vicioso, onde não se perde, não se ganha, não se cresce.

E assim, roda alienado do resto do mundo, enquanto vive a falsa vida de Souichiro Arima.

Faz parte desse jogo
Dizer ao mundo todo
Que só conhece o seu quinhão ruim
É simples desse jeito
Quando se encolhe o peito
E finge não haver competição
É a solução de quem não quer
Perder aquilo que já tem
E fecha a mão pro que há de vir

--

Baseada na música da banda Los Hermanos – Cara estranho.

--

Gostou? Odiou? Sem comentários (de tão ruim que ficou)?

Reviews please.

Kisuzinhos da Artemys-chan

/bj