Está chovendo. Eu gosto de dias de chuva. Quando olho para aquele céu todo branco, encoberto pelas nuvens, sinto-me bem, de alguma forma. Aquela brisa fria, e o som das gotas chocando-se com o chão. Dá vontade de correr na chuva. Ficar com a roupa toda molhada, pesando no corpo. Mas sabe o que eu mais gosto? De me aquecer.

Em todo dia frio, adoro me enrolar em lençóis. Isso me faz sentir-se tão bem. Bom, ao menos fazia. Por quê? Droga. Cobrir-se com o lençol é tão simples. Por que agora eu quero abraçá-lo ao invés de apenas ficar debaixo das cobertas? Por que preciso tanto do calor dele?

Kazuma-Chan voltou tarde de um show. Está dormindo. Ele está cansado, então não devo perturbá-lo, certo?

Talvez eu possa ir me deitar na cama dele. Sempre fiz isso, e nunca achei nada demais. Por que diabos agora sinto meu rosto arder ao pensar nisso?

Estou com frio. Tem um cobertor em cima do sofá, mas não tenho nenhuma vontade de me aquecer com ele. Pensando bem, aquele cobertor também deve estar bem gelado, e só vai me aquecer depois que absorver o meu calor. Ou seja, aquele tempo todo, eu estava me aquecendo com meu próprio calor. Pensar nisso é tão... vazio.

Tsubasa Shibahime, aquiete-se! Vá ler algo, vista um casaco, sei lá. E pare de pensar no Kazuma, ainda é cedo e ele precisa descansar.

Talvez, se for só por um instante, não faça mal. Vou até o quarto dele, só olhar se ele está dormindo direitinho. (?)

Acabei desistindo no meio do caminho. Como sou chata! É melhor deixar o Kazuma-Chan dormir em paz!

Que frio...

Quando senti uma presença atrás de mim, virei-me instantaneamente, mesmo sem grande expectativa de saber quem era. Kazuma-Chan. Olheiras estavam bem visíveis debaixo de seus olhos,mas seu rosto bobo e inocente continua lindo. Tão lindo que dá vontade de... Oras,o que eu estou pensando?

Kazuma-Chan olhou-me daquela maneira doce que só ele consegue, e aproximou-se de mim.

Kazuma Shibahime, você não tem noção das consequências de seus atos.

Kazuma-Chan parou de aproximar-se e falou:

- Não está com frio?

Droga. Droga.

- Estou.

Acabei respondendo. E agora?

Kazuma-Chan me abraçou. O corpo dele está tão quente. Ah, essa sensação é muito melhor do que a de se enrolar em cobertores. Com certeza.

Agora ele colocou suas mãos sobre os meus ombros e me olhou com aquele olhar novamente. O que pretende fazer? Ah, não, ele está se aproximando.

Kazuma-Chan e eu estamos nos beijando. É tão... indescritível.

Estamos caminhando juntos para o quarto. Mas, como chegamos até aqui? Eu só estava falando sobre a chuva.

Fim.

-----------------------

Fanfic bem pequena, mas é minha primeira experiência com OneShot. XD Agradeceria muito mesmo se você, que está lendo, comentasse. ;-; Onegai.

Espero que tenham gostado da fic, né. :B