Salvando George


Sinopse: Se passou um ano desde a Batalha Final. George se afundou em sua tristeza. Ninguém foi capaz de tirá-lo de lá até que Hermione retorna da Austrália para a Toca. Será o seu segredo capaz de fazer George voltar a ser aquele velho e divertido pregador de peças?

Disclaimer: Obviamente eu não possuo Harry Potter. Se eu possuísse uma certa pessoa ainda estaria viva e eu não estaria postando no fanfiction... Eu estaria ocupada contando meus milhões.

Nota da tradutora: Essa fic não é minha. É apenas a tradução da fic maravilhosa da mackgirl, "Saving George". Com a devida permissão da autora. Eu super aconselho vocês a lerem, não porque sou eu quem está traduzindo, mas porque é realmente uma ótima história. A original está nas minhas favoritas, e assim que eu conseguir, eu coloco o link no meu profile. Eu peço um pouco de paciência, porque é a primeira vez que traduzo algo maior que uma letra de música ou um trabalho para a aula, e se você enxergarem algum erro, por favor, avisem.


Capítulo 1

Hermione caminhou lentamente pela estrada suja até a Toca. Fazia um ano que ela tinha deixado o mundo bruxo e visto seus amigos. Embora tenha sentido muita falta deles, tinha decidido passar um tempo muito necessário com seus pais na Austrália; seus pais tinham decidido ficar lá depois que Hermione reverteu o feitiço de memória que tinha posto neles. Ela tinha mantido contato através de cartas, e Ginny insistiu para que ela fosse para a Toca para um jantar em família. Ela entrou e chamou, "Sra. Weasley? É Hermione."

"Estou na cozinha, querida. Entre, vamos." Foi a resposta que Hermione recebeu. Ela fez seu caminho para a cozinha e sorriu ante a cena que já tinha visto várias vezes na Toca. A Sra. Weasley estava ocupada preparando o jantar como sempre, mas parou quando viu Hermione. Correndo até ela e a abraçando, exclamou, "Hermione! É tão bom vê-la novamente. Veio para ficar?"

Hermione retornou o abraço e disse, "Sim, estou de volta. Amei a Austrália, mas mal podia esperar para voltar para Inglaterra. É ótimo vê-la também. Como estão todos?" Ela disse a última frase com um tanto de preocupação na voz. Ninguém tinha lhe contado como todos estavam passando depois da morte do Fred; nenhuma das cartas sequer mencionou isso.

"Bem, Artur e eu estamos bem." Os olhos da Sra. Weasley se encheram de lágrimas, mas ela rapidamente as afastou. "No começo foi muito difícil para todos quando Fred... Bem, nós estamos muito melhores agora. Venha e sente. A refeição pode esperar o suficiente até que botamos a conversa em dia." Sra. Weasley adicionou enquanto levava Hermione para a mesa onde ambas se sentaram.

"Bill e Fleur estão esperando um filho, falta apenas mais uns dois meses, o bebê é esperado para Outubro. Bill ainda está trabalhando no Gringotes, mas Fleur se demitiu quando descobriu que estava grávida. Agora ela ajuda Ron nas Gemialidades Weasley."

Isso era estranho, Hermione pensou. Sabia que Ron estava trabalhando na loja de logros mas a Sra. Weasley fez soar como se ele estivesse dirigindo o lugar. Ron nunca deu nenhuma pista de que estava comandando a loja; e ela presumiu que George também estava lá.

"Charlie continua na Romênia e está bem; ele estará aqui mais tarde. Percy e Penélope Clearwater vão se casar pelo fim do ano. Como você sabe, Ron está na loja de logros, e está fazendo um ótimo trabalho mantendo ela aberta e funcionando. Harry ainda está no treinamento para se tornar Auror; Kingsley disse para ele que era burrice dele passar por todo o treinamento, mas Harry não queria nenhum tratamento especial e insistiu em passar pelo treinamento como qualquer outra pessoa." Hermione sorriu a isso, ela podia imaginar a discussão que Harry devia ter tido com Kingsley, que era agora Ministro da Magia. "Ginny, bem, não estou autorizada para falar. Ela fará um grande anuncio no jantar essa noite então você descobrirá com o resto da família." A Sra. Weasley concluiu e Hermione não pode deixar de reparar que ela não tinha mencionado George.

"E George? Como ele está?" Hermione perguntou.

A Sra. Weasley ficou imersa em pensamentos então disse, "Ele não está bem. Ele sentiu isso mais forte que todos nós, e ele ainda não conseguiu seguir em frente. Ron está dirigindo a loja, e George só aparece quando Ron realmente precisa dele. Ele tem estado aqui desde então. Estou muito preocupada com ele; dificilmente ele sai do quarto."

Hermione ficou surpresa ao descobrir que não estava tão chocada quanto imaginou que estaria. Ela sabia que George devia ter sentindo mais a morte de Fred do que o resto deles, mas ninguém disse para ela o quão difícil estava sendo para ele. Mas eu deveria ter imaginado, disse para si mesma. Alto ela perguntou, "Ele está aqui agora? Posso subir e vê-lo?"

A Sra. Weasley assentiu, "Ele é o único que está aqui. Os outros chegarão depois do trabalho. Você pode tentar, mas ele normalmente não vê ninguém."

Hermione agradeceu a Sra. Weasley, e se dirigiu para as escadas. Tinha que ver com seus próprios olhos quão ruim estava a situação. Quando alcançou a porta que sabia que tinha sido o quarto dos gêmeos, ela bateu. Quando nada aconteceu, ela bateu novamente, abrindo a porta e chamando suavemente para dentro do quarto, "George? É Hermione, posso entrar?"

Ela viu uma figura sentada na cama que encolheu os ombros, então ela entrou no quarto escuro. Depois de ligar a luz, ela foi e sentou na cama ao lado de George, colocando um braço ao redor de seu ombro. Ele parecia que não deixava o quarto em semanas. "Como você está?"

George ergueu os olhos como se só então notasse que Hermione estava lá, dizendo, "Hermione quando você entrou aqui?"

"Há um minuto. Eu pensei em subir e dizer oi e ver como você está passando."

George soltou uma risada sóbria, "A família te contou que estou perdendo a cabeça?"

"Não. Sua mãe apenas disse que você estava passando por um tempo difícil. Ela está preocupada e eu pensei em subir e ver se tem alguma coisa que eu possa fazer."

George tirou o braço de Hermione de si. "Bem, estou bem, e a não ser que você consiga trazer Fred de volta não há nada que possa fazer."

Hermione encarou George por um longo tempo então disse, "Eu sei que está ferido George, mas Fred não ia querer que você ficasse assim."

"Como você pode saber o que o Fred iria querer?" George disse com brusquidão, "Você nem o conhecia direito."

"Você está certo. Eu não tirei um tempo para conhecer nenhum de vocês bem e me arrependo disso, mas eu entendo o que está passando, George, e isso não é bom, confie em mim."

"Como você ousa dizer que sabe o que estou passando, Hermione! Eu perdi meu gêmeo, minha outra metade, e a única maneira de saber como é isso é se você passou por isso. Você não pode apenas ler num livro e então dizer para as pessoas que você sabe como elas se sentem; não é algo que você pode aprender em um livro. Agora saia do meu quarto de me deixe sozinho". George disse.

Hermione não se moveu por um longo tempo. "Não, eu não vou sair, George." Nenhum deles disse nada por um longo tempo, então Hermione murmurou, "Eu realmente sei pelo que você está passando, George, e não, eu não aprendi em um livro. Você está certo. Esse sentimento não é algo que pode ser aprendido em um livro."

George se virou para olhar para a garota sentada na cama ao seu lado. "Onde você está querendo chegar?"

Os olhos de Hermione se encheram de lágrimas, mas ela se virou para George mesmo assim. "Tem algo que eu nunca disse para nenhum de vocês, nem mesmo para Harry ou Ron. Tem uma razão porque eu nunca tive coragem de conhecer você e Fred melhor. É porque eu tinha ciúmes que vocês tinham um ao outro."

"O que você quer dizer com ciúmes, Hermione?" George perguntou enquanto observava as lágrimas escaparem de seus olhos.

Hermione respirou fundo e então disse, "Quando eu tinha dez anos minha irmã Abby morreu em um acidente. Nós estávamos brincando num lago congelado ao lado de nossa casa e ela caiu no gelo fino. Eles não conseguiram salvá-la a tempo."

George desviou o olhar e disse, "Sinto muito Hermione, mas mesmo assim, perder um irmão não é a mesma coisa que perder um gêmeo."

"Você está certo, George." Hermione respirou fundo, e então, num murmúrio que era quase inaudível ela disse, "Abby era minha irmã gêmea."


NT: Não esqueçam de deixar reviews! Elas alegram o meu dia, e me fazem traduzir mais rápido! Próximo capítulo provavelmente até domingo.