Capitulo final : Neve Eterna

Já se passavam alguns bons minutos desde que aquele abraço selou o recomeço da amizade das duas . Digo bons , pois diferente dos que tinham se passado antes daquilo , esses novos minutos passaram sem sentimentos ruins , apenas bons, onde as duas trocaram mais algumas carinhosas palavras , abraçaram-se mais e terminaram de colocar os pingos nos is . Mais alguns diálogos necessários para tudo e decidiram matar a saudade fazendo um passeio pra ficar mais tempo juntas. Afinal , como amigas, devem fazer o que amigas fazem , ou seja , passear , ficar juntas , etc etc ...

E chegando no momento atual, as duas , com a maquiagem borrada , se divertiam . Estavam sentadas e maquiavam uma a outra para poderem sair .Tomo , sentada, tinha uma Miyabi ajoelhada atrás dela juntando o cabelo da amiga para logo em seguida passar uma escova que fazia os lindos cabelos mel de Tomo alongarem-se . Terminado , pegou um laço e prendeu na parte de cima da cabeça da amiga , fazendo seu rosto naturalmente fofo parecer mais bonito ainda com aquele lacinho enfeitando sua cabeça. Ajoelhou-se então de frente para a amiga, pediu para ela fechar os olhos pois ia começou a maquiar o rosto dela. Miyabi estava muito feliz de poder ver aquele rosto lindo de olhos fechados na sua frente mais uma vez. Quase que por instinto, cada vez que passava maquiagem na bochecha de Tomo, ela parava a mão no rosto da amiga e esfregava o dedão num rápido carinho.Continuou e riu quando , numa passada de maquiagem no rosto de Tomo, a amiga deu um espirro bem baixinho seguido de uma careta . Tômo riu também. Enfim , cada momento daquele ato tão simples entre amigas era muito importante e elas queriam aproveitar o máximo , conversando bastante e reparando o máximo possível uma na outra.

Terminaram e então, arrumadas, decidiram que sairiam sem rumo e deixariam o momento decidir o caminho . Desceram a escada, despediram-se do pai de Tomo , saíram da lanchonete , deram uma leve parada ao sentir o frio que estava do lado de fora, olharam prum lado e pro outro pra atravessar a rua e começaram o passeio do outro lado da rua.

Lado a lado , suas respirações saiam com um típico ar de que respira em um dia frio e junto saiam palavras formando uma conversa. Tinham ainda muito o que conversar, afinal , pra amigas daquele naipe , tanto tempo afastadas exigia uma longa conversa pra tudo ficar em dia . Uma vazia rua ajudava a tarefa, pois Tomo não precisaria parar pra ficar dando autógrafos .

Como combinado, o instinto decidiria o caminho que iam tomar e curioso o fato de que o destino levou a um caminho que era o mesmo que tomavam quando eram crianças,a mais de 10 anos atrás. Tudo estava lá : a arvore que tentavam subir , o balanço que sempre brincavam; o cachorro que sempre corria atrás das duas(hoje já velho, apenas levantou a cabeça vendo as duas passar) As duas viam e comentavam , rindo de boas lembranças . E também a moça do chocolate que fica na mesma esquina a anos estava lá, e como algumas coisas não mudam , as duas , assim como quando crianças , pediram um pra cada . E como algumas coisas não mudam mesmo, Tomo lambuzou a boca tomando chocolate igual quando criança . Um olhar inocente ao perceber isso fez uma observadora Miyabi rir e sorrir ao ver mais uma vez aquele rosto fofo e inocente que sempre gostou de olhar . As duas riram .

Continuando o caminho , Miyabi percebeu então que no momento passavam pelo mesmo cenário que ela veio . Percebeu de olhar , pq , se fosse pela sensação , nunca teria percebido . Tudo parecia mudado. E não só no cenário. Seus próprios sentimentos pareciam estar muitos diferentes . Seus pensamentos pareciam naturalmente organizados. A barriga não tinha mais aquelas sensações estranhas, sua cabeça não doía mais.Sentia o peito aliviado, ria por nada, sentia-se amada , a felicidade , era uma felicidade verdadeira, não aquela felicidade passageira falsa de quando tinha depressão e sentia-se enganosamente feliz ao fazer mal pra alguém . Já o cenário , bem, as coisas que sentia e lhe faziam mal pareciam estar diferentes. O cheiro que sentiu na saída da lanchonete do pai de Tomo parecia mais de uma deliciosa refeição, ao invés de algo que virasse o estomago . O parque não parecia mais feio, a neve não parecia mais dura nem agressiva . Essa , em especial , parecia cada vez mais branca e linda ao passar dos minutos , como se quisesse atingir um auge . Tudo fazendo um lindo cenário para aquele dia especial na sua vida , que poderia ser até eterno , ao lado de sua amiga.

Mas ele não seria eterno, e quando pensava nisso , Miyabi viu então uma coisa que lhe chamou a atenção : uma maquina, dessas de por ficha, de tirar fotos. Não podia fazer aquele dia ser eterno , mas podia guardar uma eterna recordação. E não tinha mais fotos dela com sua amiga. Precisava recomeçar a coleção de bons momentos ali mesmo. Sim , aquela maquina veio bem a calhar. Sem falar nada, pegou na mão da amiga e puxou ela para lá, num passo mais acelerado, tomando cuidado pra não escorregar .Dizia apenas "Vem " para Tomo que olhava curiosa e sem entender e não entendeu até passar por uma pequena cortina e ver uma maquina que estava a sua frente . Olhou então para Miyabi e não precisaram combinar nada: um sorriso de cada já foi o suficiente para entender o que fariam lá: eternizar aquele momento

Então , ao colocar algumas moedas na maquina, Miyabi correu atrás de Tomo. Estacionou seu queixo no ombro da amiga e a parte da frente do seu corpo junto as costas dela. Colou rosto com rosto , parou a mão direita na barriga de Tomo e a esquerda em cima da direita pra ambas receberem em seguida as mãos de Tomo. Não foi preciso X , as duas já sorriam naturalmente e FLASH ! na parte de baixo a abertura da maquina soltava uma cartelinha com duas fotos , uma pra cada, que seria uma pequena forma de eternizar aquele dia!

Pegaram a foto então e olharam . Admiravam o retrato , e no meio dela Miyabi pensava em como sua situação mudou do começo do dia para aquele momento. Só a presença da amiga já praticamente reviveu ela . Comentou isso com Tomo , para em seguida dizer :

-Mas ainda tenho muito o que fazer ...

- Pq , Miyabi-Chan ? – perguntou Tomo

Miyabi respirou fundo e, depois de muito tempo com um bem estar,se sentiu um pouco mal naquele momento relembrando seus outros problemas que ainda precisava resolver . Continuou a conversa então explicando:

-Bem , é que a grande verdade é que estar com você de novo me dá forças e muito para recomeçar , e eu preciso disso , pois tenho muitos problemas para resolver . Estou sem estudar a muito tempo, não tenho nenhum plano pro futuro nem falo mais com ninguém ...

Tomoko então deu um pulinho na frente da Miyabi interrompendo e com um sorriso disse:

-JÁ SEI !!

Miyabi olhou curiosa .

-Miyabi-Chan pode virar uma idol , assim como eu !

- Ah , não ... assim, do nada ? e não se esqueça que já tentei da ultima vez e não consegui ...

- Pq não ? Miyabi-Chan é linda, inteligente e canta muito bem , pode conseguir muito mais do que eu . Se a Miyabi-Chan quiser , eu posso conseguir um teste pra você na minha agência !

Miyabi parou e pensou por alguns segundos sobre isso . Não era como se ela tivesse planejado coisa do tipo, mas a verdade é que, sem estudar , ser uma idol poderia dar um bom suporte para ela até recomeçar os estudos. .Tinha tudo que uma idol precisa ter, só precisava querer . E convenhamos : não é todo mundo que pode se dar ao luxo de estar com a vida estragada e escolher se quer ou não recomeçar sendo logo uma estrela . Ela poderia tentar. Não. Ela ia tentar !

Abaixou a cabeça sorrindo e viu a foto das duas juntos em sua mão. Junto da sua amiga, quando parecia que um novo problema apareceria, ele desapareceu no mesmo momento.

Levantou a cabeça e sua amiga sorrindo perguntou mais uma vez se ela topava.

-Sim, eu vou ! – Miyabi respondeu, selando de vez o começo de sua nova vida !

Tomo ficou muito feliz de poder ter sua amiga perto dela tamnbém no trabalho e as duas riram juntas . Problema resolvido , o dia feliz tem que continuar !

E o dia continuou daquele jeito. Conversavam , tiravam o atraso , divertiam-se . Chamavam a atenção por onde passavam , não só pela beleza, mas pela felicidade que mostravam . Alguns que viam cochichavam se as duas eram irmãs, de tão bem que pareciam juntas. Outros resumiam-se a sorrir de felicidade vendo a felicidade das duas . No mundo, ninguém parecia mais feliz do que as duas naquele momento . Não era apenas um dia , era o dia das duas .

Mas, por mais bonito que fosse esse dia, depois de algumas horas ele chegou ao fim e lá estavam as duas em frente a casa de Miyabi para a despedida. Não tinham motivo para sentir tristeza pois não seria o dia final e sim o primeiro de muitos dias assim . Tinham motivos sim para uma despedida momentânea que fosse linda e fechasse o dia.

Então, embaixo da neve que caia , Miybi chegou perto de Tomo ficando frente a frente. A mão esquerda foi passou por trás do pescoço , pausando no ombro de Tomo. A direita, nas costas . Puxou a amiga para o seu colo e a amiga retribuiu abraçando tambén . Corpo colado em corpo, Tomo menor, tinha a cabeça deitada no colo de Miyabi e olhava pra cima . Miyabi retribuía olhando pra baixo e as duas sorriam. Miyabi usava o rosto pra fazer carinho na testa da amiga. As duas então cochicharam algumas palavras de carinho e despedida que devem ficar apenas entre as duas e até por isso, elas não serão escritas aqui . O vento entendeu aquele momento de privacidade e soprou um pouco mais forte naquele momento, fazendo um som mais alto para que ninguém mais escutasse .

O cenário vazio, a neve caindo , as duas abraçadas . O retrato de uma bela pintura . Ao se despedir, sentiram isso, ambas sentindo no peito todos os sentimentos bons daquele dia .

Miyabi subiu então no seu quarto, aonde a história começa . Cansada, se trocou , pegou seu porta retratos e , depois de colocar a foto da amiga, colocou na estante, perto dos seus ursinhos . Sentada na cama , percebeu então que , mesmo sendo o mesmo quarto , aquela foto que representava sua amiga e o recomeço da amizade dava um tom todo especial para o quarto. Assim como aconteceu no parque, tudo parecia diferente . Não parecia estar mais numa prisão , os ursinhos agora pareciam de novo simpáticos, tudo que parecia ruim no seu quarto agora estava bom. Seu quarto parecia convidativo agora, assim como seu futuro : com sua amiga de volta e uma nova perspectiva pra recomeçar , Miyabi iria brilhar .Sorriu fechando os olhos, pensando no dia que passou e nas novas perspectivas agora felizes do seu futuro...graças a sua amiga ...

Do seu lado, o vidro do porta retrato refletia a neve eterna que continuava a cair lá fora , e de dentro do vidro a foto das duas amigas.abraçadas Naquele momento, a neve atingiu o seu auge e agora nunca pareceu tão linda , caindo para embelezar aquela amizade E mesmo que ela não fosse mesmo eterna , a neve naquele momento já fazia o seu papel , homenageando aquela amizade eterna ...

FIM