Oi Juno,

O filme Juno não me pertence nem a idéia de uma troca de cartas entre Juno e seu filho. A idéia veio da fanfic "Hey Kid" de Silverviper2134 e ela me deu permissão para escrever a resposta do garoto.

--

Oi Juno,

Não posso mentir dizendo que só recebi sua carta agora, mas não se pode esperar que uma criança de seis anos vá escrever algo que valha numa carta. Fiz vários rascunhos, juro, mas nunca enviei nada... Acho que não dava para enviar, era confuso naquela época e ainda é meio confuso hoje. Você sabe, tudo aquilo que aconteceu e tal...

Não tenho certeza do que quero falar para você ou o porquê de estar escrevendo isso tanto tempo depois. Sei que é sacanagem com você eu ter demorado tanto, foi mal. Então você é minha mãe, isso é legal, você parece ser legal... O tipo de garota que eu gostaria de namorar. Curte boa música e bons filmes (Vi aquele que você recomendou, é um banho de sangue formidável! O máximo do Trash!), na primeira carta você ainda parece bem jovem e tocava guitarra?! Wow! É difícil achar uma garota assim. Estou desviando do assunto, não é? É um péssimo hábito.

Você talvez queira saber mais sobre mim, mas não há muito a se dizer... Sou o Davis e tenho quinze anos, toco bateria para o desespero da Vanessa e gosto de tirar fotos. Faço barulho de mais para aquela casa tão parada e fria, é muito limpa e organizada, as únicas coisas fora do lugar são as que eu mexo! Falta gente, se bem que eu acho que quem vive em casas mais agitadas deseje justamente isso... Arre! Estou fazendo de novo, viu?

Bom, nós ainda temos o papelzinho... Aquela conta com o seu bilhete atrás, fica pendurado no meu quarto em um quadro. Não gostava muito dele quando era criança, sentia-me como se fosse um produto que foi vendido... Não! Pára! Eu não quis dizer isso! Eu não te culpo por ter me entregue para ela, afinal ela é legal e tudo mais.

Eu tenho quase a idade que você tinha quando engravidou e não consigo me imaginar sendo pai quanto mais carregando um moleque na minha barriga e tendo de alimentá-lo! Merda! Eu mal consigo cuidar de mim mesmo! Ah, mas eu não acho que lares adolescentes sejam nocivos, pelo contrário... Tem amigo meu que é melhor pai do que muito "adulto" por aí!

Acho que você já sabe bastante de mim, não é Juno? E eu ainda sei tão pouco de você! Fez faculdade? Trabalha com quê? Casou? Com o Blaker (chama-lo de pai seria meio esquisito)? Teve ou vai ter outros filhos? Espero que tenha tido, não sei... Seria injusto você não ter tido nenhum outro e dado o seu único a outra pessoa.

Espero que esteja bem e feliz Juno;

Do seu filho que não é seu filho:

Davis Richard.

Não te culpo por ter pensado em aborto.

PS: segue em anexo a "cartinha" que escrevi quando tinha seis anos. Acho que mães gostam dessas coisas estúpidas de criancinhas.