Mal entendidos

Categoria: Anime/manga (Inuyasha)

Gênero: Romance/ Drama

Classificação: 12 anos

Shippers: Inuyasha & Kagome

Sinopse: Kagome descobriu que Inuyasha fazia aniversário naquela semana (não me perguntem como...) e junto com os amigos da sengoku jidai (era feudal, pra quem não sabe) resolve fazer uma festa-surpresa pra ele. Porém uma série de mal entendidos pode fazer com que esse aniversário não seja tão tranqüilo assim. Quer ver no que isso vai dar? Só lendo pra saber!

Disclaimer: Inuyasha e seus personagens não me pertencem (dâ! Novidade...). Esta fanfic não possui fins lucrativos (outra novidade!), portanto, não me processem, eu não tenho dinheiro (sério!).

N.A.: Esta é a primeira fanfic de Inuyasha que publico, então peguem leve, ta legal? Como a sinopse já diz tudo, eu não vou comentar nada, só desejar boa leitura... E muitas revews! A primeira parte da estória pode lembrar (e muito) a sinopse, mas o que eu poderia fazer para que vocês soubessem o que esperar da fic sem pôr essa sinopse? Bem, espero que gostem da fic mesmo assim. Mais uma vez, boa leitura!

0o0o0o

Kagome descobriu que Inuyasha fazia aniversário naquela semana (não me perguntem como) e resolveu que seria uma ótima idéia fazer uma festa surpresa pra ele. Kagome estava justamente passando essa informação para Miroku e Sango.

- É! – dizia Kagome empolgada – É quinta-feira o aniversário dele!

- E o que você pensa em fazer? – Perguntou Sango à Kagome.

- Você quer dizer o que nós vamos fazer – corrigiu Kagome, dando ênfase na palavra "nós" – Vamos fazer uma festa surpresa pra ele!

- Legal!!! – exclamou Miroku.

- Vai se empolgando não hein! – disse Sango encarando Miroku séria.

-Vamos chamar Kaede, Kouga, claro que nós três também vamos... Quem mais devemos chamar? – perguntou Kagome com um bloquinho de notas e uma caneta na mão.

- Inuyasha não é muito sociável, né? – comentou Miroku.

- É mesmo... – concordou Kagome.

- Kagome? – chamou Miroku, um tanto sério.

- O que? – perguntou a garota.

- ...

- O que? – Kagome repetiu a pergunta, visto que Miroku não dizia nada.

- Talvez... – começou ele.

- Talvez o que? – perguntou Kagome.

- Melhor não. – respondeu Miroku.

- Fala!

- Não, deixa pra lá.

- Fala logo! Ta me deixando nervosa!

- Talvez devêssemos chamar algumas pessoas do vilarejo...

- Claro! – concordou Kagome mais aliviada, sorrido. Achou que Miroku diria algo que impediria a festa de acontecer.

- E a pulga Myouga.

- Claro! – disse Kagome igualmente sorridente.

- E Toutoussai.

- Vamos chamá-lo também! – concordou Kagome, ainda com seu sorriso doce.

- E Kikyou.

- Clar- O que?! – dessa vez o sorriso de Kagome foi interrompido, enquanto a colegial arregalava os olhos.

- Ele tem razão – ponderou Sango – O Inuyasha... Bem... A Kikyou...

- Já sei! O Inuyasha ama a Kikyou, sei disso – completou Kagome um tanto triste. Houve uns breves segundos de silêncio – Tudo bem. Vamos chamá-la também... Então temos: Kaede, Shippou, Myouga, Toutoussai, Kagome (eu), Miroku, Sango, Kouga, Kikyou e algumas pessoas do vilarejo. Quantas?

- Bom, todos – disse Sango – A Kaede é amiga de todo mundo e a menos que algum seja inimigo de Inuyasha, não vejo mal algum em chamá-los.

- Concordo – disse Kagome. Mas justamente nessa hora, Inuyasha chega.

- Com o que? – pergunta ele ao entrar.

- Ah...É.... – Kagome gaguejava tentando dizer algo convincente.

- Que foi? O gato comeu a língua? – perguntou Inuyasha em seu típico mau humor.

- N-Não! Eu...

- Concorda que deveríamos descansar de procurar a jóia hoje. – disse Miroku tirando todos daquele sufoco.

- Ok. Humanos...

0o0o0o

Quinta feira à noite. Inuyasha chega.

- Ninguém... Nunca fez isso por mim... – comentou Inuyasha observando a festa e as pessoas alegres reunidas para celebrar seu aniversário.

- Em todos esses anos você nunca comemorou um aniversário sequer? – perguntou Kagome surpresa.

- Não, nenhum. Ninguém se importava comigo, só a minha mãe – respondeu ele.

- ... Bem... Então? Vamos? – perguntou Kagome tentando se desviar daquele assunto triste.

- O que? – perguntou Inuyasha confuso.

- Bater os parabéns, o que mais? – disse a colegial puxando o hanyou* pelo braço. Então todos começam a cantar a musiquinha que sempre é cantada nos aniversários:

"Parabéns a você

Nesta data querida

Muitas felicidades

Muitos anos de vida

Chegou a hora de apagar as velinhas

Vamos cantar aquela musiquinha:

Parabéns a você!

Parabéns a você pelo seu aniversário!

Que Deus lhe dê muita saúde e paz

E que os anjos digam 'amém!'

Parabéns a você!

Parabéns a você pelo seu aniversário!"

Como manda a tradição, deve-se cantar a última parte o número de vezes correspondentes ao ano que a pessoa está completando, mas como ninguém iria ter saco para cantar essa parte mais de cem vezes, resolveram cantá-la apenas uma vez:

"É big!

É big!

É big! É big! É big!

É hora!

É hora!

É hora! É hora! É hora!

Ra-Tim-Bum!

INUYASHA! INUYAHA! INUYASHA!

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!!!!!!"

- Sopra as velinhas! – disse Kagome à Inuyasha – Mas faz um pedido antes!

- Um pedido? – perguntou Inuyasha.

- É – confirmou Kagome – Dizem que quando a gente faz um pedido antes de soprar as velas, ele se realiza. Então pense num pedido e sopre as velas.

- Você acredita nisso? – perguntou ele com desdém.

- Não, mas é tradição, vai logo! – disse Kagome impaciente.

- Ok – disse Inuyasha antes de soprar as velas.

0o0o0o

- O que você pediu Inuyasha? – perguntou Miroku curioso.

- Eu também queria saber, mas se ele contar, não vai se realizar – disse Kagome.

- Eu não pensei em pedido nenhum. – respondeu Inuyasha.

- O que?! – comentou Sango – Não acredito!

- ...

- Se eu fosse você pediria para ficar com a Srtª Kagome e a Srtª Kikyou – comentou Miroku, levando um sopapo de Sango.

- Isso é pra você aprender a ser menos tarado! – disse ela.

- Viu Miroku – comentou Inuyasha – É isso que dar ser tão pervertido!

- Oi Inuyasha – disse Kikyou ao se aproximar do grupo. Inuyasha virou-se na direção da voz totalmente surpreso pela presença da sacerdotisa ali enquanto Kagome saia triste dali.

Continua...

N/A.: É, capítulo pequenininho, mas ta aí. Esta fic foi escrita há muito tempo atrás, mas só agora eu estou postando ela. Eu fiz umas pequenas modificações em relação à original no intuito de melhorá-la, mas não foi nada que modificasse o enredo ou a seqüência de acontecimentos. Espero que gostem e por favor digam o que acharam clicando no botãozinho aí em baixo.

Ja ne!

K-Chan