Depois de passar horas me perdendo nas histórias de Edward e Bella – imaginando se algum dia aconteceria algo tão legal comigo – eu resolvi ir dormir, até porque já eram quatro da madrugada. O sono não demorou pra chegar.

Algum tempo depois os sonhos começaram e de repente Edward estava em meus sonhos dizendo que me amava – eu já estava me acostumando com isso, os sonhos com ele estavam se tornando constantes agora -, nós estávamos em uma floresta discutindo, porque ele achava ser vampiro algo horrível e eu queria ser uma.

Repentinamente o cenário mudou, eu já não estava mais com Edward, agora eu estava em uma praia. Sozinha. Mas ao invés de sentir solidão, eu só consegui sentir paz, calma, e inesperadamente fiquei feliz de estar sozinha. Olhei ao redor confirmando que a praia estava deserta e então me sentei na areia, fechei os olhos e fiquei ouvindo o barulho que as ondas faziam, sentindo a brisa que vinha do oceano batendo em meu rosto.Não sei o que havia acontecido, mas ficar sozinha estava sendo mesmo um grande presente. Devia ser meu subconsciente percebendo que eu precisava relaxar.

A praia era muito bonita. Cercada com uma areia branquíssima que contrastava com o mar, que era muito azul. Dava pra ser cenário para um filme romântico, no por do sol então seria perfeito. Mas eu não quero pensar em romance agora, não com a minha vida amorosa desse jeito, tendo que sonhar com um personagem de livro pra não sonhar com um amor não correspondido.

Já era fim de tarde e o sol não devia estar muito longe de se pôr. E eu não gostava nada da idéia de ficar sozinha naquela praia deserta durante a noite. Levei um susto enorme quando uma voz masculina sussurrou em meu ouvido:

- Desculpe por isso, mas a espera já está doendo em mim. Fico indignado de você estar sonhando com um cara que nem existe. Queria que você sonhasse, uhn, comigo.

Eu fiquei sem reação por alguns segundos, aquela voz realmente me encantou, e quando me virei pra ver quem era o telefone aqui de casa tocou e eu pelo menos ter agradecido por esse tempo sozinha. E quando eu fui levantar pra atender o telefone, minha mãe atendeu.