O começo

- Seth! Acorda! – uma voz rouca e grossa gritava meu nome me dando empurrões.

- Não... – gemi sonolento colocando o travesseiro em cima da cabeça.

- Seth! – a voz tornou-se grossa e muito brava. Quando sinto algo se quebrando nas minhas costas nuas. Dou um pulo mantendo-me ainda em cima da cama só que agora em pé e me segurando fortemente na cabeceira da cama. Jake me olhava com os braços cruzados e com uma expressão brava.

Então olho para a minha cama que estava toda molhada, com cacos de vidro espalhados pelo quarto e algumas margaridas jogadas.

- Hora da escola, lobinho! – exclamou Jake me dando tapinhas no braço. E rindo de eu ainda estar em estado de choque. Ele quebrou um vaso de vidro nas minhas costas! Ele é louco! Depois de me recuperar do trauma de infância, fui para a cozinha. De onde vinha um cheiro delicioso de panquecas e café coado.

- Bom dia! – disse ao entrar na cozinha estreita. Jake estava jogado no sofá com as pernas esticadas na mesinha de centro segurando um prato com pelo menos umas 10 panquecas com caldo em cima. Leah estava sentada na mesinha de plástico comendo uma panqueca enquanto lia uma revista e Billy estava bebendo café lendo um jornal. Todos me olharam ao me ver, mas ninguém disse nada, apenas continuaram a fazer o que estava fazendo.

Andei até o fogão, onde tinham alguns restos de panquecas e um pouco de café num bule de vidro. Comi as panquecas e tomei o café numa caneca pequena.

- Vamos logo Seth! – falou Leah jogando os pratos e canecas da mesa dentro da pia – Escola! Lembra?

Pulei da cadeira e saí em disparada para o meu quarto. Depois da morte de meu pai, viemos morar, eu e minha irmã, na casa de Jake e seu pai, Billy. Depois de nossa mudança, Jake mais eu e alguns amigos da reserva fizemos umas reformas. Colocamos mais dois quartos e mais dois banheiros. Um especial e exclusivamente para Leah. Como ela diz: "Garotas devem ter preferências". Ta.

Me troquei, vesti um jeans escuro e uma camiseta branca com um desenho de um lobo. Peguei minhas coisas e tomei uma carona no carro "novo" de Jacob, um carrinho qualquer tunado com umas peças do ferro-velho. Nada mais.

Não estudo mais na escola da reserva, Jacob me fez ir para o Forks High School para poder vigiar e proteger sua querida amada Reneesme, mas como a chamamos Nessie. E é claro que Bella e Edward não discordaram, mesmo que não precisem de minha ajuda. Rosalie se candidatou para se fingir de professora de história, mas ainda assim queria uma pessoa que ficasse ao lado dela o tempo todo. Ou seja, um bobão que tenha a mesma "idade" que ela e que aceitasse que o horário de todas suas aulas seja igual ao dela... Eu.

Eu só aceitei porque Nessie é uma pessoa muito legal, e tem a sua família de vampiros super legais, embora possam arrancar minha cabeça com o dedo mindinho... Ah! E pelo fato de Nessie ter um namorado super alto, forte e... er, muito forte.

Jake começou a se aproximar da escola, uma enorme placa dizendo: "Forks High School Home of the Spartans". Sinto um bolo se formando no meu estômago, um arrepio da ponta do dedo até a cabeça. A palma de minha mão começa a suar.

- Nervosinho é Seth? – zomba Jacob após perceber minha reação ao ver a escola.

- Um pouco – admiti passando a mão na calça.

Jacob entra no estacionamento.

-Cara, você vai mesmo me deixar dentro da escola? – gemi quase afundando no banco, colocando uma das mãos no rosto. Que mico! Os alunos nos encaravam mas não faziam cara feia, ou pelo fato de eu ser um cara muito bonito ou por que o Jake é muito, muito grande e qualquer um que fizer cara feia pra ele, pode aparecer com a cara deformada no outro dia... Não, eu sou um cara muito bonitão mesmo.

Jake estacionou numa vaga livre. Eu desci do carro correndo enquanto arrumava a mochila nas costas. Quando deparo com uma pessoa conhecida, que apartir de hoje, ficará grudada em mim o tempo todo...

- Nessie! – disse acenando. Ela estava do lado do carro de Edward que sorria para mim gentilmente. Nessie segurava seus livros timidamente na frente do corpo, sorrindo.

- Hey, Seth! – Ela atravessou o estacionamento e me cumprimentou – Jake! – exclamou ela com um brilho nos olhos e com um sorriso imenso nos lábios. Ele se aproximou dela e a abraçou, depois deu um beijo nela, e depois mais outro...

- Ok, não sou vela! – murmurei saindo de perto dos dois e indo ao lado de Edward, nos cumprimentamos com um aperto de mão e um abraço rápido. Me recostei na frente do carro e Edward me acompanhou, ri e revirei os olhos ao ver a cena melosa de Jacob e Reneesme. Eca.

- Como vai, Seth? – perguntou-me Edward com sua famosa voz aveludada.

- Vou levando... – respondi, Edward riu de minha resposta – E você?

- Vou bem – respondeu – Cuida de Reneesme pra mim? – perguntou ele preocupado enquanto observava Nessie e Jacob conversando.

- Pode deixar – o tranqüilizei. O sinal bateu, me despedi de Edward e acenei para Jacob, assim como Nessie. Que em poucos minutos já estava andando ao meu lado. Ela segurou no meu braço enquanto nos aproximávamos da entrada da escola. Antes de entrar, ambos respiramos fundo.

Continua...