[b][red]Capitulo 11: Sombras mortas.[/b][/red]

Você quer saber o que sinto??? Em uma palavra: MEDO!!!

Não sabia onde estava, era como se algo tivesse me puxando, ou melhor, era como se meu corpo não me obedecesse.

Apenas a minha respiração era suficiente para deixar o clima mais tenso. Meu coração parecia que ia saltar pela boca, que tinha de manter fechada.

Meus olhos não conseguiam alcançar nada além da escuridão. A sensação dolorida de estar sendo observada me deixava desinquieta.

Enfim, o desagradável gosto da morte pudera ser percebido, não sabia ao certo de onde vinha, mas um calafrio ultrapassou pelo meu corpo fazendo com que a irritação alcançasse de súbito minha sobrancelha levemente arqueada.

Após longos minutos, Roxton acordou atordoado, o seu corpo lhe cobrava o preço dos diversos machucados causados pela batalha.

A casa da árvore estava irreconhecível, Verônica se entristeceu vendo que tudo estava de pernas pro ar. Mas, onde será que Bartolomeu se meteu???

Finn: Será que foi embora???

H: Muito improvável...

Viviana: A não ser que...

Todos olharam para ela.

C: O que???

Viviana: A não ser que o feitiço enfim funcionou!!!

Ned e Verônica se entreolharam.

N: Será que foi isso???

Andando pela casa tentando amenizar toda a bagunça.

R: Mas onde está o corpo de Madge???

Ao pensar nisso, seu coração se entristeceu.

O corpo de Madge havia sumido.

Viviana estava aflita.

V: Calma... ela deve estar no meio dessa bagunça...

Verônica falou tentando animá-los.

Cada canto da casa foi absurdamente verificado, constando que realmente Madge não estava mais ali, bem como Bartolomeu.

Uma lágrima desceu pelo rosto de Roxton, que não podia sequer imaginar ficar sem sua amada.

H: Eu vou me vingar... nem que eu tenha que morrer...

Viviana abraçou Henry, tentando acalmá-lo.

H: Isso não é justo...

N: Viviana???

Lágrimas escorriam pela face de Viviana, a dor aumentava a cada pensamento a respeito de Madge.

Viviana: Estava tão perto dela...

BD: Vocês estão bem???

Oliver chegou juntamente com Benjamin.

Finn: Não estamos nada bem... se é que quer saber!!!

Benjamin olhou para os olhos marejados do grande caçador, procurando respostas. Depois olhou em sua volta tentando encontrar Madge.

BD: Onde está Madge???

Viviana olhou diretamente em seu olhar.

Viviana: Nossa filha está morta!!!

Benjamin nem sequer pudera imaginar quão tamanho era a dor que sentiu ao ouvir essas palavras.

Eles se abraçaram fraternalmente.

C: Como assim filha???

Viviana e Benjamin se entreolharam e depois olhou para todos em sua volta.

Viviana: Madge era... é a nossa filha...

V: Então quer dizer que...

R: Isso não pode estar acontecendo... não agora!!!

Finn: Então quer dizer que toda vida ela procurou por sua família e agora que a encontra...

Finn nem sequer terminou de falar, a tristeza tomou conta de todos.

O céu nublado pareceu concatenar com a tristeza de todos na casa da árvore. Uma leve e fina chuva era a mostra de que a dor também era sentida lá em cima.

Um imenso silêncio pairava por todo o plateau, quer dizer, por quase todo. Em uma pequena parte da grande selva, um murmurinho era ouvido de longe.

BV: Temos sair logo daqui...

Súdito 1: Por que está com tanto medo???

Bartolomeu olhou para ele enfurecido.

BV: Será que não percebeu...

Deu uma pequena pausa e olhou para Madge que estava em uma maca improvisada carregada mais à frente por seus homens.

BV: Ela é a única pessoa que pode nos destruir!!!

Aquilo assustou o pobre homem que o acompanhava.

Súdito: Mas você não disse que era invencível???

Bartolomeu se segurou para não matá-lo.

BV: Você quer mesmo que eu responda a essa pergunta???

Bartolomeu olhou sério para o súdito, que com medo recuou um pouco.

Súdito: Desculpa...

BV: Entenda uma coisa... essa mulher é muito poderosa... só que ela não sabe disso!!!

O súdito ficou em extremo silêncio atento ouvindo cada palavra de Bartolomeu.

BV: Aquela mortal é muito inteligente, porém tive sorte de eles não entenderem as palavras do livro sagrado...

Fez uma pequena pausa.

Súdito 1: Você descobriu???

BV: Você está me subestimando???

O súdito, mais que depressa, balançou negativamente a cabeça.

Súdito: E o que pensa em fazer???

BV: Pensei que seria fácil derrotá-los... eu realmente estava enganado, mas com ela ao nosso lado...

Súdito 1: Você sempre pensa em tudo... então como acha que vai obrigá-la???

BV: Estava pensando nisso até você me interromper!!!

O pobre homem se calou, dando espaço ao lorde das trevas. Continuaram caminhando, Madge continuava desacordada.

Muitos pensamentos flutuavam vagamente em sua mente, sem fazer qualquer sentido. Parecia um sonho, porém muito real. As palavras que lera do livro dançavam tentando dizer-lhe o seu significado, mas estava bastante confusa ainda.

Na casa da árvore, tentavam buscar forças, enquanto arrumavam a bagunça. Roxton havia perdido o seu maior tesouro que algum dia poderia achar, pelo menos era o que achava. Seu olhar vagava por entre os móveis revirados e seus amigos tentando colocar ordem no local. Tinha vontade de morrer, não conseguiria viver sem sua amada.

Todos estavam desolados, não sabiam o que fazer.

Benjamim estava muito estranho.

OD: O que foi meu irmão???

BD: Acho que ela pode ainda estar viva...

R: O que???

Viviana: Por que acha isso???

BD: Bartolomeu não iria sair assim...

Henry: Então você está insinuando que ele pode estar com ela???

V: Pode ser uma possibilidade...

Todos se animaram um pouco, inclusive Roxton que agora suas esperanças de encontrar Madge viva aumentava a cada minuto.

Finn: E onde ela está???

BD: Este é o ponto principal...

Todos abaixaram a cabeça.

C: Não podemos desanimar...

N: Não vamos desistir dela...

Viviana: Nunca... já me sinto um pouco melhor por esta possibilidade...

Benjamim abraçou Viviana com carinho.

O resto do dia passou sem mais surpresas, todos ajudando na medida do possível. O outro dia começou muito cedo, já que para alguns a ansiedade não os deixara dormir. O café rapidamente foi feito e em questões de minutos todos já estavam à mesa, quer dizer quase todos. Finn ainda não havia saído do quarto.

Rapidamente repassaram o plano, enquanto comiam o desjejum.

Finn chegou esfregando os olhos. Algo dizia que não estava satisfeita de acordar cedo.

V: Ta parecendo alguém que conhecemos???

Todos riram da expressão da garota do futuro.

Finn: Não enche...

Muito a contra gosto sentou-se ao lado de Challenger. Reparou que o café havia acabado.

Finn: Não acredito... vocês acabaram com o café???

Eles se entreolharam.

N: Calma... tem chá...

Finn: Vocês são um bando de mal educados... egoístas, que não pensam em ninguém a não ser em vocês mesmo!!!

V: O que está acontecendo com você???

Finn: Nada...

Falou rispidamente.

R: Todos tiveram uma noite ruim, mas não precisamos descontar em ninguém!!!

Os olhos de Finn estavam diferentes.

Henry notou como ela havia mudado. Sarah permanecera calada.

Challenger a segurou e olhou em seus olhos.

C: Quem está ai???

Finn: Ajudem-me... estou na caverna... Rox... nãooooo...

Todos ficaram espantados com o que ouviam.

Finn: Rápido...

Neste momento, Finn desmaiou, deixando todos ainda mais preocupados.

V: O que será que está acontecendo com Finn???

N: Ela deve estar doente...

Viviana: Não...

Todos: O que???

Viviana: Não percebem???

BD: Não estamos entendendo...

Viviana: Era nossa filha...

C: Como isso é possível???

Viviana: Há muitas coisas além da ciência...

OD: Ela se comunicou através dela???

Viviana: Devem ter algum tipo de relação...

Finn começara a acordar.

Finn: O que está havendo???

R: Você se sente melhor???

Finn: Ainda to me sentindo um pouco estranha, mas to bem!!!

N: O que você quis dizer em se comunicar através dela???

Viviana: O que ele quis dizer foi que ela utilizou de telepatia paras poder se comunicar conosco...

R: Será que... não pode ser... a caverna!!!

V: Que caverna???

R: Aquela que ficamos presos...

Finn: Quando o Challenger perdeu a memória???

Challenger fez cara feia ao se lembrar dessa cena.

BD: Então, o que estamos esperando???

OD: Esperem... temos que ser cautelosos...

Henry: De certa forma ele tem razão...

Sarah: Como assim???

Henry: Bartolomeu é muito poderoso...

BD: E daí???

Henry: O que vamos fazer???

R: Eu não sei vocês... mas não vou ficar aqui parado...

V: Temos de ser racionais, Roxton...

R: E estou sendo... porém, Madge precisa de mim e não vou abandoná-la...

Viviana: Não estamos abandonando-a...

N: Temos de estar vivos para poder salvá-la...

Roxton não conseguia se acalmar. Não podia sequer pensar nos perigos que sua amada estava correndo. Andava de um lado para o outro, estava bastante eufórico.

Finn teve uma visão ainda mais clara de Madge. Ficou paralisada por alguns instantes.

Sarah: Você está bem???

Sarah perguntou olhando para a moça do futuro.

Verônica voltou-se para Sarah, percebendo que Finn agia estranhamente.

V: O que está havendo com ela???

Finn começou a chorar.

R: Finn???

Verônica a balançou levemente, fazendo-a acordar o que parecia ser um pesadelo.

Finn: Eu vi...

Todos olharam para ela confusos.

C: Viu o que???

Finn: Madge!!!

R: Como???

Finn: Não sei... parecia um sonho, mas era real...

Henry: E onde ela está???

Finn: Em algum lugar aqui no plateau...

Todos suspiraram frustrados.

V: O que ele quis dizer... o local exato...

Finn: Não sei... mas sei que não fica muito longe da casa da árvore...

N: Como você sabe disso???

Finn: No meu sonho, eu levei apenas algumas horas pra chegar lá...

C: Pelo menos, uma noticia boa!!!

Viviana: Temos que agir rápido, porém utilizando de nossa esperteza e pensando muito bem antes de fazer qualquer coisa!!!

Todos concordaram e foram para os preparativos para o salvamento.

R: Viviana... tire-me uma dúvida...

Viviana: Pode falar...

R: O que houve com Finn???

Viviana: Não tenho muito certeza, mas posso afirmar que Finn e Madge têm algum tipo de ligação espiritual...

R: Perai... como assim ligação espiritual???

Viviana: Eu não sei explicar direito como isso funciona ou mesmo o porquê disso... mas graças a esta ligação sabemos que Madge está viva e aqui perto!!!

Roxton concordou com a cabeça.

O dia passou rápido, todos se concentrando para o outro dia. Verônica achou algo interessante enquanto lia um livro sobre vidas espirituais.

V: Olhem o que achei...

Todos curiosos foram para onde Verônica estava.

V: Lendo este livro achei algo que pode nos explicar o que aconteceu com Finn hoje mais cedo...

Viviana pegou o livro e pôs-se a ler em voz alta para todos.

C: Então quer dizer que Finn e Madge têm uma ligação espiritual???

Viviana: E uma das mais fortes que já conheci...

N: Como é essa ligação???

Viviana: Segundo este livro, é quando duas almas, de alguma forma, estão interligadas...

Finn: Como assim???

Todos riram da cara de espanto da moça do futuro.

Viviana: Acho que é quando... hum...

V: Será que é quando duas almas estão predestinadas ou que combinam tanto que quando encarnam no corpo humano... sei lá... ficam ligadas...

R: Uma ótima explicação...

Finn: Ta... então qual seria minha ligação com Madge???

Benjamim assustou com a forma que Finn falou.

BD: Falando assim parece que você não gosta dela!!!

Finn riu sem graça.

N: Digamos que ela é uma pessoa um pouco complicada...

Todos riram.

À noite, todos estavam bastante cansados, porém não conseguiam dormir.

Foi uma noite muito longa, porém tinham as esperanças de que conseguiriam salvar Madge. E isso os mantinha fortes. Dizem que a união faz a força, mas há de se lembrar de sempre olhar para dentro em busca de seu interior, pois é lá que habita tamanha força jamais vista.

[b][blue]Não percam o próximo capitulo de...

THE LOST WORLD!!![/b][/blue]