Métodos de Hipnose: O método da "Pós-Hipnose" faz com que o efeito da hipnose continue mesmo após acordado. Para isso você precisa especificar um "sinal" e uma "sugestão". A pessoa hipnotizada, mesmo acordada, ao receber o sinal irá agir segundo a sugestão especificada pelo hipnotizador.

Death Note, Modo de Usar: O humano que tiver seu nome escrito nesse caderno deverá morrer. Esse caderno não fará efeito a não ser que o escritor tenha em mente o rosto da pessoa quando escrever o nome. Assim, pessoas com o mesmo nome não serão afetadas.

Prólogo


- Hiyama-kun!

O começo de mais um dia, essa rotina já está começando a ficar entediante, ao chegar no colégio, Takagi Yuka está me esperando na entrada com a desculpa de falar sobre assuntos do conselho. Nada problemático em especial, tenho que lidar com pessoas entediantes assim o dia todo de qualquer forma.

- Como vai Takagi-san, chegou cedo hoje novamente.

- Como membro do conselho estudantil tenho que estar sempre adiantada para me certificar que tudo está em ordem.

Dizendo isso ela veio em minha direção e passou a andar do meu lado, ela já está tão acostumada com isso que nem ao menos tem receio de se aproximar de mim. Mesmo depois de tudo aquilo, algumas pessoas são tão simples.

- Se esforçando como sempre, não é mesmo?

- Não diga isso, ouvi dizer que você entrou pra administração de mais dois clubes semana passada.

- Fazer parte da administração não ocupa tanto do meu tempo então não tem problema em fazer parte de vários grupos.

- Isso é porque você é o aluno número um do colégio, ou talvez do Japão todo.

- Isso não é verdade apenas tenho muito tempo livre.

- Não... é verdade... já faz algum tempo desde que Hiyama-kun mudou muito. Desde aquela vez que nos falamos no telhado... naquela hora nunca imaginei que você se tornaria uma pessoa tão gentil... quero dizer.

- Takagi-san... não se preocupe mais com isso, eu apenas percebi que é melhor estar em grupo. Me sinto muito melhor com o eu que sou agora, do que com o que era antes, não se preocupe com isso.

Ela deu um passo mais rápido e parou frente a mim, mas com a cabeça voltada para baixo.

- Será que... poderíamos almoçar juntos hoje...

Antes ela apenas viria para onde eu estivesse e começaria a almoçar, parece que ela ainda se lembra da vez que eu a rejeitei. De qualquer forma, eu não teria como fazer isso hoje, tenho algo a fazer. Isso não significa que eu precise recusar ela novamente... Apenas levante o rosto dela suavemente com a mão, a forçando a olhar nos meus olhos e diga o que ela quer ouvir enquanto sorri, simples assim.

- Sinto muito, tenho que discutir algumas coisas com o presidente do clube de jornalismo hoje, mas prometo que almoçaremos juntos assim que eu tiver um tempo, certo?

O rosto dela denunciou todos os seus sentimentos, a apreensão quando toquei seu rosto, a ponta de decepção quando disse as primeiras palavras e o sorriso ao final, tudo tão previsível. Será que a opinião dos outros sobre mim mudaria, se eu simplesmente pedisse para ela parar de falar comigo? Melhor não arriscar nesse momento, mas, por causa disso, acabo de marcar um almoço inteiro de tempo perdido. Tudo bem, darei um jeito de repor esse tempo mais tarde.

Naquele mesmo dia, durante o almoço, fui até o clube de jornalismo. Antes de conseguir chegar à porta, Oosawa estava lá com sua guitarra. Pior, ele percebeu que eu estava ali.

- Yoo! Hiyama!

- Como vai, Oosawa?

- Está vindo falar com o Hotsuta? Ótimo, vamos almoçar os três juntos.

Não, definitivamente não.

- Oosawa...

- Hmm?

- Hypnotism State 001.

Isso é sempre interessante de ver, é como se ele tivesse acabado de receber um soco, que lhe fez perder a consciência... Mas, na verdade, agora sou eu quem domino a consciência dele.

- Oosawa, aquela garota que senta do seu lado durante as aulas, ela parece interessante, vá passar o almoço com ela, tenho certeza que será satisfatório.

Aos poucos ele foi recobrando a consciência, e então me olhou como se nada tivesse acontecido.

- Ah, Hiyama, desculpe sei que acabei de sugerir que almocemos juntos, mais me lembrei de algo.

- Tudo bem, fica para próxima.

- Com certeza

Pelo menos com esse, eu posso evitar um almoço problemático mais facilmente. Tão simples, e isso é só um exemplo do que o poder do hipnotismo pode alcançar... Sinto que minhas habilidades estão ficando melhores, cada vez é mais fácil controlar as pessoas, mesmos as mais incrédulas e difíceis de serem submetidas. Aos poucos todas essas barreiras vão sumindo... Eventualmente, vou superar a barreira que impede um ser humano de matar ou cometer suicídio, através de sugestão hipnótica. Por enquanto, preciso testar algumas coisas. Com essa intenção, entrei na sala do clube de jornalismo, onde encontrei Hotsuta.

- Olá Hiyama, tudo bem?

- Notify.

Esse ativador é exclusivo para o Hotsuta, sendo do clube do jornalismo, ele também é a pessoa que mais acompanha os jornais no colégio. Usar ele pra me manter informado, me poupa o tempo de acompanhar as noticias, já que posso fazer outra coisa enquanto ele fala. Convenientemente ele filtra pra mim apenas as noticias que me interessam.

- Política, hoje o Secretário de Estado Saeki, anunciou a aprovação da liberação de verba para a criação de novas quadras e ginásios poli-esportivos. Segundo o secretário, as obras devem iniciar ainda este mês...

Secretário Saeki de novo, hein... Usando dinheiro publico para motivos como esse, não é como se criar quadras no meio do nada, fosse adiantar alguma coisa. Em vez de perder tempo em projetos como esse, porque não pegar os traficantes que trazem as crianças pra rua em primeiro lugar? Sinceramente, esses caras só querem ganhar votos para os seus partidos... Enquanto Hotsuta continuou falando, me sentei em mesa de reunião do clube, que por sinal não tinha ninguém além de mim na hora do almoço, à propósito, o fato do presidente do clube estar aqui, foi uma "sugestão" minha. Assim que sentei coloquei minha mochila sobre a mesa, puxei um livro sobre psicologia e o abri na página marcada, ao mesmo tempo em que coloquei um caderno ao alcance de minha mão direita, para anotar os fatos importantes que o presidente está citando.

- Policial, mais quinze criminosos presos morreram de ataque cardíaco ontem durante o dia, os funcionários dos presídios onde ocorreram os casos, dizem não fazer idéia do porque o estado de saúde dos presidiários piorou tão subitamente. E ainda, o corpo de Frederich Gowling foi encontrado pela policia inglesa na cidade de Luton, que fica situada no sul da Inglaterra, a 51 km de Londres. Ele era procurado por formação de quadrilha, tráfico de drogas e vários homicídios, incluindo o caso do empresário George Ashburton, no ano passado. A autópsia também revelou indícios de ataque cardíaco, em Frederich.

Com isso são dezesseis, só ontem, e contando somente os que são de conhecimento público. Mas isso está acontecendo há quatro dias... Talvez seja só coincidência. Porém, apesar de tudo...

- Research Mode

- Por favor, diga a sua dúvida.

Não entendo, porque ele fala essa frase ridícula toda vez que eu uso esse código, será que é essa a visão que ele tem, de como deve agir um programa de busca? Nunca vou entender o que se passa na cabeça dessas pessoas.

- Quantos casos de ataque cardíaco tiveram, nos últimos quatro dias?

- Contando com os de hoje, noventa e três no total.

- Quantos nomes de vítimas foram publicados nos jornais sobre esse caso?

- Quarenta e sete nomes foram divulgados, entre as noventa e três vítimas, devo citá-las?

- Negado, entre os quarenta e sete, de quantos você tinha conhecimento, antes dos casos de ataque cardíaco?

- Quarenta e sete.

- Todos? Então, todos eles foram divulgados na mídia?

- Correto.

Mais uma coincidência entre os casos, isso é bastante peculiar. Será que...

- Hotsuta, existe algum padrão entre os crimes que os quarenta e sete cometeram?

- Negativo, os maiores índices são: Homicídio, 18 casos. Formação de Quadrilha, 9 casos.

Isso não é o suficiente para dizer que á um padrão. Mas não estou satisfeito.

- Existe algum padrão entre eles? Região, data de nascimento, forma de divulgação, qualquer coisa?

- Negativo para Região... Data de nascimento, carece de informação, apenas três tiveram essa informação divulgada... Forma de divulgação, todos tiveram a foto publicada, todos tiveram nome completo publicado, todos tiveram as acusações pela polícia publicados, vinte cinco tiveram região de nascimento publicados, quarenta e dois tiveram a idade publicada.

Isso foi melhor do que eu pensava, cem por cento tiveram, foto e nomes publicados. As outras informações aparecem em grandes quantidades, mas são irrelevantes considerando essas duas informações, e sobre os crimes, é claro que foram divulgados, considerando que isso só tem afetado criminosos. Não pode ser uma coincidência, ou algo natural... Alguém está fazendo isso. Mas será que isso vai continuar? Vou esperar mais alguns dias, não é como se eu não estivesse feliz com isso acontecendo. Eu adoraria saber quem está fazendo isso.

Alguns minutos depois, eu estava na frente da mesa de Hotsuta.

- Ei, Hotsuta! Acorde, o sinal já tocou.

- Ahn... Hein? O que?

- O sinal, vamos nos atrasar.

- Mais... Eu ainda nem terminei meu lanche...

- Você ficou dormindo o intervalo todo, vamos, você vai ter tempo de terminar seu almoço na sala antes do professor chegar, vamos nos apressar.

Dizendo isso sai da sala na frente, fingindo estar apressado enquanto o presidente do clube se desesperava, arrumando suas coisas. Eu tenho certeza, alguém está causando esses crimes, e mais, não está preocupado em esconder isso. Logo o mundo vai perceber, se isso continuar... Mas não posso simplesmente agir sobre isso, vou esperar mais três dias e ver se isso vai continuar, se ao final de uma semana, ainda houver casos. Então eu vou descobrir quem está fazendo isso... E como ele faz. E nosso encontro determinará... se seremos aliados, ou se ele será mais um, a ser manipulado pelo meu hipnotismo.