Capítulo 5 – O príncipe e a cigana.

.

.

Hinata e Naruto se deram muito bem e ele era carinhoso e cuidava dela com um irmão atencioso, os dois eram bem diferentes, não tinham nada a ver a personalidade, pois ele era imperativo, falava alto e gesticulava muito, enquanto ela, falava manso, gaguejava a toda hora, era tímida e ficava corada com freqüência.

Hinata descobriu que Naruto morava com ciganos na floresta, embora as vezes alugava um quarto na cidade onde por intermédio deles resolvia algumas pendências, era uma tradição diferente da qual estava acostumada e também ficou sabendo que ele foi adotado e que passou várias coisas senão piores como ela.

O chefe dos ciganos aprovou que ela morasse com eles, desde que ajudasse as mulheres e cumprisse as obrigações. Ela ficava maravilhada com as vestimentas das mulheres, roupas coloridas, brincos e jóias grandes e maquiagem marcante sobre os olhos, logo Hinata passou a andar com e como elas, recebendo de presente um par de brincos de Naruto. O povo aceitou facilmente Hinata, pois gostaram da sua personalidade doce e também porque era parecida com as mulheres que a maioria possuía cabelos pretos e pele branca.

Eles viviam viajando de cidade em cidade, nunca tinham endereço fixos, Hinata se perguntava como eles conseguiam arrumar tantas jóias, já que não trabalhavam e resolviam somente plantar para o próprio sustento. Teve que enfrentar diversos tipos de preconceitos, pois o povo não gostava dos ciganos, dizendo que eles traziam má sorte por onde passava, mas ela sabia que era tudo besteira e crendice de gente tola. Sua nova família era muito importante, era um grupo de 30 pessoas.

Naruto sempre cuidava de si, mas ela estranhava que ele raramente ficava com os ciganos, toda vez que viajavam para uma nova cidade, ele se vestia formalmente e ficava fora por uma semana, até que ela um dia descobriu.

— Consegui muito dinheiro desta vez. — falou ele ao chefe do cigano.

Hinata que soube que ele estava de volta ao bando correu para encontrá-lo, mas parou assim que o viu com o chefe conversando em particular.

— Fez um bom trabalho rapaz, aqui está sua parte. — respondeu o chefe estendendo algumas moedas de ouro a ele.

Ela saiu correndo dali se distanciando, então era tudo verdade que diziam deles, realmente eram ladrões, triste começou a chorar até que Naruto apareceu.

— Hina? O que foi? — perguntou preocupado.

— Vo-você é um ladrão! — falou.

Naruto ficou quieto por uns instantes, não gostou que ela houvesse descoberto seu pequeno segredo.

— Sou ladrão sim, e roubo para conseguir coisas para nós ao invés de mendigar pão por aí. Na verdade, tenho que fazer isso é uma divida com o chefe, pois senão fosse por ele estaria morto a essa hora.

— Mas i-isso não j-justifica nada. — falou Hinata achando os motivos dele banais.

Naruto ficou quieto por um instante.

— Eu preciso arrumar dinheiro, tem uma coisa que quero fazer, uma coisa no meu passado e pra isso preciso de muito dinheiro. Hina você é a minha irmã, vou cuidar de você, mas vai ter muitas surpresas, vai ter que aceitar que eu faça isso! — afirmou em um tom que não queria mais falar sobre aquele assunto.

Hinata ficou quieta, apesar de ele ser muito brincalhão e de sorriso fácil, Naruto escondia uma tristeza profunda e ela com apenas dez anos de idade, sabia que tinha, mas não o motivo que a causara.

.......................... x ........................

O tempo foi passando e Hinata foi convocada pelo chefe dos ciganos juntamente com Naruto, que deu uma nova missão a eles.

— A partir de agora, quero que treine sua irmã para aprender a dar golpes como você, apesar de Hinata ter se acostumado com o nosso povo, ela ainda mantém um jeito diferente e eles não iriam jamais desconfiar dela.

Hinata ficou paralisada, não queria roubar ninguém, ia contestar, mas ao olhar Naruto e das mulheres ciganas ficou quieta, sabia que não podia negar uma ordem do chefe e devia cumprir aquela obrigação já que eles lhe deram um lar e cuidaram dela.

Mas ficou receosa e quando seu irmão colocou a mão no seu ombro soube que ele não iria deixar que nenhum mal acontecesse a ela

....................... x .......................

Estava em tempos de guerra, os ciganos eram perseguidos, Hinata aprendia rápido a ter agilidade com as mãos, sentiu muito remorso quando roubou um senhor pela primeira vez, mas ao vê-lo maltratando crianças famintas que pediam dinheiro pela cidade, deixou a consciência de lado. Era ágil e com isso conseguia muito dinheiro e até relógios de ouro, ganhou o respeito do chefe dos ciganos.

Quando completou onze anos de idade Naruto em particular começou lhe ensinar a lutar com espadas e deu a ela uma adaga para guardar por baixo das saias longas que usava.

— M-mas porque isso?

— Muitos ciganos estão sendo mortos, caçados como animal vai precisar aprender a se defender.

Ela aceitou e passou a treinar diariamente com ele e tornando cada vez melhor, a cada ano que passava Hinata crescia cada vez mais bonita aos olhos de todos. Sabia se comportar como uma princesa, mas também como os ciganos, aprendeu a deixar a gagueira de lado, ainda continuava tímida, mas estava mais determinada.

........................... x ..........................

Quando completou dezessete anos, Hinata era a mais bonita das ciganas, havia aprendido a arte da sedução com elas e atraia muitos homens que não se aproximavam por causa de Naruto que sempre ficava por perto. Ele já estava com 23 anos, loiro, de cabelos arrepiados e bagunçados, corpo atlético e escultural e olhos de anjo que conquistavam todos os tipos de mulheres, o que mais atraía era seu sorriso maroto de criança estampado no rosto adulto.

A perseguição contra os ciganos havia amenizado, mas eles sempre ouviam falar em alguns bandos que haviam sido dizimados. Os ciganos sobreviviam dando golpes, mas também realizando várias festas onde atraia o povo, pela beleza. E Hinata estava escalada aquele dia para dançar.

Havia se arrumado, colocara uma roupa que caia maravilhosamente bem em si, uma blusa branca, que deixava todo o ombro de fora, uma saia colorida comprida, estava descalça, revelando uma tornezeleira de ouro que a enfeitava. Usava brincos grandes e seus cabelos que havia deixado crescer até a cintura estavam soltos, usava uma maquiagem leve, porém batom vermelho em seus lábios e olhos bem marcados. Estava com uma aparência exótica, arrancado suspiros de todos.

A festa prometia, estava lotada pelo povo que a maioria eram curiosos, quando a musica começou a tocar ela entrou na pista com mais duas dançarinas, dançando e tocando instrumentos, fazendo com que os homens tivessem um ataque diante da beleza e da sedução que ela emanava. Enquanto dançava se divertia com as reações das pessoas, porém um homem a olhava de longe não demonstrando reação, estava sério, mas não desgrudava os olhos de si.

.............................. x .........................

Quando acabou a dança, ela resolveu tomar um copo d'água, assim que pegou uma jarra o homem que havia visto se aproximou.

— Parabéns, dança muito bem. — disse ele fitando-a.

Hinata ficou corada.

— Obrigada, mas devo isso às mulheres que me ensinaram.

— Então presumo que não é uma cigana. — falou. — É uma aldeã? Pelo jeito não, tem bons modos.

Ela ficou sem graça, pois ele passou a analisá-la mais atentamente e olhando para ele, sentiu que seu coração deu um salto.

Ele era muito bonito, tinha cabelos negros e compridos, olhos pretos com tons avermelhados, o rosto era perfeito, porém tinha uma risca perto dos olhos que lhe dava uma aparência mais séria e um sorriso que a deixou de pernas moles.

— Presumo que o senhor também não seja.

— E como sabe?

— Pessoas com níveis mais elevados são mais contidas, senão já teria tentando me agarrar. — falou ela indicado que percebera que ele estava excitado perto dela, deixando-o totalmente constrangido e sem graça. — Mas os homens são todos iguais.

Deu um sorriso e quando ia saindo ele a segurou pelo braço gentilmente.

— Então me deixe cumprimenta-la como merece. — beijou a mão dela com delicadeza e sorriu. — Espero vê-la em breve. — falou e saiu deixando-a confusa pela atitude dele, achou que tentaria beija-la, mas suspirou aliviada por ele não tentar, porque senão teria sérios problemas com o seu irmão.

........................ x ........................

Naruto viu a cena de longe e reconheceu aquele homem, ficou surpreso em ver ele ali e com os ciganos, embora achasse fruto de sua imaginação.

— Ela está tão linda. — disse o chefe dos ciganos surgindo perto dele olhando para Hinata que se divertia na festa.

— É. — murmurou concordando, ter uma irmã bonita lhe dava o dobro de trabalho.

— Ela está com idade perfeita pra casar.

Naruto olhou para o chefe e não gostou do brilho malicioso que ele tinha nos olhos, era um homem moreno de quarenta e poucos anos de idade, conhecido por ser mulherengo e de uns tempos estava de olho em Hinata.

— Ainda é muito jovem.

— Você tem um mês para achar um rapaz, senão casa-la neste tempo, eu assumirei um compromisso com ela! — falou e se afastou.

Naruto suspirou fundo, para não arrancar a cabeça daquele homem, sempre soubera do interesse dele, não poderia deixar que ela se casasse com tipo de homem como ele, precisava se mandar dali o mais rápido possível, mas não sabia como o faria.

........................... x ............................

Hinata acordou com vontade de comer pêssegos, mas ficou chateada ao se lembrar que não era época. A vontade só piorou com o passar do dia, quando foi depois do almoço resolveu sair para a cidade e lá comprar alguma fruta parecido para saciar sua vontade, mas nada resolveu

— Essa fruta vai ter daqui em duas semanas. — avisou o comerciante.

— Obrigada, vou ficar com a maçã mesmo.

Caminhando desolada para o acampamento, notou uma mansão que parecia um palácio, era muito bonita, devia ser de um nobre, pensou, mas olhou atentamente viu uma senhora saindo com alguns pêssegos em uma cesta. Hinata não pensou duas vezes caminhou ao redor, sabia que os ricos tinham plantações particulares, resolveu escalar o muro e pegar alguns pêssegos. E conseguiu, a parte do jardim não tinha ninguém vigiando, habilidosa pôs a procurar a fruta, antes que percebessem que estava ali e quando achou começou a colhe-la estava quase no ponto.

Distraída não percebeu quando alguém se aproximou.

— Ora o que temos aqui? Uma bela ladra, mas mesmo assim uma ladra! — falou uma voz rouca que fez suas pernas tremerem levemente.

Por impulso ela pegou a adaga escondida e se virou rapidamente colocando-a contra o pescoço do homem, mas se surpreendeu ao ver que era o mesmo da festa.

......................... x ......................

— Linda, com olhar inocente, sedutora e ladra. Que combinação! — falou sem se importar com a adaga no pescoço. — Uma combinação interessante e perigosa.

Hinata corada abaixou a adaga e deu passo para trás, falou corada fitando o chão.

— E-eu só queria pegar frutas.

Ele a encarou e se aproximou, Hinata instintivamente estendeu a adaga, porém ele foi mais ágil e com um movimento deu uma rasteira nela, antes que fosse ao chão segurou-a pela cintura e pegou sua adaga, pressionando no pescoço dela.

— Sabe o que acontece quando se rouba um príncipe? É pena de morte! — murmurou ele, soltando-a delicadamente.

Hinata o encarou surpresa.

— Vo-você é um príncipe?

— Príncipe Uchiha Itachi, ao seu dispor. — respondeu. — E sua pena por roubo é de um beijo.

Hinata ficou paralisada, Itachi rapidamente se aproximou dela, enlaçando os braços na sua cintura, perigosamente passou os dedos sobre os lábios dela, Hinata era sua presa.

— N-não pode me beij... — antes que terminasse de falar, ele a puxou mais perto ainda de si e selou suas palavras em um beijo avassalador.


Yo terminei este capítulo demorou mais saiu, espero que gostem, na verdade ninguém adivinhou quem era o príncipe, poderia ser o Neji, mas acho que o Itachi é uma combinação perigosa também. No próximo capítulo vai dar o que falar, imagine só... Na verdade vou manter os segredo por enquanto rsrs.

Fizeram uma atora feliz

Luanna – Todos sofrem com a Hinata, parece que é a sina dela, sofrer e ser feliz depois, ninguém resiste mesmo a ela. Amo Ibiki e Anko, são D+. A minha FIC em que a Hinata é má, não tem Sasusaku, porém é Naruhina. Logo vou postar ela aqui no FF, bjos e obrigada por comentar.

Pinkuiro – shaushuashu sempre dou risadas com a sua imaginação, muito boa, ah claro que leio sua FIC, mas vc nunca atualiza... Bom pelo menos você acertou quem seria o novo príncipe da Hinata, na 3º.. Se eu te contar que não sei como funciona uma beta vc acredita, preciso aprender a mexer mais aqui no FF. Bjos e obrigada por comentar.

J¢k (visitante^^) – Ah que bom que gostou, demoro a postar porque tenho outra FIC a atualiza, mas prometo não demorar mais. Bjos e obrigada por comentar.

annaakeelly' – hsaushauhsuhas só agora você notou que o Naruto era irmão da Hinata rsrs. Ah fico feliz que esteja sempre acompanhando esta FIC, me deixa muito feliz, bjos e obrigada por comentar.