Takin' Back My Love

Disclaimer: Twilight não me pertence, apenas a história.

Sinopse: Uma traição no dia do seu casamento, faz Bella mudar de vida. Três anos depois, ela resolve voltar para uma ocasião especial, mas será que Bella está pronta para enfrentar o seu passado, Edward Cullen?


Epílogo

4 anos depois

BPDV

Eu estava sentada no sofá da sala, com Thiago de apenas 4 meses no meu colo, ressonando suavemente. Luke de 3 anos estava correndo pela casa apenas com suas fraldas e tinha um Edward enlouquecido atrás dele, eu abafei uma risada para a cena. Íamos para o jantar que comemorava nossos 4 anos de casados que iria ser na casa dos Cullen, e meu amado marido estava tentando arrumar o nosso filho, que tão novo, conseguia correr do pai como um foguete.

— Luke Thomas Cullen, papai tem que te arrumar – Edward gritou enquanto Luke entrou correndo pela sala. O pequeno parou quando me viu sentada com Thiago nos braços. Sempre ficava quieto quando via o bebe, ele sabia que não poderia gritar perto dele.

— Bebê ta dormindo? – perguntou inclinando sua cabecinha cheia de cabelos do mesmo tom que os de Edward para o lado.

— Sim, o Thiago está dormindo. Colabora com o papai amor, deixa ele te arrumar – eu disse estendendo a mão e acariciando seu rostinho.

— Como você faz isso? – Edward perguntou com a voz um pouco baixa – Estou correndo atrás dele a 10 minutos e ele não para.

— Porque sou sua mãe e tenho um bebe no colo – sorri para meu marido frustrado. – Da próxima vez pega Thiago e ele para. Agora vai arrumar esse bagunceiro ou chegaremos atrasados. – Edward assentiu pegando Luke no colo e indo arrumá-lo.

Quando desviei meus olhos deles, vi duas bolas verde esmeralda me fitando.

— Oi amor. Esses bagunceiros te acordaram não foi? – murmurei segurando a mãozinha de Thiago, e ele apenas bocejou, piscando seus olhinhos brilhantes. Sorri para um dos meus tesouros acariciando seus cabelos castanhos.

Descobri que estava grávida de Luke 8 meses após o nosso casamento, o Edward praticamente deu uma festa com a notícia de que seria pai. Ele teimou dizendo que seria uma menina durante todo o tempo que esperamos até ver o sexo do bebê, eu apenas rodava os olhos dizendo que seria um menino, desde o começo.

Aconteceu o mesmo com Thiago que foi fruto de uma festa de ano novo em New York e muito champagne. Ele dizia que era menina e dessa vez eu nem falei nada, deixei ele se iludir. Era uma coisa de mãe, sentir isso, e meus sentidos diziam que era outro menino.

Então percebi como Edward era louco para ter uma garotinha para chamar de princesa, mas eu dizia a ele que já tinha a sua. A filha de Alice. Giovanna, com seus 4 aninhos era a princesa da família, já que Emmett e Rose também tiveram um menino, Matheus, que tinha 2 anos. Era uma família cheia de crianças. Jacob e Leah ainda não tinham tido filhos, mas imagino que não iria demorar, meu melhor amigo era encantado por crianças, e Leah não ficava atrás.

— Estamos prontos – Edward disse entrando na sala com meu pequeno Luke arrumado.

— Vocês estão lindos – sorri enquanto levantava segurando Thiago em meus braços.

— E você não fica atrás – meu marido piscou para mim e eu sorri mordendo o lábio inferior.

Eu estava com um vestido amarelo, sapato de salto preto, brincos dourados e uma bolsa simples que eu levava junto com a bolsa do bebê.

— Obrigada – agradeci seu elogio. Caminhamos para o carro colocando os bebês em suas respectivas cadeiras e indo para o banco da frente.

— Bella, eu queria tanto ter uma menina – ele resmungou fazendo bico.

— Edward, se depender de você vamos ter dez filhos até a menina vir.

— Eu não me importaria de ter dez filhos – sorriu torto enquanto ligava e o carro e tomávamos o nosso caminho.

— Oh claro, não é você que carrega por 9 meses, que tem enjoos, que fica enorme, que tem dor nas pernas, que sente a dor de um parto, que não consegue dormir por não achar uma posição decente e que...

— Tudo bem, eu entendi – ele riu, rolando os olhos.

— Vamos fazer um acordo. Teremos mais um bebê, se for menina você realiza o seu desejo, se for menino por favor não venha com esse seu biquinho me pedir outro filho, Edward eu juro que te dou um chute – falei firme olhando para ele.

Seus olhos desviaram por dois segundo para mim e ele tinha aquele sorriso idiota e convencido no rosto.

— Tudo bem, eu aceito. Podemos fazer isso hoje? – bufei rodando os olhos.

— Não Edward. Vamos esperar Thiago ter pelo menos um ano. Eu mereço um descanso meu amor – acariciei seu braço e ele assentiu.

— Certo. Você vai ver Bella. Vai ser a minha menina – balancei a cabeça negativamente, sorrindo para o brilho que ele demonstrava falando assim.

Vamos esperar para ver Edward, vamos esperar para ver, pensei comigo mesma olhando o caminho até a casa dos Cullen.


1 ano e 8 meses depois

EPDV

Bella estava grávida de 4 meses e íamos fazer o exame de ultrassom hoje. Eu estava certo que seria uma menina. Minha pequena Renée. Sim, eu queria que o nome dela fosse igual o da mãe de Bella, mas eu não tinha contado isso para ela. Não era como se eu não gostasse dos meus garotos, eu os amava com loucura. Seriam os meus companheiros de esportes quando crescerem. Mas eu queria ter a minha princesa, uma garotinha que meus filhos iam cuidar, que eu iria mimar, e que Bella ensinaria a ser uma bela dama.

No hospital eu parecia uma bolinha quicando de ansiedade, Bella riu me mandando ficar quieto porque estava agoniando ela.

— Senhora Isabella Cullen – a enfermeira chamou e caminhamos para a sala do médico. O mesmo que cuidou de todos os nossos filhos.

— Olá Bella, Edward – ele cumprimentou levantando da sua cadeira.

— Olá Dr. Tilson – Bella respondeu e eu apenas acenei com a cabeça.

— Bella querida, já que você veio de blusa com botões não precisa colocar o roupão, então só deite na maca que começaremos o exame.

Ajudei Bella a deitar e ela abriu os botões da blusa para o médico ter acesso a sua barriga, e segurei sua mão, acariciando o torso dessa com o meu polegar. Mordi o lábio pela ansiedade, e ela sorriu para mim.

— Vamos ver como está esse pequeno... ou pequena – o doutor começou o exame e eu tentava ver algo na tela, mas não via nada além de manchas. O som das batidas do coração do bebê preencheram o ar, e eu sorri sentindo meus olhos picarem um pouco com lágrimas. Sempre ficava emocionado com esse som.

— Então Dr. Tilson, é menino ou menina? – eu não segurei minha ansiedade, e falei.

Bella soltou uma risada rolando os olhos, eu fiz apenas um beicinho enquanto o Dr. Tilson olhava algo na tela.

— Oh sim, está bem aqui – ele disse focalizando algo na tela. – Isabella. Edward. Vocês vão ter uma linda menina.

— Não grite Edward – Bella me avisou quando viu meu queixo cair e meus olhos se encherem com mais lágrimas.

— Minha Renée – murmurei baixinho, olhando para a tela. Senti Bella puxar minha mão.

— O que... o que você disse Edward? – ela perguntou e olhei-a, com as lágrimas de felicidade caindo.

— Renée, como a sua mãe meu amor – beijei a mão dela. – Renée Swan Cullen.

— Oh Edward – agora Bella estava chorando e fungando. – Obrigada.

— Eu que agradeço meu amor. Agora meus sonhos estão todos realizados – sorri dando um beijo suave nela.

Luke, Thiago, e agora Renée. Os meus tesouros. Frutos do amor que eu tinha por essa garota tão adorável.

A vida me mostrou nesses anos que mesmo se alguém sair do seu caminho, se o amor for verdadeiro, tudo volta para o seu caminho. Ela voltou para mim, eu entrei novamente no seu coração e não seria nada sem ela.

• • • • • FIM • • • • •


Final feliz!
Obrigada a todos vocês que tiveram paciência comigo e meus sumiços nesses meses, mas finalmente consegui chegar onde eu queria na fic.
Obrigada por cada review. Obrigada pelo amor que tem pela minha fic. E nos encontramos nas outras.

Beijos e muito amor para todos vocês meus anjos.

Leili