What's your name

O moreno coçou a cabeça. As mãos pálidas e levemente engorduradas sujaram seu cabelo, mas ele não se importava. Suspirou. Sempre ficava entediada com as despedidas de Misa.

Mirou a algema em seu pulso que se ligava com a de Light.

-Não vai, Light- pediu a garota fazendo manha, sua voz aguda fazendo seus ouvidos doerem.

-Misa...- Light limitou-se dizer afastando-a de seu abraço- depois a gente se vê.

Viraram-se para a porta. E saíram do luxuoso apartamento de Amane.

-Você não quer vê-la- não foi uma pergunta, como Light percebeu. Voltou seus olhos cor de tijolo para o moreno com reprovação.

-Não é bem assim Ryuzaki.

assim- L colocou as mãos no bolso e tomou a frente – Você é bom, eu admito. Porém, você não me engana.

Light pôde ver um sorriso discreto e com que de vitória passar pelo rosto de Ryuzaki. Conseguiu conter o riso.

Lawlliet acordou com a luz da manhã em seus olhos. Levantou a cabeça da grama úmida. Gostava de observar o céu quando não tinha nada para fazer, e o jardim do orfanato era perfeito para isso.

Sentou-se e ajeito a camisa branca manchada de terra. Percebeu uma pessoa a seu lado

-Bom dia- disse a garota loira , sorrindo com seus dentes brancos à mostra- De novo aqui, hein?

-É – disse sem emoção, os olhos se encontraram.

- Qual é seu nome , L?- ela sorriu, sentando-se como ele agachada, apoiando as mãos nos joelhos.

-L.

-O outro- seus olhos verdes e curiosos brilharam- o verdadeiro.

-L- respondeu coçando a cabeça, deu uma risada de leve- meu primeiro nome é L.

-Sabe, "L"? Você consegue mentir- a garota retrucou com toda ironia possível que um indivíduo de dez anos pode ter.- Mas não para mim. Eu sei quando uma pessoa mente, é por isso que eu estou aqui.

-Hum... se você me ensinar a reconhecer quando uma pessoa mente, eu te conto.

Lawlliet se ajeitou para ficar de frente para a garota. Seus olhos na expectiva de vislumbrar a verdade.

-Rir muito, morder os lábios, cruzar os braços para se afastar das pessoas e também muita movimentação... são os mais comuns- falou tão rápidos que foi difícil até mesmo para o garoto entender. Ela olhou- o esperando pela recompensa.

Ele se mexeu, um pouco tímido e falou em sua orelha o que sempre aprendeu a esconder.

-Ryuzaki, Hideaki Ryuuga, Erald Coil...- Light virou sua cadeira para a do detetive, a corrente tilintou- Por que você decidiu se esconder? Nem para você é possível prever o futuro.

O moreno fitou o estudante e sorriu discretamente.

-Pelo motivo mais primário do mundo, nunca gostei do meu nome- foi divertido ver a surpresa da expressão no rosto de Light .

-Não é muito ao seu tipo. Se ligar nas aparências.

-Mas só agora eu compreendo a ironia nele. Você nunca adivinharia.

-Vai me dar um bolinho se eu acertar a primeira letra?

Ryuzaki revirou os olhos e se voltou para o seu monitor.

-Não.

N/A: nesse capítulo eu preferi a escrita Light, mas eu prefiro Raito mesmo. Tudo isso para fazer um trocadilho, já que muitos fazem uma leitura forçada de Lawlliet para "Lawlight ".

Se você leu essa fic e gostou- ou não- deixe uma review. Eu prometo que eu respondo.

Posto o próximo capítulo em sete dias.