Sem Título: Toques

por Miss Dartmoor

Fandom: RPS.

Disclaimer: Se você procurar Ficção no dicionário, vai saber exatamente o que essa fanfic é.

Série: Sem Título.

Sinopse: Jensen, estranhamente, gostava disso. Ele corava, ele se sentia quente da cabeça aos pés, mas ele gostava. Porque era Jared e Jared era a exceção à regra.

Beta: O Jared pro meu Jensen: Galatea Glax! :D

Shipper: Jared Padalecki e Jensen Ackles – Padackles, J2, Jsquared!

Avisos: Schmoop! Fora isso, nada muito extremo. Eu considero isso um "quase-slash". Ainda não aconteceu, mas com certeza vai acontecer.

Nota da Autora: Toques é a terceira oneshot da série Sem Título. Acho que você precisa ler as outras ("A Coisa do Doritos" e "Botões de Elevador") para compreender melhor essa aqui. Porque mesmo que sejam oneshots separadas, elas fazem parte de um mesmo universo e uma é continuação da outra.


Capítulo Único


A primeira vez que Jensen bateu os olhos em Jared Padalecki, o moreno estava sorrindo de maneira extremamente contagiante no tapete vermelho de alguma apresentação. Ele estava usando aquele cinto do Texas – que Jensen descobriu, depois, que era um dos preferidos do moreno -, e estava com o braço ao redor de uma garota baixinha e morena com um sorriso igualmente simpático.

Jensen tinha se lembrado de olhar para a foto em seu computador, encará-la durante longos minutos para, por fim, pensar: "Esse é o meu co-protagonista?".

Então ele concluiu, sem saber muito bem de onde aquele pensamento tinha vindo:

"Caramba, ele é sexy! Eu não posso fazer o irmão dele!"

Daí, confuso com tal pensamento, ele decidiu que era muito esquisito procurar sobre seu futuro co-protagonista no Google e que talvez Chris, ao dizer que Jensen tinha manias esquisitas demais, poderia estar se referindo a coisas desse tipo. Era melhor Jensen desligar seu computador e se apresentar a Jared-Sei-Lá-O-Quê do jeito convencional e normal.

Quando a oportunidade de se apresentar de maneira convencional e normal veio, Jensen tinha sorrido – os sorrisos que Chris e Steve costumavam se referir como os "sorrisos de modelo de Jensen Ackles" – e esticado sua mão para apertar a de Padalecki.

Padalecki, que Jensen descobriu: era alto pra caramba e ainda mais bonito ao vivo, a cores e bronzeado...

Hum...

Jensen andava tendo pensamentos estranhos demais ultimamente.

Como íamos dizendo, Padalecki parecia ter outros planos para ele; o moreno alto sorriu, mostrando adoráveis covinhas e dentes muito bonitos. Ele envolveu a mão de Jensen com seus longos dedos e puxou o loiro para um dos abraços mais... Apertados e confortáveis que Jensen já recebeu de um desconhecido na vida.

"Qual é, cara!", Padalecki dissera, rindo. E Jensen sentiu a risada dele, já que sua cara estava praticamente encostada no seu peitoral, naquela área abaixo do pescoço do moreno. "Nós vamos fazer irmãos, não é?"

Ele finalizou, como se isso justificasse todo o espaço pessoal roubado de Jensen.

Daí em diante, a coisa foi só piorando e Jensen descobriu cedo demais que... Jared era assim. Ele era agitado, extrovertido, simpático e adorava abraçar as pessoas. Tocá-las de maneira inocente como se o contato físico fosse parte importante. Ele parecia fazer isso sem querer, no automático, e Jensen decidiu que não se importava tanto. O que era estranho, porque Jensen era um cara reservado – e, segundo Steve e Chris, extremamente anti-social – que gostava de ter seu espaço, gostava de ficar sozinho e manter certa distância das pessoas. Mas com Jared era diferente... Jensen gostava da proximidade entre eles.

Ele gostava de sentir a mão de Jared no seu ombro; apalpando levemente num sinal de cumprimento. Ele gostava quando o moreno tocava a altura das suas costas e sorria para ele, de perto. Ele gostava quando Jared o envolvia em seus braços num abraço apertado. Ou quando Jared se sentava tão próximo dele que suas coxas e pés se tocavam, pressionados um contra o outro.

Ou até mesmo quando, em público, Jared tentava envolvê-lo com uma das pernas.

Jensen, estranhamente, gostava disso. Ele corava, ele se sentia quente da cabeça aos pés, mas ele gostava.

Porque era Jared e Jared era a exceção à regra.

Quando os dois brigaram pela primeira vez - uma briga feia e sem sentido -, Jared ficou sem tocá-lo direito por dias e isso deixou Jensen incrivelmente mal humorado. Era como se parte dele ansiasse pelos toques do moreno, pelo contato físico com o ator mais novo, e seu corpo ficasse todo vazio sem esses toques.

Não demorou muito para Jensen, xingando a porta porque tinha batido seu pé nela sem querer, reparar que ele estava com abstinência de Jared. Ou melhor, toques de Jared.

Aliás, não: Tudo de Jared; os sorrisos, a risada, a conversa séria e a sem sentido e, por fim, os toques.

Os malditos toques!

Jensen apareceu na porta do trailer de Jared, sorriu sem graça quando Jared o encarou, e abriu a boca para pedir desculpas por qualquer coisa idiota que ele tenha dito que causara a discussão. Mas não chegou a dizer nada, porque Jared sorriu para ele e disse:

- Sem problemas, cara.

E o puxou para um abraço apertado, de corpo todo. Circulou seus braços ao redor de Jensen e o abraçou de maneira diferente de todas as outras. E o moreno não precisava dizer para Jensen saber: que ele também estava com saudades.

Jensen o abraçou de volta, fechou os olhos e encostou a cabeça no ombro do moreno, inspirando o cheiro familiar de Jared.

Por fim o moreno se afastou e sorriu para ele. E o simples gesto fez o coração de Jensen saltar no peito.

- E aí, quer jogar Guitar Hero? Eu estava com saudades de arrebentar você no jogo! – Jared comentou, rindo. Jensen riu de volta, se sentindo todo feliz e estranho e satisfeito.

- Só nos seus sonhos, Sasquatch!

E talvez aquela coisa toda de co-dependência fosse mesmo um fato. Talvez eles estivessem passando tempo demais juntos.

Mas enquanto Jared ria e falava sobre seus cachorros, parecendo tão feliz quanto Jensen por só estar com o loiro, Jensen concluíra que não poderia se importar menos se essa co-dependência estivesse ficando esquisita demais.


.

.

N/A: Depois de séculos sem postar nada, dou as caras! Estou viva, estou bem e peço desculpas pela demora em atualizar tanto Bad Things quanto Consequências. Eu não sei dizer quando a atualização delas irá vir (eu sei, que vergooonha, Dartmoor! D:), mas espero que venham o mais rápido possível. A única coisa que eu garanto a vocês é que não vou abandonar nenhuma fanfic minha - e que a atualização de Bad Things vai vir antes! :D Fora isso, vocês sabem... Me digam o que acharam dessa oneshot! :D A continuação dessa série Sem Título está pronta, mas eu só vou postar quando atualizar Bad! Enfim, não me matem! Tenham paciência comigo! 3