Os Sete® André Vianco. Sétimo© Mells Evans.


Tudo foi tramado desde o início.

Deus e o Diabo estavam de conluio.

Sempre seria Sétimo – sempre seria o irmão mais novo de Miguel –, sempre seria aquele de faces angelicais, de cabelos finos e claros, de crucifixo no pescoço, de rosto pálido, de olhos carmesins.

Sempre seria a cria mais nova.

Desde o momento em que o manto negro da morte e do desespero tomou conta daquela pequena vila portuguesa, desde o momento em que Sétimo ousara nascer naquele lugar, naquela família, seria ele.

O Sétimo dos sete.

Deus não se compadeceu de alma alguma.

O desejo do Diabo.

Tudo porque simplesmente Sétimo era o primeiro, o mais temido, o mais sequioso, o mais tudo nos mesquinhos pensamentos do Senhor absoluto, mas não do Senhor de todas as cruzes em que você reza todo santo dia para alongar sua miserável vida. Mas o senhor do inferno. Satanael.

(Mas isso você não pode compreender, pode?).

Sétimo jamais desejou ser atraiçoado, jamais desejou ser traído por seu próprio irmão, jamais desejou ser escravo por tantos anos, jamais desejou ficar naquele lugar tão mesquinho. Ele nunca desejou nada mais do que sua carne, do que suas presas, do que seus olhos rubros imaginaram.

Mas ele não tinha saída. Sétimo pertencia aos muitos poderes das trevas que clamavam por ele.

Clamavam desde o seu nascimento.

Fim.


Minha estréia nos Sete, meio insossa a fic, mas eu gostei porque é do Sétimo. Além de ser um livro escrito pelo André, um cara muito legal, diga-se de passagem.

Espero que tenha ficado plausível.

Reviews? o/