É a minha primeira fic sobre Harry Potter, então não sejam tão maus comigo! Sobre as outras histórias, queria muito agradecer as pessoas que comentaram (sério, vocês fazem o meu dia!) e pedir que continuem comentando!
Beijinhos,


Harry POV

- Vá dormir Harry, eu termino a vigia. – Hermione disse assim que coloquei os pés na rua. Os cabelos castanhos e fartos cobriam-lhe o rosto de maneira estratégica, porém, sua voz pouco firme a condenou. Havia chorado novamente, sabe-se lá por quanto tempo. Um soluço pequeno escapou-lhe dos lábios trêmulos, confirmando o que eu já sabia.

O vento e a neve açoitavam a barraca e deixavam o seu interior úmido. Me sentei ao lado dela e passei meu braço ao redor dos seus ombros, tentanto confortá-la de uma maneira impossível, graças as circunstâncias em que nos encontráva-mos.

Vê-la chorando deixava-me mal. Parecia que toda a esperança de um dia terminar essa loucura esvaía-se com suas lágrimas. Hermione era mais que uma amiga, ela era a irmã que eu nunca tive. E eu amava minha irmã.

- Não tenho sono. Está tudo bem, Mione? – Inútil perguntar, eu já sabia a resposta.

- Não Harry. Eu não estou bem. Como poderia? Estamos nessa a quanto tempo? Temos uma missão impossível em nossas mãos, não temos nenhuma pista de onde as horcrux possam estar, não temos nada! E agora Ronald nos faz mais essa! Abandona o barco, nos abandona! – Ela explodiu. As lágrimas lágrimas manchando o seu belo rosto, os olhos vermelhos e inchados de tanto chorar.

- Sabe que pode ir embora a hora que quiser, Hermione. Essa missão é só minha, não tem que ficar aqui. – Ela fungou e encostou a cabeça no meu ombro.

- Não vou deixar você, Harry. Disse isso no início dessa... viagem. – Ela falou pesarosa. Sorriu um sorriso triste, parecia querer consolar a mim e a si mesma, como quem diz que não está sozinha. Uma luz pareceus acender-se conforme seus lábios se curvavam, me lembrou de todas as pessoas que estavam do nosso lado, pedindo por nós. Uma luz piscou no fim do túnel, e talvez, só talvez, não fosse tão mal assim.