"Realidade é o pesadelo do mundo dos sonhos." Esaú Wendler

Sweet Nightmare

Em uma noite calma de primavera...

A brisa noturna vinha tão fresca e reconfortante através do balançar das cortinas do seu quarto.

Entretanto, durante as últimas noites daquele mês, as janelas abertas traziam muito mais do que o vento leve.

Era passagem certa para um intrigante e perigoso forasteiro...

Como era possível ser tão fácil sucumbir

aquele olhar profundo...?

Atordoava-a todas as noites, em cada pensamento, em cada sonho, em cada toque.

- Itachi...

Como ela poderia chamar pelo nome dele durante o sono? Por quê?

Parecia tão irreal que Haruno um dia poderia chamar por ele nesse tom tão urgente, clamante.

- Não... não faça isso comigo...

Referia-se ao toque gentil na pele de seu rosto que descia delicadamente percorrendo toda extensão do pescoço, deslizando habilmente as pontas dos dedos pelo colo feminino.

- Por favor... pára com isso...

Ele sempre a atordoava, parecia divertir-se com as reclamações dela.

E um sorriso fino estampou-lhe a face quando a ouviu suspirar ao sentir seu beijo quente castigar-lhe ao pé do ouvido.

- ah...

Respirar, nesse instante, parecia não mais fazer qualquer sentido.

Desnecessário...

Banal...

- Itachi... ah... por favor... não...

A mente nublava a cada beijo em sua nuca, a pele arrepiava sempre que sentia a ponta da língua masculina deslizar lentamente contornando o lóbulo de sua orelha.

Suspirou novamente ao sentir-se agarrada possessivamente por aquelas mãos másculas, trazendo-a voraz para junto de si, colando os corpos um ao outro.

- Ah...

O brilho de luxúria no olhar esverdeado era encoberto pelas pálpebras cerradas, mascarando o desejo intenso.

Sentia-se cruelmente atordoada por ele.

Suas mãos fortes e peritas percorrendo cada pedaço de pele, sua boca faminta pelos beijos dela, seu corpo carente de atenção...

- Maldito! ... ah... me solta... oh... me deixa em paz... ah...

Estava confusa... A mente brincava, lhe pregava peças.

- Sakura...

Finalmente sua primeira palavra proferida.

O nome dela...

Ele interrompeu lentamente o caminho de beijos cálidos que lhe desferia incansavelmente no pescoço alvo, para fitar as esmeraldas intensamente, durante longos segundos. Tocou-lhe as madeixas rosadas com evidente carinho e falou-lhe baixinho ao pé do ouvido num tom rouco.

- Acorde...

Ainda tremendamente confusa e notoriamente perturbada, a visão turva, a pele febril, sensações à flor da pele, abriu lentamente os olhos para fitá-lo.

E, não se surpreendendo com o que vislumbrara, sorriu para si mesma com o fio de pensamento que acabara de lhe invadir a mente:

Outro sonho...

Com ele...

Novamente...

Tocou o rosto ainda ardente e levemente ruborizado pelas sensações que acabara de ter, indagando-se o porquê de tanto sonhar com um homem que mal conhecia e que deveria odiar...

Levantou-se e caminhou até a janela para tomar um pouco de ar, respirar, acalmar-se...

Fechou os olhos e aproveitou a brisa fresca, seus cabelos voavam levemente...

- O que?

Franziu o cenho ao sentir perfume natural impregnado por todos os cantos de seu quarto e que lhe invadira as narinas naquele exato instante... – Conheço esse cheiro... – Teve a impressão que já havia sentido aquele odor másculo em algum lugar... Em alguém...

Na pele dele...

Riu irônica com o pensamento que lhe veio imediatamente à mente...

- Que ridículo! – Levou a mão à testa e repreendeu-se novamente. – Que loucura, até parece que poderia ser ele...

Isso é loucura, não é?

Ficou extremamente atordoada quando, com sua visão periférica pode vislumbrar um vulto quase que imperceptível sumir do outro lado da rua, num beco escuro. – Mas, o quê...?

Sonho ou realidade?

A priori ela ainda não poderia saber...

Até uma certa noite,

Quando ela teria plena certeza...


Olá, leitores! Bom, muitos de vocês conhecem essa Itasaku. Estou respostando, e espero que apreciem as modificações realizadas.

Os demais cpts serão postados a cada sexta-feira.

Beijo fofo e se os reviews chegarem, ficarei muito feliz :D

Hime-chan.