VICIOUS CIRCLE

Disclaimer: A história pertence a mim e a maioria dos personagens a Stephenie Meyer. Essa não é uma história bonitinha, então fique preparado para tudo.

Sinopse: Ele queria que ela demonstrasse sentimentos, mas estava cada vez mais certo de que a garota era completamente seca. Isso não o impedia de amar Bella até o fundo da sua alma. Amava alguém que apenas pisava e desprezava o que ele sentia, usando-o como um objeto. Edward não sabia como acabar com essa obsessão por ela, mas será que isso seria possível, quando ela sempre estava assombrando seus pensamentos e sua vida?


Capítulo XIV – Reviravolta

Who do you think you are? Who do you think I am?

You only love to see me breaking you only want me 'cause I'm taken

You don't really want my heart, no, you just like to know you can

Still be the one who gets it breaking, you only want me when I'm taken

Taken – One Direction

~x~

Março de 2013

Edward PDV

Dizer que eu fiquei surpreso com a ligação da Bella era um eufemismo. A última coisa que eu poderia imaginar que aconteceria hoje seria ela me ligando e me chamando para almoçar. Confesso que no momento eu sorri e senti um calor se espalhar pelo meu corpo, mas depois que eu não estava mais envolvido por sua voz, percebi o quão fácil meus sentimentos se deixavam ser levados. Agora eu não poderia me dar ao luxo de me envolver com ela. Eu tinha uma noiva a qual devo respeito.

Pelas próximas duas horas refleti sobre o que eu deveria ou não fazer nesse almoço. Com certeza eu não deveria ficar com cara de bobo apaixonado, estava bem ciente dos meus sentimentos por Bella, eles não tinham morrido, eu só não poderia dar abertura para que eles viessem à tona.

O amor pode ser a ruína de uma pessoa, principalmente a minha. Ser passional era o meu maior defeito. Eu considerava um defeito já que esse lado de mim só me levou para caminhos que quase me destruíram. E poderia ser um caminho sem volta.

Quando Jessica chegou, avisei que iria para um almoço de negócios e voltaria em 1 hora e meia. Decidi não falar nada para a Kath, não valeria à pena colocar algo na cabeça dela. Só seria um simples almoço, nada mais. Estacionei do outro lado da rua do restaurente e respirei algumas vezes antes de sair do meu carro.

Meu estômago estava em nós enquanto eu olhava para o Spice Market. Ela estava lá dentro, eu a encontraria depois de 4 longos anos. Como ela estava? O que ela queria falar comigo? Será que meus sentimentos iriam borbulhar ao olhá-la? Ou ao sentir o seu cheiro? Ouvir sua voz?

Entrei no local, logo uma recepcionista me recebeu e eu falei o nome da Bella. Acompanhei a garota até onde ficavam as escadas. Apesar de estar de dia, Spice Market tinha um ambiente mais íntimo no andar de baixo, que não indicava a hora do dia.

Desci as escadas indo para onde me indicaram que estava a mesa em que Bella me esperava. O local não estava cheio, com o olhar procurei seus cabelos cor de mogno, mas não encontrei. Olhei mais uma vez, estava quase subindo as escadas para falar com a recepcionista quando ouvi sua voz me chamando.

- Edward! – olhei para minha esquerda, arregalando os olhos.

Ela estava diferente, muito. Seu cabelo não era o que eu conhecia. Ela estava mais bonita do que eu me lembrava.

Os seus fios castanhos agora estavam loiros, lisos e emoldurando seu rosto de boneca, lábios cor de vinho e sorriso deslumbrante. Fui até ela, que me recebeu com um abraço. Quente. Confortável. Certo. Seu perfume gostoso me envolveu, era tão bom tê-la junto a mim.

Muito cedo ela se afastou, ainda sorrindo. Meu coração estava tão acelerado que eu quase os sentia bater contra as minhas costelas. Segurei minha mão ao lado do meu corpo, para não levá-lo até seu cabelo e tocar a mecha que estava na frente dos seus olhos. Ela o colocou para trás antes que eu tivesse a oportunidade de cruzar a linha.

- Vem, sente-se, vamos conversar – ela disse tirando-me do meu deslumbramento.

- Claro, desculpe – murmurei e ela riu baixinho.

Sentei em frente a ela, que se acomodou na cadeira de costas para a parede, olhei para a mesa e vi que tinha dois copos em frente a mim. Eram Mojito de Framboesa, a primeira coisa que nós bebemos quando estivemos aqui anos atrás.

- Você se lembrou – falei pegando o copo.

- Eu nunca esqueço – Bella pegou seu próprio copo e deu um gole. – Tão bom quanto antigamente.

- Então, Bella... cabelos loiros?

- Oh isso – ela pegou as pontas do cabelo e mexeu com eles – Eu queria mudar, estou entrando em uma nova fase da minha vida e mudar é bom.

- Sim. A propósito, eu recebi o convite da festa.

- Você vai? – seu olhar tinha um ar esperançoso.

- Acho que sim – antes que eu pudesse falar algo mais, um garçom se aproximou e entregou um menu para cada um de nós.

- Que saudade da comida daqui.

- Faz muito tempo que eu não venho aqui, acho que não vim depois que você foi para Paris – comentei, olhando as opções.

- Acho que podemos pedir Samosas de Frango para a entrada, com molho de yogurt com coentro, o que acha? – perguntou animada.

- Por mim tudo bem. Vou pedir essa costelinha com crosta de cebola e pimentão, com fettuccine e broto de ervilha.

- Hum, eu acho que vou de bacalhau com esse molho de pimenta malásia.

- É o seu prato preferido daqui – olhei para ela, por cima do menu. Ela sorriu novamente.

- Você se lembrou – meu sorriso não demorou para aparecer, e repeti o mesmo que ela disse anteriormente.

- Eu nunca esqueço.

O garçom voltou e fizemos nossos pedidos, Bella pediu outra bebida. Whiskey Passion Fizz, uma mistura de Whiskey, maracujá, pimenta e ginger ale, um refrigerante a base de gengibre. Eu pedi uma cerveja, não querendo pegar algum drink mais forte.

- Então, já que estamos aqui, fale-me sobre os últimos quatro anos da sua vida – eu disse e ela me olhou com um pequeno sorriso espreitando no canto dos lábios.

- Esses quatro anos foram cheios para mim. Muito mudou na minha vida. Eu mudei em vários aspectos também. Mas vou começar pela minha vida pessoal – ela bebeu o que restava do seu mojito e suspirou. – Trabalhei e estudei por quase 2 anos, até o meu curso terminar. Foi inspirador para mim, o melhor que eu poderia ter feito. E trabalhar com a Sarah me ensinou muito. Comecei ajudando-a em suas criações, então fui fazendo as minhas, aos poucos ela introduziu minhas peças nas suas lojas, e as mulheres gostaram. Os críticos também. Uns dois anos atrás fiz um pequeno desfile em Paris, foi fechado. A Sarah queria testar uma coleção toda assinada por mim, e as respostas foram positivas, ela ficou orgulhosa de mim e decidiu que eu poderia ter mais peças na marca. Muitas cantoras, atrizes, socialites me procuraram, e eu fiz muitos designs que foram bem elogiados. Eu ganhei meu espaço, estou conquistando ainda um maior. Por isso estou na cidade.

- Hum... quais os seus planos aqui? Morar? Ou...? – perguntei, mas nessa hora o garçom chegou, colocando as samosas e nossas bebidas na mesa.

Bella pegou uma, passando no molho e soltou um pequeno gemido quando provou. Esse som vibrou todo meu interior. Respirei fundo para não deixar minha imaginação ir muito longe.

- Isso está perfeito – murmurou. – Prove – ela passou o outro pedaço no molho e esticou a mão para mim. Fiquei uns dois ou três segundos meio paralizado, antes de aceitar a samosa e manter meu olhar no dela. Tinha algo lá, algo que anos atrás jurei ver, algo que eu ainda não sabia o que era. – Não está bom? – sorriu e eu assenti. – Agora vou responder sua pergunta. Isso meio que não é um segredo. Está no convite, vou ter uma loja com a minha assinatura, mas eu não precisaria morar aqui na verdade, mas eu quero. Eu sinto falta da cidade, sinto falta do meu país – ela me olhava fixa e intensamente. Senti algo esquentar em meu interior e pigarrei um pouco dando um gole na cerveja.

- Você não vai sentir falta de Paris? Dos seus amigos? Algum... namorado? – a palavra namorado meio que saiu queimando por meus lábios.

- Vou sentir falta de Paris, eu trouxe parte da minha equipe para cá, e eu não tinha namorado. Longe disso – ela suspirou.

- E aquele seu amigo, esqueci o nome dele – eu sabia o nome dele e sobrenome: Henri Russeau. Não tinha como esquecer, já que ele aparecia com ela frequentemente. Eu só não queria parecer muito informado sobre sua vida.

- Henri? Ele veio comigo – agradeci internamente por não ter nada na boca, ou eu teria engasgado, ou cuspido.

- Legal – murmurei e peguei uma samosa para manter a boca ocupada, antes que algo que eu não queria, nem deveria falar, acabasse escapando.

- E você, não vai me falar sobre sua vida? – Bella perguntou, com os lábios no seu copo e o olhar curioso.

Será que ela não sabia nada mesmo sobre mim? Internamente eu queria que ela soubesse tudo, pelo menos tudo o que aparecia na mídia.

- Depois que terminei a faculdade, meu pai saiu do seu posto de presidente da editora e eu ocupei o seu lugar. Parei de fazer matérias e comecei a comandar tudo. Foi diferente, um pouco conturbado, mas eu gosto. Eu opino quando necessário, mas na maior parte do tempo eu fico por trás das cortinas. Acho que estou fazendo um bom trabalho.

- Eu tenho certeza que sim, você leva seu trabalho a sério. Estou feliz por você, por estar comandando a editora. Aliás, eu vou dar uma entrevista para a revista da sua irmã, você sabe, não é?

- Sim, eu sei, comentaram comigo – não sei por quê, mas o nome da Kath não quis sair.

O garçom voltou, agora com o prato principal, perguntou se já queríamos pedir as sobremesas ou deixar para depois. Bella disse que queria pedir depois, e concordei com ela. Ficamos alguns poucos minutos apenas comentando a maravilhosa culinária desse local. Bella ainda soltava aqueles gemidos que estavam acabando comigo, com esse olhar animado e o ar leve.

Ela realmente estava diferente, pelo menos era o que parecia. Estava mais aberta, não tinha um peso sobre os ombros, sorria mais, falava mais, escutava mais. Era uma nova versão da Bella que eu conheci. Aquela que mesmo sorrindo, parecendo feliz, tinha algo sobre os olhos, algo que a deixava com um pé atrás.

- Você tem que provar esse bacalhau, sério, está melhor do que qualquer outra vez que estive aqui – ela passou o pedaço do peixe no molho e novamente esticou seu braço. Dessa vez não hesitei e aceitei a porção. – Ops, caiu um pouco de molho aqui – murmurou e senti seu dedão passar perto do meu queixo. Não sei se foi consciente ou não, mas ela o levou a boca e minhas calças ficaram mais apertadas. – Não está bom? – sua voz estava um pouco carregada, de algo que eu conhecia bem.

Ela me olhava daquele jeito, que sempre fez minha respiração acelerar e o sangue correr mais rápido. Murmurei que o peixe estava bom e voltei ao meu prato. Tomei um grande gole de cerveja e respirei fundo. Eu ia perguntar sobre onde ela estava morando ou algo assim, mas antes que eu falasse meu celular tocou. Era o toque da Kath.

- Desculpe, preciso atender – murmurei pegando o celular, levantando e ela sorriu. Afastei-me da mesa, atendendo. – Oi Kath.

- Edward, onde você está? Jessica disse que você foi almoçar, mas não está um pouco tarde?

- Sim, mas eu estou em uma... reunião – eu odiava mentir, mas era necessário.

- Oh, desculpe, estou atrapalhando?

- Não, mas eu preciso voltar pra mesa, quando sair eu te ligo tudo bem?

- Okay. Bom almoço. Eu te amo.

- Eu também – desliguei e voltei para a mesa. – Desculpe novamente, era...

- A sua noiva? – Bella perguntou com um pequeno sorriso e uma sobrancelha arqueada. Sua expressão tinha mudado, estava um pouco mais dura.

- Você sabe que eu estou noivo?

- Impossível não saber, com fotos de vocês pipocando em todo o lugar. Bonito anel o dela, por falar nisso – apesar de tudo, eu conhecia Bella muito bem, tão bem que percebi que ela controlava sua voz. Alguma coisa estava errada aqui.

- Sim, muito bonito – falei, não conseguindo controlar o tom cortante. Seus olhos arregalaram um pouco, e logo depois estreitaram. Em silêncio ela voltou a atenção para seu prato, nenhum sorriso em seu rosto.

Minha mente começou a trabalhar à mil por hora. Sua expressão diferente, o tom de voz controlado ao falar do meu noivado. O que estava acontecendo? Bella estava aqui não somente pelo seu trabalho? Por quê ela quis me ver antes do seu desfile? Será que...?

- Espere – soltei largando os talheres no prato. – Isso daqui... – acenei para a mesa – É algum tipo de plano seu?

- O quê? – Bella levantou o rosto.

- É isso não é? É por isso que você quis me ver. Agora que eu estou noivo, você quer jogar comigo novamente. Você não se esqueceu do que me disse quando foi embora. Eu me lembro bem das suas palavras, você garantindo que não importava se eu estivesse casado quando você voltasse, eu sempre te amaria. Que eu não esqueceria você, mesmo se tentasse te mostrar isso. Esse é o motivo? Você quer provar as suas palavras?

- Edward, eu não-

- Você é tão terrível como a anos atrás. – a interrompi. Tudo fazia sentido agora, não estava disposto a deixar suas palavra me envolverem como antes. – Você disse para que eu seguisse a minha vida, mas agora que estou fazendo isso, quer voltar com seu joguinho. De me puxar, me empurrar, me fazer te amar e depois dar um chute na minha bunda. É isso Bella. Você não mudou. É tudo parte do seu plano de destruir a vida dos outros, quando a sua está ótima. Seu coração ainda é frio. – Levantei da minha cadeira. Ela estava com os olhos arregalados, o rosto mais pálido do que antes. Eu tinha pegado ela em seu plano. – Eu não vou deixar você acabar comigo de novo, Bella. Demorei muito tempo para me recuperar do golpe que sofri anos atrás, não estou disposto a passar por tudo novamente. – E sem que ela pudesse falar algo, tirei algumas notas da minha carteira e coloquei na mesa – Acho que isso paga a conta. – Então dei as costas, subindo as escadas o mais rápido que conseguia.

Eu precisava sair dali, eu não poderia deixar ela acabar com meu coração outra vez. Entrei no meu carro, que estava estacionado do outro lado da rua, e dirigi para bem longe dela, do seu olhar bonito, da sua voz envolvente, do seu perfume bom. Ela era a tentação que poderia me destruir, não sabia onde estava a minha cabeça quando aceitei esse almoço, eu não deveria ter feito isso.

Não percebi para onde estava dirigindo, até que notei que estava perto da minha casa. Pensei se poderia tomar mais algum tempo ali antes de voltar para a editora. Mas preferi dar a volta e ir para a editora.

Uma dor de cabeça começava a dar sinal, e já me preparava para pegar uma aspirina quando chegasse no meu escritório. Estacionei na minha vaga e entrei no elevador, que por sorte foi sozinho até o último andar. Minha mente era uma grande bagunça.

Jessica ficou surpresa em me ver ali antes do esperado, e eu disse que não era para ninguém me interromper até o final do dia. Peguei uma garrafa de água, a aspirina na minha gaveta e tomei. Esfreguei minha têmpora, respirando uma e outra vez.

Por que Bella tinha que ser assim? Por que ela voltou para destruir a minha vida de novo? Por que ela queria brincar com o meu coração?

Eu só queria que esse maldito dia acabasse logo, para que eu pudesse voltar para minha casa e ficar no total silêncio. Mas antes disso eu deveria trabalhar e foi isso que eu fiz, tentando não pensar nela. Mandei uma mensagem para Kath avisando que eu tinha chegado, mas estava ocupado.

Pouco mais de uma hora depois, ouvi as vozes de Alice e Rose, um pouco exaltadas. Respirei fundo, minha dor de cabeça não tinha passado, parece que a aspirina tinha aumentado ela, na verdade. Esperava que o que seja que elas queriam falar, que fosse breve. Ambas entraram na minha sala feito um furacão.

- Será que dá para você me contar o que é isso? – Alice quase jogou seu iPad na minha mesa.

Franzi a testa vendo o layout do Popsugar. Peguei o aparelho para ler com atenção o que estava escrito. Edward Cullen e Bella Swan almoçando no Spice Market. Puta que pariu. As fotos eram minhas e da Bella saindo do Spice Market. Eu saí tão rápido de lá que não notei que havia um paparazzi do outro lado da rua.

Tinham cerca de 50 fotos postadas, meu sangue gelou com a possibilidade de alguém ter nos fotografado lá dentro sem ninguém saber. A matéria do lado era ainda mais fodida: Um encontro que parecia ser as escondidas e inesperado, aconteceu hoje no Spice Market. Edward Cullen e Bella Swan foram fotografados saindo do restaurante separados, o que poderia ser apenas uma coincidência. Mas fontes afirmam que os dois estavam almoçando juntos, com sorrisos e até direito a comida na boca.Bella Swan nos surpreendeu com seus cabelos loiros, e não foi reconhecida à primeira vista. O que será que eles estavam fazendo juntos? E em clima de flerte? O noivado de Edward e Katherina estaria abalado?

Eu estava realmente muito fodido.

- Então, Edward, vai falar o que você estava fazendo com essa vadia? – Rose perguntou praticamente berrando. – Comida na boca, Edward? Sério?

- Primeiro: não grite, porque eu não sou surdo. Segundo: não foi isso que aconteceu. Ela chegou na cidade e quis me encontrar. Sou um homem adulto e sei cuidar da minha vida.

- Oh sim, claro, saindo com sua ex muito vadia quando está noivo – Alice bufou. – Kath não merece uma cachorrada dessas, Edward. Pelo amor de Deus, essa piranha da Bella quase destruiu a sua vida, e ela estala os dedos e você vai atrás igual um cachorrinho?

- Não se preocupe, Alice, eu só fui conversar com ela e foi tudo o que aconteceu. Você sabe que tablóides tem a mania de aumentar tudo.

- A matéria pode ser exagerada, mas as fotos existem e o fato de que você saiu para encontrar com ela já é uma ofensa a sua noiva. – Eu estava perdendo a paciência com as duas.

- Eu penso que esse é um assunto que eu devo resolver com a Kath, vocês duas tem essa mania horrível de querer controlar meus passos, eu não faço isso com vocês – quase gritei, as fazendo saltar.

- Só queremos cuidar de você, Edward – Alice disse com o tom mais calmo, e um pouco surpresa.

- Eu nunca pedi para cuidarem de mim, agora as duas por favor, saiam da minha sala porque a minha paciência hoje não está das maiores – elas ficaram paradas e bati o meu punho fechado na mesa. – Agora. – Seus olhares estavam carregados de mágoa e susto. Isso não me comoveu.

Agora eu teria que pensar no que falar com a Kath, sei que foi errado mentir sobre com quem eu estava, mas eu não tinha ido para esse almoço com intensões diferentes do que reencontrar a Bella para uma boa conversa. Apesar dos sentimentos que ela ainda causa em mim, não era esse o motivo pelo qual fui lá. Só esperava que isso não tivesse rachado a confiança que Kath tem em mim.

Liguei para ela, mas seu celular estava desligado, ela já tinha saído do prédio e provavelmente foi para casa. Suspirei pesadamente, olhando no relógio. Ainda estava cedo para que eu fosse embora, então teria que esperar até a hora de sair para falar com ela. Até lá ela estaria com a cabeça mais organizada, e eu também.

Mas foi uma ilusão pensar que tudo estava calmo. Meu telefone tocou pouco antes da minha hora de sair, e Jessica disse que eu deveria entrar no Hollywood Life agora. Eu já conhecia a fama desse site, imaginava que poderia ser apenas uma história com fontes inventadas, mas eu soltei um grande PORRA quando abri.

O título era: Edward Cullen e loira dividem almoço com muito flerte. Embaixo uma foto de instagram do momento em que Bella oferecia a samosa pra mim, seja quem for que tirou a foto, pegou o exato momento em que eu estava com o aperitivo na boca. Na foto só dava para ver as minhas costas e a Bella de frente, não teria como negar que era eu pois tinha as fotos de quando saí de lá. Dava para comparar a roupa. Então dei atenção a matéria:

Edward Cullen foi visto almoçando com uma linda loira no Spice Market, em West Village, na tarde de hoje. E para a surpresa de todos, a loira não era sua noiva, Katherina Perteson, mas sim a jovem estilista, Bella Swan, que chegou na cidade na tarde de ontem.

Uma jovem, BGurlNY teve a sorte de registrar o momento em foto e postou em seu instagram: OMG! Edward Cullen e Bella Swan no Spice Market. Alguém me belisca? #love #omg #edwardcullen #bellaswan #katherinaperteson

Apesar do jovem casal, Edward e Katherina, não serem artistas, eles tem fãs e algumas apareceram nos comentários, perguntando da noiva de Edward:

cindybaby94: Katherina estava junto?

BGurlNY: cindybaby94 Não. Apenas Edward e Bella, muito românticos.

miamiagirl: OMFG! Como ele fez isso com a Katherina!

BGurlNY: miamiagirl Eu acho que a Katherina perdeu o noivo! Os dois estavam muito sorridentes e românticos. Pena que eu tive que ir embora antes de ver o final do almoço :(

MMJuju: Edward perdeu pontos com todos que achavam que ele era o namorado perfeito. O príncipe de New York, é apenas um sapo.

BGurlNY: MMJuju: eu queria um sapo desse! Bella Swan é quem ganhou!

Será que Bella Swan ganhou o coração de Edward Cullen? Onde está Katherina nessa guerra?

Estamos ligados para novidades, afinal o casal perfeito da cidade não é tão perfeito assim?

Puta merda, eu estava mais do que fodido. Cocei os olhos, sentindo a dor de cabeça triplicar nesse momento. Isso só poderia ser um pesadelo. Peguei as minhas coisas e falei para Jessica que ia embora. Eu precisava encontrar Kath e conversar com ela. Isso estava ficando cada vez pior.

E quando imaginei que nada poderia piorar, recebi um iM da Jessica, a matéria do Hollywood Life tinha um Update. Eu estava a ponto de ter um colapso nervoso, a atualização mostrava uma foto antiga minha e da Bella, na época que estávamos na faculdade, em uma festa que participamos. Eu nem sequer me lembrava de que festa era, mas podia ver claramente Bella no meu colo, nossos rostos estavam visíveis. E é claro, ela acompanhava mais um pedaço de texto.

Uma fonte exclusiva nos contou a bomba do dia! Bella Swan e Edward Cullen foram namorados na faculdade. Uma foto deles em uma festa, onde Bella está sentada no colo de Edward, foi enviada para nós junto com um pequeno depoimento.

"Edward e Bella namoraram por um bom tempo. Sabíamos que eles terminaram várias vezes, mas pouco depois estavam juntos novamente. Eu estudei com eles em algumas aulas. Essa foto não era exatamente deles, mas dá para ver que os dois eram íntimos."

Eram? Hmm, nós duvidamos que a intimidade tenha acabado. A chama entre eles parece ainda queimar. Pobre Katherina, será que o conto de fadas está perto do fim?

Bella pode não ter vindo aqui com a intenção de acabar com meu relacionamento, mas estava conseguindo foder com tudo. Entrei no meu carro indo diretamente para o apartamento de Kath, fiquei pensando se Bella iria me ligar para falar sobre o que aconteceu, mas agora também não me importava muito.

Cheguei no prédio de Kath e entrei sem precisar de anúncio. Sabia que ela estava aqui, pois seu carro estava na garagem. Subi até seu andar e usei minha chave para abrir a porta. Ela estava lá, com os olhos vermelhos, o notebook em seu colo e alguns lenços nas mãos. Eu era um desgraçado.

- Kath, amor – falei calmamente, me aproximando dela. Ela não respondeu e só ouvi seus soluços. – Desculpe – ajolhei ao lado do sofá, e ela não me olhou. Na tela do seu notebook estava o site da People, com a minha foto e a de Bella saindo do Spice Market e a foto de dentro. Tirei o aparelho do seu colo e coloquei em cima da mesa de centro.

- Por que você fez isso, Edward? – sua voz estava tão quebrada, que doeu.

- Amor, desculpe por mentir para você. Mas eu juro, não fui lá com outras intenções, era apenas um almoço, essa foto que tiraram está meio que fora do contexto, ela só me ofereceu pra provar do aperitivo, e nada mais. Eu juro, Kath, não quero e nem queria te machucar – minha voz estava baixa, enquanto alisava seu cabelo.

- Mas ta tudo ali, falaram que vocês estavam felizes – ela soluçou. – E românticos.

- Não era assim, claro que tinha uns sorrisos, mas era apenas coisa de amigos Kath, eu não iria fazer isso com você. Eu já sofri com coisas assim, não quero te fazer sofrer. Acredita em mim?

- Mas agora todos lá fora vão rir de mim – Kath fungou e me olhou tristemente. – Não tenho coragem de sair mais.

- Kath, amor, se eu quisesse estar com ela não teria vindo aqui te ver hun? Eu teria ido atrás dela, não de você.

- Pode ser – ela fez um bico. – E a entrevista com ela? Como vou ter cara de encontrar com ela?

- Você pode passar para outra pessoa.

- E o desfile? Era tão importante para a revista. Você ainda vai?

- Sem você eu não vou – isso era verdade. – Mas entendo que você não queira ir, eu na verdade não quero.

- Mas nós vamos – ela limpou o rosto com um lenço. – Eu acredito em você, Edward, você é bom, não faria algo só para me machucar. Irmos juntos ao desfile dela vai mostrar que vocês não tem nada e nós estamos firmes – seu olhar era determinado e eu não poderia contrariar seu pedido.

- Claro, então nós vamos – dei um beijo suave em seus lábios. – Desculpe mesmo por tudo isso.

- Tudo bem, eu desculpo você – Kath sorriu fracamente e me beijou. Um beijo forte que me deixou sem ar. – Agora eu estou com fome, podemos pedir pizza?

- O que você quiser amor – a beijei na testa e ela foi para o banheiro lavar o rosto, enquanto eu pedia a pizza.

Olhei novamente pro seu notebook, e vários sites estavam abertos. Além do Hollywood Life, PopSugar e People, também tinha OK!, TMZ, Gossip Cop e Star. Fechei o navegador, e o notebook dela. Liguei para pedir a pizza, e ouvi o som do chuveiro correr. Fui até a janela, para respirar um pouco e acalmar meus pensamentos.

Kath voltou para a sala e sentamos no sofá. Passamos a noite comendo pizza, assistindo filmes e terminamos na sua cama. Quando ela tinha adormecido, pensei no giro que o dia de hoje tinha dado na minha vida e esperava que essa fosse a única bomba que cairia. Eu não estava disposto a deixar que meu coração caísse nas teias de Bella, e nem de fazer da mulher em meus braços sofrer. Ela não merecia o sofrimento, e eu também não merecia passar por toda a dor novamente.


N/B: Ai gente o que foi o encontro desses dois? Deu pra notar que a Bella ta completamente diferente ao que era antes... E o Edward entendendo tudo errado, mas foi bom vê-lo se levantar por ele mesmo. Coisa que ele não fazia antes. E esses sites de fofoca postando tudo? Morri! Fiquei com raivinha da Alice e da Rosalie, porque elas ficam tratando o Edward como se ele fosse criança e adorei a reação dele. Achei fofo ele pedindo desculpas para a Kath, porque afinal de tudo, ela não merece isso... Mas né. Enfim, comentem muito pra Leili voltar logo que eu preciso de mais! Beijos, beijos. Friida.


E o Edward aprendeu a se colocar em frente aos seus sentimentos, a se defender do que lhe pode prejudicar, mas dessa vez ele tava errado :( Sei que muitas vão AMAR o fora que ele deu na Bella, por ela o ter feito sofrer tanto haha Agora será que a Bella vai procurá-lo para tentar resolver isso tudo? Hmm... O que acham?

Ai gente nem sei como esse capítulo saiu hahaha, eu fui escrever a preview ontem e quando vi tava escrevendo o capítulo praticamente todo. Podem ter certeza que os comentários de vocês foi um grande incentivo ;)

Fiquem de olho no meu group do Facebook, tem o link no meu perfil!

Para preview: Quem tem conta eu vou enviar por PM e quem não tiver conta deixa o e-mail substituindo os simbolos por nomes, por exemplo: vicious(underline)circle(arroba)email(ponto)com

Comentem meninas, quem sabe eu apareça antes do que vocês imaginam.

xx