Oie gente '-' sentiram saudades? haha Vim apostar em HP novamente.. espero que esteje bom, quero agradecer as reviews que recebi, fizeram meu dia! E pedir que continuem mandando mais reviews, porque isso só me anima e me dá mais vontade de escrever. Já falei demais né? Desculpa ^^ Boa leitura pra vocês, beijos.


Acabou. A varinha escorregou de seus dedos e caiu com um baque surdo no chão. Seus joelhos fraquejaram e suas pernas cederam. Fitou aqueles orbes vermelhos e ofídicos, outrora tão ameaçadores... O corpo frio e sem vida era só mais um entre os milhares estendidos no chão do grande salão.

Os sons do lugar invadiram-no aos poucos, deixando-o desorientado. Pessoas murmuravam feitiços para reconstruir o lugar, famílias inteiras abraçavam-se e davam graças por estarem vivos, o arrastar dos corpos e o choro angustiado de quem perdeu um ente querido.

O sr. Weasley lhe puxava pelos ombros, pedindo que se levantasse. Os olhos vermelhor e vagos choravam a perda do filho. Buscando apoio um no outro, subiram as escadarias em direção a sala precisa, no sétimo andar do castelo.

A família Weasley estava reunida, compartilhando a dor e o pesar causados pela morte de Fred. Harry andou até a matriarca da família mansamente e lhe murmurou desculpas pouco coerentes, assim como seus pêsames. A morte do gêmeo fora incrívelmente dolorosa para Harry... onde estaria sua risada agora? Seu sorriso sincero? Ninguém saberia responder.

Rumou para um lugar mais afastado, longe dos olhares curiosos e dos lámurios. Precisava respirar, precisava sentir o fim de tudo aquilo. Acreditar no que acontecia.

Olhou incerto para os lados e, ao longe, avistou uma figura pequena e encolhida, sentada entre dois grandes pilares. Aproximou-se devagar, a ponto de ouvir os soluços desolados da ruiva. Andou até ela, sentou-se ao seu lado e, sem pensar muito, puxou-a para um abraço. Merlin! Como sentiu falta daquele toque! Aquele perfume floral que só ela tinha... impregnado nos seus cabelos, nas suas roupas... Precisava sentir que ela estava ali, precisava do seu gosto.. levantou seu queixo com suavidade e tocou seus lábios de leve, aquecendo ambos os corpos. Passou sua lingua delicadamente no lábio inferior da ruiva, pedindo permissão para aprofundar o beijo, que não demorou a ser concedida.

Beijaram-se lentamente, redecorando os gostos, matando a saudade que ambos sentiam assim, lacinante no peito. Ele terminou depositando um beijo casto em seus lábios macios e puxando-a para um abraço. Os corpos colados, o amor pairando como névoa sobre suas cabeças. Harry nunca teve tanta certeza do que queria.

- ...Fica comigo?

- Fico...

O sorriso espalhando-se em ambos os rostos, tão deslocado naquele cenário de destruição. Ficaram assim... abraçados por um tempo que nenhum deles se atrevia a contar. Apenas aproveitando ao máximo a presença um do outro. Agora sim, tudo se encaminhava para o lado certo... o futuro prometia.