Ever – PV

- Preparada? – Disse Damen.

-Sempre – Eu disse, sorrindo.

-Então ta bem.

Damen tirou sua mão do meu rosto devagar. E meu sorriso foi ficando ainda maior. Realmente não conhecia aquele lugar, era perfeito para dois amantes. Era muito, muito alto. E naquela noite a lua estava cheia e o céu com muitas estrelas.

Aquele era o lugar que toda garota sonha um dia em ir com seu namorado. E eu estava lá, sem meu namorado, mas só de estar lá... Era indescritível.

Olhei para Damen, ele olhava pra mim sorrindo, com o sorriso mais sincero que já vi na vida.

Não sei o que me deu naquela hora, nem nele.

Só sei que, quando vi... Nós estávamos nos beijando. Acho que agora sei o porquê estava sorrindo.

Mas não acreditava. Era muito pouco tempo para eu me apaixonar daquele jeito. Mas não era a hora de ficar me perguntando o porque daquilo tudo...

É eu estava realmente apaixonada, e aquele beijo, não era um beijo qualquer, era o beijo de duas pessoas muito apaixonadas.

Parei de beijá-lo, olhei no olho dele, ia dizer que estava apaixonada, mas nem precisou, meu olhar disse isso pra ele, e o olhar dele também disse que ele estava apaixonado.

Sabia que era muito cedo para começar um namoro, mas essa era a minha vontade, a nossa vontade. Mesmo assim, decidimos não começar um namoro naquela hora.

Ele me levou para casa, e antes de sair, ele me beijou, um beijo muito mais intenso do que o primeiro. Eu sorri, e ele saiu do carro para abrir a porta pra mim. Saí do carro, dei mais um beijo nele e fui à direção ao prédio.

Dei mais uma olhada para trás, ele também estava olhando e sorrindo.

Disse "oi" à Joffrey, e subi às escadas.

Abri a porta do meu apartamento, entrei e fechei-a. Corri para o quarto e me joguei na cama, com o maior sorriso do mundo, e pensando em Damen. Ainda sem acreditar como aquilo tinha acontecido.

Tomei um banho, coloquei o pijama, tirei a maquiagem, escovei os dentes e fui dormir feliz da vida.

O despertador toca olho que horas são, quatro da manha ainda, volto a dormir.

E mais uma vez o despertador toca, olho que horas são, 8 da manhã. Me levanto, pensando se Damen estaria no parque de novo. Vou me arrumar para correr no parque, e faço a mesma coisa de sempre.

-Oi Joffrey! – Digo, sorrindo.

-Bom dia Srtª. Ever, ta sorridente hoje!

-Pois é, o dia está lindo não é?

-É sim. – Diz Joffrey também sorrindo.

Corro em direção ao parque, como sempre.

Chego a lanchonete do parque para comer algo, e vejo o carro de Damen em frente à lanchonete. De novo, o mega sorriso em meu rosto.

Ele sai do carro, e vejo que ele ainda não me viu.

Finalmente, quando ele me vê, quase corre em minha direção. Sorrindo.

- Bom dia amor da minha vida! – Ele disse.

-Amor da sua vida? Será?

-Claro, Dona Ever!

-Hum, bom saber. Mas se você se esqueceu, nós ainda não estamos namorando, lembra?

-Lembro, claro que lembro. Mas mesmo assim você já é o amor da minha vida.

-Isso é você quem está dizendo. – Eu disse um pouco irônica.