Tá bom eu não preciso dizer que Rurouni Kenshin não pertence a mim,blá,blá,blá.......A galera toda já sabe.

Esta é a minha segunda fic sobre Misao e Aoshi(gente eu amo de paixão estes dois),não pensem que eu gosto de ver Misao sofrer,mas eu precisava de um enredo para esta fic.E se eu cometer alguma gafe,me perdoem mas é que ultimamente não tem dado para eu acompanhar a saga de Rurouni Kenshin.Mas mesmo assim espero que vocês gostem^^ Cosmos



1 O BRILHO DOS SEUS OLHOS



O barulho de algo se quebrando ecoou pela casa,prosseguido por um resmungo.

-Kuso!Foi a palavra que alcançou os ouvidos de Aoshi,e foi o que lhe fez sair de seu quarto para verificar o que havia acontecido.

-Misao?!Aoshi indagou ao ver a menina no corredor ao lado de um vaso quebrado.

-Quem foi que mudou as coisas de posição aqui na Aoiya?Perguntou a garota,irritada.

-Misao o que você está fazendo,você deveria....

-Estar no meu quarto descansando?!

-Sim.

-Aoshi-sama,se eu ficar lá dentro por mais um segundo,além de descansar eu vou enlouquecer também.Por isso eu resolvi procurar Okon para podermos conversar,para eu poder me distrair....

A jovem falava freneticamente.

-Misao...Interrompeu Aoshi.

-O que é?

-Sua yukata está do avesso.

Misao fez uma careta,e Aoshi não pode deixar de dar um pequeno e discreto sorriso.Porém ele logo foi substituído por um olhar melancólico.Aoshi se aproximou um pouco mais da jovem a sua frente,segurou o rosto dela entre suas mãos e olhou profundamente nos olhos dela.Percebeu que eles ainda tinham o mesmo brilho que fazia da Misao uma pessoa única,também tinham a mesma inocência,porém não enxergavam nada.O corpo de Aoshi tremeu ao lembrar deste fato,Misao estava cega e tudo porque ele não a tinha protegido como devia.

Ainda se recordava do dia que ela lhe disse que teria que viajar para poder resolver uns negócios em Tóquio,para Okina,de como ela lhe falou que não precisava da companhia dele e de sua proteção,pois sabia se cuidar sozinha e seria uma viagem rápida.E por mais que ele tivesse insistido,ela era teimosa e conseguiu convencê-lo do contrário.E foi este o seu grande erro,deveria ter ido mesmo contra a vontade dela.No caminho de volta Misao se deparou com um bando de saqueadores na estrada,ela podia ter habilidades ninja,mas estava em minoria,uma contra cinco,e isto não seria uma luta justa.Como não foi justa o fim dela,uma luta,um descuido,uma pancada e pronto o resultado,os belos olhos azuis,sempre tão alegres agora não viam mais nada.

-Aoshi-sama?!A voz da garota o tirou de seus devaneios.

-O que foi Misao?

-Poderia me ajudar,sabe sobre a yukata.Ainda estou me acostumando a me vestir sozinha.E me desculpe pelo vaso.

-Está tudo bem Misao.Aoshi suspirou resignado,guiando a garota em direção ao quarto dela.



Misao vestiu-se rapidamente,mas prestando extrema atenção para não colocar as peças de roupa ao contrário ou errada novamente,sentiu-se ruborizar ao lembrar que da última vez teve que pedir auxílio a Aoshi por causa disso.Sentia-se feliz também,pois fazia tempo que não via Kenshin e os outros,soube que eles estavam vindo para Kyoto a pedido de Aoshi.Um sorriso cresceu em sua face,mas logo desapareceu quando um pensamento lhe veio à cabeça.

-Será que eles sabem o que aconteceu comigo?

-Misao?!A voz de Okina interrompeu a sua linha de pensamento.

-Eles estão aqui.

-Okina como eu estou?Está tudo no lugar?

-Está sim,vamos Misao?

-Vamos.Falou a jovem,deixando-se ser guiada por Okina,pela Aoiya.



-Hei menina doninha.A voz de Sano ecoou pela Aoiya,chegando aos ouvidos de Misao.A garota fez uma carranca,mas não "pulou no pescoço" de Sano por tê- la chamado assim.O que causou estranheza a todos os visitantes.

Kenshin pode reparar que Okon guiava Misao pela casa em direção a sala,pode reparar também que a jovem parecia olhar para o nada,como se não estivesse enxergando.

O espadachim arregalou os olhos,aproximou-se mais da jovem e sacudiu a mão em frente aos olhos delas,para ter absoluta certeza em relação as suas desconfianças.E ele estava certo.

-Mas o que foi?Misao pode sentir que alguém estava à frente dela,mas não sabia direito quem era,se fosse Aoshi ela saberia,mas ela pode perceber que não era ele.

-Misao você....Kenshin falou num sussuro.

-O que você acha Himura.Retrucou a jovem

-Está cega.

-Isto mesmo,mas me diga o que Aoshi-sama quer com vocês?Por quê ele os chamou aqui.

-Para comunicar nosso casamento.





CONTINUA......