Normal: narração e fala

Itálico: pensamento

Capítulo 20.

De volta à Yuuki, Kay e Takashi, estes reconheceram o homem diante deles.

Yuuki: *cruzando os braços, séria* Haruno Sato, o pai de Sakura. Estou certa? Por que está vestindo a roupa do clã Skank?

Sato: *sorriso malvado* Apesar de ser um Haruno, minha mãe pertenceu ao clã Skank. Pretendem estragar o meu plano, não é?

Takashi: Sim, seja qual for o seu plano.

Sato: Como vocês serão destruídos mesmo, não será problema contar a vocês.

Sato fez 8 clones de si mesmo, que cercaram o trio de todos os lados, antes de começar a contar.

Sato: O colar que controlou a mente da filha da diretora é uma relíquia muito rara do clã Skank, tanto que só existe um. O único jeito de conseguir deter os clones de aparecer seria destruíndo o colar com um ataque chamado Denki Heiki, o que tiraria Miyu do controle mental. Claro que a chance de acertar a garota é muito grande.

Kay: *zangado* Por que está fazendo isso, afinal?

Sato: Em primeiro lugar, porque seu amigo matou o líder do clã Skank, o que me fez tomar definitivamente o lugar dele, o que nos fez ter sangue de vingança. Em segundo lugar, porque finalmente encontrei meu neto e vou levá-lo pra longe daquele irresponsável "imitador de visual com sobrancelhas grossas". Mesmo que minha filha não concorde com isso.

Takashi: *refletindo* Pela descrição, o tal cara "imitador de visual com sobrancelhas grossas" é o Lee-san, o que quer dizer que esse homem está atrás do Louie!

Sato: Claro que, antes de fazer isso, tenho que me livrar de vocês e... AAAAHHHH!

O trio não entendeu o porquê de Sato ter gritado, até repararem que alguma coisa tinha atravessado o peito dele, matando-o. Algo parecido com uma estaca feita de gelo e cristal.

Sayo: *tirando a estaca cheia de sangue, séria* Antes de colocar um dedo no meu namorado, vai ter que passar por cima de mim.

Takashi: *animado* Sayo! Como ficou boa tão depressa?

Sayo: Louie usou todo o chackra dele pra poder me curar. Ele está bem, mas exausto, lá no quarto da Miyu.

Yuuki: Fico feliz por isso, mas temos uma emergência, Sayo. Descobrimos que o único jeito de fazer esses ninjas pararem de aparecer é quebrando o colar de Miyu com Denki Heiki.

Sayo: Eu sei disso. Tanto que conheço alguém que sabe usar Denki Heiki. Vamos!

Os quatro voltaram para o salão, onde as lutas ainda aconteciam. Praticamente, todo mundo estava lutando contra os ninjas.

Lin: CAIXÃO DE AREIA!

Kasumy: CHIDORI!

Hikaru: ARTE NINJA: TÉCNICA DA IMITAÇÃO DA FERA!

Satsuki: LÂMINAS OCULTAS, 64 PALMAS DE OITO DIVINDADES!

Elyse: OBLIVIOUS DAWN!

Seishirou: ARTE NINJA: PRISÃO DAS SOMBRAS!

Mitsuaki: ONDA DAS ARMAS!

Akane e Kojiro: RASENGAN!

Akemi: BYAKUGAN-SHARINGAN!

Yuri: MANGEKYOU SHARINGAN!

No meio daquela confusão toda, o quarteto chegou perto de Mitsuaki e o puxaram.

Mitsuaki: *confuso* Quê? Como?

Sayo: Mitsuaki, precisamos de seu jutsu Denki Heiki. É o único que pode acabar com isso!

Sayo foi direta nas explicações, enquanto Takashi, Yuuki e Kay corriam até Yoshua, que ainda lutava com Miyu.

Takashi: YOSHUA, SEGURA A MIYU POR TRÁS!

Yoshua: *surpreso* Hã? Pra quê?

Yuuki: CONFIA EM NÓS!

Yoshua se convenceu e segurou Miyu por trás, mas não estava tão fácil, pois ela estava usando até ataques médicos pra tentar se libertar. Foi necessário Yuuki usar o Mangekyou Sharingan nela pra fazê-la ficar parada.

Kay: MANDA VER, MITSUAKI! RÁPIDO!

Yoshua seguiu o olhar e notou que Mitsuaki estava carregando um arco e flecha com seu chackra de Raiton.

Yoshua: *espantado* ESTÃO MALUCOS? SE MEU IRMÃO ERRAR O ALVO, PODE ACABAR TIRANDO A VIDA DA MIYU!

Takashi: *sério* Confia no seu irmão?

Yoshua: *indignado* Que pergunta! É claro que confio!

Kay: Então não duvide da capacidade dele.

Yoshua tentou não duvidar, mas não podia negar que era arriscado. De qualquer forma, Mitsuaki disparou a flecha cheia de chackra, que felizmente acertou o colar no pescoço de Miyu sem atravessá-lo. Com o colar destruído, Miyu voltou ao normal e os clones desapareceram.

Claro que Miyu não entendeu toda aquela destruição e o fato de muitos ninjas estarem machucados.

Miyu: *coçando a cabeça, confusa* Eu perdi alguma coisa? O que aconteceu aqui?

Com o fim do sufoco (e do telhado do colégio), todos voltaram a se divertir e dançar, desta vez com os pares certos. Ao mesmo tempo que Tsunade e Jiraiya discutiram sobre a cara recontrução que o colégio precisava depois de todo aquele incidente.

Louie: *falando com Sakura* Queria agradecer pelo que fez por mim, de verdade.

Sakura: Qualquer mãe faria isso por um filho. Lamento que eu tenha demorado tanto pra admitir a maternidade, Louie.

Louie: Está tudo bem. Pelo menos tudo se resolveu.

Sakura: Que bom.

Sayo: *aproximando-se* Olá, Haruno-san. Sobre o que aconteceu... com seu pai...

Sakura: Não se preocupe com isso. Mesmo estando triste pela morte de meu pai, compreendo que fez isso para proteger meu filho. Então estou muito grata. *sorriso maroto* Ah propósito, Louie, não vai chamar minha futura nora pra dançar?

Louie corou, antes de ir dançar com Sayo. Sem dúvida, aquela foi a melhor festa de 15 anos que já tinha sido feita em Konoha, mesmo que a maioria tenha tido prejuízo com as roupas de gala.

FIM!