Angel

- Ronnie – Jonah chegou na porta do meu quarto, esfregando os olhos como se tivesse acabado de chorar.

- que foi Jonah? Porque você está chorando?

- eu não consigo dormir, sinto falta do papai.

Eu o abracei – eu também sinto falta dele – as lembranças do verão passado com ele voltaram a minha mente, logo EU não conseguiria resistir e chararia – sabe, eu tive uma ideia, vem comigo?

Ele levantou o rosto inchado e me seguiu até o lugar que ficava meu piano, me sentei no banco e comecei a dedilhar.

- o que você vai tocar?

- ele perguntou sentando do meu lado.

- uma musica que o papai tocava, quando ele estava longe e eu não conseguia dormir, eu ligava para ele e ele tocava essa musica.

"Spend all your time waiting for that second chance
For the break that will make it ok
There's always some reason to feel "not good enough"
And it's hard at the end of the day
I need some distraction, oh beautiful release
Memories seep from my veins
They may be empty and weightless, and maybe
I'll find some peace tonight"

Meus dedos tiravam as notas do teclado como se fosse autômatico e a cada nota que eu tocava eu me lembrava de quando eu era pequena, de quando as coisas eram diferentes.

"In the arms of an Angel, fly away from here
From this dark, cold hotel room, and the endlessness that you fear
You are pulled from the wreckage of your silent reverie
You're in the arms of an Angel; may you find some comfort here"

Jonah já hivia dormido ao meu lado, mas eu continuei com a mesma vivacidade do ínicio, aquela música me fazia bem, trazia meu pai de volta.

"So tired of the straight line, and everywhere you turn
There's vultures and thieves at your back
The storm keeps on twisting, you keep on building the lies
That you make up for all that you lack
It don't make no difference, escaping one last time
It's easier to believe
In this sweet madness, oh this glorious sadness
That brings me to my knees"

Não sabia com que forças, mas eu continuava a tocar, eu senti as lágrimas cairem dos meus olhos e baterem nas delicadas teclas de marfim.

"In the arms of an Angel, far away from here
From this dark, cold hotel room, and the endlessness that you fear
You are pulled from the wreckage of your silent reverie
In the arms of an Angel; may you find some comfort here

In the arms of an Angel, far away from here
From this dark, cold hotel room, and the endlessness that you fear
You are pulled from the wreckage of your silent reverie
In the arms of an Angel; may you find some comfort here
In the arms of an Angel; may you find some comfort here"

Quando terminei a música, apesar da escuridão da noite e do breu do quarto, uma pálida luz iluminava o piano.

- pai – murmurei para o nada encontrando o conforto – você está aqui e sempre estará, tnato para mim quanto para o Jonah, nós te amamos.

"eu também amo vocês" – Steve respondeu, mesmo que seus filhos não o ouvissem.