Título: Paixão

Autor: LiaCollins

Disclaimer: Bem, Supernatural, bem como seus personagens, infelizmente não pertencem a mim, mas ao Eric Kripke. Eu apenas me divirto escrevendo histórias com eles.

Beta reader: Sem beta, então os erros são meus, por isso relevem qualquer besteira q eu tiver escrito

Categoria: Romance,Dastiel

Advertências: Lemon, Yaoi e Fluffy, ou seja conteúdo adulto e homossexual, se não gostar é só clicar em "fechar" ou mudar de fic.

Classificação: R-18

Capítulos: Oneshot

Completa: [X] Yes [ ] No

Resumo: Dean e Cas, um quarto escuro e nada mais.


Um pequeno surto que eu tive durante essa última madrugada enquanto teclava com a Nagase Doll Collins no msn. Era pra ser um Drabble (meu 1º Drabble, aliás), mas acabou ficando com mais de 200 palavras. De qualquer forma resolvi postar. Espero que gostem.


O quarto estava escuro. Lá fora a temperatura estava na faixa dos 2 graus, com direito a neve e tudo. Mas do lado de dentro, se colocassem um termômetro lá, ele facilmente mediria 45 graus. Aqueles dois corpos se amando e se chocando produziam calor suficiente para incendiar meia Manhattan. Eles não saberiam dizer como aquilo começou. Tudo que o casal se devorando furiosamente naquela cama seria capaz de dizer é que naquele momento eles estavam transando como nunca tinham feito antes. Um porque era anjo e virgem até então. O outro porque nunca tinha feito sexo com um homem até aquele momento, já que ele sempre foi mulherengo por natureza. Mas aquele jovem de olhos verdes era homem o suficiente para admitir que outro homem, ou melhor, anjo, estava lhe proporcionando a melhor transa de sua vida, apesar de ser tão inexperiente. Enfim, ambos chegaram ao clímax. O loiro esgotado caiu em cima do moreno e com as últimas forças que tinha, se virou lado na cama puxando o anjo com ele. Os dois estavam deitados de lado, abraçados e tentando controlar a respiração ofegante. O caçador com o queixo apoiado no ombro do anjo. Então, o moreno falou com um pouco de dificuldade ao mesmo tempo que ainda arfava:

-Foi incrível, Dean. Mas entendo se você quiser manter segredo.

-Manter segredo porque? Não vou esconder a única felicidade verdadeira que eu tenho nessa vida maldita. Eu quero mais é que o mundo saiba que eu te amo, Cass!

FIM


Não se esqueçam de deixar review! Não dói, não transmite nenhuma doença contagiosa, não engorda e alegra o dia dos ficwriters, então mãos à obra! Rsss!