Autora: Karencullen2007

Link da fic original: http:/ www . fanfiction . net / s / 7137121 / 1 / Game _ of _ a _ Player (retire os espaços).

Os personagens pertencem a Sthefanie Meyer e a tradução pertence a mim.

Os penssamentos dos personagens estarão sempre em itálico.

1. Movendo em dia com os Cullen

Capítulo 1:

BPOV

Eu olhei para os portões de ferro do inferno e me perguntei. Como ele pôde fazer isso comigo? Claro que eu sabia por que ele fez isso. Era óbvio. Ele era solitário.

É claro que ele é Bella! Renée o deixou quando você tinha dois anos!

Mas por que isso? Por que ela? Por que ele?

Olhei para trás até às portas de ferro do inferno que levam até a mansão do inferno, onde lá dentro estava o diabo, sua mãe e meu pai.

Apertei o botão do lado da porta e esperei alguém atender.

"Olá?" Disse a voz da minha futura madrasta, Esme. Agora, não me interpretem mal, ela é uma mulher muito legal e eu estou contente que meu pai esteja feliz, é o filho que eu odeio.

Edward Cullen

Ele é um jogador e é quente.

O único problema é que ele sabe disso.

Ele é um idiota arrogante, egoísta, que mente para as meninas para poder entrar em suas saias.

E isso funciona.

Agora, não me interpretem mal, eu poderia aguentar o Edward se ele não fosse tão idiota.

E se ele já não tivesse tido relações sexuais com mais de metade da população de Forks

E se ele não fosse tão pervertido a ponto de continuar tentando atirar-se sobre mim, cada vez que me viro.

E se meu pai não estivesse se casando com sua mãe.

Yup, essa era a cereja no topo do "Por que eu não vou foder Edward Cullen ' bolo".

Fui levada para fora do meu devaneio por um som alto vindo do interfone.

"OLÁ... Tem alguém aí!"

"Esme, desculpe, eu estava viajando, o que você estava dizendo?"

Ela riu para o interfone.

"Tudo bem, Bella. Eu vou abrir as portas agora e Peter vai pegar suas malas" Oh yeah, Peter. Seu mordomo.

Gostaria de transar com ele também, se ele não fosse tão gay.

"Na verdade, tenho a bagagem do Emmett também." Emmett é o meu irmão, três anos mais velho, que acaba de perder seu emprego e decidiu que seria legal ser um homem de 20 anos, morando com seu pai e madrasta.

"Tudo bem amor, eu vou mandar Edward para fora também."

Oh alegria.

O homem prostituto está a caminho para pegar minhas caixas.

Os portões se abriram e eu peguei uma das minhas caixas pronta para trazê-las para a casa quando vi Edward correndo pelo caminho com nada além de um short de corrida e um peito nu.

Yummy!

Ele sorriu quando ele me pegou o observando e eu corei em um vermelho profundo.

"Viu algo que você gosta Bella?" Perguntou ele com um sorriso arrogante.

"Na verdade..." Sua expressão mudou de arrogante para confusa, então eu continuei. "A casa é maravilhosa" Eu sorri e passei por ele, balançando meus quadris só para ele, assim que Peter saiu da casa.

"'E ai, Pete?" Eu falei enquanto eu caminhava.

"Tudo bem, Bella, e com você?"

"Tudo está ótimo!" Eu me virei para Edward que estava inclinando-se para pegar uma das caixas e admirei sua bunda por meio segundo.

Eu me virei e entrei na casa com Edward bem atrás de mim. Eu podia sentir seus olhos um pouco mais ao sul de meus quadris e acrescentei um pouco de balanço no meu caminhar, para seu benefício.

"... Ugh" Seu gemido audível adicionou um pouco de umidade à minha calcinha, mas eu mantive meus pensamentos sujos para mim mesmo. Subi as escadas e me dirigi para o corredor à direita.

Caminhamos para o meu quarto novo e eu depositei minha caixa no chão, perto da cama. Enquanto eu colocava a caixa no chão, me abaixei um pouco mais do que o necessário e outro gemido escorregou seus lábios.

De repente, suas mãos agarraram minha cintura e eu congelei.

' O que ele está fazendo? '

"O que você acha que ele está fazendo sua boba? Ele está retribuindo todas as provocações, eu pessoalmente acho que isso vai ser divertido!"

Eu mentalmente amaldiçoei o diabinho na minha mente, ele estava sempre contra mim! Ugh eu odeio ele.

Sua voz se encheu de luxúria e de repente estava na orelha. Sua respiração soprando em toda a minha volta a causar arrepios que se espalharam sobre a minha pele.

"Você está tentando me matar Bella?"

.

"Está ficando quente aqui?"

Oh yeah. Está sim!

"Huh.?" Veio a minha resposta hábil. Mas realmente você ficaria sem palavras, se estivesse com Edward Cullen respirando em suas costas e empurrando sua enorme ereção na sua bunda.

"Você sabe o que eu estou falando, baby! Balançando essa bunda perfeita para me provocar. Isso é apenas cruel."

Eu podia ouvir o sorriso arrogante em sua voz e eu imediatamente escorreguei para fora do meu transe preenchido de luxúria.

Este é Edward Cullen, um playboy extraordinário e breve, meu irmão postiço.

Eu empurrei de volta contra ele e me libertei de suas mãos.

"Mantenha as suas mãos para você mesmo!" Eu gritei para ele.

Eu me virei para olhar para ele e o olhar confuso que eu esperava ver não estava lá. Em vez disso, tinha um sorriso em seu lugar.

"Joga duro, heim, Isabella? Por que você não desiste? Todas elas desistem." Ele deu seu sorriso torto pra mim.

Eu andei na direção dele.

"É por isso que..." Eu apontei para o seu sorriso. "Você acha que o seu tão quente... Cullen!..." Eu fervia, "Você faz qualquer coisa para foder uma vagina e você não se importa com os sentimentos de ninguém!" Eu estava ficando louca agora, mas o seu sorriso estúpido ainda não tinha deixado o seu rosto, então eu continuei. "Você anda por aí como se fosse um deus para as mulheres, mas é só o seu jeito satânico de mostrar às mulheres o desgosto que é de se esperar no inferno!"

Eu estava começando a gritar neste momento e eu estava feliz por meu pai e Emmett não estarem em casa.

"Então, sim... Eu não quero foder um arrogante, duas caras, destroçador de corações! OK?" Aquele sorriso maldito ainda não tinha deixado o seu rosto!

Ele deu um pequeno passo para mim me fazendo andar até estar encostada contra a parede do meu quarto, ele colocou os seu braços musculosos na parede, de cada lado do meu corpo, para que eu não pudesse escapar. O ar estava carregado de sexualidade e começando a me deixar tonta. O que Edward disse em seguida me fez ensopar minha calcinha.

"Você... Fica... Tão... Sexy... Quando você está nervosa." Sua voz era pesada e cheia de luxúria.

"Tire suas mãos de mim". Eu deslizei meu corpo por debaixo dos braços e sai do meu quarto. Desci as escadas de mármore e passei por Esme que estava ajeitando um arranjo de flores sobre uma mesa. Quando passei ela murmurou alguma coisa,

"... Ele não vai desistir de você sabe." Meus olhos se arregalaram de minha cabeça, mas eu continuei andando para frente para pegar outra caixa. Ela sabia algo que eu não sabia? Não, não tem como ela saber!

Peguei uma caixa marcada como "Caixa de Emmett"

E a trouxe pelas escadas e pelo corredor à esquerda, onde seria o seu quarto.

Repeti essa ação mais seis vezes até que todas as caixas que estavam lá fora estivessem tanto no quarto de Emmett quanto no meu próprio quarto.

Eu marchei para o meu quarto, exausta e fui pega de surpresa quando eu vi Edward em pé, perto de uma das minhas caixas olhando dentro dela.

Ele nem sabia que eu estava lá e eu estava prestes a fazer a minha presença conhecida até que ele começou a resmungar.

"... Provocadora do caralho... deixou sua caixa de sutiãs e calcinhas para eu ver... Jesus eu posso apenas imaginar... Foda-se minha vida, isso é um fio dental?... Eu estou morto, a menos que eu a foda em breve... Foda-se eu acho que eu preciso chamar Tanya..." Ele parou e eu estava tanto irritada quanto mortificada. Ele descobriu minha caixa de roupa íntima? Isso é constrangedor.

Eu estava olhando para ele por alguns segundos que pareceram horas.

Ele pensou que eu era uma provocadora?

Você é um provocador! Acho que você deveria ficar de joelhos e corrigir seus pequenos * cough * grande *cough*problema *! É justo!

Cale a boca! Ele merece isso! Ele faz isso para as meninas o tempo todo! O seu pagamento por todas as vezes que ele quebrou coração de uma menina!

Além disso, ele tem "Tanya" para corrigir seus pequenos * cough * grande *cough * problema. Deixe a prostituta e o resto da brigada de vagabundas corrigir seus problemas.

Sim, eu acho, não é esse o lema de Jessica? 'Se você não pode obtê-lo em outro lugar, venha a mim... Eu dou empregos de graça".

OK, então eu não 'odeio' o meu diabinho. Ele com certeza fala a verdade.

Decidi finalmente fazer a minha presença desconhecida um pouco menos desconhecida.

"Divertindo-se-Cullen?" Ele saltou para trás surpreso. Decidi tirar o máximo de proveito da situação.

Se ele pensa que eu sou uma provocação agora, ele está prestes a ser uma surpresa.

Bom, esse é o fim do primeiro capítulo e só o começo da fic, que promete ser beeem quente. Quer me deixar feliz? Deixe um review.