SavingmysoulbyNihal Riddle em português.

Link da fic original: http:/ WWW . fanfiction . net / s / 5889350 / 1 / Saving_my_soul

Os personagens pertencem à ponderosa S. Meyer e a fic a Nihal Riddle, que gentilmente me cedeu à tradução.

Capítulo 1: Vida Nova.

Bella havia acabado de chegar da escola, como todos os dias da sua fatídica vida monótona, mas ultimamente se sentia estranha, cansada, dores no corpo e no peito, com um apetite voraz, mas nenhum alimento durava muito em seu estômago. Jogou a mochila sobre a cama e também a bolsa com as coisas de higiene pessoal que ela havia comprado antes de voltar para casa. Certamente pensava porque ela precisaria daquilo se não merecia viver mais, suspirava enquanto de atirava sobre a cama olhando para o teto como se fosse uma novidade. Ela sufocou o choro que novamente lutava para sair, mas a não durou muito porque teve que correr rápido para o banheiro edobrada sobre o vaso sanitário, descarregou todo o conteúdo de seu estômago pela quarta vez naquele dia. Já tinha um tempo que estava assim, que já tinha até perdido a conta. Com um suspiro, ela saiu do banheiro e voltou ao seu quarto com uma mão ainda sobre o estômago com náuseas, fixou os olhos na janela lembrando as vezes que tinha passado a noite aqui, com Jacob, as quais afstaram seu pesadelos de uma vez, mas não para sempre. Não agüentava mais, tinha que sair dali e morrer, não suportava mais, com os olhos cheios de lágrimas, procurou sua bolsa para sair dali, tinha certeza de que o mundo seria melhor sem ela. Antes que ela pudesse alcançar a bolsa, tropeçou na sacola de compras.

Coisa estúpida, ela disse enquanto enxugava o rosto com lágrimas e chutando a sacola e fasendo todo seu contúdo se espalhar. Fixou os olhos em uma pequena caixa azul com letras douradas que diziam "teste de gravidez." - Por que comprei isso? .- Pensou vendo a caixa em suas mãos, ela tinha medo da resposta. Devo fazê-lo para saber se minhas suspeitas estão certas. Talvez isso defina o futuro. - suspirou e foi ao banheiro para fazê-lo. Enquanto aguarda os resultados ouviu a porta.

-Bella -?Era Charlie.

Merda, não posso deixar que ele veja. - se apressou em recolher a sacola e guardar o teste e pegando as chaves da van .- Estou aqui.- eu disse tão calmamente enquanto descia as escadas.

-Onde você vai? .- Perguntou bebendo uma cerveja gelada.

Fiquei pensativa, o que eu ia fazer agora. - Estou indo para Port Angeles, eu quero comprar algumas coisas .- falei com uma sinceridade fingida.

-Eu pensei que você ficaria para ver Jacob, ele e Billy virão para assistir ao jogo. Bom só Billy.

Oh não, eu não posso vê-lo mesmo depois... de ter decidido por eles. - pensei e suspirei antes de responder .- Eu não posso Charlie, eu quero ir comprar essas coisas, eu preciso delas amanhã na escola.

Ok .- Pelo menos Charlie tinha acreditado sem pedir muito. Ela saiu de casa bem no momento em que Jacob chegou e ajudava Billy a subir na cadeira.

-Olá Bella. Billy sorriu depois de vê-la jogar sua bolsa na caminhonete. - Vai a algum lugar?.

Vai fazer algumas compras em Port Angeles. - disse Charlie da varanda aproximando- se de Jacob para pegar a cadeira Billy. Jacob parecia querer falar com Bella quando ficaram sozinhos.
Como vai você? - Jacob disse, com alguma esperança em sua voz de poder falar em particular.

-Jake Desculpe, não vou demorar, só estou indo comprar algumas coisas. - Bella rapidamente entrou em sua caminhonete e despediu-se deles com um aceno de mão antes de ouvir a resposta de Jake . Acelerado até ficar fora da vista e terminou em La Push, sem perceber, até ouvir as ondas batendo na praia rochosa. Ele esfregou o rosto com as mãos tentando esconder a sua tristeza e dor. - Como Jacob acha que eu quero v~e- lo depois do que fez .- olhou para a água e depois o precipício estava tão perto. Apenas um pulo e fim de tudo, ninguém saberia, pois não sabiam que ela estava lá. - Oh, Porque primeiro Edward e agora Jake -! Irrompeu em lágrimas desabafando por completo naquele lugar, novamente logo sentiu o estômago náuseado e deixou o carro para vomitar o que restava de olimento em seu corpo.

-Bella? - Disse a voz juvenil de Seth atrás dela.

-Seth -! Pulou nervosamente. - O que você está fazendo aqui?

-Você esquece que está na reserva?

-Desculpe Seth. Suspirou enquanto passava a mão pelos cabelos nervosamente.

-O que você está fazendo aqui sozinha? Eu pensei que estava com Jacob. - mas sua voz falhou quando ele ouviu um soluço .- sinto muito. Não me lembrava de que tinham terminado. - sentando-se ao seu lado na parte de trás da caminhonete, rodeando seus ombros em um abraço .-Vamos, não é tão ruim.

-É fácil para você dizer, soltou um soluço mais forte e abraçou os joelhos com os braços .- Estou sozinho agora.
Vamos, você tem Charlie, Renee e nos, de LaPush, não é tão ruim.

Eu não posso voltar aqui despois do que aconteceu com ele .- escondeu a cabeça entre as pernas tentando abafar os soluços, mas depois recordou, porque ela tinha fugido de casa- Diabos, quase esqueci .- foi para a cabine e abriu a porta do passageiro para encontrar o objeto.

O que foi? – Abriu a porta do lado do motorista e vendo como ela tirava tudo que estava na bolsa até encontrar o pequeno aparelho branco. - O que é isso? - Mas Bella o ignorou com um suspiro e tirou a mão de onde escondiao local onde ele dava o resultado. Uma marca claramente rosa apareceu lá, incapaz de aguentar mais, desmaiou. - Bella -! Rapidamente pulou da caminhonete e levantando- a, para tentar acordá-la. - Vamos Bells, acorda, sacudindo-a levemente.

-Positivo, é positivo .- acordou e segurando sua cabeça com ambas as mãos.

-O que é positivo?

Seth jura que você não vai contar a ninguém ainda. Por favor! .- Agarrando o jovem moreno pelos ombros.

-Fica tranquila, Bells prometo. O que se passa? –Viu como algumas lágrimas estavam de volta nos olhos de chocolate. - Oh Deus, não me diga que você tem câncer! - Isso causou uma risada em Bella que há muito tempo que não ouvia, bem com um sorriso genuíno em seus lábios.

··. - Não, seu enquantotirava as lágrimas de alegria de seus olhos Estou grávida .- .- Seth parecia mudar sua expressão de medo para um de perplexidade total de .- Eu vou ser mãe, Seth .- acariciando seu ventre com a mão direita .

E isso te deixa feliz? -Ainda espantado. - Você é muito jovem ainda.

Se eu estou feliz, Seth ... Agora eu tenho alguém que me mantém viva, serei mãe- sorria- o meu bebê acabou de salvar-me uma estupidez que seria capaz de fazer. Se eu não tivesse vomitado ou se você não tivesse aparecido, teria me jogado do penhasco para acabar com minha vida- olhando sua barriga-. - Oh meu filho, você me salvou e prometo não me colocar em risco novamente.

Faça uma autora feliz e com mais vontade de postar, deixe review.