Eu corro tentando fugir do passado. Eu fujo para não viver o presente e não ter um futuro.

Em geral, é assim que eu vivo.

Sempre fugindo, sempre tentando esquecer e me livrar de todo o mal que eu fiz.

Acho que tudo começou no ensino médio, eu era uma garota normal, tirava a maioria das notas boas, e era responsável.

Isso foi antes de e conhecer ele.

O pesadelo de todas as minhas noites.

Ele que era um garoto que qualquer garota sonharia:

Bonito. Inteligente. Simpático.

Mais no fundo, Assustador.

Por culpa dele eu, que tinha um belo futuro garantido, me perdi completamente.

Ele que aparecia em meus pesadelos e ficava lá, parado vendo mais não fazendo nada para me ajudar.

Por culpa dele, a minha mente começou a ficar transtornada, sem saber o que fazer, mais mesmo assim eu o amava.

Amava tanto que acabei tendo uma filha dele.

Uma almadiçoada que desde pequena tinha a mesma herança do pai em assombrar os meus sonhos e transformá-los em pesadelos.

Por culpa de todos esses transtornos, a bela Dorothea Hannagan acabou se tornando a fera da história.

Aquela que não esteve presente na vida da filha, aquela que só sabia cair nas ruas e beber cachaça da pior qualidade.

Aquela que se perdeu completamente.

No abismo mais profundo e sem volta.

Para sempre.