Aolha mais um capítulo novo. Obrigada por lerem e comentárem.


Música do capítulo: Animal by Neon Trees.

Tradução Araceli Assunção.

Anteriormente

"Você não me conhece", Edward respondeu, fazendo com que Emmet e Carlisle rissem. Alice me olhou com um olhar interrogativo, querendo saber o que aconteceu. Eu caminhei até ela e sussurrei em seu ouvido.

"Eu tenho que me trocar". Sua mão bateu na sua boca. "Não!", ela sussurrou excitada.

Eu concordei e coloquei meus dedos indicador e polegar perto, quase se tocando. "Eu quase cheguei lá".

Ela gritou, batendo palmas, fazendo com que Edward olhasse para ela. Olhei para ele, sorri e subi as escadas, com Alice atrás de mim, querendo saber todos os detalhes, Deus sabe o porque.

Oh sim, ele está definitivamente perto. Definitivamente.

EPOV

"Então você quase fudeu ela?"

"Que inferno! Cala a boca Em!". Eu sussurrei-gritei com meu irmão quando ele praticamente gritou a pergunta no meio do restaurante. -Eu não "quase fudi' ela, seu imbecil. Eu nunca faria isso. Eu quase transei com ela. A primeira vez foi no quarto de hóspedes porque eu tinha que usar o banheiro e ela estava lá, em uma maldita toalha, devo acrescentar. E depois do jantar de Ação de Graças, no gazebo. Nós estávamos dançando e começamos a nos beijar e fomos levados pelo momento, mas você, sendo o estraga prazeres que você é, teve que ir nos chamar-. Eu coloquei meu garfo para baixo e passei minhas mãos pelo cabelo.

"Há. Eu sabia!" Em socou o ar, rindo. Rolei meus olhos, agradecendo a Deus que Rose estava no banheiro e não escutou a conversa. Ela não precisava saber o que eu e Bella fizemos, a não ser que Bella contasse para ela. Eu percebi que Alice sabia poucos minutos após o 'incidente' da sacada porque ela estava vibrando e estava próxima de Bella. Rolei meus olhos, sabendo que teria que enfrentar os questionamentos da minha irmã caçula. Não é estranho quando membros da sua família, um membro próximo, querem saber detalhes da sua vida sexual? Eu acho que seria detestável se eu visse Emmet e Rose se beijando porque ele sempre tem que usar a língua quando eu estou por perto.

"Você esta com frio, Edwina?" Ele somente me chama de nomes femininos quando ele acha que estou fazendo coisas femininas, como quando estou relaxando, com medo ou tremendo.

"Haha, sai fora, Emma", eu retruquei, o chamando com o seu nome feminino, "Eu não estou com frio, estava lembrando o quanto você é tarado".

"Edward", ele sorriu com a mão no seu peito e batendo os cílios para mim, "eu odeio ter que quebrar seu coração, mas eu sou seu irmão e isso é incesto, e eu não jogo pra outro time cara".

Eu bati nele sorrindo. "Vai se fuder Em, você é um tarado. Você tem a sua língua na garganta da Rose quase 75% do tempo", ele deu de ombros, partindo sua comida como um porco. Nós estávamos no Elliott's Oyster House para o almoço e eu juro que ele não tem nenhuma educação, não importa aonde vamos. Rolei meus olhos para o seu desleixo e olhei na direção dos banheiros. Rose saiu do banheiro na direção da nossa mesa, mas antes levou um tapa na bunda, pelo que parecia ser um garoto de 17 anos com uma pele péssima.

Ela se virou, olhando para ele, pegou o seu pulso. "Tire as mãos da mercadoria, seu pequeno pervertido. Tenha algum respeito".

Eu estava tentando não rir do garoto quando ele se encolheu na direção dos amigos, tentando se livrar daquela loira explosiva. "Meus amigos me desafiaram. Me desculpe, senhora".

"Essa é a razão pela qual vocês não têm namoradas, pequenos idiotas!" Emmet se levantou para acalmar sua mulher antes que ela partisse para a violência com aqueles garotos. "Rosalie, querida, vamos. Você não quer policiais envolvidos."

Ele a envolveu em um abraço e olhou por cima de seus ombros, encarando os garotos, fazendo com que eles arregalassem os olhos. Eu tentei não rir, não pela reação dos garotos, mas porque eu sabia que Rose poderia dar uma surra neles. "Você precisa de amigos melhores cara. Se eles te desafiaram a tocar em uma mulher sem a permissão dela e você os escutou, ficar amigo deles não faz você parecer mais legal. Aprenda a manter a suas mãos para si mesmo e pare de tentar tocar na minha mulher. Eu estive olhando para vocês esse tempo todo e sei que você esperou o momento certo. Tire as suas mãos".

Os garotos estavam tremendo de medo e concordaram com cabeça, parecendo como se eles tivessem aprendido a lição. Eles mexeram com as pessoas erradas.

Eles voltaram à mesa se sentaram e começaram a comer. "Vocês estão bem?" eu perguntei, eles assentiram. "Vocês querem ir embora?"

Rose concordou. Eu pude perceber que eles já tinham acabado de comer e chamei o garçom pedindo a conta. Nós fomos embora, entrando no carro de Emmet.

"Hey Rosie, Edward te contou que ele quase fudeu a Bella outro dia? Duas vezes." Emmet perguntou, quebrando o silêncio e os olhos de Rose se arregalaram, me olhando através do espelho.

"Pelo amor de Deus Emmet, eu não 'quase fudi' ela!"

"Oh tanto faz. Fuder, fazer amor, pegar, transar, fazer sexo. É a mesma coisa. Quem se importa?"

"Edward como isso aconteceu? Vocês estavam com a gente o dia inteiro", perguntou Rose. Corri minhas mãos pelo meu cabelo, balançando a cabeça.

"Pergunte para Bella", eu disse a ela e bati na cabeça de Emmet, "Eu odeio você Emmet. Você e sua boca grande".

"Também te amo, irmãozinho". Olhei para ele quase sorrindo. Foda-se a minha vida, eu odeio ser o irmão do meio. Eu sou o centro de fofocas da família. E quando não é Alice, é Emmet. Ele tem 25 anos, e eu tenho 24 juntamente com Jasper, e Al tem 23, a mesma idade de Bella. Eles sabiam tudo um do outro e isso inclui Rose, que também tem 23 anos, em quase todas as fofocas. Rose concordou, e tirei meu telefone do bolso para mandar uma mensagem de texto para Alice.

Emmet decidiu perguntar para Rose se ela sabia que eu "quase fudi" Bella no outro dia, então você tem que inteirar Rose do assunto. – E

OMG! Por que você contou ao Emmet? – A

Ele ficou me perguntando o que estávamos fazendo no gazebo e ele não acreditou quando eu disse que estávamos dançando, então... – E

Deus, Eddie, agora eu tenho que contar a Bella que eles sabem – A

Me desculpe. Ele não parava. Então fui forçado a contar a ele e ele contou para Rose. Eu não sei, por que todo mundo parece tão interessado em saber sobre minha vida sexual? É estranho que você queira saber Ali – E

Porque é sobre Bella, duh – A

É também sobre mim, Al – E

O seu ponto é? – A

É estranho pra caralho – E

Oh cala a boca. Eu me importo com a felicidade de Bella. A parte do sexo é somente um bônus – A

Isso faz eu me sentir muito especial Ali – E

Fique quieto, Edward. Você é meu irmão então é obrigatório que eu me importe. – A

Mhmmm – E

Lol. Eu te amo. Isso ajuda? – A

Yeah. Eu também te amo Alice – E

=) – A

Tchau – E

Tchauzinho irmãozão – A

Sorri com sua mensagem. Ela só me chamava de irmãozão quando ela queria se desculpar e isso sempre funcionava. Bella estava indo amanhã para buscar suas coisas na casa de seu pai em Forks para que ela pudesse se mudar para Alice. Era bom ela morar com Alice, apenas a 1,5 Km de distância do que morando com seu pai em Forks, muito mais distante de mim. Seria ótimo se ela se mudasse para o meu prédio, e melhor ainda se ela se mudasse para o meu apartamento, mas ela nunca faria isso. Eu tenho que batalhar por isso e vou fazer exatamente o que ela me pediu.

Emmet me deixou na frente do meu prédio somente depois que eu prometi ir à casa de nossos pais na terça feira. Eu abri minha porta e fui para a cozinha, abrindo a geladeira e pegando um Pepsi. "Tenho que fazer compras", pensei em voz alta, olhando para o vazio que era minha geladeira. Não tinha nada alem de leite, uma lata de cerveja, algum ketchup, e um cartucho com 24 Pepsi que comprei ontem.

Meus armários provavelmente estavam vazios também, mas não importei em olhar. Dei de ombros, andando na direção do sofá e me sentando. Oh, bem, eu faria as compras em algum momento dessa semana. Peguei o controle remoto da mesa de café, ligando a televisão, me encostando e tomando um gole da minha bebida. Fui trocando de canais, descobrindo que nada de bom estava passando, assim coloquei em um canal de música fechando meus olhos enquanto a música tocava.

Here we go again
I kinda wanna be more than friends
So take it easy on me
I'm afraid
You're never satisfied
Here we go again
We're sick like animals
We play pretend
You're just
A cannibal
And I'm afraid
I won't get out alive
I won't sleep tonight

Oh oh
I want some
More
Oh oh
What are you waiting for?
Take a bite of
My heart tonight
Oh oh
I want some
More
Oh oh
What are you waiting for?
What are you waiting for?
Say goodbye to my heart
Tonight

Here we are again
I feel the chemicals kickin' in
It's getting heavy
And I wanna run
And hide
I wanna run and hide
I do it every time
You're killin' me now
And I won't be
Denied by you
The animal inside of you

Oh oh
I want some more
Oh oh
What are you waiting for?
Take a bite of my heart tonight
Oh oh
I want some more
Oh oh
What are you waiting for?
What are you waiting for?
Say goodbye to my heart tonight

Hush, hush The world is quiet
Hush, hush We both can't fight it
It's us that made this mess
Why can't you understand?
Whoa, I won't sleep tonight

Here we go again
Here we go again Here we go again
Oh oh
I want some more
Oh oh
What are you waiting for?
Take a bite of my heart tonight
Oh oh
I want some more
Oh oh
What are you waiting for?
What are you waiting for?
What are you waiting for?

Here we go again Here we go again Here we go again
Say goodbye to my heart tonight

Oh oh
I want some more
Oh oh
What are you waiting for?
Take a bite of my heart tonight
Oh oh
I want some more
Oh oh
What are you waiting for?
What are you waiting for?
Say goodbye to my heart tonight

Aqui vamos nós de novo

eu meio que quero ser mais que amigos

então vá com calma comigo

tenho medo

que você nunca vai estar satisfeita

Aqui vamos nós de novo

estamos cansados como animais

nós brincamos de faz de conta

você é apenas

um canibal

e eu tenho medo

que eu não possa sair vivo

não vou dormir esta noite.

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

Pegue um pedaço do meu coração hoje a noite

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

O que você está esperando?

Diga adeus ao meu coração esta noite.

Aqui estamos novamente

eu sinto as químicas pulando

Isso está ficando pesado

e eu quero correr

e me esconder

Quero correr e me esconder

Eu faço isso todo tempo

você está me matando agora

E eu não vou não

vou ser negado por você

o animal dentro de você

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

Pegue um pedaço do meu coração hoje a noite

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

O que você está esperando?

Diga adeus ao meu coração esta noite.

Silencio, o mundo está quieto

Silêncio, nós dois não podemos combatê-lo

Fomos nós que bagunçamos tudo

Por que você não pode entender?

Woah, não vou dormir esta noite

Aqui estamos novamente

Aqui estamos novamente

Aqui estamos novamente

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

Pegue um pedaço do meu coração hoje a noite

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

O que você está esperando?

Aqui vamos nós de novo, oh, oh

Aqui vamos nós de novo, oh, oh

Aqui vamos nós de novo, oh, oh

Diga adeus ao meu coração esta noite.

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

O que você está esperando?

Pegue um pedaço do meu coração esta noite.

Oh, oh eu quero um pouco mais,

Oh, oh o que você está esperando?

O que você está esperando?

Diga adeus ao meu coração esta noite.

Boa música, pensei comigo mesmo. Eu tenho que descobrir alguma coisa para fazer para Bella para que ela perceba que eu a quero novamente.

Pense, Edward, pense.

Knock, knock, knock, alguém bateu na porta.

Quem estaria aqui? Levantei e fui em direção a porta, olhando pelo olho mágico para saber quem estava lá. Não consegui ver nada, então assumi que fosse Alice, ela tendo apenas um metro e 45 centímetros. Abri a porta esperando ver Alice, mas fui presenteado com Bella. Ela estava abaixada, amarrando seus cadarços, com sua camisa levantada deixando as covinhas das suas costas expostas, e um pouco da sua pele branca e macia. Ela parecia não ter percebido que eu tinha aberto a porta, então eu fui e corri as costas da minha mão naquele pedaço de pele a mostra, lhe causando arrepios, pega de surpresa ela acabou soltando um grito. Bella sendo ela mesma, daquele jeito desajeitado dela, acabou tropeçando no seu outro cadarço e batendo sua cabeça no canto da porta.

"Oof!"

"Oh, merda! Bella, você esta bem querida?", perguntei, preocupado. Coloquei minha mão em sua cabeça, fazendo com que ela olhasse pra mim. Ela estava com o nariz franzido, os lábios em linha, e lágrimas escorrendo de seus olhos. Eu a ajudei a entrar, fechei a porta, e a peguei nos meus braços beijando a área que ela bateu suavemente. "Me desculpe por ter te assustado, baby. Eu não queria que você tivesse se machucado, eu juro!"

"Esta tudo bem. Eu vou sobreviver Edward. Isso é só mais um resultado do meu jeito desajeitado", ela respondeu tentando me acalmar.

"Mas eu assustei você, assim, fazendo com que tropeçasse no seu cadarço, e batendo sua cabeça", eu a levei para o sofá e fui atrás de um pouco de gelo, voltei sentando próximo a ela e gentilmente colocando o pacote de gelo na sua cabeça, substituindo minha mão pela sua. Toquei sua bochecha e limpei algumas lágrimas de seus olhos. "Me desculpe, querida. Por favor não chore. Eu não queria que você se machucasse".

Ela balançou sua cabeça. "Tudo bem, vou sobreviver. Não é como se eu nunca tivesse batido minha cabeça".

"Naquela vez você caiu no chuveiro. Agora, foi minha culpa. Eu assustei você porque não consegui me conter em tocar sua pele que estava à mostra". Ela sorriu, corando e olhando para baixo, de repende achando a cor do sofá interessante. Inclinei minha cabeça e a fitei.

"O que? Por que você esta sorrindo?"

"Nada. Não é nada", Bella respondeu timidamente.

"Bella...", eu chamei.

"Edward..."

Eu sorri, percebendo que teria que força-la a me contar, de alguma maneira.

"Vamos lá", eu provoquei, cutucando seu lado gentilmente, "o que foi?"

"Você simplesmente não consegue ficar com suas mãos longe de mim não é?" Bella riu. Joguei minha cabeça para trás no sofá sorrindo. Ela estava certa. Eu não conseguia manter minhas mãos longe dela. Não conseguia não toca-la quando ela estava por perto. Ela era quente e sua pele era tão macia, eu tinha que toca-la em qualquer lugar, em qualquer momento que eu podia.

"Você é fudidamente atraente".

"Faço o que eu posso", ela brincou.

"Então, o que traz você aqui?"

"Oh, um, eu preciso daquela foto minha e do meu pai, você lembra?"

Concordei com a cabeça. "Yeah, sim eu me lembro. Você quer que eu pegue para você?"

"Claro. Está no mesmo lugar, certo?"

"Yep". Levantei-me, fui para o quarto peguei o porta retrato e levei para ela. "É uma pena. Eu gostaria que você tivesse vindo aqui para me ver". Sentei-me lhe entrando a fotografia.

"Edward, se eu estivesse aqui somente pela fotografia, eu já teria indo embora", ela brincou me dando uma cotovelada levemente.

Eu sorri.

Ela estava ali para me ver e não somente para pegar a fotografia? Peguei sua mão e tracei pequenos círculos em sua palma. Arrepios subiram pelo corpo de Bella. Sorri. "Você está com frio?" perguntei a ela.

"Não", ela balançou a cabeça, "Você está me tocando, isso é uma consequência". Sua outra mão alcançou o pacote de gelo e o depositou sobre a mesa. "O inchaço vai diminuir".

"Eu faço isso com você?", perguntei correndo meus dedos do seu pulso em direção ao seus dedos. "Eu faço você ter arrepios?"

"Sim. Você sabe o efeito que tem sobre mim". Me abaixei diante dela,na altura de seus joelhões, os afastei e deitando em seu colo, com a cabeça próxima ao seu estômago, e suspirei.

"Edward? O que foi?"

"Você ainda sente alguma coisa por mim?", perguntei.

Ela começou a correr seus dedos por meus cabelos. "Por que você acha que não sinto mais nada?"

"Bella, eu te machuquei. Te machuquei muito, você pensou que não era o suficiente para mim".

"Edward, aonde você quer chegar?", algo se quebrou dentro de mim fazendo com que toda a angustia e ódio que tinha por mim mesma, fluíssem.

"Você deveria me odiar! Você merece o mundo, mesmo assim você escolheu lidar com toda a merda que é a minha vida. Nunca fazendo nada por você, sempre tentando me agradar. Ficando por perto mesmo depois de você ter descoberto sobre Tânia!", levantei do sofá colocando algum espaço entre nós, andando pela sala. "Eu que não sou o suficiente para você. Você não deveria querer mais nada comigo Bella!"

"Edward..."

Meus olhos se encheram de lágrimas. "Você deveria seguir em frente, encontrar alguém que não irá te machucar como eu machuquei. Você não merece todo o stress que lhe dei. Esperando, até que lhe quebrasse inteiramente, imaginando se aquela era a última vez que você me veria. Estou aterrorizado em perdê-la. Passo mal imaginando o dia em que você ficaria cansada dessa situação e quisesse encontrar alguém que não causasse tumulto na sua vida. Você merece mais do isso, Bella".

Ela estava olhando para mim, com a tristeza estampada em seu lindo rosto, lágrimas descendo pelo seu rosto enquanto ela levantava e vinha até mim. "Edward... eu não sabia que você se sentia desse jeito. Eu sempre pensei que... se eu fosse embora definitivamente, você ira me esquecer e tentar seguir em frente".

Pavor me consumiu com sua declaração. Segurei seu rosto, negando com a cabeça. "Eu não saberia como, baby".

"Eu não quero seguir em frente. Eu não quero mais ninguém", ela me disse segurando meus pulsos.

"Você deveria, no entanto". Soltei suas mãos e voltei para o sofá com a cabeça baixa, as lágrimas ainda descendo. Bella me seguiu, parando em minha frente, pegou minhas mãos subindo no meu colo.

"Bella, o que..."

"Sush...", ela colocou suas mãos atrás de minha cabeça, puxando meus cabelos, me fazendo olhar em seus olhos enquanto as lágrimas caiam.

"Eu estou tão assustada em perdê-lo, assim como você em me perder. Não por causa da Tânia, mas por qualquer evento da natureza, e você me disse para seguir em frente. Você pode ser assassinado porque aconteceu de você estar no lugar errado na hora errada, não sendo nem o alvo, ou então você poder ser atropelado porque tropeçou no meio-fio. Você pode ser esmagado por um carro porque o motorista caiu no sono no volante, você pode ser assaltado e levar um tiro porque acontece de você ser o tipo de cara que reage. Existem vários cenários, Edward. Milhões deles, que podem fazer com que eu perca você. Eu acredito em você quando você diz que acabou tudo com ela. Ela é o ultimo dos meus problemas porque o que aconteceria se eu decidisse seguir em frente e você passasse o resto da sua vida sozinho, me amando? Então você morreria com um coração partido porque você nunca seria feliz novamente? Você sabe que isso me mataria? Saber que se eu tivesse ficado com você, tudo seria diferente? Seria minha culpa".

"Não seria sua culpa", sussurrei.

"Não interessa se seria minha culpa ou não. Eu ainda me culparia porque você iria morrer sozinho, ainda tendo esperanças na gente enquanto eu teria seguido em frente porque você disse para que eu fizesse isso. Seguir em frente não irá fazer eu te amar menos. Seguir em frente não faria com que eu me sentisse menos culpada se alguma dessas coisas acontecesse com você. Agora se coloque em meu lugar e pense o que você faria se fosse comigo".

"Não quero pensar nisso", sussurrei.

"Eu não vou seguir em frente. Eu quero isso Edward. Você esta preso a mim".

"E se ela aparecer Bella? Tentando nos separar?"

"Eu não vou deixar. Você é meu e eu não compartilho".

"Posso te beijar?" perguntei humildemente. Ela concordou e segurei em suas bochechas e apertei meus lábios aos dela, suavemente no início, testando o quanto ela iria me deixar avançar. Quando ela não me empurrou, lambi seu lábio inferior, ela abriu sua boca abrindo passagem para minha língua. Gemi com seu sabor, um gosto de menta com baunilha, escorregando minhas mãos até o meio das suas costas, a puxando mais perto enquanto eu lambia e sugava sua língua, querendo mais do seu gosto.

Ela choramingou, lutando por dominância contra meus dentes e língua com fervor. De alguma maneira, sem o meu consentimento, minhas mãos deslizaram dentro da sua blusa, sobre suas costelas acariciando a parte baixa dos seus seios, fazendo sair o mais lindo gemido de sua boca enquanto ela lambia meus lábios, mordiscando minha língua. Minhas mãos alcançaram sobre seus seios, testando sua forma, procurando seus mamilos através da renda, e começando a puxa-los e aperta-los.

Assim que Bella sentiu minha carícia em seus mamilos, seu quadril encontrou o meu, despertando o desejo de estar dentro dela.


N/T: Podem falar, maldade parar aqui. Até mais. COMENTEMMMMMM. Lu.