Disclaimer: Os personagens desta história não me pertencem, fazem parte do universo Supernatural e eu não lucro nada com ela, a não ser a diversão que tenho ao escrevê-la e os reviews (^^)

Conteúdo: Romance/Humor - Slash Dastiel – Insinuação de algo mais do que amistoso entre Dean e Castiel. Não gostou, não leia.

Beta: AnarcoGirl (que devia ter poderes iguais aos do Cas pra ficar aparecendo pra mim!).

Sinopse: Ele era simplesmente insuportável.

Nota: Parte da inspiração pra essa fic veio dessa fanart, muito engraçadinha: ht*tps:/*/l*h4.*googleusercontent*.c*om*/-UieDXK2AR7M/Tl2ZM90TKiI/AAAAAAAAANc/HaWvpr8Ty2w/Quality_SPNart_by_Fujisaki_chan*.*png

Nota 2: Dedico essa ficzinha pra minha maninha mais querida Mello Evans. Porque ela tem o dom de fazer drabbles deliciosos, maravilhas em poucas palavras! Maninha, essa é pra ti! Te adoro!


Insuportável

- Dean!

Eu nunca me acostumaria com aquela voz rouca que soava de repente, emitida por aquele homem que aparecia de surpresa. Não exatamente um homem, mas para todos os efeitos eu podia chamá-lo assim. O fato era que, fosse homem, fosse anjo, Castiel sempre – sempre – tinha o dom de me provocar um mini ataque do coração.

- Dean!

Droga, será que eu não podia ter um minuto de sossego? Não, Cas, você não pode aparecer no banheiro enquanto eu tomo banho. Muito menos enquanto eu faço outras coisas... E sim, é falta de educação ficar a menos de trinta centímetros de alguém. E ninguém gosta de acordar e dar de cara com alguém o vigiando.

- Dean!

"Castiel, você é insuportável."

Eu ri, de como aquela expressão parecia infantil. Lembrava-me de Katie, da quarta série. Ela sempre dizia que eu era insuportável.

- Dean!

Eu mal ouvia o "olá" que ele normalmente colocava antes do meu nome. Esse era abafado pelo meu sobressalto. Mas o meu nome era sempre distinto em sua voz. E, honestamente, aquilo me preocupava. O susto não era nada se comparado ao que aqueles quatro fonemas articulados naquele tom grave faziam comigo.

Muitas vezes eu precisava engolir em seco e respirar várias vezes antes de levantar os olhos – grande erro, porque encontrar os orbes cor de céu era ainda mais tormentoso – e dizer qualquer coisa para mostrar que não tinha gostado do que ele fizera.

Entretanto... entretanto...

- Dean!

Ele era, sim, insuportável. Como suportar todo o desejo que despertava dentro de mim? Eu tinha vontade de socá-lo por ser tão invasivo. Queria alertá-lo de quão perigoso era se aproximar tanto, apenas – eu tinha certeza – para fazer seu cheiro bom e excitante entrar por minhas narinas, me tonteando.

Talvez eu devesse mesmo parar de apenas repreendê-lo com palavras. Talvez eu devesse ceder aos impulsos que aquele anjo gostoso de uma figa... Espera aí, "anjo gostoso"? Dean Winchester, você está mesmo perdendo seu juízo e compostura. E é tudo culpa dele.

- Dean!

Dessa vez eu estava um pouco mais preparado. Sustentei seu olhar e sabia que ele tinha reparado em algo diferente no verde dos meus. Meus lábios deixaram entrever meus dentes em um sorriso malicioso.

Definitivamente, ele era insuportável. E já tinha passado da hora de fazê-lo se arrepender por ser assim.


Nota da Anarco: Como assim? Parou na melhor parte! :O Faça minha alegria. Quero ver o castigo do Cas. Aushaushausha

Tão pouco a corrigir! Suas fics melhoram mais e mais, a cada dia. Parabéns, delicinha.

E eu tava com saudade das suas fics Dastiel. Quero mais! Quero mais! õ/

Nota do CassBoy: KKKKKKK! Eu mostro o pirulito, mas não entrego, hsauhasuashhas! Eu também estava com saudades desses dois! Tenho uns projetinhos, mas a inspiração vadia, como diz a MarySPN não vem pra me ajudar... =/ Enfim, essa saiu ^^