Reality is Sweeter By My-Bella em português.

Autora: My-Bella

Link da fic original

http: / www . fanfiction . net /s / 5322532 / 1 / Reality _ is _ Sweeter (sem os espaços)

Os personagens são da tia Steph e a fic de My-Bella que gentilmente me permitiu a tradução.

Resumo: Vejamos como seriam alguns meses após o final do segundo ano de Bella e Edward finalmente terem seu casamento. Doce e fofo, com um "M" rating apenas para ser seguro.

Cap: 1

Winter Wonderland

POV da Bella:

A suavidade esvoaçante que mal durou um segundo antes de derreter no meu rosto superaquecido, que era o que parecia sentir, tendo a neve caindo suavemente em volta de mim, fazendo com que o pátio ficar tão branco quanto vestido de casamento que eu iria usar em apenas dois dias.

Se Alice me pegar aqui agora, ela teria um ataque, mas eu precisava neste momento. Eu precisava ficar sozinha com meus pensamentos e para passar o constrangimento pelos comentários que Rosalie havia feito. Eu sabia no meu coração que ela não tinha a intenção de ferir meus sentimentos, ou me mandar para o quintal, mas isso foi exatamente o que tinha acontecido. Alice estava, provavelmente, fazendo aquele discurso como um assobio baixo, agora para impedir-me de ouvi-la gritar com sua irmã.

Tanto quanto eu queria usar "nosso", não era hora ainda. Levou-me algumas semanas para relevar tudo que eu tinha sonhado e aceitar a realidade, mas eu tinha visto que era o melhor. Que o sonho tinha sido espetacular, de muitas formas, e agora era o meu roteiro, o meu guia. Isso eu espero que possa me manter longe dos muitos erros que eu consegui fazer em um mundo inventado, e ajudar a realizar as coisas que eu mais amava, como ter relações estreitas com Rosalie e Jasper.

Mas há um tempo para tudo e hoje não era o dia para Rose e eu. Ele viria em breve e quando acontecesse, seria muito melhor do que qualquer sonho que meu cérebro poderia evocar. Nesse meio tempo, gostaria apenas de ter de lidar com a personalidade dela que mudava a todo instante e eu já tinha certo receio.

Eu estendi a mão e peguei alguns flocos de neve, sorrindo enquanto assistia o branco delicado desaparecer e deixar uma névoa fina na minha pele. Houve um tempo em minha vida quando eu disse que eu não gostava de "qualquer coisa fria e molhada", mas esses dias tinham passado há muito tempo. Bem, pelo menos para a parte fria. Houve momentos em que estar molhada era aceitável para mim, como durante um banho, mas geralmente, eu preferia seca. Eu ri com a forma como minha mente podia vagar enquanto eu me ajoelhei, fazendo desenhos aleatórios na neve que agora estava cobrindo o rodapé da porta dos fundos.

"O que você está fazendo, amor?" Edward perguntou, assustando-me e me fazendo virar rápido e acabar caindo, sem cerimônia sobre meu bumbum. Ele riu enquanto estendeu a mão para mim. "Desculpe".

"Você não tem culpa, mas tudo bem, eu acho." Eu sorri para ele enquanto ele me ajudou a levantar e sorri ainda mais quando ele passou os braços firmemente em torno de mim. Eu estava tão preocupada que ele seria superprotetor além dos meus sonhos selvagens, depois de eu ter acordado no hospital, mas para minha alegria, ele tinha sido ... bem, ele foi perfeito. Ele fez com que eu comesse, bebesse, e descansasse o suficiente, mas ele também estava me irritando e brincando comigo. Ele estava realmente desfrutando dos nossos dias juntos, em vez de se preocupar com minha saúde e segurança a cada segundo do dia.

"O que você está fazendo aqui fora sozinha?" ele perguntou quando ele se sentou nos degraus e me colocou em seu colo. "Não é esta noite a sua noite de ligação com as meninas?"

"É, mas estou apenas dando um tempo...", eu respondi com cautela. Ele pode estar provocando e brincalhão comigo, mas quando se tratava de alguém me fazendo infeliz, ele era o mesmo Edward irritado e protetor de sempre.

Para minha grande e agradável surpresa, ele não me fez mais perguntas sobre o fato de eu estar vagando sozinha aqui fora. Em vez disso, ele mudou de assunto completamente. "Eu sei que você está passando a noite com as minhas irmãs, mas eu estava esperando que você conseguisse fugir por uma hora. Há algo que eu adoraria te mostrar."

"Contanto que você não vá ter problemas com Alice", eu disse, sinceramente. A última coisa que eu queria era os dois brigados dias antes do casamento. Abriga dos dois tinha chegado a um alto patamar recentemente, porque enquanto Edward tinha recuado e descontraído um pouco, Alice tinha trocado de lugar com ele e se tornado insana com a necessidade de proteger-me de tudo o que ela considerasse perigosos para a minha saúde. A anã tinha mesmo ido tão longe que tinha até feito uma tentativa de me colocar em uma dieta saudável. Ela não tinha achado engraçado quando eu disse que ela teria que tirar minha pizza recheada de queijo de minhas mãos frias e mortas.

"Alice sabe o que eu estou planejando e não tem objecções desde que eu prometi que iria mantê-la envolvida em um cobertor o tempo todo."

Eu ri disso e beijei sua bochecha. "Então vamos ver o que essa surpresa é."

"Eu gostaria apenas de dizer uma vez mais, Amor, que eu estou aproveitando bastante sua aversão a surpresas estar quase desaparecendo completamente."

"Só até o casamento. Assim que você for pronunciado meu marido, as surpresas acabam a menos que seja um feriado importante. E declarar o 'Edward ama Bella Day' não vai funcionar, Mister Cullen."

"Você jura que você não pode ler minha mente, Ms. Swan?" ele riu, tocando sua testa à minha. Seus olhos eram de uma cor dourada e macia por toda a caça extra que ele tinha feito esta semana, uma precaução para os nossos hóspedes humanos. Eles me lembraram do buttercups (flores) que Esme esteve cultivando em sua pequena estufa atrás da garagem.

A voz de Edward chamou minha mente que estava vagando, de volta para ele. "Eu te amo, Bella. Não há nada que eu queira mais do que gastar para sempre com você."

Eu era capaz de ignorar a vontade de rir, mas não de provocar. "Você me estraga com sua bajulação, Sir."

Edward balançou a cabeça, o que fez com que caísse uma mecha de seu cabelo bronze para baixo sobre um olho e eu não pude resistir chegando e empurrando-o para longe. Ele delicadamente tomou meu pulso em sua mão e a beijou o ponto do meu pulso, seu sorriso nunca vacilando. "Enquanto bajulação pode não ser sempre verdade, verdade nunca pode ser bajulação simples. Então, se esses lábios dizem que você é uma estrela entre as velas, saiba que a Verdade foi falada e a bajulação deixada de lado."

"Se você estiver indo mostrar-lhe algo, então, ande logo e deixe de ser brega!" Alice exigiu. Ergui a cabeça em direção ao som de sua voz e encontrei-a inclinada para fora de uma das janelas do andar de cima. Ela estava com um olhar de irritação, mas falhando miseravelmente com a maneira como seus lábios continuavam a tremer.

"Não seja ciumenta, Ali," Edward disse enquanto um cobertor foi enrolado firmemente em torno de mim. "O verde não é a sua cor mais lisonjeira", ele zombou segundo antes de levantar-me no estilo de noiva e correr para dentro da floresta comigo rindo o tempo todo.

Mas o riso parecia alto no silêncio da floresta, então eu parei e me aconcheguei mais perto de Edward, apreciando o passeio. Eu só podia ouvir a nossa respiração enquanto ele nos levava por entre as árvores e eu me perguntei o quanto mais podia ouvir Edward. Claro, que me levou a imaginar o que eu poderia ouvir uma vez que eu estivesse transformada e às muitas perguntas que eu tinha sobre a minha mudança.

Edward prometeu que iria fazê-lo após o casamento. Sairíamos à noite para viajar para a casa no Alasca que Esme tinha comprado- nada como a casa, em meu sonho, mas ainda linda e a família poderia se juntar a nós na manhã seguinte. Carlisle e Edward iriam passar o dia preparando e naquela noite, eu começaria o processo de realmente me tornar uma Cullen.

Edward parou repentinamente me tirando do meu imaginário e dei uma longa olhada por toda a redondeza. Eu não tinha um bom sentido de direções e ter tudo coberto de neve tornou impossível para eu saber se eu já estive aqui antes.

O rosto de Edward estava mais pálido pelo efeito do luar, parecia estar procurando algo enquanto os seus olhos percorriam toda a parede de pedra que estávamos parados perto. Antes que eu pudesse perguntar o que ele estava procurando, ele deu um sorriso de tirar o fôlego e como era Edward, ele realmente me deixou sem fôlego.

"Bella, respire, ele riu, acariciando minha bochecha com a ponta de seu nariz. "E quando você estiver pronta, envolva seus braços em volta do meu pescoço e segure firmemente em mim". Nós estamos indo para cima e eu acho que você se sentiria melhor sobre isso se você estivesse segurando.".

"Claro, claro", eu concordei rapidamente, colocando meus braços em volta do seu pescoço sólido e pressionando meu rosto no frio lá. Subir não era uma das minhas direções favoritas. Então, novamente, também não era descer. Apenas mais uma razão para olhar para frente para o fim das minhas deficiências humanas.

Os braços de Edward se apertaram ao meu redor apenas momentos antes que o ar ao nosso redor mudou, está vindo rápido e mais frio. Durou apenas alguns segundos e depois me encontrei no colo de Edward com o cobertor envolto mais uma vez em torno de mim.

Mas desde que eu estava disposta a continuar a desfrutar a sensação e o cheiro e de estar tão perto de Edward, eu não me incomodei nem me movendo, ou mesmo abrindo os olhos. Ele parecia estar tão contente porque ele me segurou e colocou beijos aleatórios no meu cabelo por um bom tempo antes de pedir-me para abrir os olhos.

Quando eu o fiz, eu não podia acreditar, mas suspirei com a beleza que nos rodeava. Estávamos sentados juntos em um afloramento de rochas e a neve estava caindo suavemente, cobrindo tudo. A partir deste ponto de vista, parecia que os flocos foram descendo das estrelas no céu e eu senti uma enorme sensação de alegria que Edward queria compartilhar isso comigo. Ultimamente, ele estava compartilhando tanto comigo, coisas que ele tinha feito um milhão de vezes em sua longa vida, ele disse que compartilhá-las comigo o fazia sentir como se fossem experiências novas. Apreciei as suas tentativas de ser mais aberto, embora ele ainda estivesse relutante em me dizer muito sobre sua vida antes de mim. Tinha sido Rosalie de todas as pessoas que tinha finalmente explicado a sua hesitação para mim.

"Bella, porque você acha que Edward não fala com você sobre o seu passado?" Rosalie perguntou, assustando-me e fazendo-me derrubar o livro que eu estava lendo. Meus ouvidos humanos nunca tinha ouvido entrar no quarto que Edward e eu compartilhamos.

"Eu honestamente não sei", respondi, pegando o livro a partir do chão, enquanto não conseguia tirar os olhos dela. Estávamos nos dando muito melhor, mas ainda não era tão bem. Rosalie tende a ter variações de humor perverso onde eu estava envolvida, um momento de tentar ser simpática e no próximo olhando pronta para me matar por querer me tornar uma vampira.

Ela se sentou na beira da cama, jogando seus cabelos de ouro por trás de seus ombros e, em seguida, levantou uma mão para verificar as unhas, elas eram perfeitas, como de costume. Ela levantou os olhos dourados apenas o suficiente para eu ver que sua atenção agora estava sobre mim e então ela falou. "Isso o deixa frustrado."

Eu podia sentir meu rosto enrugando com a minha confusão. "Eu perguntando sobre o seu passado?"

"Não", respondeu Rose, levantando a cabeça e realmente olhando para mim. "É frustrante que ele não tenha nada a dizer. Ele não se lembra de sua vida humana, e ele tem medo que as poucas coisas que ele se lembra sejam apenas sua imaginação. Claro, ele poderia dizer-lhe tudo sobre esta versão da vida que ele está vivendo no último século, mas Edward ainda está com medo de que isso possa deformar a sua mente frágil."

Eu não tinha certeza se ela estava me provocando de propósito ou não, mas de qualquer forma, eu não ia deixar por isso mesmo. "Muitas coisas sobre mim são frágeis, mas minha mente não é definitivamente um deles."

Os lábios de Rose puxaram para cima em um sorriso e seus olhos brilharam com algo que eu não consegui decifrar. "Como estão seus esforços em escrever os detalhes de sua vida para que você não esqueça?"

"Tudo bem, eu acho," eu disse com um encolher de ombros.

"E o novo laptop?" ela apertou. Ela estava definitivamente me cutucando agora.

Eu liberei meu aborrecimento por meio de um suspiro antes de responder. "O laptop é bom. Over the top como a maioria dos presentes de Edward são para mim, mas um laptop muito bom do mesmo jeito."

"Se você precisar de ajuda com isso", disse ela, sumindo no final. E havia a mudança de humor de volta para tentar ser agradável.

"Isso seria ótimo, Rosalie. Eu não queria perguntar a Edward ou Alice, uma vez que tendem a falar sobre a minha cabeça quando se tratam de eletrônicos, especialmente os mais caros."

"Você vai se acostumar com isso", Rose riu. E então seu sorriso se tornou triste e os seus olhos suavizados. "Você terá mais tempo do que você pode imaginar."

A voz de veludo de Edward no meu ouvido me chamou de volta ao presente. "Bella, você ainda está quente?"

"Sim, obrigado", eu sussurrei de volta. Parecia que era errado falar alto aqui. Olhei para baixo, para a segurança dos braços fortes de Edward, a terra coberta de neve abaixo. Eu poderia apenas visualizar as bordas de um pequeno lago congelado; mais alguns centímetros de neve e seria completamente coberto. Toda a paisagem era tão bonita, uma brisa passando suavemente sob a luz das estrelas e a pequena lasca de lua que era visível.

O hálito gelado correu sobre a minha orelha, mais uma vez. "O que você está pensando?"

Sorri apenas pela quantidade de vezes ele me fez esta pergunta simples. E enquanto as minhas respostas nem sempre foram tão simples ou curtas, ele parecia gostar de cada uma delas. "Eu estou pensando que isso é lindo e eu estou extremamente feliz que você compartilhou isso comigo", eu respondi.

"Há tantas coisas que eu quero compartilhar com você, Bella. Existe um mundo lá fora, ainda mais surpreendente do que aquilo que os seus livros têm descrito. Quero mostrar-lhe tudo o que eu sei. E depois disso, podemos aprender coisas novas juntos."

"Você está nervoso, afinal?"

Ele não pedirá esclarecimentos ou fingiu que não sabia o que eu estava perguntando como ele fazia antes. Ele me respondeu de imediato e eu podia ouvir em sua voz e sentir no aperto de seus braços em volta de mim que ele estava sendo completamente aberto e honesto. "Extremamente, mas apenas porque é algo que eu nunca fiz antes. Este não é um ato egoísta da minha parte, mas um presente para nós dois. Eu posso ver isso agora e espero por ele. E eu farei tudo o que puder para torná-lo o menos doloroso possível."

"Tenho certeza que ajuda o fato de eu ter desistido de insistir."

Ele riu e beijou as costas da minha cabeça. "Sim, é muito mais fácil de ser aceito quando eu sei que vai ser em circunstâncias controladas e não no calor do momento". Então ele suspirou profundamente e eu sabia o que estava por vir antes mesmo dele abriu a boca. "Bella... Você tem certeza de tudo isso?"

Voltei-me para que eu pudesse ver o rosto dele e ele pudesse ver a honestidade e confiança no meu. "Em dois dias, eu serei a Sra. Edward Anthony Mansen Cullen e não há nada que eu queira mais. Eu não quero porque eu sonhei com isso. Eu não quero, porque você quer. Eu nem mesmo quero isso como uma maneira para não decepcionar Alice ou para dar uma satisfação aos meus pais. Eu simplesmente quero porque eu te amo com tudo o que sou e eu quero que o mundo saiba que eu pertenço a você e somente a você. Para sempre. Meu sonho me deu uma maturidade para o nosso relacionamento que eu não tinha antes, mas não influenciou o meu desejo de estar com você em tudo. Eu já queria isso mais do que a minha própria vida."

Ele sorriu e beijou meus lábios tão ternamente, me aquecendo melhor do que qualquer aquecedor nunca poderia. "Tudo o que eu já vi neste mundo e ainda é este pequeno pedaço de um ser humano que me espanta outra e outra vez."

"É isso mesmo, Cullen", eu brinquei, sorrindo para ele. "Eu fui criada só para você, com a capacidade de entreter, seja através de um momento infeliz ou uma expressão brega."

"Eu não acho que você seja brega", ele respirou, enviando o seu doce aroma girando ao redor da minha cabeça.

Sorri bobamente, incapaz de formar uma resposta, e Edward previsivelmente riu de sua capacidade de deslumbrar-me sem sentido.

"Vem, minha Bella boba. Eu tenho que te levar para casa antes de Alice ficar aborrecida comigo. E eu também ouvi dizer que Esme tem planos de fazer uma xícara de chocolate quente embebida em marshmallows e um sanduíche de queijo grelhado para te esperar quando voltarmos."

Como se tivesse apenas esperando por sua sugestão, meu estômago deu um alto ronco. "Você poderia pensar que desde que eu não sou muito grande, seria impossível para eu fazer esses tipos de sons," eu disse enquanto Edward corria de volta para a casa dos Cullen. "Então, novamente, se o meu estômago pode alcançar tal altura auditiva, isso me faz pensar exatamente o que Emmett era quando ele estava vivo. Perguntaria a ele, mas provavelmente ele iria só embelezar e dizer-me que parecia que um urso faminto que acaba de acordar da hibernação."

Edward riu e foi um belo som livre e relaxado. "Tenho certeza que você está certa sobre isso, amor."

Quando chegamos à varanda dos fundos, ele gentilmente me pôs no meu pé e dei mais uma olhada ao redor, maravilhando-me pelo fato de que a neve tinha transformado um quintal médio em uma das maravilhas do inverno. Eu só podia esperar que estivesse assim, tão lindo em dois belos dias onde eu estaria ali e me casando com o amor da minha vida-não, da minha existência.

A voz de Edward encheu meu ouvido, o enviou uma ondulação na minha espinha e me fez perguntar mais uma vez se ele não poderia ler minha mente algumas vezes. "Vai ser perfeito, amor. Um belo casamento para a minha linda noiva."

N/A: Quem gostou e quer mais, deixe review. Bjs, Lu.