Um drabble Supernatural.

Disclaimer: Supernatural não é meu. Nem o Dean. Nem o Sam. Nem o Castiel. *chorando muito*

Sinopse: "Tolinho". Sorriu. Sarcasmo adornava suas palavras ácidas. "Querido Dean, você realmente achou que poderia me vencer?" E nesse instante, Dean sabia que o havia perdido. Pra sempre. .:. Dean/Sam/Lúcifer .:.

Gênero e classificação etária: Angst / K rated (livre)

Spoilers da quinta temporada.

Dedicatória: Oh sim, esse drabble vai para Paty Wincherster que vem me pedindo essa fic desde quando eu prometi há 5 meses! *apanha*


Para Paty Wincherster

.

.

Dear Foolish Older Brother

.

.

Os olhos de Dean o observavam num misto de cautela e expectativa.

.

Sam Winchester acabara de oferecer sua alma ao demônio na tentativa inusitada de conter o lascivo desejo do anjo da morte e assim, se tivesse muita sorte, salvaria o mundo.

E deixaria seu pai orgulhoso, onde quer que ele estivesse.

.

Procurou sinais de que a besta não tivesse tomado conta da consciência de seu irmão e por um breve instante, Dean deixou que algo não familiar lhe invadisse o peito: Esperança.

- Dean...

Ouviu aquela voz de tenor imaginando se Sam o tivesse realmente controlado, se havia domado o anjo negro.

Mas o leve sorriso que surgiu no canto de sua boca dizia-lhe o contrário.

.

E o fio de esperança sumiu quase que no mesmo instante que brotara.

.

- Sam? – Ousou chamar-lhe, mas sabia que o brilho nublando seus olhos agora era prova suficiente para o que viria a seguir:

.

- Oh Dean, Dean, Dean... – Viu o corpo de Sam andar pela sala de paredes descascadas e aparência deprimente, rodeando-o, como um caçador experiente. – Achou mesmo que pudesse me vencer?

E o som dos risos irônicos dele pareciam ensurdecer-lhe os ouvidos.

.

No instante em que tentou tomar a 9mm em suas mãos para acabar com o mal, arrependimento e dor já batucavam no canto de sua mente, e naquele breve momento de hesitação, Dean viu sua chance evaporar-se no ar.

Ele já havia partido.

.

Mas Dean, desde o começo, sabia que nada fora fácil para sua família. Não esperava nada além disso.

E a única certeza que tinha agora era que da próxima vez que o encontrasse, ele não hesitaria.

Faria o que tivesse que fazer.

Salvaria Sam a qualquer custo.

Pois essa sempre fora sua prioridade.

Sempre.

.


Outro surto obsessivo.

N/A: "salvar Sam a qualquer custo" tem múltiplas interpretações. Deixo a vocês que infiram uma das possíveis.