Capítulo Sete

"Não, não, não e não" Dean disse.

"Eu não entendo a sua relutância, eles são um grupo razoavelmente capaz de jovens com conhecimento quanto ao sobrenatural e eles nos ajudaram a resolver aquele caso com a bruxa na comic-con muito bem"

"Esquece Cas, eu não vou dar um caso para os Ghostfacers"

Castiel revirou os olhos, respirou fundo e deu o seu olhar Dean-você-está-agindo-como-um-idiota, e sim em seu pouco tempo de convivência o olhar já recebera um nome apropriado mas em sua defesa Dean lhe dera muitas oportunidades de usá-lo ao longo das últimas semanas.

"Dean até onde eu sei você não tem a habilidade de estar em dois lugares ao mesmo tempo e segundo o Bobby os outros caçadores que ele conhece já estão com outros casos"

Mais especificamente falando casos que Dean e Castiel haviam passado para eles, as vozes continuavam, seria conveniente se elas lhe falassem sobre um caso de cada vez, preferencialmente em uma frequência semanal, mas não era assim, havia coisas acontecendo o tempo e bem mais do que eles conseguiam dar conta, Castiel percebera que sua decisão de entregar alguns casos a outros caçadores desagradara Dean porque por alguma razão bizarra ele achava que era seu trabalho salvar todas as pessoas do mundo.

Dean ficou mais emburrado ainda, ele sabia que ele não tinha a razão e isso o irritava mais que tudo, e eles já tinham outras coisas para resolver antes de Sam ligar e lhe pedir para ir encontra-lo.

"Tá, mas eu ligo para eles e resolvo tudo"

Dean era um companheiro de viagem muito estranho Castiel já havia concluído desde a primeira semana, o lado positivo disso é que não se cansava de observá-lo a cada momento livre que tinha, e embora tivesse conseguido fazer um bom inventário das coisas que Dean gostava ou não ainda estava bem longe de entender qual era a sua lógica para tomar as suas decisões, essa agora principalmente mas era melhor não dizer nada, era uma pequena vitória de qualquer maneira ,e provavelmente encará-lo mais um pouco teria resultados melhores na sua meta de compreender Dean Winchester do que simplesmente perguntar a ele considerando o habito de Dean de dar respostas evasivas. Na verdade os motivos de Dean para ele fazer a ligação era o fato de ele não ter gostado nem um pouco da maneira que Maggie e Corbert ficaram olhando e falando com Castiel quando os encontraram (Harry e Ed também não gostaram), então eliminar o contato entre eles era o melhor a ser feito para todos (e com isso ele realmente quer dizer o melhor o a ser feito para ele não ter uma crise de ciúmes, o que seria o melhor para todos, mas Cas não precisa saber disso).

Castiel não falou muito durante a meia-hora seguinte da viagem, Dean falou, ficou lhe dando instruções a torto e a direito sobre coisas que ele não podia mencionar para Sammy e principalmente para Jéssica , Cas se limitou a assentir com a cabeça e continuar a encará-lo.

Dean estacionou na entrada do bar, e antes de entrar ajeitou a gravata e o colarinho de Castiel.

"Porque você está fazendo isso ?"

"Para você não parecer todo desleixado quando for conhecer o Sam e a Jess"

"Porque é importante para você que seu irmão e cunhada me aprovem ?"

"Não é, agora fica parado pra ver se eu consigo tirar um pouco da sujeira que grudou nesse sobretudo"

Castiel reparou que na placa do lugar estava escrito Roadhouse ,a palavra lhe era familiar, na verdade ele lembra de tê-la ouvido no primeiro dia em que as vozes começaram, segundo se lembrava era o lugar em que a mulher que havia sido tirada do inferno se encontrava, provavelmente era só uma coincidência ele disse para si mesmo. No momento em que ele abre a porta e vê a mulher loira sorrindo do outro lado do balcão conversando com um casal ele se censura pelo seu pensamento anterior, a essa altura ele já deveria ter aprendido que quando se tratava de assuntos celestiais não havia coincidências.

XXX

Descobrir onde Dean Winchester está é razoavelmente fácil, mas o que a preocupa é a localização, se alguém que as grandes hierarquias do céu querem morto está no mesmo lugar que Jo a situação era bem pior do que ela previra quando Zachariah lhe informara sua missão ,ela se detestou por um segundo por ter ido dar uma parada na livraria que Rachel tinha na terra antes de se preocupar em localiza-lo. Sua mão já cobria a lâmina que usaria para mata-lo e quem quer que estivesse com ele quando se transportou para o centro da Roadhouse ,isso apenas para cair no chão no momento em que ela chegou por ser confrontada por olhos azuis questionadores ,que só causavam tal reação nela por saber sobre a graça familiar que deveria estar naquele corpo, ela esquece sobre a sua missão e voa o mais longe possível dali, deixando até o corpo que estava possuindo para trás.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.