Flores!

Antes de deixá-las com a continuação de DWOS, gostaria de compartilhar um projeto bem legal que estou bolando com ajuda de uma equipe mais que linda e competente: o perfil

"As tradutoras ponto com"

(vide favoritos da Hime)

O perfil está em construção, mas ainda nessa sexta-feira 10.02.12 (anotem aí ;) teremos nossa primeira postagem de tradução feita em colaboração =)

Portanto, anotem, sexta-feira (amanhã) se dá oficialmente o início de uma parceria bem legal entre tradutores e betareaders que irá disponibilizar escritos lindos do casal sasusaku pras fãs =D

A equipe das "tradutoras ponto com" é formada por:

Bela21, Strikis, Chris96, Ledger m, J . Proudmoore & hime

=)

Venham nos visitar amanhã =))

. . .


. . .

. . . Drunken Words of Salvation, Parte II . . .

. . .

Uma fanfic SasuSaku em 3 partes

Classificação: T

Não contém spoilers/ UA

Shipper: SasuSaku

Gênero: Romance/ Drama / Angst / 'Visão do Inferno' / Apocalipse / Provoca náuseas e em alguns mais sensíveis, talvez até leve ao ataque histérico. *cuidado* - e se depois de todos esses avisos vocês ainda assim quiserem ler: Estão por sua conta... *aviso: é tenso*

Disclamer: Naruto não é meu.

Autora: Cutecrazyice ( fic da série Her Romance)

Do original de mesmo título.

Sinopse: "Você não se importa, Sasuke-kun, nunca se importou" disse a moça ressentida. Mas na verdade, você se importava. E tudo o que queria, lá no fundo, era que alguém apenas te salvasse do que você havia se tornado. S&S


N/T: Essa fic tem continuação. A terceira parte ainda não foi escrita pela autora. (assim que a Ice o fizer, eu traduzo pra gente ;)


.

.

Never Easy – Nunca é Fácil
(Drunken Words of Salvation, Parte II)

.

.

Deveria ter sido fácil.

Deveria ter sido fácil para seu amigo, seu companheiro, quando ele estava agora mais aberto, se importando mais do que nunca havia estado. Depois daquela noite que ela havia se embebedado e tinha descaradamente lhe dito tudo, as coisas certamente haviam mudado – umas para ela e outras para ele ... mas principalmente, para ele.

Ela sentia, com a maneira como ele tratava as pessoas, a maneira como tratava seus assim chamados próximos. Naruto. Kakashi. Sua ex-equipe Falcão.

Ela.

Ela sabia e isso deveria ter sido fácil.

Mas, às vezes, a abertura tinha uma tendência a ferir de maneiras que você nunca poderia imaginar.

.


.

- Sasuke-kun?

- ... Hn?

Uma pausa.

- Talvez eu devesse tentar sair com algumas pessoas.

.

Ela não olhou para ele, mas sabia que ele estava lhe fitando de volta, seu olhar ainda sem emoção, mas não tão frio como antes.

Aquilo também havia mudado.

O que não mudou foi como algo dentro dela respondeu, com apenas aquele olhar dele. Apenas um olhar.

.

Ela ignorou tal sensação e ignorou aquele olhar e esperou que ele dissesse alguma coisa, algum tipo de protesto que lhe daria a esperança de que talvez, apenas talvez, ainda havia uma chance para ambos.

Ele nunca protestou.

E assim, ela começou a namorar e parou de esperar por ele.

.


.

Isso devia ter sido fácil.

Deveria ter sido fácil ficar muito feliz com a maneira como sua vida estava indo, porque afinal de contas, tudo estava indo muito bem, sua carreira, suas amizades ... seu romance.

Inuzuka Kiba era um homem muito maravilhoso, atencioso e engraçado e do tipo romântico ... e ele a amava com todo seu coração.

Ela podia sentir e deveria ter sido fácil.

Mas, às vezes, fácil nunca era uma opção.

.


.

- Sasuke-kun?

- ... Hn?

Uma pausa.

- Você deveria tentar namorar também. Poderia te fazer bem.

Ele não respondeu.

Mas em sua mente, ela podia ouvi-lo concordar.

.


.

Ele seguiu seu conselho.

Não porque ela era sua amiga, mas porque era a única maneira que podia pensar em esquecê-la e continuar a fingir que não a amava e que nunca, jamais a amaria novamente.

Eles eram apenas amigos e sempre seriam.

Foi então que começou a namorar Karin.

.


.

No início, tudo tinha sido muito simples.

A garota de cabelos vermelhos não havia sido nada mais que uma fangirl, com seu jeito irritante e gritos muito altos, de devoção e alegria.

.

Lentamente, os ataques e os gritos pararam. Ele começou a ficar aliviado.

Lentamente, sua lealdade e caráter desabrocharam. Ele começou a se lembrar porque sempre tentou salvá-la no passado e porque, apesar das qualidades, por vezes, irritantes, ele ainda estava preso a ela.

Lentamente, seu lado mais suave desabrochou: um lado que ela nunca havia revelado antes. Ele começou a conhecê-la melhor, tanto quanto ela começou a conhecê-lo.

Lentamente, ele começou a se importar.

.


.

- Sakura.

- Hm?

Uma pausa.

- Eu estou começando a sentir alguma coisa. Por ela.

.

Ele esperou que Sakura dissesse alguma coisa, algum tipo de protesto que lhe dissesse que ele ainda tinha alguma esperança, que ainda tinha uma chance para os dois, que mesmo se tivesse um homem em sua vida agora, ainda havia alguma parte de seu coração que sempre, sempre seria dele. Que pertencia a ele.

Ela nunca protestou.

Tudo o que fez foi sorrir e dizer que isso era uma boa coisa e que estava feliz por ele.

E assim, ele parou de nutrir esperanças e continuou saindo com sua outra ex-companheira de equipe, a que sabia que o amava agora e nunca mais agiria de forma irritante.

E foi assim que...

Ele se deixou apaixonar.

.


.

Isso deveria ter sido fácil.

Deveria ter sido fácil seguir em frente e sentir-se feliz por ele.

Ele continuou se abrindo, e, como sempre, ela podia sentir, ver como estava indo bem.

Ele tinha uma vida amorosa agora e ela podia ver que ele realmente se importava com Karin, com seus gestos simples e suas ações simples e suas palavras simples.

Ela podia sentir, até mesmo ver em seus olhos. Ele estava contente agora e estava a caminho para tornar-se feliz e ter sua própria família.

.


.

Deveria ter sido fácil.

Mas às vezes, o que era suposto ser fácil, nem sempre era.

.

Às vezes, olhar para ele era como olhar para uma brilhante luz tão ofuscante, que se você não prestar atenção no caminho e não tomar cuidado, acabaria encontrando-se impotente e em transe, até que fosse tarde demais... e antes que se desse conta, já estaria queimado e ferido, sem nenhuma forma de curar a si mesmo ou encontrar uma saída.

.

Quando Uchiha Sasuke beijou Karin pela primeira vez em público, Sakura tentou ignorar o modo como seu coração doeu e ficou ferido e rompeu com uma intensidade enorme e um pleno vazio.

.

Naquela mesma noite, ela rompeu com Kiba, o rapaz que amava, mas por quem nunca foi realmente apaixonada e pelo qual não podia mais fingir estar. Porque era inútil e ela já estava queimado por dentro e não sabia mais como se curar. Como recolher os pedaços.

Naquela noite, ela chorou até dormir e fingiu que tudo iria ficar bem e que seu coração iria ficar bem em breve.

No entanto...

A partir de então, as coisas nunca mais foram fáceis.

.

.


Bom...

Já estou sentindo dor de cabeça *pedras voando da estratosfera*

Uhm... essa é uma das fics que eu fico assim: "Puxa, o que será que elas acharam?"

*além da revolta e ira e impotência e ughhhhhhh, é claro*

.

Meninas, não queiram meu mal, sou uma reles tradutora *fato*

Mas algo que me chama atenção é:

A Ice é sasusaku (e kakasaku e gaasaku e nejisaku heheh)

MAS karinsasu é quase inexistente na produção dela...

e beeeeemmm

é isso que me deixa super ansiosa pra ler a continuação dessa fic pq caraaaaa

Como assim?

Não pode terminar assimmmmm!

..

Bom amores, quando tiver a continuação, posto ;D

.

Mas enquanto isso, vou postando as outras fics ones da Ice (fics sasusaku muitooooo felizes ou tristes, mas ao menos são sasusaku heheh) nessa mesma coleção, ok ;D

.

Agora, flores, vou-me,

Espero que as senhoritas deixem suas opiniões

*ai ai hime apanhando e levando pedradas*

Bjitos,

Hime.


Ps:

Perdoem a Hime *deixei acumular novamente Pms e resposta de reviews: gomen*

Até o final do final de semana reparo isso, ok =DD

Pps:

Não se esqueçam: As Tradutoras ponto com estará estreando amanhã com uma fic bem legal sasusaku =)

Teremos att semanais (de fics diferentes)

Algumas quinzenais, outras mensais e etc =)