Play Dates

Sinopse: Bella é uma mãe solteira de um filho de cinco anos, Emerson. Edward é um pai solteiro de uma filha de cinco anos, Emmy. Eles desistiram de encontrar um amor a muito tempo até que seus filhos se tornam amigos no parque.

Disclaimer: A história pertence a SarahCullen17, Twilight e os personagens em sua maioria Stephenie Meyer, e a mim somente a tradução.


Epílogo

Edward PDV

Eu brincava nervosamente com a minha gravata no espelho. Eu ouvi uma risada pequena do meu pai quando ele entrou atrás de mim e colocou a mão no meu ombro.

"Não se preocupe, Edward," Papai me disse. "Você não tem nenhuma razão para estar nervoso."

"Medo do momento," eu murmurei.

Ele pegou minhas mãos e me ajudou a abotoar as mangas. "Você não precisa ficar nervoso. Ela é uma ótima garota. Você encontrou o caminho certo desta vez. Ela não é Tanya."

Eu abri minha boca para concordar plenamente, mas fui interrompido pelo meu filho. "Papai!" Emerson disse em voz alta enquanto corria para fora do banheiro. "Não posso amarrar minha gravata!"

Eu ri e me agachei ao seu nível. "Não há problema, amigo. Venha, eu posso fazer isso por você."

Ele se contorceu enquanto desfiz suas pequenas tentativas de nó e amarrei a gravata minúscula.

"Por que você esta pulando para cima e para baixo?" Eu o provoquei, escovar alguma penugem do seu paletó preto.

"Eu tenho um grande papel", ele murmurou. "Estou nervoso."

"Eu também", eu suspirei. "Mas nós vamos fazer tudo muito bem. Você tem a caixa do anel?"

Ele puxou do bolso. "Bem aqui."

"Bom trabalho, meu filho. Coloque-o de volta no bolso." Terminei de amarrar sua gravata e beijei sua bochecha. "Ok, você é oficialmente o cara mais bonito neste edifício."

Emerson riu e foi para o meu pai, que estava amarrando sua própria gravata. "Vovô Carlisle, eu estou mais bonito do que você?"

"Temo que sim", disse meu pai. "Você não tem um sotaque engraçado, também."

Emerson deu uma risadinha e começou a andar no tapete. Uma vez que Bella e eu tínhamos ficado noivos, ele tinha começado imediatamente a me chamar de "papai" e meus pais de seus avós. Alice e Jasper eram seu tio e tia também. Emmy tinha sido tão boa sobre isso. Ela estava tão orgulhosa de chamar Bella de sua "mamãe" e ela adorou seu avô Charlie, tia Rosalie e tio Emmett.

"Toc, toc," uma voz masculina disse. Eu me virei para ver o meu quase-sogro. Seus olhos estavam vermelhos de lágrimas, mas ele veio para me dar um bom aperto de mão.

"Estou orgulhoso de você, meu filho", ele disse, humor profundo em sua voz. "Você encontrou uma boa menina."

"Eu penso assim também", eu sorri para ele. "Obrigado mais uma vez, Charlie."

Pedir para Charlie a sua permissão para que eu me casasse com sua filha tinha sido um dos momentos mais assustadores da minha vida, mesmo sabendo que ele gostava de mim. Eu sabia que, mesmo após um ano de namoro, eu não merecia Bella e Charlie tinha sido rápido em me lembrar disso, mas ele também acrescentou que ele não achava que poderia encontrar um homem melhor para sua filhinha, que naturalmente me colocou nas nuvens.

"É o meu prazer, meu rapaz", respondeu Charlie. "Eu lhe dei os meus mais preciosos presentes—minha Bells e meu Emerson. Apenas cuide deles, ok?"

"Eu sempre o farei," Prometi a ele.

Jasper repente entrou correndo no quarto. "Eu acabei de vê-la!" ele anunciou.

Eu me virei para ele. "Como ela está? Ela está linda? E o vestido?"

Ele bufou. "O vestido é... branco, cara. O que você esperava que eu disse? Mas sim, ela está linda. E Alice está... whoo!"

Meu pai olhou para ele. "Essa é a minha filha que você está falando. Ambas."

Deixei escapar um longo suspiro. Eu estava prestes a me casar com a mulher mais perfeita do mundo. Se besta do namorado da minha irmã poderia dizer com confiança que ela estava linda, então ela deveria estar impressionante.

"Minha mãe sempre está linda", Emerson nos lembrou. "Pai, eu posso ir vê-la?"

"Vou levá-lo", Charlie disse a ele.

"Emerson, nós temos que estar na posição em dez minutos", eu lembrei ele.

"Eu vou pai!"

"Eddie, Alice tem tudo sob controle," Jazz me lembrou. "Tome algumas respirações profundas."

"Estou tentando", eu murmurei.

"Você não está tendo segundos pensamentos, não é?" ele me perguntou.

"Oh, não, definitivamente não!" Exclamei. "Eu só estou bagunçando minhas linhas ou algo assim."

"Ninguém será capaz de ouvi-lo," Meu pai me lembrou. "Olha, rapaz—bem, eu acho que não posso chamá-lo mais disso. De qualquer forma, quando eu ia casar com sua mãe, eu estava tão nervoso. Eu sabia que não a merecia. Mas acho que o que—eu fiz isso de qualquer maneira!"

Eu olhei para ele. "Será que isso deveria iluminar-me sobre um grande segredo viril?"

Ele deu uma risada. "Definitivamente não. Eu não tenho nenhum conselho. Só que você a ama, você tem a ela, e depois de hoje, você nunca terá que deixá-la. Isso deve lhe dar força suficiente para parar de suar e beijar a noiva."

Eu suspirei. "Eu sei que você está certo. Eu só..."

"Você vai se sentir melhor quando vê-la", Jasper me prometeu. "Vamos lá. Quando foi a primeira vez que você a beijou? Você ficou nervoso?"

"Um pouco", eu admiti, lembrando a maneira como havia pedido sua permissão antes de eu realmente fazer isso.

"E a primeira vez que você disse a ela que a amava?" Papai estimulada.

Eu sorri com a lembrança súbita. "Véspera de Ano Novo. Quando eu tinha pedras nos rins... e ela estava cuidando de mim."

"Oh, sim," Jasper lembrado. "E você parecia o inferno. E você está bem arrumado agora, assim que você deve ter mais confiança do que você tinha naquela noite."

Eu ri para ele. "Ok, eu acho que nós precisamos chegar lá."

Caminhamos para fora da porta. Para minha surpresa, Emmy estava lá na porta.

"Olá, meu amor", eu disse, inclinando para beijá-la. "Você está tão bonita."

Ela sorriu com seu vestido azul, segurando sua cesta de flores brancas possessivamente. "Você está muito bonito, papai. Eu tenho que mantê-lo longe do quarto de tia Alice", ela me informou. "Mamãe disse que você não ousaria me desobedecer."

Eu ri. "Sua mãe está certa. Então eu acho que tenho que ir para o quintal e ficar no altar?"

"Sim! E vovô, e tio Jasper, também." Ela olhou para seu tio. "Tio Jazzy, você está muito bonito."

"E você está muito linda", ele disse curvando-se e beijando seu rosto. "Você vai estar ótima, pequenina."

"Eu sei", ela encolheu os ombros, sem se impressionar.

"Emmy, onde Emerson está?" Perguntei a ela.

"No quarto da mamãe."

"Tudo bem", eu disse. "Você pode dizer a mamãe que eu estou no meu caminho para o altar."

"Ok!" Ela saiu correndo pelo corredor da casa dos meus pais.

Desci as escadas com meus padrinhos (meu pai e Jasper). Quando passamos pela cozinha, minha mãe correu para fora em um vestido deslumbrante.

"Oh, você parece tão bonito", ela emocionou-se, com lágrimas escorrendo por seu rosto. "Eu não vou te beijar por causa do meu batom... graças a Deus eu estou usando rímel à prova d'água."

"Obrigado, mãe," eu disse, beijando seu rosto. "Está tudo arrumado lá fora?"

Ela assentiu. "Os convidados estão aqui. Você apenas tem que ir para o altar, e eu vou cuidar de todo o resto."

"Tudo bem, eu estou no meu caminho", eu murmurei.

Nós não convidamos muitas pessoas para o casamento—apenas familiares, amigos próximos, colegas de trabalho e alguns poucos que ficariam ofendidos se não os convidasse. Tínhamos também convidado a mãe de Bella, Renee, mas não tinha recebido uma resposta. Eu fui lá fora e dei uma olhada nas filas enquanto estava no altar. Eu não vi nenhuma mulher morena desconhecida. Meu coração se afundou imediatamente por Bella.

Pelo menos minha mãe e Alice tinham ido definitivamente todas com flores e tudo mais.

Eu balancei meus pés enquanto esperava a música começar. Finalmente, a música no piano começou. Eu reconheci a música instantaneamente—a canção de ninar que eu escrevi para Emmy. Bella tinha me dito que eu tinha controle zero sobre a música durante a cerimônia, que ela queria que fosse uma surpresa.

Jasper, papai, e eu nos endireitamos enquanto a minha mãe caminhava pelo corredor. Ela realmente era uma visão, cabelo caramelo avermelhado liso e em um estilo perfeito. Ela tomou seu lugar na frente.

Depois de minha mãe foi a dama de honra, Rosalie. Claro que a beleza parecia perfeita em seu vestido azul. Após Rosalie foi Alice, que parecia radiante. Notei Jasper inalar bruscamente à medida que ele viu a sua futura noiva, e eu estava tão feliz que as coisas estavam funcionando para eles.

Emmy e Emerson foram os próximos. Eles eram estavam tão adoráveis, com Emerson em seu terno preto e gravata azul, e Emmy em seu lindo vestido azul. Eles caminharam de braços dados, enquanto Emmy desajeitadamente jogava pétalas de flores azuis no corredor branco. Eu ouvi o riso dos nossos convidados quando Emmy tropeçou, e Emerson ajudou a se levantar. Eu estava tão aliviada que eles eram mais de suas paixões um no outro. Agora eles só poderiam ser irmão e irmã e melhores amigos. Emerson chegou e se pôs atrás Jasper e Emmy o ponto atrás de Alice.

Finalmente, a canção de ninar de Emmy virou a canção de ninar que eu tinha composto para Bella. Eu mantive minha cabeça mais alta enquanto esperava a minha noiva virar a esquina.

E quando ela o fez, eu não conseguia respirar.

Ela estava linda da cabeça aos pés, seus cachos chocolate caindo em cascata. Seu vestido era de um branco imaculado, lisonjeando sua pequena figura. Era sem alças, mostrando suas clavículas delicadas, e graciosamente caindo no chão. Ela estava segurando o cotovelo de Charlie, e eles estavam sorrindo juntos.

E então ela reparou em mim, e ela se tornou a noiva que cora que eu tinha estado esperando tanto.

Nossos olhos se fixaram enquanto ela caminhava pelo corredor, graciosamente, uma vez. Ela sorriu deslumbrante para mim, seus dentes brancos combinando com as pérolas que lhe dera no Natal. Finalmente, ela chegou ao altar.

Charlie, que tinha lágrimas caindo pelo rosto, beijou a bochecha dela, pegou a sua mão e colocou na minha.

Ela estava em casa.

Ajudei-a no degrau adequado, e demos as mãos dadas e olhamos um para o outro. O ministro começou o discurso que Bella e eu tínhamos planejado.

"Estamos hoje aqui reunidos para celebrar não só a união entre um homem e uma mulher, mas uma mistura de duas famílias. Hoje não só celebramos o amor entre marido e esposa, mas de pai e filho, irmão e irmã."

Eu mal percebi que Emmy estava pulando animadamente. Alice colocou a mão em seu cabelo para lembrá-la a se acalmar.

"O amor de uma família começa com o amor de um homem e uma mulher", continuou o ministro. Ele sorriu para nós. "Agora, juntem as mãos, e com suas mãos, seus corações."

Bella e eu sorrimos com a citação de Shakespeare enquanto apertávamos nossas mãos. Já que nossa primeira conversa foi sobre os nossos escritores favoritos, só encontramos oportuno tecer Shakespeare no meio dos nossos votos.

Bella limpou a garganta como ela começou. "No teu rosto eu vejo a verdade, honra e lealdade. O amor não é amor/que se altera quando encontra alteração/ou curvas com o removedor para remover/Oh, não! É uma marca cada vez mais fixa/Que parece com tempestades e nunca é abalada/é a estrela para cada latir errante, cujo valor é desconhecido, apesar de sua altura ser tomada. Uma mulher iria por fogo e água para tal uma espécie de coração."

Eu vi uma lágrima cair pelo seu rosto, e eu levemente beijei sua mão, enquanto o ministro se virou para mim.

Eu estava com medo de esquecer minha fala, mas elas vieram naturalmente para mim. "No teu rosto eu vejo a verdade, honra e lealdade", eu repeti antes de passar para o meu próprio discurso. "Minha recompensa é tão profunda como o mar/Meu amor tão profundo; o maior que dou a ti/Quanto mais eu tenho, pois ambos são infinitos. Metade de mim é seu, sua outra metade/Minha própria, eu diria; mas se é meu, então é seu/E assim toda sua! Tenhas dúvida se que as estrelas são de fogo/Duvide se o sol por acaso se move/duvide da verdade se é um mentiroso/mas nunca duvide de teu amor ."

De repente, ela abriu um grande sorriso, e eu percebi que estava chorando também.

"Agora nós podemos ter os anéis", disse o ministro gentilmente, e nossas crianças caminharam para os nossos lados. Emmy tirou seu anel da caixa e entregou minha aliança de casamento de prata para Bella.

O ministro começou com os votos. "Você, Isabella Marie Swan, toma este homem para ser seu marido legalmente, para ter e segurar deste dia em diante, para o melhor, para o pior, na riqueza, na pobreza, na doença ou na saúde, para amar e para acalentar até que a morte os separe, e, finalmente, para ser a mãe de seus filhos?"

"Eu aceito", Bella sorriu, piscando para mim enquanto deslizou minha aliança no meu o quarto dedo da mão esquerda.

Emerson deu um passo para perto e entregou-me o delicado anel de prata da Bella.

"E você, Edward Anthony Cullen, toma essa mulher para ser sua esposa legalmente, para ter e segurar deste dia em diante, para o melhor, para o pior, na riqueza, na pobreza, na doença ou na saúde, para amar e para acalentar até que a morte os separe, e, finalmente, para ser o pai dos seus filhos?"

"Eu aceito", eu disse alto e claro, colocando o anel no dedo apropriado.

"Nós agora vamos fazer votos para as crianças", continuou o ministro, e Bella se abaixou para enfrentar Emmy e Emerson.

Notei o ministro sorrir para esta parte pouco convencional da nossa cerimônia. "Você, Isabella Marie, promete ser a melhor mãe que pode ser para Emerson e Emmy, um símbolo constante do amor, preocupação e carinho, nos momentos bons e ruins, na doença e na saúde, o que a vida pode trazer, tão longo quanto todos viverem?"

Bella beijou a bochecha de Emerson, e depois beijou a bochecha de Emmy. "Eu prometo", disse ela, e meus dois filhos sorriram para ela.

Agora era a minha vez. Bella se levantou, e eu agachei e peguei as duas mãos dos meus filhos.

"Você, Edward Anthony Cullen, promete ser o melhor pai que pode ser para Emerson e Emmy, um símbolo constante de amor, preocupação, e proteção, nos momentos bons e ruins, na doença e na saúde, o que a vida pode trazer, tão longo quanto todos viverem?"

"Eu prometo," Prometi antes de beijar a minha menina e meu menino.

Eu estava de volta para enfrentar Bella.

"Eu vos declaro marido e mulher, pai e mãe. Agora você pode beijar a noiva", ele disse, e eu não podia mais esperar.

Bella jogou os braços em volta do meu pescoço e a segurei enquanto nós nos beijamos docemente, nossos lábios explorando o outro. Senti cada grama de amor que possuía naquele beijo, e eu podia sentir que o amor irradiava através das quatro pessoas que estavam nesse altar.

Meu pai limpou a garganta perto de mim, e eu sabia que tinha estado beijando por tempo demais. Eu quebrei o beijo e a coloquei sobre seus pés. Ela riu enquanto sorrimos um para o outro.

"Eu agora apresento Sr. and Sra. Cullen", o ministro anunciou, e minha mãe e Emmett soltaram uma vibração bastante forte enquanto Bella e eu viramos para enfrentar os nossos convidados. "Eu também apresento a família Cullen: Edward, Bella, Emerson, e Emmy"

Todo mundo se levantou para bater palmas, como era o costume. Emerson soltou uma risada feliz com o som do seu novo nome. Não tinha tomado muito tempo para adotá-lo como meu próprio, seu pai biológico tinha absolutamente zero direitos parentais. Então, finalmente, minha pequena família estava completa.

Todos nós andamos pelo corredor juntos, Emerson e Emmy bateram mãos com nossos convidados. Ainda tínhamos uma recepção nos estábulos para assistir, mas queríamos ter um momento com a nossa família pequena—junto com fotos do casamento.

"É oficial!" Emmy disse alegremente, indo até Bella para abraçá-la.

Bella pegou nossa filha e beijou a sua bochecha, deixando uma mancha de batom. Eu só podia imaginar o batom na minha boca depois daquele beijo. "É oficial. Você é minha pequena menina."

"E você é meu pequeno homem", eu disse para Emerson, o levantando em um grande abraço.

"Eu já sabia disso", ele respondeu. "Mamãe, você está feliz?"

Bella, colocou um braço em volta de mim e Emmy e encostou a cabeça no meu peito. "Estou mais feliz do que eu já estive", ela admitiu, olhando nos meus olhos.

Eu simplesmente abaixei a cabeça e beijei aqueles lábios deliciosos.

Claro que não éramos apenas um jovem casal casado. Eu me lembrei da nossa responsabilidade de pais quanto nossos filhos tentaram mexer com os pés. "Eca!", gritaram. "Piolhos!"

Bella e eu rimos e os colocamos no chão. Eles correram de volta para o casamento juntos.

"Eu te amo", eu sussurrei no ouvido de Bella, beijando-a.

"Eu te amo mais", ela respondeu.

Revirei os olhos. "Impossível."

Ela deu uma risadinha. "A propósito... Eu tenho um marido muito bonito."

Eu ri novamente. "E eu tenho uma esposa muito bonita. Eu quase tive um ataque do coração quando a vi pela primeira vez."

Ela me beijou de novo, mais séria desta vez.

Finalmente, Emmy tinha uma mãe.

E eu tinha um outro amor para chamar de meu.

*~FIM~*


ACABOOOOOU D: Amei esse casamento, amei ver que eles se transformaram em uma linda família... infelizmente essa fanfic não tem cenas extras então acaba por aqui. Se algum momento a autora postar algo eu irei traduzir ;)

Obrigada a todas que acompanharam, vocês são ótimas!

Beijos e nos encontramos por ai

xx