N/A : High School AU, Dean e Castiel tem dezesseis anos. Essa fic começa parecendo Dean/Jo ou Jo/Castiel mas acredite em mim é Dean/Castiel principalmente nos capítulos futuros.

Sobre garotos confusos e músicas tristes

Capítulo 1 – Air Supply

No momento em que Sam Winchester chega em casa após ter passado a tarde estudando na biblioteca com Jess e ouve o som de uma música da banda Air Supply vindo do quarto de seu irmão ele sabe que Dean não está bem, seu irmão falava bem alto para quem quisesse ouvir que ele amava o seu rock'n roll (e muitas vezes para aqueles que não estavam interessados em ouvir), na verdade era até um purista quanto a isso, cismando em ouvir coisas que foram lançadas bem antes dele nascer direto os vinis e fitas de rádio que seu pai havia deixado para trás após o divórcio, mas quando ele estava na fossa era só músicas tristes e melosas dos anos 80 que queria ouvir, Sam já tinha considerado a hipótese de seu irmão ter tendências masoquistas no quesito emocional. Tentar convencer Dean a falar a respeito do que quer que o estivesse incomodando se provaria inútil nesse ponto, a única coisa que podia fazer era pegar o dinheiro que sua mãe deixava em cima do armário para emergências e ir comprar uma grande quantidade de torta, afinal seu irmão ficando deprimido ao ponto de ouvir Air Supply definitivamente era uma emergência que precisava ser contida e o mais rápido possível.

Dean antes teorizara que ele ouvia músicas de bandas que ele normalmente detestava após o fim de um namoro para se punir pelo que quer que ele tinha feito que causara isso ,mas já que não conseguia pensar em nada que pudesse ter feito dessa vez tinha que admitir que estava ouvindo músicas como aquela porque se identificava com as letras , mais uma sensação ruim para ser acumulada com todas as outras. O relacionamento de Dean Winchester com Jo Harvelle tinha durado um total de quatro dias, e o pior é que não entrava nem no top 10 dos namoros mais rápidos que Dean já tivera. O máximo de tempo que ele havia namorado tinha sido as seis semanas com Bela na sétima série e dessa vez só durou esse tempo todo porque era mais um jogo do que qualquer coisa, quem der o braço a torcer primeiro, quem pedir para terminar, quem não aguentar mais é o perdedor, ele ganhou dessa vez, foi uma vitória bem menos alegre do que tinha esperado. As vezes era ele que terminava mas essas eram raras, eventualmente ele acabava estragando as coisas com alguma atitude sem pensar ou um comentário indevido, mas dessa vez não conseguia pensar em nada que pudesse ter feito para causar isso, e foi diferente do que das outras vezes, ela não parecia com raiva dele, ela falou que não queria mais estar em um relacionamento com ele em um tom calmo olhando nos seus olhos ,no momento em que ela diz isso nem espera para ver o que ela queria dizer, ela estava com pena dele e ao contrario do que imaginava isso era até pior do que se ela estivesse gritando e o xingando. Mas o pior foi passar depois na casa de Cas e ouvi-lo dizer que Dean tinha feito algo errado que ela não terminaria com ele se não tivesse feito algo e que ele tinha que se desculpar ,isso fez com que Dean passasse de irritado e confuso para miserável.

E o pior é que ele sequer gostava dela no começo, mas para ser justo esse começo tinha sido a uma semana atrás quando ele sequer a conhecia, Castiel chegou na aula sorrindo naquele dia ,dizendo que sua melhor amiga iria passar uns tempos na cidade e que chegaria daqui há alguns dias Dean ficou irritado, ele já tinha ouvido falar de Jo antes, era amiga de infância de Castiel que tinha se mudado pra outro estado mais ou menos um ano antes dele, Sam e Mary se mudarem para aquela cidade e que ele ainda escrevia cartas e ligava para ela toda semana mas nunca tinha parado para pensar a respeito disso.

Para ele era meio estranho pensar em Castiel tendo amigos antes dele, como se a sua vida tivesse começado no momento em que Dean o conheceu e nem isso, pelos primeiros dois meses ele era só o garoto estranho que sentava na primeira cadeira da sala para prestar atenção na aula e que quase nunca falava ou sorria, mas um dia ele acabou não voltando pra sala após o intervalo, oque não teria sido nada demais se no final da aula ele não tivesse visto sua mãe falando com o diretor com Sam ao lado e quando foi perguntar para Sam o que estava acontecendo ele lhe contou que algumas crianças maiores foram implicar e bater nele na hora do recreio e Castiel vendo isso foi defende-lo, só chamaram Mary para lhe informar o que havia acontecido e levar Sam pra casa, mas Castiel e os outros garotos tinham sido suspensos por dois dias. Naquela tarde demorou mais ou menos umas duas horas perguntando para os outros para descobrir onde Castiel morava para agradecê-lo por ter protegido o Sam mais cedo, mas depois começou a falar que suspensão como castigo era algo que sempre lhe pareceu um pouco esquisito, tipo você faz algo errado e recebe as ordens de ficar em casa ao invés de ir pra aula, parece mais um prêmio do que uma punição, e os assuntos foram surgindo a partir disso. Castiel pareceu um pouco confuso quanto ao porque Dean resolvera passar a tarde ali mas não comentou porque era agradável ter a companhia de alguém que não fosse seu irmão ou irmã para variar. Naquele dia Castiel ganhou dois dias de suspensão e um amigo em Dean Winchester pela vida toda, o melhor na verdade, Dean sabia que era por Cas ter definido Jo como sua melhor amiga que aquela aversão surgiu, na verdade ele os chamou para passar a tarde lá para confirmar as suas suspeitas e um pouco porque a casa de Castiel vivia lotada, Dean nunca tinha ouvido falar da mãe dele e o pai tinha sumido há muito tempo (o de Dean pelo menos aparecia de vez em quando e tinha lhe dado o seu antigo Impala como presente de dezesseis anos) mas tinha irmãos o suficiente para compensar .Ele as vezes já achava difícil ter que dividir as coisas com Sam, não conseguia nem imaginar como seria ter uma família enorme como a de Cas, Michael e Lúcifer já tinham se mudado de lá há algum tempo ,mas ainda tinha Gabriel que tecnicamente era o responsável pelos outros já que era o mais velho mas Dean sempre se encontrava um tanto relutante em caracterizar Gabriel como responsável por qualquer coisa, Anna e Uriel estavam na faculdade local, Balthazar no último ano da escola deles, Rachel a mais nova estudava na mesma classe de Sam, e ainda tinham uns primos estranhos que apareciam de vez em quando ,e nem se fale no tio Zachariah, todos sobre aquele mesmo teto, com só um chuveiro, uma televisão, um computador ,o fazia se sentir claustrofóbico só de pensar a respeito.

No entanto quando conheceu Jo seu desgosto não conseguiu se manter, ela gostava das mesmas bandas que ele e também assistia a Dr Sexy mesmo que nenhum dos dois tivesse muito orgulho disso, o derrotou no videogame e ficou irritada com ele quando ele começou a zoar Castiel por se embolar um pouco com as funções dos controles mesmo que ela estivesse fazendo o mesmo pouco menos de um minuto antes ,os problemas que Castiel tinha com aparelhos eletrônicos já eram bem conhecidos pelos dois. No dia seguinte enquanto Castiel foi com o resto da família pro recital de piano de Rachel ,Dean chamou Jo para jogar paintball e eles já começaram a namorar aquele dia. Ele não esperava que durasse afinal ela só ficaria na cidade mais algumas semanas, mas ainda assim doeu ter levado um fora daquele jeito, ele encara um pouco o número dela na tela do celular antes de apertar para ligar, e só pouco antes dela atender ele se lembra de abaixar o volume da música, já era embaraçoso ligar pra ela mas ligar para ela tendo aquela trilha sonora no fundo seria muito mais.

"Alô" ela disse.

"Oi"

"Quem fala ?"

"Dean, seu ex a cerca de duas horas e quarenta minutos, ou já esqueceu ?" ele tenta fazer soar como uma piada mas as palavras acabaram saindo bem mais amargas do que ele havia planejado.

"Oh, oi, você está bem ? Eu fiquei meio preocupada depois que você saiu correndo de lá"

"Eu não sai correndo eu andei rápido, tem uma diferença"

"Certo, você está bem ?"

"Ótimo, nunca estive melhor, o que eu fiz de errado ?"

"Você não fez nada de errado, eu me diverti bastante nos últimos dias, eu realmente gosto de você e espero que nós possamos continuar amigos ,mas ontem quando nós três saímos eu percebi, eu vi você e ele e tudo ficou meio claro, eu acho que eu já devia ter percebido antes, pelo jeito que o Cas fala nas cartas que ele me manda, os olhares e tudo mais, eu fiquei me sentindo uma idiota. E sabe não seria justo colocar uma terceira pessoa no meio enquanto tem essas duas outras que estão obviamente apaixo..."

Dean desligou antes que ela pudesse terminar a frase. Então ela estava apaixonada por Castiel. Ele não conseguia realmente culpa-la por isso afinal quem não se apaixonaria por ele, com o habito dele de sempre ir ao resgate de quem precise de ajuda como se ele fosse um daqueles príncipes da Disney e aqueles olhos azuis que parecem ver dentro da sua alma, Dean podia ser o mais "rodado" entre as garotas mas Castiel era o tipo que despertava paixonites épicas (até onde ele sabia Castiel só tinha beijado uma garota na vida, Meg na festa de formatura da oitava série, é claro que Dean tinha reclamado a respeito afinal de todas as garotas do mundo porque Cas tinha que decidir ficar justamente com uma que ele odiava, Castiel havia explicado para ele naquele dia que ela o beijou primeiro e que ele só continuou porque ele queria experimentar para ver como ele se sentia a respeito, oque era a explicação verdadeira mas não foi muito satisfatória para Dean já que ele resolveu passar aquelas férias ocasionalmente reclamando a respeito daquilo). Mas aquele conhecimento de que havia um motivo perfeitamente lógico para aquilo que não tinha nada haver com ele não melhorou a situação em nada, só fez com que ele se sentir pior e dessa vez ele começou a imaginar pequenos cenários com Castiel e Jo juntos, coisas pequenas como eles indo ao cinema andando de mãos dadas e se beijando, até algumas maiores como uma viagem pela Europa e o casamento deles, e com ele servindo de padrinho ainda por cima. Ele colocou o volume da música no máximo e nem mesmo o cheiro de torta que vinha da sala foi capaz de consolá-lo.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.