Se Todos Os Rivais Fossem Assim

Prólogo: Armadilha

Um ano e alguns meses se passaram desde que Aoki e Fukuda começaram oficialmente o namoro e novamente a autora estava na garupa da moto e o seu auxiliar dirigindo até um "restaurante". Alguns minutos depois, o motoqueiro estaciona bem em frente ao prédio da Jump e era por volta das 18:30.

Fukuda: Desculpa Yuu-chan, podemos descer aqui? Preciso falar uma coisa com o Yuujiro, e é meio urgente...

Aoki: Ah sim, sem problemas.

O casal desce da moto e o motoqueiro retira uma chave do bolso, abrindo a porta principal de vidro do prédio.

Aoki: Como você tem a chave da Jump?

Fukuda: Yuujiro me deu uma cópia, disse que o sensor que a deixa no modo automático está com defeito.

Aoki: Entendi...

A mulher de cabelos castanhos estava estranhando muito toda aquela situação, não só pelo fato de que seu namorado abriu a Jump, mas também por não haver ninguém ali, nem as secretárias, muito menos os seguranças. Pegaram o elevador e rapidamente já se encontravam no 5º andar.

Aoki: Shin-kun, acho que perdemos tempo vindo aqui, não há ninguém nesse prédio.

Fukuda: Não é possível! Yuujiro disse pra encontrá-lo aqui...

Entraram no salão principal, onde geralmente ficavam os editores e editores-chefes, mas o local estava na mesma situação que o térreo: vazio.

Aoki: Eu te disse, vamos embora! Senão pensarão que estamos invadindo aqui... O que não deixa de ser verdade...

Fukuda abraça sua namorada por trás e começa a beijar seu pescoço repentinamente.

Fukuda: Enquanto eles não vêem, acho que poderíamos...

Aoki: Shin-kun! -tenta tirar os braços dele de seu corpo inutilmente- Se você marcou com o Yuujiro-san, ele pode chegar a qualquer momento!

Fukuda: Só um pouquinho...

Aoki: Enlouqueceu? Nem pensar! -empurra-o- Não saberia onde enfiar minha cara se alguém visse a gente desta forma...

Fukuda: Você realmente acreditou na minha história? Hoje é véspera de feriado e todos foram dispensados mais cedo, ninguém vai voltar aqui até semana que vem.

Aoki: E como você conseguiu a chave então?

Fukuda: O Yuujiro esqueceu no meu apartamento quando fui entregar os names.

Aoki: Você realmente não vale nada Shin-kun...

Fukuda: Você que é muito inocente...

Aoki: Agora você vai ver que é inocente aqui. -dá um sorriso de canto-

Fukuda: Isso é uma ameaça?

Aoki: Entenda como quiser.

Aoki senta em uma mesa ficando da altura de seu auxiliar. Os dois se beijam calorosamente jogando alguns papéis e objetos no chão, mas quem ligava? Não havia ninguém ali mesmo além de um casal totalmente apaixonado...

Aoki POV

Quando encontrei essa pessoa pela primeira vez, eu...

Fukuda POV

...Nunca imaginei que me apaixonaria por ela.

Aoki POV

Ele não foi meu primeiro namorado...

Fukuda POV

...Mas certamente foi meu primeiro amor.