Panty and Stocking with Garterbelt © GAINAX.


– Ei, Panty – a garota de cabelos azuis chamou, abocanhando mais uma garfada da torta de chocolate.

– O que foi? – a loira respondeu, logo depois de soltar um demorado bocejo.

Sentou-se no sofá preguiçosamente. Ainda estava completamente sonolenta, apesar do relógio já marcar mais de nove horas, e olhou com desaprovação para a irmã, que respondeu com uma expressão de "Toda hora é hora para doces".

– Bem, se trata de uma pergunta sobre o seu assunto favorito – emendou.

Um brilho interessado passou a enfeitar seus olhos claros.

– Hmf, eu sabia que esse dia iria chegar – Panty riu escandalosamente, balançando os cabelos por cima dos ombros desnudos. Não percebera que uma luz similar também ardia nos olhos da outra. Com um risinho de escárnio, continuou a falar. – Então, qual é a sua dúvida?

– Você sempre fala que adora novas experiências. Nesse caso...

– É verdade – interrompeu. – Da última vez, eu saí com um aquele cara da estação de rádio e a gente tentou fazer a Volta do Dragão¹ em pé na rede e foi-

– Me poupe dos detalhes, por favor.

– Eu achei que você tivesse dúvidas, mas enfim. Manda ver.

– Você já... fez com uma garota?

Panty ergueu uma sobrancelha, encarando o rosto momentaneamente impassível de Stocking.

– Não, e nem pretendo. Você sabe muito bem qual é o meu negócio, não? Qual é o motivo de tanto interesse agora?

– Nada de mais – a gothic lolita deu de ombros. Serviu-se de outra fatia da torta, comemorando mentalmente peitos ainda maiores. – Me pareceu promissor. Vai dizer que nunca sentiu vontade de inovar?

– Posso até ter sentido uma vez na vida, mas não deve valer a pena.

– Como você pode ter certeza se nunca deu uma chance?

– Onde exatamente você está querendo chegar? – a loira estreitou os olhos, ficando cada vez mais desconfiada da outra.

– Bem aqui – Stocking murmurou, encostando o garfo sujo de chocolate na ponta do nariz da irmã, que estava visivelmente à beira de irromper num surto de brados de toda sorte de palavrões.

A de cabelos azuis não se deixou intimidar e aproximou-se, lambendo o doce de seu rosto. Tateou cegamente atrás de uma cereja, sujando os dedos com a cobertura antes de enfiá-los vigorosamente nas mechas loiras, puxando a outra para perto. Um beijo desconexo e rude abafava os grunhidos de protesto que escapavam de sua boca, agradando muito aos ouvidos da amante de doces, que trilhava novos caminhos manuais por baixo da blusa vermelha. Com certo esforço, Panty conseguiu se soltar e limpar os lábios, encarando a garota que sorria arrogantemente.

– O que é que você pensa que está fazendo?

– Experimentando. Nada de mais – e o sorriso continuava lá.

– Com licença – a loira resmungou, correndo para o banheiro.

Tinha de tirar aquela meleca misturada de cacau, açúcar e leite condensado dos cabelos o quanto antes. Stocking, por sua vez, continuou a exibir sua felicidade solitariamente, com a certeza de que a outra Anarchy ainda iria procurá-la. Dito e feito. Qual não foi a surpresa de Garterbelt ao encontrá-las enroscadas uma na outra sobre o sofá na manhã seguinte, exatamente como vieram ao mundo? Afinal, ainda existem anjos pecadores.


¹ – Posição do Kama Sutra (?) que catei do Google. Não tenho experiência, felizmente (ou não). Q-


[N/A] Fic medíocre, mas é nóis na fita e as mina pira *888* Enfim, pra quê usar drogas se você pode assistir Panty&Stocking? SÉRIO.
(Estou num yuri mode ultimamente. Culpem Onii-sama e... JÁ QUE KAORU/REI É VIDA OK SHIPPO DESDE O EPISÓDIO 2 1BJ)

Reviews movem o mundo, pessoal. Reviews.