Disclamer: A franquia Kamen Rider pertence a TOEI Company

Kamen Rider Den-O, W e Gaim

Sinopse: Humanos usam os poderes dos Gaia Memory para espalhar terror pelo mundo. Nogami Ryoutarou terminara seus deveres como o Kamen Rider Den-O e dois anos depois ele encontra um jovem garoto gênio chamado Phillip e é salvo pelo mesmo. Ambos descobrem que precisam usar os poderes de Phillip para se tornar o Kamen Rider W para proteger sua cidade. Mas isso é apenas o começo e uma descoberta sobre a vida dos dois e a chegada de mais dois Riders mudarão o rumo dos acontecimentos e o destino do planeta.

Ryoutarou N. – Phillip/Raito S. – Takatora K. – Yuuto S. – Ren K. – Ryuuji I.


- O Gênio da Terra e o Viajante do Tempo -

Lock 9: Revivendo o passado

- Wakana-san, nós somos irmãos, por que está dizendo isso? – Perguntou o gênio.

- Por isso mesmo. Como somos irmãos, a minha missão mais importante na vida é acabar com o meu querido irmão mais novo.

- Isso não pode ser verdade...

- CLAY DOLL

- Phillip cuidado! – Gritou Ryoutarou, pulando em cima de Phillip para livrar ambos do ataque da Dopant Clay Doll, na qual Wakana se transformou.

- Phillip, você está bem?

- Estou, mas o melhor que podemos fazer agora é sair daqui. – Frisou o gênio.

- Sair daqui? Está brincando? Eu não saio daqui sem antes saber o resto da verdade. Não se dá conta de que se o que ela disse for verdade a Nee-san é sua mãe? – Concluiu Ryoutarou.

- Ryoutarou! – Exclamou Phillip.

- Ryoutarou? – Perguntou uma voz feminina que chegava ao local.

- Sonozaki Saeko... – Disse Phillip.

- Ora, ora... Nunca imaginei que os dois filhos da família Sonozaki estivessem juntos no mesmo lugar e muito menos imaginei que justamente eles fossem o W.

- O que diabos você está dizendo afinal? – Perguntou Ryoutarou.

- Ah, você não sabe? Então sugiro que use isso, por que duvido muito que Nogami Airi, ou melhor, Sonozaki Airi, diga algo a vocês. – Disse Saeko, lançando um ticket de passagem temporal para Ryoutarou.

- Um ticket para o DenLiner? Por que você tem isso? – Perguntou o Viajante do Tempo.

- Não importa. Vocês devem partir agora mesmo.

- Eu não vou permitir! Eu vou matar o Raito. – Disse Wakana.

- Você não vai fazer nada! – Ordenou Saeko.

- Você não tem o direito de mandar em mim. Você traiu o nosso pai e a nossa família. – Rebateu a irmã mais nova.

- Mas que tolice. Grande família a nossa, você não acha irmãzinha? – Debochou Saeko

- Vamos aproveitar que elas estão brigando e vamos dar o fora daqui. – Disse Akiko.

- Phillip e eu vamos no DenLiner com o ticket que Saeko nos deu, vocês meninas voltem para a Agência. – Pediu Ryoutarou.

- Certo, vamos para lá. – Disse Hana.

- Muito bem, Phillip, agora que estamos no DenLiner eu gostaria de saber toda a verdade.

- Que verdade?

- Phillip não se faça de idiota. Eu sei que você sabe mais do que foi realmente revelado.

- E por que você acha isso? Eu sei a mesma coisa que você. Eu nunca pesquisei sobre a sua irmã em respeito a você, mas pelo visto já sei que não iria conseguir nada pesquisando seu nome falso.

- Tem razão. Mas há algum tempo você me disse que havia coisas sobre mim que nem eu mesmo sabia. Então trate de dizer agora mesmo o que você sabe.

- Eu sempre achei que havia algo de muito estranho com a sua irmã, mas você sempre a defendia. Você ouviu Sonozaki Saeko, não ouviu? Ela disse claramente: "Nunca imaginei que os dois filhos da família Sonozaki estivessem juntos no mesmo lugar e muito menos imaginei que justamente eles fossem o W". Será que você ainda não entendeu o que significa isso?

- Mas isso significa que... A Nee-san...

- Essa mulher não é sua irmã... Ela é nossa mãe! Você ainda não entendeu que nós somos irmãos?

- Irmãos... Eu tinha entendido que a Nee-san era sua mãe, mas eu...

- E isso não é tudo. Certamente você também teve parte da sua memória apagada. – Comentou Phillip.

- Minha memória também foi apagada? Mas como assim?

- Por acaso você se lembra da sua infância ou de quem foram seus pais?

- Agora que você falou... Na verdade não. Eu nunca parei pra pensar nisso.

- Então observe a data do ticket que Saeko nos deu.

- É uma data de 10 anos atrás.

- Exatamente. E quantos anos nós tínhamos naquela época?

- Eu tinha... 10 anos. Então provavelmente você tinha...

- 6 anos. Eu tinha somente 6 anos.

- Vamos ver o que aconteceu naquela época. O DenLiner está quase chegando.

[Fuuto: 17 de agosto de 2002]

O DenLiner chegou na época indicada pelo bilhete que a malvada irmã Sonozaki entregou aos meninos. Eles desceram em frente à mansão da família e avistaram seus familiares de longe. O pai Ryuube, a mãe Airi, as irmãs Wakana e Saeko e os irmãos Ryoutarou e Raito. Parecia que eles estavam se preparando para ir a uma espécie de escavação.

- Veja isso Phillip! Aqueles garotos ali somos nós. – Comentou Ryoutarou.

- Raito. Não esqueça que o meu verdadeiro nome é Raito, Ryoutarou.

- Tá bom, tá bom. Quem se importa com isso? O mais importante agora é descobrirmos para onde eles estão indo.

- Isso é bem obvio, ô gênio. É evidente que eles estão indo a um sitio de escavação arqueológica.

- Ei... Como sabe disso, Phillip... Quero dizer... Raito?

- Por nenhum motivo. Apenas pelas roupas que estão usando dá pra deduzir, não acha?

- Tem razão. Ei, Raito, você não cansa de estar certo? – Perguntou Ryoutarou.

- Não. – Respondeu seco.

- Certo, vamos segui-los. – Determinou Ryoutarou, indo em direção a eles tomando cuidado para não ser visto.

- O que pensa que está fazendo, Ryoutarou? Vamos no DenLiner. Eles estão de carro, como vamos segui-los a pé?

- É verdade. Eu ainda estou meio atordoado. Isso afetou a minha capacidade de raciocínio.

- Você já é afetado em seu normal. – Comentou Raito.

- Ah, cala essa boca. – Respondeu Ryoutarou.

Os Riders chegaram ao local onde a família Sonozaki estava escavando. Era uma espécie de caverna onde tinham vários fósseis. O patriarca da família, Ryuube, era fascinado por relíquias antigas e poderes relacionados a elas. Naquele espaço também havia uma espécie de poço. Esse poço era lendário por supostamente conter as Memórias da Terra. Ryuube escreveu o nome de cada membro da família em uma espécie de pincel e deixou o artefato em cima da beira do poço. Todos se distanciaram enquanto o pequeno Raito chegava perto do poço.

- Veja isso Ryoutarou. Parece que aquele garoto ali sou eu.

- Sim e ele está chegando perto do poço. Isso pode ser perigoso.

- E agora? O que faremos?

- Eu não sei Raito.

- Cuidado! – Exclamou Raito, vendo ele mesmo caindo dentro do poço

- Calado Raito! Não percebe que estaremos perdidos se eles perceberem a nossa presença?! – Disse Ryoutarou, fechando a boca do irmão com as mãos.

- Me solta! Por acaso não viu o que acabou de acontecer? – Perguntou o aflito gênio.

- Sim, eu vi. E pra falar a verdade eu não consigo acreditar no que aconteceu agora.

- E eu? Como acha que eu me sinto? Eu acabei de ver a minha própria morte aos 6 anos de idade. Como eu posso estar vivo em 2012?

- Raito... Só há uma explicação pra isso.

- E qual é?

- De alguma forma... Você reviveu.

- Revivi...?

- Raito olha aquilo! – Exclamou Ryoutarou, ao observar o que acontecia a seguir.

Alguns instantes depois de Raito cair dentro do poço, uma luz verde brilhante emanou de dentro dele. Do poço saiu o garoto com enormes asas verde semelhante a asas de anjo. O garoto caiu nos braços da mãe. Sem que ninguém percebesse, um feixe de luz entrou no corpo do pequeno Ryoutarou, o que o transformou em um Ponto Singular, capacitado para proteger o tempo.

- Vocês viram? Você viu Airi? Eu disse que esse poço era especial. O Raito caiu dentro dele mas não morreu, ao contrario, ele reviveu com poderes incríveis. Veja só a energia que emanou dele agora a pouco.

- O que significa isso? Mas que diabos significa isso?! – Questionava Raito.

- Acalme-se!

- Como vou me acalmar Ryoutarou? Você ainda não percebeu? Eu já estou morto!

- Não faça escândalo. Isso não vai resolver nada. Precisamos continuar observando para entender melhor o que está por trás do nosso passado.

- Entendo...

Os irmãos continuaram observando a família e pouco tempo depois do que aconteceu com Raito, Ryuube quis usar o garoto na produção de artefatos chamados de Gaia Memory, porém a mãe Airi era contra. Isso resultou em uma briga entre Ryuube e Airi, que por sua vez, estava com o pequeno Raito nos braços, porém Ryuube o tirou dela atacando-a. Ela fugiu da casa puxando o pequeno Ryoutarou pelo braço, deixando para trás as irmãs Saeko e Wakana e prometendo recuperar seu filho Raito para que ele não fosse usado para o mal. Depois disso, Airi apagou a memória do próprio filho, fazendo-o acreditar que seus pais morreram e que ela era sua irmã mais velha, ao mesmo tempo que desenvolveu a capacidade de voltar a ter sua aparência de quando tinha 25 anos, usando um Memory em si mesma. Raito, por sua vez, também teve sua memória apagada pelo próprio pai com a ajuda de um cientista e trancado em um prédio isolado em uma ilha, de onde foi resgatado por Akiko nos dias atuais. Os irmãos estavam tão chocados com tudo o que descobriram que nem tinham ânimo para retornar.

- Vamos Ryoutarou. Precisamos retornar a 2012.

- Raito...

- Hum...

- Faz ideia do que descobrimos aqui? Faz ideia do que essa família fez com as nossas vidas?

- Ryoutarou... Nós dois apenas fomos usados. Só isso e nada mais. Sabe o que eu tiro disso tudo?

- O que?

- O único culpado disso é Sonozaki Ryuube. Apenas ele. E a nossa mãe...

- A Nee-san, digo, Sonozaki Airi, arruinou a minha vida. Ela me obrigou a viver em uma mentira, fingindo ser minha irmã quando na verdade era a minha mãe. Se eu pudesse... Nem voltava para 2012.

- Não creio que a nossa mãe tenha tanta culpa assim. Pra mim ela foi apenas mais uma vítima daquele homem que infelizmente é o nosso pai.

- Eu não acredito nisso. Ela também é culpada. Por que ela fez isso com a gente?

- Deixe de bobagens Ryoutarou. Eu deveria estar bem mais abalado do que você com tudo isso.

- O que quer dizer com isso?

- Eu cresci na solidão apenas sendo usado para os fins malignos do meu pai que nunca se importou conosco. Durante todo esse tempo até a Aki-chan me resgatar, eu apenas fui usado como um simples objeto, ao passo que você pelo menos cresceu contando com todo o carinho e proteção da nossa mãe.

- Acho que entendo...

- E também Ryoutarou... Você acha que para mim foi fácil... Descobrir que eu não sou um ser humano?

- Raito... Então você não é um ser humano?

- Eu era... Mas não sou mais. Eu... Nem ao menos sei o que eu sou. Você não entendeu o que aconteceu aqui?

- Eu sinto muito... Meu irmão.

つづく continua...


Nusssaa! Quantas reviravoltas na historia! O que será que vai acontecer com os irmãos? Até eu estou curiosa XD