N/T: Mais outro pra gente :)


Anteriormente...


- Sasuke! Você nem mesmo confessou seu amor e ja esta noivo! - Naruto gritou.

Sasuke revirou os olhos. - Você está errado, dobe. Eu confessei, ela apenas não acreditou.

- Bem, então faca-a acreditar!

- Hn, eu estava" bêbado ". Se tocar no assunto de novo, terei de dizer que era tudo fake.

Shikamaru suspirou, fitando as nuvens dentre os galhos das árvores, ouvindo Akamaru latir ao longe e Kiba jogando com ele. - Mas, em situações como a sua, a garota nao ficaria tao "deslumbrada" por achar "fofo" sua atitude de ter tido todo esse trabalho somente para ficar com ela?

Naruto riu. - De jeito nenhum! Sakura definitivamente não é o tipo feminino! - gritou.

- Eu não sou o quê? - Essa foi a voz de Sakura. Embora ainda estivesse a uma certa distância dos meninos, seria impossível nao ouvir a voz estridente de Naruto.

- Nada! -O loiro respondeu rapidamente, em seguida, virou-se para seus amigos. Desta vez, sussurrando. - E ela fica brava facilmente também ..

.


- Então o que você vai fazer? - Tenten perguntou, puxando um punhado de grama do chão.

- Sobre o que? - Sakura perguntou.

- Sobre Sasuke, - respondeu Ino. Ela estava deitada sobre de barriga para o chao e o queixo descansando na palma da mao. - Quero dizer, você vai confessar seu amor por ele, certo?

Sakura balançou a cabeça. - Não!

.


- Você deveria convidá-la novamente. Quero dizer, você a ama, - brincou Naruto.

Sasuke lhe enviou uma carranca. - Naruto, por que quer que eu e a Sakura fiquemos juntos?

Olhos azuis desviaram-se para outro lado. - Então .. você me deve ... e eu posso ser o padrinho dos seus futuros filhos e sugiro que de meu nome ao seu primogenito. - E sorriu amplamente.

- Não, - respondeu apenas.

- Uchiha, você percebe que Naruto não vai parar de incomodá-lo até você ser homem o suficiente e chama-la para sair novamente?

.


- Ele já me rejeitou uma vez, sabia.

- Sakura, … você tinha apenas 12 anos na época...

- Então por que deveria me humilhar de novo?

Tenten soltou um suspiro. - Porque nós somos suas amigas e só queremos o melhor pra você. Você vai se arrepender se nao fizer isso...

Como Sakura odiava a palavra "arrependimento". Na verdade, detestava-a, do fundo de sua alma.

- Além disso,- Ino acrescentou, - se você não contar a ele, nós contaremos.

.


- Tudo bem, vou convidá-la.

.


- Tudo bem, vou confessar o que sinto a ele.

. .

.


Uma criação de Xmarksthespot

Tradu-adaptação por K hime

.

My Pretend Boyfriend

Capítulo XI

.


No dia seguinte, Sakura ligou para casa depois do trabalho, usando o telefone do hospital.

- Olá? - Soou a voz de sua tia.

- Oi, aqui e a Sakura. Eu tenho que trabalhar hoje à noite porque alguns ninjas acabaram de voltar de uma missão e precisam de atendimento, - mentiu. Secretamente, decidiu que hoje, não importa quão envergonhada ficaria, era o dia em que iria confessar seu amor pela segunda vez para a mesma pessoa e, com certeza, seria rejeitada pela segunda vez. Era o dia que iria ate Sasuke e lhe diria-

Sakura balançou a cabeça.

Ela não podia sequer confessar seu amor em seus pensamentos.

- Oh, ok. Você quer que sua prima ou alguém lhe leve o jantar? - Fora todos de sua família (incluindo seus pais), parecia que somente sua tia era a única a se portar naturalmente depois do assunto "noivado com Sasuke".

- Não, está tudo bem. Eu tenho comida aqui, obrigada. - desligou o telefone e entao foi pegar sua bolsa.

Depois de uma pausa, Sakura fitou sua aparência no espelho.

Ela já havia ligado para Sasuke, pedindo para encontrá-la nos campos de treinamento - sabendo que sua prima havia saído para fazer compras e seu pai e tio foram para algum lugar qualquer. Era um dos poucos lugares que ela não seria pega - nos campos de treino.


Sakura rapidamente correu para la.

E tentou parecer o mais casual que pudesse assim que o avistou. - Uh .. oi?

- Hn.


Sasuke não podia acreditar que seus amigos realmente o fizeram fazer isso, ficar com Sakura.

Sozinho.

No meio de um campo.

Ironicamente, mesmo quando estava prestes a perguntar se ela queria sair para que eles pudessem conversar, ela o ligou pedindo a mesma coisa.

Ele ficou ali, em silêncio, imaginando se deveria deixá-la falar primeiro.

- Eu tenho algo pra te dizer, - Sakura começou.

Ele observou o fato dela brincar com os proprios dedos.

- Bem, você sabe que estamos fingindo ser um casal?

Sasuke imediatamente fitou-na nos olhos. Começou a imaginar todas as coisas possíveis que ela estava prestes a dizer, perguntando-se se iria pedir-lhe que simplesmente parassem com essa palhaçada de noivado fake, porque ja estava ficando ruim demais te-lo por perto.

Percebendo que poderia isso, Sasuke a interrompeu. - Takoyaki!

- O quê?

- Estou com um pouco de fome. Quer vir?

- Uh .. claro.


XxxxX


- Oh meu Deus, ele está perdido! - Naruto gritou, por tras de uns arbustos ali perto.

- Que problematico. Por que estamos aqui? - O moco preguiçoso perguntou.

- Para garantir que o Uchiha não se acovarde, - Neji respondeu, divertido.

- Eu não posso acreditar que ela foi interrompida! - Ino queixou-se. - Huh? O que vocês três estão fazendo aqui?

Naruto levou apenas um segundo para admitir que estavam espionando o casal ao longe. - Estamos vendo se Sasuke vai convidá-la pra sair. O que você está fazendo aqui?

Hinata deu um passo adiante. - Estamos vendo se Sakura-chan vai confessar seus sentimentos por ele.

- O que ?! Esta me dizendo que ela gosta dele também?

Tenten balançou a cabeça. - Esta mais para ama-lo.

Neji cruzou os barcos. - Não temos certeza se ele gosta ou ama a Haruno, mas o Uchiha vem passando por um momento difícil com todas essas suas confissões falhadas, uma atras da outra.

Shikamaru soltou um longo bocejo, interrompendo a conversa. - Sabe ... eles ja foram embora.

Animado, Naruto saiu correndo, seguindo o casal e levando o resto dos amigos consigo.


XxxxX


Sakura observou-o fazer o pedido, entregando-a uma pequena caixa com o que fora odernado.

- Obrigada. - agradeceu, lentamente tirando um pedaço de polvo.

Houve um silêncio constrangedor entre os dois, ambos mordiscando a comida e andando lentamente pelos arredores - sendo paranóica, Sakura olhou para os lados constantemente, para as pessoas que passavam por ali.

- Sakura, - O shinobi respirou fundo, - há algo que você deveria saber. - E fez uma pausa, mantendo o foco apenas em seus pés e o chão sob os mesmo. - O que eu disse pra sua família durante o jantar, algumas semanas atrás... - A voz masculina foi sumindo lentamente.

"Tudo o que eu disse, incluindo a parte 'eu gosto de você', nao passou de uma mentira" Sakura já podia imaginar Sasuke dizendo tais palavras e isso a fez enlouquecer.

Fazendo a única coisa que pode pensar no momento, levantou a mão ao ar.

- Espere. Pode esperar um segundo?

- O quê?

- Eu. .. preciso fazer xixi. - E chutou-se mentalmente - não, estrangulou-se.

Imediatamente fugindo do rapaz para o primeiro prédio que viu pela frente.

Ela precasa limpar a mente.


Xxxx


- Xixi? - Ino gritou (alto), fazendo com que as pessoas próximas fitassem para os seis amigos escondidos atrás de um prédio. - Que tipo de desculpa é essa?

Tenten balançou a cabeça. - Tão perto ... por que teve que interrompê-lo?

Naruto deu de ombros, afastando-se dos amigos. - Minhas pernas doem ... quando será que eles realmente vao dizer alguma coisa? - reclamou.

- Uh, - Hinata falou, - Sakura-chan acabou de sair .. eles estão saindo.


Xxxx


Não só continuaram a cortar um ao outro, mas contiuaram a dizer tantas desculpas sem sentido que ja estava ficando cansativo.

Até o final do dia, Sasuke e Sakura estavam começando a ficar sem ideias, subindo as escadas até o topo da montanha com os rostos dos Hokages esculpidos em pedra.

Seus espiões, porém, estavam esgotados demais para continuar o caminho.

- Sasuke, Eu-

- Sakura, eu-

Ambos disseram em uníssono, desviando o olhar em seguida.

- Você primeiro.

- Hn, você primeiro.

- Não, Sasuke, vai primeiro.

- Hn.. - Sasuke prendeu a respiração, pensando nas palavras mais adequadas. - Sakura, faz alguns meses e eu comecei a -

- Sakura?

O casal congelou ao ouvir uma voz familiar - Sasuke rezando mentalmente para que não fosse quem achava que era.

Lentamente, suas cabeças viraram somente para encontrar um par de olhos castanhos escuros lhes fitando.

- Eu pensei que que havia dito que não queria ver vocês dois juntos. - A voz soou mais alta ao se aproximar dos dois.

- Pai, - Sakura começou. - Eu-


Xxxx


- Deixe-me ir buscá-lo! - Naruto gritou, apenas para ser retido pelos outros cujos rostos tristes não ajudavam em nada a aliviar a situação.

- Eles estavam tão perto. - Ino suspirou, observando o homem mais velho levantar a voz para a kunoichi de cabelos rosados.


Xxxx


- Bata na minha janela amanhã à noite. Eu tenho que falar com você, - sussurrou Sakura, em seguida, obedecendo o pai e voltando para casa.

.

.

Continua

.

.


N/T:

Galerinha :DD

Nah, trouxe mais de MPB pra gente ;D

E ai, o que acharam?

Esses dois, hein.. E esse "chove nao molha"!

risos

..

Bjitos,

Hime.