Life is a gift, so is death

Quando ele morre como humano um dos últimos pensamentos que lhe ocorreu é que ele havia passado mais tempo com uma alma do que havia passado sem ela, séculos ajudando e salvando outros ou tentando pelo menos na maior parte do tempo, ele evita apocalipses e salva o mundo, e se cerca de pessoas boas para o ajudar a se salvar quando necessário. Ele passa o tempo de vida de todos eles, a maioria morre ainda jovem em batalha ,mas há algumas exceções, Connor é um desses que tem sorte, ele o vê se casar, ter filhos, uma carreira, ele o vê envelhecer e viver.

Quando ele volta a ser humano ele fica menos tempo vivo do que da primeira vez, só alguns poucos anos, quando a sua morte chega dessa vez é bem rápido, uma morte em batalha como a maioria daqueles que tinham lutado ao seu lado, ele salva o mundo mais uma vez e morre como humano. Parece bom o suficiente.

Ele abre seus olhos e o sol está batendo na sua pele sem queimar ,o que não era tão surpreendente quanto a mulher que estava ao seu lado sorrindo para ele.

"Cordy ?"

"Dã, claro que sim, a não ser que alguns séculos tenham te feito esquecer a glória da minha imagem ,se esse for o caso nós vamos precisar ter uma conversinha Angel"

"Eu não esqueci"

"É bom que não tenha mesmo. De qualquer maneira sinto muito pela sua morte, não isso é uma mentira, acho que ainda tenho o meu lado egoísta dos meus tempos de Sunnydale ,eu realmente senti a sua falta"

"Eu também senti a sua. Desculpa por ter demorado tanto"

"Não se preocupe campeão eu sempre soube que você era meio lento"

Ela o beijou e ele sentiu que tudo estava certo com o mundo.

A Morte era o seu presente, era estar com ela de novo.

Obrigada por ler, reviews são sempre apreciadas.